Image
O primeiro gol de Balotelli contra o goleirão Neuer: uma nova e diferente Azzurra (Foto: seattlepi.com)

Se cuide, Espanha, que a Itália vem aí!

Depois de vencer a poderosa Alemanha, ontem, por 2 gols a 1 — merecia mais –, a seleção da Itália que disputa a Eurocopa 2012 foi, como se sabe, para a finalíssima contra os espanhois, no domingo, dia 1º de julho.

Como sempre um tanto desacreditada, o time, com a nova filosofia de jogo e a renovação parcial do elenco promovidas pelo treinador Cesare Prandelli, afasta-se cada vez mais da Squadra Azzurra de há tantas competições — fechadíssima atrás, jogando à base de contra-ataques, temerosa de avançar e parca em gols.

Não, desta vez é uma equipe sólida, com uma defesa para ninguém botar defeito mas, como se viu contra a Alemanha, que sabe agredir. E, sobretudo, com o craque que mais brilhou na competição: o extraordinário meio-campo Andrea Pirlo, que já fizera bonito na campeã do mundo de 2006 e que hoje, perto dos 33 anos de idade, está jogando como nunca: passes perfeitos, dribles na hora exata, lançamentos com precisão milimétrica, um fôlego impressionante e a disposição de estar em todos os cantos do campo — até um gol da Alemanha ele salvou ontem.

Image
O grande Pirlo dando conta de três ingleses, inclusive do capitão Gerrard (centro), na partida em que a Itália venceu (Foto: guardian.co.uk)

Pirlo, sempre discreto e sem espalhafato em campo, é um daqueles raríssimos casos de jogador em que a bola parece uma prolongação das pernas. Não é por acaso que, transferindo-se do Milan para o Juventus, a Vecchia Signora voltou a ser campeã italiana — e, feito raro, invicta.

A seleção da Espanha, pois, apontada como favorita desde o começo da competição, que se cuide: a campeã da Eurocopa passada, em 2008, e campeã do mundo, em 2010, não está na ponta dos cascos, como se tem observado. Não se trata apenas do esgotamento dos principais jogadores — que integram o Barça e o Real Madrid –, mas de um desequilíbrio evidente causado por um desfalque e pelas consequências na armação do time: o do zagueiro Puyol, capitão do Barcelona, que não pôde ser convocado por estar em recuperação de cirurgia no joelho.

Não é que Puyol, zagueiro de qualidade, leal e raçudo, seja o melhor central do mundo. Mas, como o treinador Vicente del Bosque visivelmente não confia em Albiol, do Real, para o posto, manteve-o no banco e deslocou para o lugar de Puyol, e para fazer parceria com o barcelonês Piqué, o hoje zagueiro do Real Sergio Ramos, que, como lateral direito veloz, forte, de chute poderoso e cruzamentos perigosos, era uma arma perigosíssima, quase letal de La Roja.

Image
Puyol: sua contusão teve um efeito dominó na seleção da Espanha (Foto: imagensa.com)

O time espanhol, portanto, pelo efeito dominó da ausência de Puyol, está capenga pela direita, já que quem ocupa a lateral, de forma incompreensível para mim, é o jogador mais fraco da equipe, Arbeloa — ruim para atacar, fraco para defender e contumaz em fazer faltas que levam perigo para o gol de Casillas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =

10 Comentários

carlos nascimento em 01 de julho de 2012

A Espanha venceu ! Bi-Campeã da Europa ! Parabéns! A Itália cometeu os mesmos erros dos demais Times e Seleções que enfrentam os conjuntos espanhóis, seja contra o Barcelona, seja contra a Seleção, deram espaço em demasia, ficaram esperando atrás, isso é fatal, pois o entrosamento dos "armandinhos & enceradeiras" ainda é muito forte. O técnico italiano - Cesare Prandelli - que vinha obtendo ótimos resultados, amarelou na final, explico:- - Erro número um, escalou Giorgio Chiellini, o ala esquerda italiano sem a menor condição física de jogo, a Espanha sabia disso, forçou as jogadas em cima dele, prova que o primeiro gol foi feito em jogada de infiltração, de linha de fundo com Fábregas, ele não conseguiu chegar para evitar o cruzamento e David Silva faturou. Em seguida sentiu e teve que sair, queimando uma substituição. Alô Mano Menezes aprenda essa lição, nunca escale em jogos de Copa do Mundo,jogador algum que não esteja 100% fisicamente, é fatal. - Erro número dois, estão lembrados que contra a Alemanha ele avançou a marcação, fazendo pressão na saída de bola, dificultando o jogo dos alemães, ganhando espaço para as ações ofensivas, isso assustou os germânicos e propiciou jogadas de perigo, dando condições de Balotelli faturar por duas vezes, estranhamente hoje o time italiano ficou esperando, isso é praticamente dizer adeus a qualquer chance de vitória. Para ganhar do conjunto espanhol só tem um jeito, ser corajoso, ser audacioso, partir para a marcação sob pressão no campo do adversário, fazendo uma linha de quatro na frente da zaga, buscar sair na frente do placar, para aí sim jogar nos contra ataques e explorar jogadas em lançamentos de profundidade. - Erro número três, fez a terceira substituição muito cedo, em jogo de alta competitividade, o risco de contusões aumenta, deu azar e Thiago Motta se machucou, selando sua sorte. Quando teremos um TÉCNICO com coragem para enfrentar os espanhóis, está na hora de surgirem novos RINUS MICHEL.

carlos nascimentocia em 01 de julho de 2012

No Brasil tudo é bem diferente, seja bem vindo CLARENCE SEEDORF.

carlos nascimentocia em 01 de julho de 2012

Ricardo, Claro que reconheço a sua inteligência para avaliar perfeitamente os fatos, apenas vez por outra devemos cutucar as "onças" com vara curta para saírem da zona de conforto. O RACISMO existe sim na Europa, é forte, vários jogadores por ai sofrem constrangimentos, quando instigo sobre a patrulha espanhola, o faço com sutileza, revelo a causa... Responda-me se for possível, dentre todas as seleções europeias, qual a única seleção de ponta a não possuir jogadores NEGROS em seus conjuntos .........adivinhem..... adivinharam.......ESPANHAAAAAAAAAA. Imaginem um Balotelli sendo goleador da fúria, o Príncipe das Astúrias Dom Felipe de Bourbon teria um infarto fulminante. RS vc é inteligente é sabe muito bem do que estou falando...... me aponte um ídolo esportivo espanhol da raça negra..... Pelé...não Lionel Messi....rs rs rs rs abração Carlos Nascimento. Aponto, sim: Marcos Senna, ex-Corinthians, naturalizado espanhol, titular absoluto da seleção da Espanha por muitos anos e campeão da Eurocopa de 2008. O que se passa, caro Carlos, é que existem pouquíssimos futebolistas negros na Espanha.

Márcia Maria em 30 de junho de 2012

Sr.Setti, na minha opinião o melhor sistema defensivo da copa é da Azuura, é quase perfeito! Se não me engano é da Juventus.

carlos nascimento em 30 de junho de 2012

Alguns sites na Europa vetaram a publicação da famosa foto de Balotelli comemorando o segundo gol da vitória sobre a Alemanha, sem a camisa da Azurra, dorso nu, mostrando toda a exuberância da raça negra, dando recado claro ao intolerável RACISMO europeu. E por aqui, será que não dá para homenagear o agora famoso "corcel negro" italiano, ou será que a patrulha espanhola não permite....... Ôoooo, Carlos você está me estranhando? Que coisa é essa de "patrulha" espanhola? Pra cima de mim? Racismo é odioso e eu abomino racistas. Por sinal, você está sendo injusto e falseando a realidade ao dizer que há um "racismo europeu". Generalização é sempre injusta e não raro mentirosa. A grande maioria das pessoas na Europa Ocidental, principalmente, não tem nada de racista. O racismo é coisa de minorias fanáticas, que são combatidas pela lei nos países europeus.

carlos nascimento em 30 de junho de 2012

A Eurocopa está confirmando algumas situações: - A Inglaterra não consegue se renovar, excetuando os diferenciados, Rooney, Lampard (contundido), Gerrard, os demais são apenas medianos, os novos convocados não conseguem ter brilho, vejo que os ingleses terão sérias dificuldades no próximo Mundial/14. A Champion League recheada de estrangeiros não consegue fazer a tão sonhada evolução da safra. Outra coisa que me deixa intrigado, qual a razão de Sir Alex Ferguson não comandar o English Team, sendo ele o maior vencedor de títulos da Europa com o Manchester, realmente não dá para entender, lá como cá a politicagem do futebol só faz estragos. - A Espanha do caro RS já começa a demonstrar fadiga de material, o jogo cadenciado da Fúria está ficando chato, insosso, irritante, ficou amarrado e cheio de "armandinhos/enceradeiras", acho que a ausência do Villa faz toda a diferença, pois ele era um atacante assimétrico, agudo, partindo com constância rumo ao gol adversário, isso acabou, entrando o Fábregas que é outro "armandinho". O público em determinado jogos começam a vaiar a forma de jogar dos espanhóis, falta agressividade. Já cantei essa pedra por aqui, quando o adversário encaixar a marcação - marcar pressão na linha de frente dos zagueiros - tirando a posse de bola inicial,obrigando os espanhóis a se virarem lá na frente, estará liquidada essa estratégia das "enceradeiras". OXALÁ, amanhã a AZURRA entre com esse esquema tático que estou sonhando: - Linha de 4 na frente da zaga espanhola, tirar a posse de bola vindo de trás, colar alguém em Xavi, o resto Pirlo e Bolatelli farão a diferença. - A Alemanha com algumas alterações continuará muito forte, Ozil amadurecendo, devem chegar como grandes favoritos ao Mundial no Brasil. - A Itália na Eurocopa está jogando o fino da bola,aliando a garra defensiva, com o talento do magistral Andreas Pirlo, Bolatelli é uma grata surpresa, só que é temperamental, pode por tudo a perder em breves segundos, isso quase sempre é fatal. A Itália pode estar dando os últimos suspiros de um bom futebol, igual ao bom vinho, quanto mais velho melhor fica, só que tem um problema, a idade avançada de alguns jogadores, Pirlo, Buffon, Cassano, irão pesar, talvez não cheguem ao Mundial/14. Acredito que o ganhador de amanhã será...... bem deixo com vocês, já devem ter avaliado por qual time ire torcer.......até lá.

Dina Marcoleti em 30 de junho de 2012

Os espanhois vão enfrentar o melhor time da Eurocopa no momento. A Azurra deve conter a Fúria.

Luiz Pereira em 29 de junho de 2012

Setti, A Itália é a seleção mais tinhosa do planeta. abs

Marco em 29 de junho de 2012

Dom Setti: É o mais singular,epidérmico,mais disposto, mais refinado, mais alegre. Mais erudito, Dom Setti é suspeito, é sim e eu tbm! Forzzzzzzzza Azurrrrrrrrrraaaaaaaa! Abs. Estou dividido: sou, como você, um dos milhões de "oriundi" do Brasil, e vivo parte do tempo na terra de La Roja, onde está minha família e meu netinho... Vou sofrer muito. Abração!

Silvio Grosslerner Flory em 29 de junho de 2012

Falando sôbre o time da Itália, o Balotelli caiu no chão no segundo tempo com fortes cãimbras. Caso dessem uma banana para ele recuperar o potássio, seria considerada uma manifestação racista??? Aí acho que não, grande Silvio...

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI