Image
O ex-presidente francês Jacques Chirac (1995-2007): cadeia por desvio de recursos públicos e abuso de confiança (Foto: Reuters)

Puxa vida, que figurão: ex-deputado, ex-prefeito de Paris durante nada menos que 18 anos, ex-ministro em quatro governos diferentes, ex-primeiro-ministro por quatro anos e presidente da República Francesa por longos doze anos — de 1995 a 2007 –, sendo, nesse período, um dos homens mais importantes do mundo, Jacques Chirac, 79 anos, acaba de ser condenado pela Justiça a dois anos de cadeia.

A acusação é que, durante sua gestão como prefeito de Paris, praticou, entre outros delitos, desvio de recursos públicos e abuso de confiança.

Ah, Chirac, além dos títulos passados, é, hoje, membro do Conselho Constitucional da França.

É claro que ele poderá recorrer.

Mas que coisa mais esquisita um país em que um figurão desse porte pega pena de cadeia, não?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − cinco =

14 Comentários

Lauro em 20 de dezembro de 2011

Pois é Setti, se bobear a CPI da Privataria Tucana pode engaiolar o FHC, que tal?? Que fale a Justiça, Lauro. Vamos, sim, ver.

claudio em 19 de dezembro de 2011

Que tal a sugestão de convencer o Lula a algum cargo eletivo na França,síndico de prédio ou qualquer outra coisa que possibilite alguma falcatruazinha que lhe é peculiar? Não seria interessante?

Hellyétt F. em 16 de dezembro de 2011

Nossos mui dignos ministros deveriam fazer um intensivão na França, até não me importaria com a gastança...contanto que aproveitassem os ensinamentos de um país verdadeiramente democrático.

nena em 16 de dezembro de 2011

"Como se não houvesse ainda juízes em Paris"! Faz a gente morrer de inveja. Como será viver num país assim? Antigamente, mas nem tão antigamente assim, o Brasil costumava imitar os países do mundo. Agora, como julga ter identidade própria, criou o seu próprio modelo e assim "há pessoas que estão, sim, acima da lei" segundo o manifesto da associação de juízes pela democracia. Seria uma delícia ver alguns ex-presidentes sendo julgados e condenados, começando pelo mais novo ex.

Luiza em 15 de dezembro de 2011

Difícil é viver num país onde os políticos ladrões ficam soltos e mesmo quando são condenados não cumprem pena. Difícil é viver num país onde a corrupção impera e ninguém vai para a cadeia. Parabéns, França.

Corinthians em 15 de dezembro de 2011

Ancelmo - 15/12/2011 às 14:31 Tem certeza que foram só 40 bilhões ? Não foram 132 trilhões não ?

carlos nascimento em 15 de dezembro de 2011

Meu caro amigo Ricardo, Vejo que a troca de informações com o querido Brickman, estão deixando o seu "sarcasmo" afiados, ou então, não me diga que passou a ler Bernard Shaw, creio que seja um bom caminho, assim os petralhas vão deixar de abusar da sua eterna elegância e benevolência. Jacques Chirac condenado em primeira instância é coisa para PAÍS do primeiro mundo, aqui os valores estão invertidos, ontem o stj e o stf deram um belo exemplo de "justiça", liberaram marcos valério do xilindró e garantiram a posse de um injustiçado ficha "limpa"(sic), o ícone da moral (invertida) retorna à casinha do espanto. POBRE BRASIL, ENCHARCADO DE JUSTIÇA E DEMOCRACIA. Viva la France. abraços Carlos Nascimento.

Vera Scheidemann em 15 de dezembro de 2011

Para nós, brasileiros, realmente é esquisito, muito esquisito... Morro de inveja. Enquanto isso, por aqui estamos quase liberando de qualquer julgamento os réus do mensalão, o que, na minha opinião, é muito mais que uma vergonha - é um CRIME ! Um abraço ! Vera

Silas S. Carvalho em 15 de dezembro de 2011

Que falta faz um Poder Judiciário, não?

Victor em 15 de dezembro de 2011

Setti, aqui, ex-Presidente corrupto vira Senador e "arauto da moralidade". E o denunciante é processado e condenado...abs.

G. Carvalho em 15 de dezembro de 2011

Já imaginou se essa premissa de que todos são iguais perante a lei é levada a sério no Brasil, país de tolos? A verba do PAC seria toda ela destinada à construção de presídios de segurança máxima. Só a Nomenklatura da coalizão trambiqueiro-meliante haveria de exigir compra maciça daqueles uniformes zebrados, que evidenciam a igualdade visual de todos os prisioneiros. Administrações que combinam a expertise em aparelhamento exibida por ex-terroristas, sequestradores e assaltantes de bancos com a esperteza dos políticos mais corruptos de todos os tempos teriam enorme dificuldade em conviver com princípios esdrúxulos como controle público dos gastos governamentais, auditoria independente, combate à prevaricação. Essas coisas horríveis são incompatíveis com a sobrevivência de uma república devidamente aparelhada, que aguarda apenas o amordaçamento da imprensa para tornar-se um vibrante cleptocracia.

Teresinha em 15 de dezembro de 2011

Isso é o sonho dos brasileiros, mas não é da justiça. Aqui temos homens que não são iguais perante a lei. Será que evoluiremos? parece cada vez mais difícil.

Joaq em 15 de dezembro de 2011

Esses franceses sao todos uns fascistas! Como podem condenar um politico por corrupçao? Isso e uma afronta aos direitos fundamentais da humanidade. Isso vai contra a dignidade humana! Brincadeira, ne?

Ancelmo em 15 de dezembro de 2011

E Serra e Dantas ai, desviando R$ 40 bilhões de reais...eta Brasil do STF bacana!!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI