Image
Victor Valdés jé completou 400 partidas pelo Barcelona

Amigos desta coluna, muito se fala nos grandes craques do Barcelona, principalmente do argentino Messi, mas também dos geniais meio-campos Xavi e Iniesta, sem contar revelações como Pedro e Busquets.

Ainda mais num dia como hoje, em que, logo mais às 15h45 (hora Brasileira), o Barça enfrenta o maior rival, o Real Madrid, no estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola, na primeira das duas semifinais que os dois disputarão pela Liga dos Campeões da Europa.

Enquanto os holofotes se voltam para os craques badalados, o goleiro Victor Valdés vai se impondo com um cartel impressionante e está prestes a bater um recorde histórico: o de defender o Barça em 410 partidas, honra ainda hoje nas mãos do grande Zubizarreta, titular durante 8 anos da camisa 1 do hoje melhor time do mundos, entre as décadas de 80 e 90, e ao longo de 13 anos e 126 partidas goleiro da seleção espanhola.

Valdés completou 400 partidas na derrota por 1 a 0 para o Real Madrid no sábado passado, 23, na decisão da Copa do Rei.

Andoni Zubizarreta, hoje, é o diretor esportivo do Barça.

Valdés também aos poucos se aproxima de um recorde ainda mais precioso para um goleiro: ultrapassar os cinco troféus de menos vazado obtido por um goleiro de seu clube (no caso por Ramallets, que jogou nos anos 50).

O goleiro do Barça já abocanhou três troféus Zamora nos últimos seis anos (2005, 2009 e 2010) e está à beira de obter o quarto. Para se ter uma ideia da temporada que Valdés vem fazendo, nas 29 partidas que disputou (das 33 realizadas), só tomou 15 gols. Nas mesmas partidas, o segundo mais vazado – o fabuloso Casillas, capitão do Real Madrid e da seleção espanhola – levou 26.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 9 =

6 Comentários

carlos nascimento em 01 de maio de 2011

Engraçado, não consigo enxergar o Valdés como goleiro acima da média, penso que o sistema defensivo do Barça é que ajuda em sua performance de menos vazado, se êle fosse bom mesmo, seria o titular da seleção, e não o Casillas do Real Madrid. Sobre Messi, logo após o jogo da última quarta-feira, meus amigos começaram a me zoar, e ai, está convencido de que Messi é o cara, respondi de pronto, ainda não, explico o porquê: - Messi é um excelente jogador, possui uma explosão fantástica na condução da bola e nos dibles, porém jogar no Barcelona, ao lado de Xavi, Iniesta, Villa, Pedro, Daniel Alves e as demais feras, torna-se fácil, sua técnica fica realçada, no entanto, na Seleção Argentina seu desempenho é pífio, portanto, enquanto êle não conseguir o mesmo nível de desempenho na Seleção, jamais me convencerá de que é o melhor do mundo, está devendo. Pelé é o Rei, porquê tanto no Santos, como na Seleção, sempre foi decisivo, mantinha o mesmo nível. Idem Maradona, álias, Maradona está pouca coisa abaixo de Pelé, no futebol claro, pois, jogou no Boca Jrs, Barcelona, e também em clube médio, o Napoli, em todos o seu desempenho foi ESPETACULAR, além de ter ganho praticamente sózinho a Copa do Mundo de 86. Messi precisa mostrar que é craque mesmo, buscando ganhar uma copa com a Seleção Argentina, senão, será apenas um jogador excelente do Barcelona (ponto).

Luís Roberto SBO em 28 de abril de 2011

continuando o comentário antrerior...Parabéns tbm. pela sua versatibilidade nos assuntos globais(esporte, música, política, educação e outros). Vc.é um gde. intelectual onde posso e estou atualizando muito os meus comentários nos lugares onde frequento(restaurante) no final da tarde e até noite tomando suco...rsrsrsrs....onde a família fica muito brava e com razão. Mas a noite é linda para ficar com companhias agradáveis. Caro Luís Roberto, obrigado pela gentileza, mas não sou intelectual, não. Sou apenas um jornalista. Fico feliz de você gostar do blog. Volte sempre. Abração

Luís Roberto SBO em 28 de abril de 2011

A cada momento(vários) de um dia onde entro na leitura da Coluna de AN e RA, tbm. estou tendo um grande interesse em entrar na leitura de sua Coluna, corrigindo um grande hábito. Um hábito saudável. Parabéns. Vc.escreve tudo aquilo q.pessoas(o Brasil) decentes gostaria de escrever. Parabéns e muito obrigado pela sua coragem(imparcialidade) republicana. Muito obrigado, caro Luís Roberto. Volte sempre por aqui. Abração

Marco em 27 de abril de 2011

Amigo Setti: Q timaço esse do Barcelona, fazia tempo q não via um time tão bom. Unica excessão o Mascherano, o Facínora dos Andes. O empresário dele deve ser o cara. E o C. Ronaldo vigaristiando na esquerda. Grande jogo. Parabéns. Abs.

Marco em 27 de abril de 2011

Amigo Setti: acho essa média excelente para goleiro de time grande,ou seja, 0,5 por jogo, ou melhor a cada 2 jogos 1 Gol. No Inter só me lembro do Benitez ter conseguido essa marca. Para centrovante tbm acho boa essa média. Claro q no futebol como na vida o q vale são as parcerias. Te explico numa época o Inter contratava centrovantes do Nordeste q marcavam 3 gols por partida, chegavão aqui e marcava isso numa temporada. Aí te pergunto jogavam contra quem ? Claro os caras recebiam 20 bolas numa partida e o time jogava para eles. Quando chegavam num time grande o máximo q recebiam eram 5 bolas e tinha q decidir. Abs.

Hugo em 27 de abril de 2011

Quem jogou contra o Real Madrid, derrota por 1 x 0 na decisão da Copa do Rei, foi o reserva Pinto e não o titular Valdés. Você tem absoluta razão, eu assisti ao jogo desde uma hora antes -- e outra hora depois -- e me enganei. Obrigado por me corrigir. Vou consertar. Abraços

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI