Este programa “Roda Viva” da TV Cultura foi ao ar a 12 de abril de 1993, um mês e alguns dias antes de Fernando Henrique Cardoso, o entrevistado, então ministro das Relações Exteriores, ser comunicado pelo presidente Itamar Franco, em um telefonema para Nova York, onde se encontrava, de que o nomeara como ministro da Fazenda. Participei da bancada de entrevistadores, que contou também com Mac Margolis (Newsweek), Ricardo Noblat (Istoé), Pedro Cafardo (O Estado de S. Paulo), Heródoto Barbeiro (TV Cultura), Marcelo Beraba (Folha de S. Paulo), Tonico Ferreira (SBT) e Milton Coelho da Graça (TVE). A apresentação foi do saudoso Jorge Escosteguy (1946-1996). Naquele período eu ocupava cargo na direção editorial da Abril.

Da gestão do sociólogo que passou a cuidar da economia sairia o Plano Real, que catapultaria FHC para a Presidência da República no ano seguinte.

FHC comenta o fracasso dos parlamentaristas no plebiscito que decidiu pelo presidencialismo – chamando os comícios parlamentaristas de “desengonçados” – e, entre outros temas, responde a pergunta sobre a cumplicidade do governo do Paraguai com ilegalidades flagrantes que atingem o Brasil — como a questão dos carros roubados aqui que são legalizados lá.

“O Paraguai passou por modificação grande, vai ter eleições agora”, disse. “Então, acho que esses processos todos vão ser revistos, está na hora de uma revisão”. O futuro presidente se mostrou otimista pela nova etapa do país vizinho e com a influência do Mercosul.

(Assista à íntegra do programa aqui)

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 9 =

1 comentário

Luiz Studart em 26 de abril de 2018

Caro RS, Porfavor, tente repostar a íntegra deste; link atual, vazio . Grato . Caro Luiz, desculpe a demora na resposta e obrigado pelo alerta. Na verdade, o link não está vazio. Acabei de testar. Você precisaria clicar no título para abrir o vídeo. Saudações e volte sempre!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI