FIFA tramou para sua TV mostrar o mínimo de Dilma — e, assim, poupá-la de vaias

Dilma entrega correndo a Taça FIFA para o lateral Lahm, capitão da Alemanha (Foto: Ivan Pacheco/VEJA.com)

Dilma entrega correndo a Taça FIFA para o lateral Lahm, capitão da Alemanha: constrangida, ela fez tudo rapidinho para fugir de vaias (Foto: Ivan Pacheco/VEJA.com)

Não precisava ser tão patético, mas foi.

A TV FIFA fez de tudo para esconder a presidente Dilma dos telões do Estádio do Maracanã ontem, na final da Copa do Mundo, para evitar vaias e xingamentos — que, de fato, foram poucos.

Mas, com isso, pouco mostrou importantes visitantes estrangeiros presentes, a começar pela chanceler alemã Angela Merkel, uma das governantes mais importantes do mundo, passando, também, por outro dirigente de primeiro plano — o presidente russo Vladimir Putin, que praticamente desapareceu do telão e das imagens de TV transmitidas para todo o mundo.

A colaboração do cartola Joseph Blatter, presidente da FIFA, esteve presente o tempo todo — até na rapidez com que, na hora solene em que a presidente deveria entregar a Taça FIFA para o capitão da seleção campeã, o lateral alemão Philip Lahm, ele passou correndo a estátua de pouco mais de 6 quilos de ouro para Dilma, que bateu o recorde de pressa na entrega, com fisionomia constrangida. Entregou e saiu rapidinho de frente das câmeras de TV.

(Foto: Pedro Ugarte/AFP)

Parte do camarote de honra na final da Copa: na fileira de cima, em primeiro plano, Putin, Blatter, Dilma, Merkel e o presidente alemão, Joachim Gauck. Na fila de baixo, o último da direita é o chanceler russo Sergei Lavrov (Foto: Pedro Ugarte/AFP)

Putin estava a uma cadeira de distância de Dilma — Blatter sentou-se entre eles –, mas ficou praticamente invisível em telas e telões. Merkel, que em outra circunstância seria importante protagonista, juntamente com a própria presidente, era focada em frações de segundos. O presidente da Alemanha, o ex-ativista pelas liberdades públicas na ex-Alemanha Oriental Joachim Gauck, considerado o homem público de mais autoridade moral em seu país, ninguém viu.

Acabaram sumindo do mapa outros presidentes de nações importantes para o Brasil, como Jacob Zuma, da África do Sul, sem contar autoridades como o chanceler russo, Sergei Lavrov.

O objetivo principal da mãozinha de Blatter a Dilma, contudo, acabou sendo alcançado: houve vaias, sim, mas não generalizadas, e as ofensas grosseiras à presidente, que também existiram, reduziram-se a pontos isolados do público.

No momento da entrega da Taça FIFA, as vaias aumentaram de tom, acabando, porém, por serem abafadas pelos aplausos e comemorações dos torcedores alemães e dos brasileiros que não queriam a vitória da Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 Comentários

  • Zé Roberto

    DILMA, eu votar em tu, minha linda!!!!!!!

  • Toninho Malvadeza

    Que coisa mais ridícula !
    Ter que ESCONDER a presidente do país,para evitar xingamentos e vaias.
    PERDEU,LULA !

  • @MauroVS

    Eu assisti na resolução 720p, menos que 1K 1080p e a propaganda era 4k.
    País rico é outra coisa.

  • Antonio ricardo

    sério isso,e as proposta da oposição nada né,só vaiar não ganha voto ,quero proposta da oposição já já já,não aceito desculpa.

  • Rodolfo

    Não é coincidência que todos os dirigentes escondidos pelas câmaras da FIFA são de Nações que fazem as maiores negociatas com o Brasil hoje em dia, como a Rússia e a África do Sul!

  • Glederson

    Os videos feitos no estádio derrubam por terra que as vaias foram foram poucas este é apenas um,https://www.youtube.com/watch?v=L0WtVysKr58 correm outros tantos no Face de outros pontos do estádio, a Fifa tentou abafar mesmo, mas eles aconteceram, praticamente todos os brasileiros no estádio participaram, isso é balela da turma do PT da outra vez culparam a elite, dessa vez diz que foram poucos faz me rir, a cara de Dilma mostra bem o que aconteceu!!!

  • Ronaldo força

    Pela entrevista dada pela psicóloga da Seleção no Roda Viva, a culpa foi da dupla Filipão e Parreira que já ultrapassados, furaram a fila e fecharam a porta para técnicos melhores informados e mais preparados. Não tiveram o cuidado de mesclar jogadores experientes com os mais jovens e confiaram demais em Neymar, achando que resolveria tudo sozinho. Acharam que a copa da confederações serviria de base para o sucesso e no meio da torneio viram que os times eram diferentes e de melhores condições. Quando abriram os olhos já era tarde.

  • João

    A culpa foi do elenco da seleção,no geral, eles acharam que já eram campeões,acreditaram na Copa das confederações esqueceram que a copa das confederações fora programada para o Brasil ganhar; só para angariar simpatia junto a nação que na ocasião estava rejeitando a Copa.

  • João

    Outro erro! fora a mídia televisiva, usar de crianças e até de ex-técnicos para entusiasmar o povo a torcer para a Seleção brasileira. O maior erro fra a mídia dizer que a Seleção tinha o dever de ganhar a Copa do Mundo; não raramente alguém que se dizia entendido de futebol dizia com tdas a certeza que o Brasil já era campeão. isso tudo se reverteu em pressão psicológica e os jogadores não suportaram tanta pressão e entraram em “parafusos” na hora da decisão. A primeira coisa que deve mudar em Copa do Mundo é o sensacionalismo da Mídia televisiva que na intenção de ajudar acaba atrapalhando os trabalhos dos profissionais do esporte.

  • Paulo

    Dava pra ver escrito na cara dela: Ô alemão, pega logo esse troço aí que eu tenho que vazar! Em todas as entregas de troféus que eu já vi, aquele que faz a entrega o faz com simpatia e dignidade, mas quem disse que a madame tem isso, né?

  • Marceloo Nascimento

    Infelizmente na democracia nao existe voto contra, somente voto a favor de algum candidato.
    E infelizmente a oposicao nao demonstrou pra o que veio fazer. Propostas neoliberais tambem nao me animam.
    A politica hoje se parece muito com os protestos. Protestam pra tudo que estah errado por ai, mas nao dizem o que estah errado ou como resolver o errado. Simplesmente protestam por protestar sem levar o contexto historico, etc.
    Criticam a promiscuidade politica, o aparelhamento do Estado, o financiamento de campanhas mas nesse quesito TODOS os partidos sao iguais. E nenhum deles quer fazer nenhuma reforma politica para evitar tudo isso.

  • Jose

    Quem é o cidadão na frente de Putin? Ele aparece em todo camarote/tribuna. (Na Arena São Paulo (Itaquerão) estava de gravata vermelha ao lado Temer).

    Não conseguimos obter a informação, caro José. Sinto muito.

  • Vandergleyson

    Começou a chuva de propaganda enganosa dos discipulos de Goebbels, com manchetadas tipo: “Turistas deixaram R$X de dinheiro na Copa”, “Cidade do Rio arrecadou 4 vezes mais que o esperado”. E daí? Gastaram quanto para isso? Quero ver o valor total do custo/benefício. E os juros para bancar essa farra toda foi calculado? E a inflação maior para os residentes das cidades da Copa será descontado? E o oportunity cost de todos esses estádios elefantes brancos, sem falar no custo da manutenção daqui para frente? Manchetadas para enganar otários.

  • Brasileiro bravo

    A presidente morre de medo do povo.

  • Bruno Sampaio

    Não publico comentários que incentivem a violência como forma de ação política, nem de brincadeira, como parece ter sido o caso de seu comentário que deletei.

  • Corinthians

    Acho uma atitude que o brasileiro deveria ter como exempo.
    Espero que nas eleições os brasileiros escondam a Dillma e os petistas dos cargos públicos.
    Por que infelizmente enquanto estiverem lá, o máximo que podemos é pedir para tomarem cajú, enquanto que quem efetivamente toma cajú é o povo.

  • Lauro L. Madeira

    A FIFA petralhou!!!!

  • Charles A.

    As vaias foram poucas?,os xingamentos também? Não foi o que vi,principalmente se levarmos em conta os 50000 argentinos e sei lá quantos alemães ali presentes. Achou pouco?Eu também!queria bem mais,para mostrar ao mundo de forma inequívoca quem é dilma e a popularidade que ela desfruta realmente!Os argentinos e alemães poderiam ter colaborado!