Image
Passarela criada para travessia de caranguejos na Ilha Christmas, na Austrália: para que não sejam mais atropelados 50 mil exemplares a cada ano (Foto: Christmas Island Tourism Association)

A iniciativa é das mais louváveis e os resultados, em grande parte dos casos, muito positivo: construir passarelas e túneis transversais a estradas para possibilitar que animais selvagens dos arredores possam passar de um lado a outro.

Os leigos no assunto, como eu, podem até pensar que a opção é muito complexa para o entendimento dos bichos. Mas, como mostram os exemplos exibidos neste post, eles dão grandes amostras de inteligência, se adaptando pouco a pouco ao uso das alternativas que ajudam muito a poupar a vida de várias espécies.

Segurança e ciência

Image
Passarela sobre a Trans-Canadá no Parque Nacional Banff: vidas poupadas e estudo científico ampliado (Foto: Qyd)

No lindo Parque Nacional de Banff, sudoeste do Canadá, a mortalidade animal causada por atropelamentos da estrada Trans-Canadá, que corta a reserva de 6,6 mil quilômetros quadrados – e mais toda a extensão horizontal de 8 mil quilômetros do país norte-americano – baixou consideravelmente com a construção de uma série de caminhos. O mais célebre e a passarela coberta com madeira que possibilita o tráfego sobre a rodovia.

Ursos, alces, veados e outros animais da região, que antes corriam alto risco de vida nas travessias, foram aprendendo a utilizar o novo dispositivo. “De quebra”, a passarela ainda serviu para a realização de estudos científicos envolvendo a coleta de DNA dos ilustres transeuntes por meio de um sistema de arames dispostos no local. Veja mais a respeito neste vídeo (apenas em inglês).

Outro case de sucesso foi o da Reserva Nacional de Goois, próxima a Naarden, cidade no norte da Holanda. Com 800 metros de extensão e 5º de largura, a passarela batizada Natuurbrug Zanderij Crailo, erguida entre 2002 e 2006, é a via preferida para javalis, veados e texugos se manterem ilesos ao cruzarem não apenas uma estrada, mas também uma linha de trem, entre outras vias acessadas por pessoas e veículos.

Ajudando na migração dos caranguejos

Um dos túneis para caranguejos vermelhos na Ilha Christmas (Foto: Parks Australia)

Se os animais de médio e grande porte são os grandes beneficiados da sensibilidade de projetos no Canadá e na Holanda, na Ilha Christmas, território no Oceano Índico pertencente à Austrália, os pequeninos caranguejos vermelhos não podem reclamar das ações humanas.

Desde a metade dos anos 1990, o Departamento de Meio Ambiente do país da Oceania ajuda a população de cerca de 50 milhões de exemplares desta espécie a procederem com sua migração instintiva, normalmente ocorrida no mês de outubro, para procriar, partindo das florestas insulares para chegar ao mar.

Foram construídos 40 túneis e mais uma série de passarelas (foto que abre o post), pelas quais os crustáceos transitam em massa, formando uma verdadeira e inusitada maré rubra. Com isso, espera-se diminuir cada vez mais o número de caranguejos mortos nas estradas, estimados em 50 mil por ano.

Luta contra a extinção

Image
Uma das passagens subterrâneas sob a Interstate 75, na Flórida: as panteras pararam de ser atropeladas (Foto: Gizmodo)

A ação humana em favor dos animais expostos aos riscos das estradas tem obtido ótimo resultado também na Flórida, estado no sudeste dos Estados Unidos. Lá, as beneficiadas são as panteras-da-Flórida, cuja população atual é calculada em aproximadamente 100 indivíduos.

Os atropelamentos não são os únicos fatores a ameaçarem de extinção este lindo felino de pele bege e olhos esverdeados – há também o desmatamento e a presença local de seus predadores, os temidos aligátores -, mas vinham contribuindo consideravelmente. Só entre 2006 e 2007, 24 morreram atropeladas.

A situação insustentável levou a Comissão de Conservação de Peixes e de Vida Selvagem da Flórida (FWC http://myfwc.com/) a criar 24 túneis sob e 12 passarelas sobre trechos da estrada nacional Interstate 75, que passa por ali. Também instalou mais de 50 quilômetros de cercas protetoras. Não funcionou apenas com as panteras, que não tiveram nenhuma baixa registrada desde então, mas também com outros usuários, como linces e texugos.

Salamandras

Image
Salamandras passam, ilesas, por debaixo de rua em Amherst, EUA (Foto: Adam Ford)

Cada lugar com sua particularidade envolvendo a saga dos animais em ambientes urbanos.

Em Amherst, cidade do estado Americano de Massachusetts, quem vivia grande drama era uma espécie de salamandra terrestre de manchas amarelas. Uma movimentada rua separava o seu habitat cotidiano das lagoas onde se reproduziam. Tal disposição geográfica significava um sem-fim de esmagamentos por automóveis.

Uma vez percebido o problema, em 1987, entraram em cena órgãos governamentais, pesquisadores científicos e a Universidade do estado, o que culminou com a construção de dois túneis, ou melhor tubos, com meio de diâmetro, separados por 61 metros.

Até perceberem o que tinham à sua disposição, os anfíbios ainda tiveram que amargar uma porção de mortes em sua população. Mas aprenderam o novo caminho, e o projeto deu tão certo que chegou a ser imitado em outras cidades americanas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =

8 Comentários

Fernando em 23 de abril de 2014

Ótima postagem. As obras rodoviárias mais novas no estado de SP já contemplam túneis para passagem de animais, pena que parece que não temos divulgação dos seus trausentes!

Marco Felix em 23 de abril de 2014

Não precisa grande esforço ou muito trabalho para realizar o bem feito. Basta disposição em reconhecer o problema e enfrentar o desafio. Aqui com certeza um túnel para formigas (dessas bem pequenina) seriam necessários varias licitações (ilícitas é claro) nas quais o bicho corrupto e sua prole, os grandes preservados.

Andre em 21 de abril de 2014

E aqui no Brasil (RJ) as passarelas que são para proteger os pedestres, passam motos a toda velocidade cometendo assaltos e atropelamentos. (Depois que tiraram os degraus por causa dos deficientes).

Luiz Pereira em 21 de abril de 2014

Setti, Será que teremos de construir túneis para proteger "animais selvagens" que têm seu habitat no Planalto? abs Muitos deles terão que ser protegidos por grades, com barras de aço bem grossas...

Bruno Sampaio em 20 de abril de 2014

Muito bacana. Coisas como estas só podem mesmo ser feitas em países desenvolvidos, que fizeram seu dever de casa. Uma iniciativa semelhante no Brasil poderia ocasionar uma verdadeira "corrida do ouro" com caçadores de tocaia atrás de caranguejos, peles de lince, de urso, etc. Mas poderia ser tentado, já que morrem tantos animais atropelados em nossas estradas. Só que teriam que colocar câmeras de segurança nas passagens.

carolina f. barros em 20 de abril de 2014

Depois tem gente que diz que os animaizinhos não são inteligentes?? Que graça, até os caranguejos 'entenderam' que era para eles passarem pela passarela!! Lindo!! - E tem animal-humano que até hoje não aprendeu isso! rss - Acho elogiável esse tipo de iniciativa e exemplo! Todos as criaturas de Deus tem direito a sua vida e dignidade!! TODAS, sem exceção, são parte importante desse planeta em que habitamos!! Parabéns pela matéria, útil e esclarecedora!! Boa Páscoa!

sandra em 19 de abril de 2014

Muito legal. O respeito aos animais, só melhora a raça humana.

Fernando Costa em 19 de abril de 2014

Me embrulha o estômago ver os bichinhos esmagados como tomates nas estradas brasileiras.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI