Image
O teto da Basílica da Sagrada Família, obra de Gaudí em Barcelona, Espanha, iniciada há 132 anos, ainda é ultramoderno

A Basílica da Sagrada Família, em Barcelona, teve sua construção iniciada em 1882, ainda não terminou e é considerada a principal obra do grande arquiteto catalão Antoni Gaudí. Seu teto, projetado há mais de um século, é moderníssimo.

Image
Túmulo do poeta persa Hafez, do século XIV, em Shiraz, Irã

Poeta lírico e místico persa, nascido entre 1310 e 1337, o iraniano Hafez ainda hoje tem seus versos decorados e usados como ditados e provérbios. Seu túmulo em Shiraz é uma obra importante da arquitetura iraniana e muito visitado.

Image
Caleidoscópico no santuário de Shah Cheragh, também em Shiraz, Irã

O magnífico Mausoléu Shah Cheraq, ou palácio do Reino da Luz, é um monumento intimamente ligado à causa xiita — foi ali que morreu, em 835, Sayyed Mir Ahmad, irmão do oitavo Imã após Maomé, o Imã Reza. Sua belíssima cúpula de azulejos azuis, ladeada por minaretes dourados é apenas o “aperitivo” — no interior, pequenos espelhos reflretem as preces muçulmanas.

Image
Romântico assim, só podia ser no Taj Mahal, na Índia

O Taj Mahal é um dos mausoléus mais conhecidos do mundo. Construído em Agra, na Índia, entre 1632 e 1653, é declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.
Faz parte de uma história de amor real entre nobres: o imperador Shah Jahan mandou construir essa beleza em memória de sua esposa favorita, Aryumand Banu Begam, a quem chamava de Mumtaz Mahal (“A jóia do palácio”). Ela morreu após dar à luz o 14º filho, tendo o Taj Mahal sido construído sobre seu túmulo, junto ao rio Yamuna.

Image
Teto colorido do Palácio de Verão, em Pequim, na China

O Palácio de Verão, em Pequim, na China, é um impressionante complexo de lagos, palácios, jardins e pontes. Foi construído para a família imperial no século XVIII, como um refúgio contra o forte calor do verão na Cidade Proibida, enorme área reservada ao imperador e família na cidade.

Image
Templo do Céu, em Pequim, China
Image
O da Igreja de São Francisco, em Chiloé, no Chile, totalmente em madeira, faz parte do Património Mundial da Unesco

 

Image
Uma mandala representando o universo no teto de um templo no Nepal
Image
Dragão colorido no alto do Templo Lungshan em Lukang, Taiwan
Image
Teto do Museu Guggenheim, em Nova York
Image
Teto da fábrica de cerveja Guinness, em Dublin, Irlanda
Image
Teto da Capela Sistina, no Vaticano, obra de Michelangelo
Image
Decoração neo-bizantina e arabescos, no alto da Basílica de Notre-Dame de la Garde, em Marselha, França
Image
Igreja do Temple em Londres, construída no século XII pelos Cavaleiros Templários

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 6 =

3 Comentários

Kitty em 29 de março de 2014

Não sobram muitos adjetivos para elogiar essas maravilhas porque são belas demais. A capela Sistina, por exemplo, sempre me impressionou..ficava lá um tempão só admirando os belos detalhes do teto que é um monumental afresco do escultor e pintor Michelangelo realizado entre os anos 1508 e 1512 no Vaticano, uma das maravilhas da Capela Sistina. O artista decidiu pintar, praticamente sozinho, 680 m² em quatro anos. Os outros tetos mostrados no Blog são belíssimos também. Um melhor do que o outro..difícil descreve-los a todos..escolhi a Capela Sistina por questões sentimentais e porque é fascinante, é de encher os olhos com os variados detalhes!!!...Mais um obrigada pelo seu interesse de nos prodigar estas belezas..repito que o Blog é um charme!!//Um forte abraço-Kitty

Adelpho Pittigliani em 29 de março de 2014

Maravilha de legado que esses Mestres deixaram em sua passagem por esse mundo.

Antoninho em 29 de março de 2014

Discipulos de bom gosto!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI