Image
Relâmpago sobre as Willis Towers, na enorme Chicago, a 6 de junho deste ano: lindo encontro da natureza com uma paisagem extremamente urbana (Foto: Scott Olson – Getty Images)

Não é sempre que podemos flagrar a ação dos relâmpagos.

Por causa das diferenças entre velocidade de propagação da luz e do som, eles aparecem nos céus invariavelmente antes – até dois segundos – de seus chamativos estrondos correspondentes, os trovões.

A dificuldade de prever aparições destas sempre impressionantes descargas elétricas na atmosfera atrapalha o trabalho dos fotógrafos que tentam registrá-las. Mesmo assim, alguns profissionais dos cliques volta e meia conseguem imagens espetaculares dos “raios”.

Selecionada pela revista americana Time, a série que ilustra este post mostra os relâmpagos em plena ação em grandes espaços urbanos ou naturais. Vale a pena:

Image
Relâmpago sob observação de guepardos no parque Masai Mara, no Quênia, 22 de setembro de 2009 (Foto: Paul Souders – Corbis)
Image
Vulcão Puyehue, no Chile, em 6 de junho de 2011 (Foto: Francisco Negroni -Agencia Uno/AP)
Image
Paisagem rural no estado americano do Kansas, 5 de junho de 2004 (Foto: Jim Reed – Corbis)
Image
Vulcão Grimsvotn, Islândia, 21 de maio de 2011 (Foto: Ragnar Axelsson -Bloomberg/Getty Images)
Image
Centro de Xangai, a maior cidade do mundo, na China, 15 de agosto de 2012 (Foto: Aly Song Reuters)
Image
Maseru, capital de Lesoto, a 27 de setembro de 2011 (Foto: Alessandro Della Bella – EPA)
Image
O vulcão Eyjafjallajokul, na Islândia, em 17 de abril de 2010 (Foto: Lucas Jackson -Reuters)
Image
Estádio de críquete Edgbaston, em Birmingham, Inglaterra, a 28 de junho de 2005 (Foto: Tom Shaw – Getty Images)
Image
O Parque Nacional Petrified Forest, no estado americano de Arizona, em 31 de agosto de 2011 (Foto: Ralph Lauer – Zuma Press/Corbis)
Image
O porta aviões USS John C. Stennis (CVN 74), da Marinha dos EUA, no Golfo Pérsico em 28 de março de 2007 (Foto: Heidi Giacalone – EPA/Corbis)

 

LEIAM TAMBÉM:

FOTOS MUITO LOUCAS: adolescentes japonesas reproduzem os raios superpoderosos dos personagens da série “Dragon Ball”

Vídeo de arrepiar: um Jumbo Boeing 747 é atingido por um raio — e segue firme, como um navio

Foto de arrepiar: um raio atingindo o Empire State Building, em Nova York

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =

3 Comentários

Petista arrependido em 25 de outubro de 2013

Setti, Lindo e assustador ao mesmo tempo. É uma pena que os raios não caiam no lugar certo...

Marcondes Witt em 25 de outubro de 2013

Natureza sempre interessante (em que pese eu odiar quando o raio cai nas minhas proximidades - medo mesmo).

Marco em 24 de outubro de 2013

Don Setti, Foi o q aconteceu ontem pela manhã e tarde em Poa, e a noite uma PANTANOSA cobrança do Pato. Setti, eu acredito em má fase técnica de jogador, mas displicência foi algo assim para largar de mão esse jogador. Acho q já está indo para o time de veteranos. Ou do Show Ball, mesmo sendo jovem, me apavorei com o q vi ontem. Abs. Cá pra nós, eu teria preferido que o Corinthians, à época em que fez um grande esforço para contratar o Pato, tivesse tentado trazer o Tévez. Abraço

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI