Já mostramos aqui deliciosas fotos de uma São Paulo antiga, da fotógrafa alemã Hildegard Rosenthal.

Agora, publicamos neste espaço uma coleção de fotos de autoria anônima, mostrando aspectos da cidade do começo do século XX até os anos de 1940.

Confiram:

 

Image
Bonde ‘camarão’ (vermelho) passa pelos trilhos na Ponte da Casa Verde

Image
Observatório astronômico da Escola Politécnica, na Praça Buenos Aires, em 1931

Image
Vale do Anhangabaú, Teatro Municipal e Hotel Esplanada, em 1934

Image
Novo Mercado Municipal, em 1933. (Arquivo/AE)

Image
A elegância dos frequentadores da Represa em Santo Amaro, em 1934 (Cartão postal)

Image
Bonde mantido pela Light em 1935

Image
Passeio de barco no Cambuci, em 1935

Image
Enchente no Cambuci em 1935

Image
Passagem do dirigível Zeppelin, em 1936, sobre o Hotel Esplanada e o Vale do Anhangabaú

Image
Bonde lotado na Praça da Sé, em 1937 (Coleção Rotogravuras de do jornal “O Estado de S. Paulo”)

Image
Magazine Mappin, na Praça do Patriarca, em 1937

Image
Praça da Sé com a nova catedral em construção, em 1937. A atual Catedral foi construida em local diferente da antiga matriz. A antiga praça era bem menor e a matriz ficava onde hoje se encontra uma estátua do Anchieta, em frente à Caixa Econômica Federal, próximo ao cruzamento da rua Direita com a XV de Novembro

Image
Praça da Sé, com a nova catedral em construção, em 1938

Image
Interior da Brasserie Paulista, em 1939, de Vittorio Fasano, fundada em 1903

Image
Agência Central dos Correios em 1938 (Cartão postal)

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + dezessete =

7 Comentários

Vagner Vicentini em 12 de março de 2012

Maravilhosa esta coleção de fotos , nossa quanta beleza nós estamos perdendo no caminho , muita coisa bela não existe mais ,ainda bem que graças a lei de tombamento de alguns prédios se preservou algo , senão só nos restariam as fotos mesmo,hoje só dão valor aquilo que se pode construir do dia para a noite (pré-fabricado , pré-moldado)mas estas construções eram cheio de detalhes , coisa para se ficar admirando )Parabéns , esse é bom trabalho !

Mirian Tedesco Camello em 11 de março de 2012

Terezinha eu também tenho saudades do Mappin ,que loja maraavilhosa,aliás tenho saudades de tudo,vou sempre por ai,e percorro todos esses locais,almoço no mercadão,passeio na praça da Sé.Sou apaixonada pelos postes de Sampa se pudesse traria um comigo, acho eles uma obra de arte.São, São Paulo meu amor...adoro essa música.

Mirian Tedesco Camello em 11 de março de 2012

Governador sou paulistana amo Sampa,essas fotos são verdaeiras riquezas,moro em Recife-PE mas meus pensamentos moram ai.As fotos que mais me emocionaram foram as do Fasano e do mercadão,curti muito esses dois locais,mas amo todos.Queria ter elas só para diariamente recordar do que vivi, colocando-as em linda moldura na minha sala.

Mari Labbate *44 Milhões* em 11 de março de 2012

VIVA SÃO PAULO: A CIDADE-ESTADO! É MARAVILHOSA!

Think tank em 10 de março de 2012

Como não existe mais? Teatro Municipal, prédio do Mappin, Correios, Mercado Municipal, palmeiras do vale do Anhangabau, enchentes do Cambucí, transporte coletivo com gentes pendurados por fora, está tudo aí... Tudo como antes. A CIDADE, tal qual era, não existe mais. É o sentido do título, que achei óbvio. Mas parece que não era, não é? Abraço

marina silva em 10 de março de 2012

Lindasss,um deleite em estado puro até para mim que sou carioca,uma delicia ver sampa tao limpa,organizada e civilizada!Obrigadaaa pelo colirio das imagens!

Teresinha em 10 de março de 2012

Fotos que emocionam. Achei bastante curiosa a foto da enchente e do bonde lotado - problemas históricos. Quanto ao Mappin, que saudade!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI