Fotos

Registro de um “bate-e-volta” na Malásia

E não é que eu fui parar em Kuala Lumpur, na Malásia? Por ordem da minha chefe em VEJA à época, Dorrit Harazim, e a convite da ONU, pra cobrir a etapa asiática de conferência sobre a questão palestina, quando o Primeiro Mundo ainda considerava Arafat terrorista.

Um vôo maluco com escalas corridas São Paulo-Paris-Amsterdam-Karachi (Paquistão)-Nova Delhi-Singapura-Kuala Lumpur. Duas noites seguidas voando.

Demorou tanto, e a ONU fez tantas trapalhadas com a viagem, que cheguei quando a conferência estava acabando.

Minha sorte foi que, com convite da ONU e tudo, a conferência teve desimportancia absoluta. Os grandes jornais do mundo não publicaram nem registro. Ufff…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =

Veja mais fotos