Fotos

Daniel Cohn-Bendit, um mito, o líder da rebelião de maio de 1968 em Paris, se materializa na redação de Istoé

Tínhamos passado a noite em claro, trabalhando. Já era de manhã. Quando levanto os olhos do que fazia, ele estava lá: Daniel Cohn-Bendit, líder da rebelião de maio de 1968 na França, que depois se alastrou para outros países.

Um belo dia de 1984, saindo do nada, ele aparece na antiga redação da IstoE de manhã cedinho, depois de uma noite inteira de fechamento da revista.

Exausto, achei que estava vendo coisas. Cohn-Bendit, que também era conhecido como Dany le Rouge (“Dany o Vermelho), vestia calça e casaco de jeans, super-simpatico e simples. Conversamos, ele se foi e, por hábito de jornalista e também timidez, não pedi pra ser fotografado por ele.

Mas meu amigo Cláudio Versiani clicou o homem. Até hoje não sei como ele foi parar lá, na Rua da Consolação, e por que.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais fotos