Image
Villa celebrando gol com Messi: craque, mas sempre no banco (Foto: EFE)

Ele sofreu uma contusão grave — fratura da tíbia — durante o Mundial de Clubes do Japão, em dezembro, mas, recuperado, voltou a jogar em agosto.

É inteligente, rápido, tem pontaria certeira, sabe se colocar, é bom driblador e cabeceia impecavelmente, apesar de não ser alto — 1,75m. Além do mais, sempre que entra, marca, só que não há meio de o treinador do melhor time de futebol do mundo, o Barcelona, deixar firmar-se como titular o ótimo atacante David Villa, maior artilheiro da história da seleção da Espanha detentora do atual título mundial, com 53 gols.

O jornal esportivo madrilenho As fez os cálculos e mostrou que, quando joga, Villa faz um gol a cada 70 minutos, ao passo que Cristiano Ronaldo, o cracaço do Real Madrid, o faz a cada 78 minutos, e o hoje incomparável Messi a cada 82 minutos.

El Guaje (o garoto, no dialeto de sua terra natal, as Astúrias) marcou seis vezes pelo Barça e uma vez pela seleção espanhola desde que voltou a jogar, mesmo tendo entrado como titular em apenas cinco de 14 partidas.

O treinador do Barça, Tito Vilanova, com sua eterna cara desanimada, não explica o porquê de não manter no time um jogador que, além de tudo, custou 40 milhões de euros ao clube em 2010, quando foi contratado ao Valencia.

Nem mesmo numa partida fácil, como a de ontem à noite, em que o Barça derrotou por 3 a 0 o Spartak de Moscou pela Liga dos Campeões da Europa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − nove =

16 Comentários

Adriano Junior em 25 de novembro de 2012

Ricardo, a formação do Barcelona é fixa e praticamente imutável. Chega a ser monótono assistir o jogo deles, posse de bola quase 100% do tempo, sem um centro-avante fixo, e mesmo assim com muita ofensividade, tanto dos meias quanto dos laterias. Mas é excelente, e dá resultados - inclusive foi adaptada à seleção Espanhola.

carlos nascimento em 25 de novembro de 2012

Para conferir nos próximos dias: - Nome do próximo Diretor de Futebol da cbf: Raí Souza Vieira de Oliveira. - Nome do próximo Técnico da Seleção brasileira: caso o Corinthians seja o vencedor do Mundial de Clubes, TITE desembarca no Brasil de contrato assinado, caso contrário, Luis Felipe Scolari - infelizmente - será o escolhido. Podem cobrar.

Dani Miguel em 25 de novembro de 2012

Ricardo, Eu fiquei fã do David Villa quando o conheci na Copa da África, e lamentei muito quando ele se machucou num jogo do Mundial, e acabou não participando da surra que o Barcelona deu no Santos na final. Mas será que ele não é escalado para jogar 90 minutos por estar se recuperando da lesão que sofreu, assim como o Ganso no são Paulo? Abraços. Ele está totalmente recuperado há dois, três meses. Não consigo entender, caro Dani.

carlos nascimento em 25 de novembro de 2012

Salve o mais novo TRICAMPEÃO da História da fórmula um......SEBASTIAN VETTEL ! Dá-lhe VETTEL.

carlos nascimento em 24 de novembro de 2012

Ricardo, Tudo bem que tem eleições por ai - Espanha - porém, o que o brasileiro quer saber é se Pep Guardiola topa ser TÉCNICO da Seleção Brasileira. Sei que a dupla Mano+sanchez são oriundos do seu glorioso Timão, mas vc como bom jornalista tem deveres para com seu público, aguardamos sua posição sobre o momento esportivo, afinal de contas sabemos do alto nível de seu conhecimento sobre o assunto. abração Carlos Nascimento. Em tempo: com a demissão do Mano, o sanchez pança não deveria pedir o boné também.....?

carlos nascimento em 23 de novembro de 2012

Estou aguardando o "tonto", lambe-botas do "zorro" exilado em Miami, criar vergonha na cara e pedir demissão do cargo, ou então que leve um coice no traseiro desferido pelo "Silver", esse cavalo tem brio, não tolera cheiro de suor vencido.

carlos nascimento em 23 de novembro de 2012

Ricardo, A era Mano Menezes, antes de começar já finda....vc está derramando lágrimas ? não creio, ele não estava preparado para o tamanho da missão, sejamos honestos, a Seleção brasileira precisa de um "timoneiro" altivo, com personalidade e independência na tomada de decisões, o rapaz estava desde 2011 à frente das escolhas, utilizou 108 atletas de diferentes matizes e padrões, foi incapaz de definir algumas posições, como o lugar do goleiro, desde o fracasso chamado Júlio Cesar, não conseguiu firmar nomes, logo numa posição crucial para o sucesso das batalhas, reza a lenda :todo bom time, começa por ter sempre bons goleiros, esse é um pequeno exemplo da sua incapacidade de afirmação. Sua saída era questão de tempo, marin o assessor de rt quer se firmar, joga sua cartada decisiva para virar o jogo, faz mudanças no staff técnico - sai Mano+Sanchez - deve entrar Murici e, arrisco uma novidade, Scolari será convidado para diretor técnico, auxiliando Murici no suporte burocrático, fazendo a ponte com a cbf, servindo de anteparo para o boom dos jornalistas. Caso seja Scolari o novo técnico, já adianto que serei um feroz crítico, pois ele é o CULPADO pela tragédia Palmeirense, será um tiro no PÉ. Com Murici teremos chances de virar o jogo, suas qualidades técnicas e morais nos asseguram isso, ele não admite cooptação, não participará dos conchavos, posso afirmar sem medo de errar. A pirâmide se move, mexe no meio e na base, tenta se agarrar nas tetas, pois sabe que o fracasso da Seleção brasileira será a queda lá do alto, ninguém segura uma avalanche chamada perda do título da Copa do Mundo, ou ganha o torneio, ou o tsunami vai varrer essa....do comando do futebol brasileiro. Vamos aguardar os próximos movimentos. Agora, sinceramente, é necessário quebrar vários paradigmas, o bom seria PEP GUARDIOLA para nosso treinador, teríamos um choque de padrões e de gestão. Oremos, que o Senhor do Universo nos proteja do vexame. abração Carlos Nascimento.

carlos nascimento em 23 de novembro de 2012

Caro João : 22/11/12 às 10: 48 hrs. Sem ser entendido no esporte, apenas um apreciador do jogo bem jogado, como diria Mestre Armando Nogueira, apaixonado pela firula de Mané Garrincha, diria: A seleção atual não inspira sentimentos, não empolga, não enleva, portanto, está longe de ser a seleção de nossos sonhos, quais as razões para essa DECEPÇÃO...! Escolha abaixo: A)- dirigentes - aqui vai uma pergunta para reflexão: fazendo analogia familiar, se o pai/gestor da família tem péssimos antecedentes, muito provavelmente essa família não terá bons frutos/padrões. No caso da cbf/seleção quem comanda verdadeiramente suas ações.... rt, lá de Boca Raton - Eua, fica difícil produzir boa coisa, concorda ?????? B)- mercantilismo - a nossa outrora Seleção Canarinho era respeitada, a mística da amarelinha fazia os adversários tremerem, hoje em dia..está aviltada, a ganância e a exploração dos patrocinadores, com forte apoio do "plin-plin", já produzem efeitos danosos, já expuseram à vexames, teve um pouco de tudo, jogo cancelado por falta de energia elétrica, jogos contra Seleções medíocres, num verdadeiro caça niqueis, comparando... tentem fazer o Barcelona ou Real Madrid jogarem amistosos em mesmo nível, vão ouvir a merecida resposta..desenhei ?? rs rs rs. C)- Staff técnico - como o topo da pirâmide de gestão está contaminado, logo as escolhas dos gestores do meio e da base ficam prejudicados, são cooptados ao esquema de sustentação, perdem independência de decisões e valores , seguem a cartilha ortodoxa do velho Nicolau Maquiavel, e vamos que vamos... para o brejo. Finalizando, como sou adepto de Confúcio, voltaremos quem sabe em 2014 a nos encontrar por aqui, sabe como é.... "o tempo é o Senhor das Soluções". Abração Carlos Nascimento.

João em 22 de novembro de 2012

Uma pergunta para os entendidos no esporte: O que falta na seleção brasileira?...

carlos nascimento em 22 de novembro de 2012

Outra enquete: O que os comentaristas do Blog pensam sobre o patrocínio da CEF ao Corinthians. - Bom - Ruim - Péssimo abração.

carlos nascimento em 22 de novembro de 2012

Ricardo, Aproveitando, qual a possibilidade de uma enquete para auferirmos os principais motivos que resultaram na queda do Palmeiras à série B do brasileiro? Já adianto alguns: - Felipe Scolari ( escolha do elenco,liderança personalista, padrão de jogo ultrapassado) - Diretoria fraca - Baixo investimento. - Corneteiros abração Carlos Nascimento

carlos nascimento em 22 de novembro de 2012

Ricardo, Vejo algumas variantes: a)- Villa está sendo poupado de jogar na íntegra os 90 minutos, em razão da gravidade de sua contusão, talvez por recomendação dos médicos e fisicultores, ele esteja em processo de consolidação plena da sua capacidade e confiança física. b)- Relacionamento com o grupo. Ele não é da base do Barça, veio de fora, o trio de ases - Messi,Xavi e Iniesta - são os maestros do Time, tem que bater continência, caso contrário, vira avis rara. c)- E em terceiro - o provável - opções de jogo, um Time como o Barcelona, necessita de variantes e alternativas durante o jogo, Villa é um atacante excepcional, será sempre uma arma mortífera nos jogos decisivos, o conjunto já tem o padrão de jogar com a posse de bola, o chamado de pé em pé, Villa se encaixa no jogo de contra ataques, com bolas enfiadas, sempre na diagonal, fechando para arremates. Com a fase do mata-mata da Champions Ligue, é normal utilizar-se de jogadores com esse perfil no segundo tempo, aproveitando o desgaste que os adversários possam apresentar. abração. Carlos Nascimento.

Titus Petronius em 21 de novembro de 2012

Já que David Villa não vem sendo aproveitado pelo Barça, sugiro uma troca por Valdívia...

David em 21 de novembro de 2012

Panelinha de treinador. O Romário ficou de fora das copas de 98 e 2002 pelo mesmo motivo. Aliás, o Ibrahimovic também foi vítima da panela do Guardiola. Por melhor que seja o meu xará, o Ibra ainda dá de 100 nele...

Caio Frascino Cassaro em 21 de novembro de 2012

Prezado Setti: O problema é que o Villa é o chamado "homem de referência" no comndo do ataque. O Barcelona joga muito com bola enfiada, curtinha, passes de 5,0m, 10,0m, 15,0m, verticais, em tabelas rápidas. O Villa meio que se reinventou no Barça, mas ainda assim a presença dele em campo meio que mata a entrada de surprêsa do Messi pelo meio. Assim, tanto o Villanova quanto o Guardiola preferem dar liberdade ao genial argentino para que possa funcionar como o meia-atacante mais letal dos nossos dias, entrando em diagonal da beirada para o meio do campo preenchendo o vazio deixado pelo centroavante do time - que não existe. Um abraço Amigo Caio, o Villa não funciona como homem de referência clássico -- tipo o Llorente, do Athletic Bilbao, que anda flertando com o Real Madrid. Ele gosta muito de entrar em diagonal na defesa contrária, e também é bom na bola curtinha, nos passes curtos e bolas rápidas. Ele atua assim na Seleção. Continuo sem entender como o Barça vai buscar um jogador esplêndido como ele, por 40 milhões de euros de há dois anos, e além do mais considerado bom caráter, bom companheiro, um sujeito que não cria casos etc (ou seja, diferente do cracaço Ibrahimovic, que para o não-me-toques Barça não serviu.) O Barça parece gostar de jogar fora, de aproveitar pouco, grandes jogadores. Foi assim com Romário e até com o Maradona, lembra? Claro que dar ênfase ao Messi é fabuloso. Mas o Villa é um jogador que joga também muito para o time. Eu o acompanho há anos, desde o Valencia. Abração

Marco em 21 de novembro de 2012

Don Setti; Realmente um ótimo jogador, gosto desse tipo de jogador batalhador o tempo todo e objetivo. Abs.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI