FUTEBOL: Com 76 gols marcados em um mesmo ano, Messi bate um fantástico recorde de Pelé; confiram uma sensacional compilação de gols recentes do craque

Messi-recorde-Pelé

Lionel Messi atuando pelo Barcelona: mais lenha na fogueira para os que gostam de comparações (Foto: Gustau Nacarino – Reuters)

Uma das principais polêmicas do futebol nos últimos anos, a que envolve a pergunta “poderá Messi superar Pelé algum dia?”, ganhou mais combustível no último fim de semana, quando o craque argentino de 25 anos anotou uma dupla de gols em partida pelo seu Barcelona contra o Mallorca, pelo Campeonato Espanhol.

O segundo dos tentos correspondeu ao 76º de Leo em 2012 – 64  defendendo o Barça, 12 vestindo a camisa da seleção argentina -, o que serviu para tornar obsoleto uma das mais assombrosas marcas do Rei, o de balançar as redes adversárias 75 vezes em um mesmo ano (66 pelo Santos e 9 pela seleção brasileira).

Pelé-1958

Pelé com abrigo da seleção em 1958: ano histórico para o Rei (Foto: Popperfoto)

A proeza do camisa 10 do Peixe ocorreu em 1958: então um rapazote magrinho de 17 para 18 anos, Edson Arantes do Nascimento encantou o mundo e foi crucial na conquista da Copa da Suécia, a ponto de ter sido responsável por três dos cinco gols do esquadrão canarinho na final — nada menos do que na final — contra os donos da casa.

Além disso, escorou espantosos 58 gols no Campeonato Paulista, proeza até hoje não repetida.

Messi x Pelé

Os defensores de Pelé dirão: “mas destes 75 gols de Messi, nenhum foi pela seleção do seu país em alguma copa, muito menos uma copa ganha – algo que, aliás, falta em seu currículo”.

Ao que os fãs de Messi rebaterão prontamente: “pois é, mas o Santos naquele ano só enfrentou equipes brasileiras, muitas delas inexpressivas, já que a Libertadores da América ou o Mundial Interclubes só seriam inventados posteriormente”.

Pois é, os dois lados da controvérsia têm seus argumentos. Mas o que importa, por hora, é podermos desfrutar desta maravilha chamada Lionel Messi e sua aparentemente infinita capacidade de fazer gols. A maioria, diga-se de passagem, lindos: por cobertura, com dribles curtos nos goleiros, enfileirando zagueiros com suas fintas… há para todos os gostos.

A compilação abaixo – que começa em grande estilo, estufando os barbantes do principal oponente do Barcelona, Real Madrid, e termina ainda mais impactante, com trio de gols contra o Brasil, eterno arquirrival da Argentina – repassa, na verdade, as 82 oportunidades em que Messi marcou ao longo da temporada 2011-2012, que terminou em maio deste ano (outro dos muitos recordes de La Pulga, diga-se). Apenas parte destes incluem-se, portanto, na lista dos 75 conseguidos por ele este ano.

*Atualização, a 30 de julho de 2015: o vídeo abaixo traz o total de gols de Messi em 2012: 91. Ou seja, muito além da marca superada à época da publicação deste post, quando o ano ainda corria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 13 =

10 Comentários

  • Marco

    Don Setti; Olha esse rapaz está conseguindo derrubar a tese de q seria impossível ou impraticável superar Pelé, pelo q estou vendo é um jogador de muita participação em jogos, ou seja, se lesiona muito pouco. Acho q já está se tornando uma unanimidade no mundo do futebol, Quem não vai querer vê-lo na Copa? Não resta dúvida q é uma necessidade para a comparação.
    Abs.

    Os números do Rei são dificílimos de bater, Marco. Com 25 anos, idade do Messi, já participara de três Copas do Mundo — e ganhara duas. Mas o Messi é extraordinário, vai longe ainda.
    Abraço

  • carlos nascimento

    Ricardo,
    Assumo um compromisso, se realmente Lionel conquistar (1)uma, apenas (1) uma Copa do Mundo, passo a rever minhas atuais convicções e avaliações, quais seriam ?
    Lionel, assim como Zico, conquistaram quase tudo com os os seus Clubes, respectivamente, Barcelona e Flamengo, não é pouca coisa, mas também é só isso.
    Reflita, coincidentemente, ambos os times, um no presente e, o outro em passado distante, são conjuntos magníficos, quase uma seleção, portanto, os dois levam grande vantagem em seus desempenhos.
    O meu ranking fica assim, eterno número (1) PELÉ, número (2) MARADONA, alias, justiça seja feita, Maradona ganhou praticamente sozinho duas (2) Copas do Mundo, uma no México (1986) e, a da Itália em 1990 (vice campeão moral) pois em minha opinião Blater fez de tudo para a Alemanha sair vencedora, arranjaram um penalti mandrake na prorrogação, lembra disso ?
    Posso estar sendo injusto, mas tanto Lionel, como Zico, são grandes jogadores caseiros, um fez glória apenas no maracanã, outro faz chover no camp nou, desculpe, é a minha visão.
    A glória do Olimpo é para quem tem luz, Pelé e Maradona são eternos. Zico e Lionel falharam em Copas, um perdeu até penalti, lembra ?
    Abração
    Carlos Nascimento.

  • rod

    Nenhum jogador conseguiu mobilizar tanta atenção dentro e fora de campo, não é apenas o seu desempenho dentro de campo que o tornou esse mito. Messi nem nenhum outro jogador ultrapassará o Rei. Não nasci a tempo de ter visto Pelé jogar, ou ter sentido a atmosfera da época, mas o que vi já me convenceu de que é imbatível. E olha que antes da TV muitos bons jogadores houve que infelizmente não temos como apreciar. Enfim.

  • Luiz

    A única pergunta a ser feita é: SERÁ QUE MESSI É OU SERÁ MELHOR QUE…MARADONA!!!. Esqueçam PELÉ; ele é INTERGALÁTICO!!!!! ANOS LUZ separam ele dos mortais comuns. Messi joga um Campeonato Espanhol com apenas dois clubes (Barcelona e Real Madrid), os demais são meros coadjuvantes.

  • ALEXANDRE RABELO MORGADO

    Cada craque tem a sua época. Os dois são gênios, como alguns outros. O importante que eles fazem o futebol ser emocionante e vibrante, com suas jogadas, nosso Rei ontem e hoje o craque argentino.

  • 8 1/2.

    Eu acho o Messi melhor.

    Coitada, você não teve o privilégio de ver Pelé. Messi jamais chegará perto do Rei, embora seja um jogador extraordinário. Pelé era mais que isso — era coisa de Deus.

  • J.B.CRUZ

    Comparações á parte, LIONEL MESSI é um ARTHUR ANTUNES COIMBRA (ZICO), melhorado….Para chegar ao ( HORS CONCOURS, PELÉ) teria que passar por TOSTÃO,ADEMIR DA GUIA,DIRCEU LOPES,seu conterrâneo MARADONA,GARRINCHA e aí sim; ficaria a uma eternidade do REI…

  • carlos nascimento

    Ricardo,
    Domingo é dia de estréia, GANSO inicia sua trajetória no Morumbi, de repente bateu aquela lembrança do “canhotinha de ouro”, vc lembra ? não lembra ? falo do nosso famoso Gérson.
    Vou aproveitar mandar um alô para Marco:não deixe de assistir o toque genial de P.H.Ganso.
    abração
    Carlos Nascimento.

    Grande Carlos, não só lembro como estava no Morumbi na estreia dele, Gerson, no São Paulo, simultânea à de Toninho Guerreiro.

    Como bom corintiano, e ao lado de meu amigo Nirlando Beirão e outros, torci para o Galo, que, em pleno Morumbi, goleou o São Paulo por 5 a 2, hahahahaha…

    Abraço

  • carlos nascimento

    É verdade, o interessante é que todo bom corintiano -naquela época de jejuns – sofria demais e, quase
    sempre, adquiria o hábito de torcer no paralelo por outros times, já que o Timão não conseguia ganhar campeonatos, além do assombroso tabu contra o Santos de Pelé, lembra….hahahahaha

    Nunca conheci na vida um único corintiano de verdade que torcesse no paralelo por outros times, caro Carlos. Nunca!
    E depois do “tabu”, o Santos ficou também longos anos sem ganhar do Timão.
    Abração

  • carlos nascimento

    Ricardo,
    Aproveitando para falar um pouco sobre futebol, gostaria que nossos olhares se voltassem para a “sujeira” de bastidores que estão engendrando na cbf, marin em conluio com rt, articulam eleições para renovação de mandato – vide blog do Juca Kfoury – na calada da noite, sem oferecer debates para o SANEAMENTO do futebol brasileiro.
    Como a sua – nossa – Coluna é inspiradora – + 1.000.000 de acessos mês – gostaria que fosse debatido essa vergonha por aqui.
    abração
    Carlos Nascimento.

    O que você esperava de um cartola decrépito como o Marin, meu amigo Carlos? Já baixei o porrete nele aqui e o farei mais vezes. Mas esses caras são de borracha.