Image
Lineker em ação pelo English Team: 80 partidas, 48 gols (Foto: AP)

Gary Lineker, o grande atacante que foi o artilheiro da Copa do Mundo de 1986 pela Inglaterra, atuou por três diferentes equipes britânicas, teve boa passagem de três anos pelo Barcelona e detém um recorde de fair-play difícil de bater — jamais recebeu um cartão vermelho ao longo de toda a carreira — parece decepcionado com a Seleção Brasileira. Ou, pelo menos, com os nome das nossas estrelas.

Lineker, que é comentarista esportivo, tuitou durante a atual Copa das Confederações o seguinte comentário:

“Bernard! Fred! Hulk! Que raios aconteceu com os nomes glamorosos do futebol brasileiro?”

Confira outros comentários em (@GaryLineker)

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =

19 Comentários

Jeremias-no-deserto em 02 de julho de 2013

Ele que espere a Copa do Mundo de 18: vem aí uma nova safra de Waldisney, Clidorlindo,Clonildergis,Fanreovaldson, Gildásio, Juvenaldo,Fodelício,Jubiratan,Maicon Jakisson,Rosnilosvaldo,Vaginaldo ,Davidson, Zódino. E acreditem, não tem nenhum nome inventado aqui.

Luiz em 01 de julho de 2013

Pelo menos não tem nenhum Maicon, ou Michael...

Murilo em 01 de julho de 2013

Fred eh apelido, seu nome eh Frederico, bem brasileiro. Hulk eh apelido, nao nome. E Bernard, eh nome inglesado, e dai?

ney em 01 de julho de 2013

A submissão ao poderio econômico americano e por consequência a língua inglesa em tempos de globalização, leva a expansão de nomes americanizados que deixa um inglês acostumado a referendar a um Pelé e Garrincha, estranhar um Fred e Bernard. O pior é que ele está certo ao se referir que estamos perdendo a identidade brasileira.

Anony em 30 de junho de 2013

Como se o nome dele fosse GLAMUROSO... Me deixe!!!

Sergio em 30 de junho de 2013

E eu me assusto é com os ingleses, que tem na representação doEstado uma verdadeira escola de samba anacrônica: a realeza. Para mim, reis só os do baralho e o do maracatu.

Ricardo em 30 de junho de 2013

o que o ex-craque comenta é: nomes! eu por dois anos particpei no processo de selação de jovens para o alistamento militar obrigatorio e era raro um só jovem com o nome comum: joão, pedro, fernado, henrique, etc. a grande maioria era com nomes inglesados e muitos escritos de diferentes formas mas a mesma pronuncia, como o nome Felipe. muitos jovens ao ser indagado qual o seu nome, aqueles com nomes comuns e simples tinham vergonha de pronunciá-los.

Marco em 30 de junho de 2013

D. Setti,... na bola parada! Abs.

Valentim-Pr em 30 de junho de 2013

Nome glamuroso...? Antigos...? Didi, Cafuringa, Ditão, Di, Téco-Téco, Tangerina, Sapatão, Bujão, Titica, Ditinho, Fio...fio de quem minha nossa!!!

Marco em 30 de junho de 2013

D. Setti, até agora a Azzurra esta dando conta do recado... Abs.

Marco em 30 de junho de 2013

D. Setti, Pelo q entendi a discussão ou o conflito entre os dirigentes do Grêmio e o Luxa, foi por causa do aproveitamento de um reserva , chamado Welliton, um baixinho do futebol goiano.E gerou tudo isso. Não é fácil a vida política num clube, é q nem nem na política precisa tb da acomodação entre aliados... Abs.

Marco em 30 de junho de 2013

D. Setti, corrigindo, o tempo é q vai dizer quem tem razão...

Marco em 30 de junho de 2013

D. Setti, Achei q ele se referia aos grandes últimos atacantes brasileiros, Romário,Fenômeno, Imperador e o Fabuloso. E tu sabe q o meu centroavante da seleção é o Pato. Mas Carlos Nascimento, no Brasil existe 7 ou 8 treinadores q tu pode entregar o Departamento de futebol, pela bagagem e etc... Se fosse diretor de futebol, o Luxa seria sempre um dos meus 1 da lista. Gosto muita da sua filosofia tática de futebol, principalmente do MC com dois armadores um pela direita e outro pela esquerda. Então, parece o q houve, foi q o maior presidente da história do Grêmio, Fábio Koff preferiu ficar nessa vez do lado da sua atual diretoria de futebol, em vez de continuar prestigiando o treinador. Luxa deixa o grêmio na frente do Inter. Mas Fábio Koff entende muito de futebol. O tempo q vai dize q tem razão. Abraços.,

Truco!!! em 30 de junho de 2013

kkkkk... nomes glamourosos do futebol brasileiro? Ele se refere a Garrincha? Pelé? Tostão? Zico? Pita? Sócrates? Palhinha? Roberto Dinamite? No futebol brasileiro, talvez o futebol tenha sido glamouroso. Os nomes, nunca!

Rábula em 30 de junho de 2013

Nos tempos aureos do Império Romano, quando Cícero combatia a corrupção de Catilina, num de seus célebres discursos (Catilinárias), usou a expressão "O tempora, o mores!", cujo sentido genérico pode ser aplicado para explicar hoje a estranheza do grande Lineker: os costumes, Mister Lineker, na Era da Globalização, mudam quase que em tempo real e com a língua portuguesa e com a cultura brasileira não é diferente, ambas sofrem a forte influência de outras culturas, principalmente da de seu País.

carlos nascimento em 30 de junho de 2013

Ricardo, Quando for possível....que tal uma enquete: Depois da safra fantástica de Pilotos brasileiros,como: Emerson, Moco, Piquet, Senna, temos agora a geração dos "NINJAS", já que o Lineker reclamou dos codinomes dos nossos jogadores de futebol, precisamos criar os codinomes dos pilotos de Fórmula Um, arrisco uma sugestão...rs.rs.rs. lá vai: - Rubens "Miquelângelo" Barrichello. (o eterno...chegando atrasado) - Felipe "Rafael" Massa. (o vaidoso...ou promessa nunca cumprida) Quanto ao Bruno Senna e o Nelsinho Piquet, deixa pra lá...foram apenas tentativas do Galvão "Jabá" Bueno.

carlos nascimento em 29 de junho de 2013

Xi......olha aí, luxa foi DETONADO. Alô Marco, isso foi praga de colorado ?

carlos nascimento em 29 de junho de 2013

Ricardo, Diria ao Gary Lineker que o tempo vai fazendo as transformações culturais, até na adoção dos "apelidos" de nossos jogadores a coisa acabou ficando estranha. Aproveitando também perguntaria ao grande jogador Lineker, como ele explica a Inglaterra com todo o poderio econômico, sendo o País que criou o futebol, estar na FILA desde 1966, já se vão 47 anos sem conquistar um título Mundial, lembrando que o título conquistado em 1966 foi estranho, o gol marcado na final contra os Alemães - a bola não entrou - contou com a ajuda poderosa de um juiz Mandrake - Gottfried Dienst, árbitro suíço, deve ter levado as suas libras esterlinas....rs,rs,rs. Será que o Lineker vai responder no seu Twitter.

Marco em 29 de junho de 2013

D. setti, Esse pode fazer essa ironia com exatidão. Jogava muito! Abs. Jogava uma barbaridade! E, se você pensar bem, a ironia é a FAVOR do futebol brasileiro, é de quem o admira, não? Abraço

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI