TEEWAVE-AR-1

Liderada pelo grande projetista de carros de Fórmula 1 Gordon Murray, foi em uma oficina da pequena Shalford, no sudeste da Inglaterra, que a equipe de 29 engenheiros (ou 1 % da cidade, cuja população não chega a 3.000 habitantes) da Gordon Murray Design concebeu seu grande projeto.

Trata-se do Teewave AR.1, um carro esportivo elétrico moderníssimo, de dois lugares, que, embora ainda não tenha chegado ao mercado, já possui estimativa de preço nos mercados europeu e norte-americano: algo em torno de 70 mil dólares, algo como 120 mil reais. No Brasil, não sairá por menos de 250 mil.

Por custar tão caro, mesmo para padrões norte-americanos e europeus, seus responsáveis consideram nunca lançá-lo comercialmente em série, mantendo-o como peça de testes para as futuras criações da marca e também como aplicação de seus recursos em modelos esportivos de outros fabricantes. Mas pretendem fazer o carro por encomenda.

Design sinuoso, e muito, muito leve

Entre os atributos do Teewave AR.1, além do design sinuoso, estão o peso (850 quilos, ou 400 a menos que o concorrente fabricado pela Tesla Motors), a composição de fibra de carbono (encomendada junto à maior autoridade no assunto, a firma japonesa Toray) e, claro, os benefícios de ser inteiramente movido a eletricidade.

Funciona com um único motor de 64 CV de potência e um binário de 179 Nm. A alimentação fica a cargo de uma bateria de ión litio, de 16 kWh que, quando carregada, garante 185 quilômetros de autonomia.

Gordon Murray

Para fãs de Fórmula 1, o sul-africano de Durban Gordon Murray, 65, é um velho conhecido. Iniciou sua carreira em 1969, trabalhando na escuderia inglesa Brabham (extinta em 1992), permanecendo no posto até 1986. Esteve, portanto, diretamente envolvido no desenvolvimento do carro com o qual Nelson Piquet venceu o primeiro de seus três mundiais, em 1981.

Assumiu a Mclaren em 1987 e viu outro maior ídolo brasileiro do automobilismo, Ayrton Senna, brilhar pela equipe em 1988, 1990 e 1991. Ainda na escuderia, desenhou dois modelos esportivos para uso fora da Fórmula 1, o F1 e o Mercedes-Benz SLR McLaren, antes de criar sua própria marca, na metade da década passada.

Veja, no vídeo, os diferentes ângulos do Teewave:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =

1 comentário

Marco em 03 de novembro de 2011

Amigo Setti: Elétrico e tricolor. Abs. Hahahaha, Marco. Cara um vê do jeito que quer! Abraço

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI