Image
O chanceler Antonio Patriota: solidariedade “com as vítimas e com aqueles que buscam a justiça”

Diferentemente de outros governos, o governo Dilma não elogiou nem saudou de forma direta a operação americana que liquidou o sumo sacerdote do terrorismo islâmico no planeta, Osama Bin Laden. Preferiu solidarizar-se “com as vítimas e com aqueles que buscam justiça”.

Ao anunciar a morte de Bin Laden, o presidente americano, Barack Obama, assinalou que “foi feita justiça”, frase que posteriormente seria repetida pela secretária de Estado, Hillary Clinton.

Segundo o chanceler Patriota, “à medida que a Al Qaeda e Osama Bin Laden estiveram e ainda estão por trás de estratégias políticas que privilegiam atos terroristas, nós só podemos nos solidarizar com as vítimas e com aqueles que buscam a justiça”.

Patriota, porém, fez uma observação corretíssima: para o chanceler , a figura de Osama Bin Laden “contribuía direta e indiretamente para que se estigmatizasse o mundo islâmico, onde as alternativas seriam a autocracia e o fundamentalismo”. (…) “E nós sabemos que não é esse o caso”.

Nesse sentido, foi na direção do pronunciamento feito pelo presidente Obama, no fim da noite de ontem, no qual deixou claro que os Estados Unidos não estão nem estarão em guerra contra o Islã, mas contra uma forma de terrorismo que, personificada em Bin Laden, tornou-se “assassino em massa de muçulmanos”.

Image
Presidente Obama: “Foi feita justiça”

Obama teve a decência, bastante rara no Brasil, de lembrar de seu antecessor e adversário político George W. Bush, ao dizer que era exatamente essa a postura do então presidente em relação ao Islã.

Quanto à política externa brasileira, bem, podemos dizer que não está lá muito calorosa em relação a Washington, mesmo depois da visita de Obama ao Brasil logo no início do governo Dilma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =

Nenhum comentário

Jeremias-no-deserto em 03 de maio de 2011

É ridícula atuação desse governo, tentando simular neutralidade e até uma pseudo simpatia à ação antiterrorista dos EUA, mas ao mesmo tempo cuidar para não criar um clima hostil ao fundamentalismo islâmico, sempre pronto a explodir embaixadas, escolas e igrejas no ocidente. Não vem que não tem, dona Dilma: aqui, ou a senhora é CONTRA o terror ou a FAVOR. Diz lá, em altoe e bom som: a senhora aprovou ou não o justiciamento do mega terrorista Bin Laden? Os governos da Colômbia, Argentina e Chile foram bem enfáticos e se declararam satisfeitos com a operação. O boquirroto beiçola da Venezuela ficou bravo com os EUA.E a senhora, dona Dilma, o Brasil quer saber?

Mauricio em 03 de maio de 2011

Mas, cá pra nós, solidarizar-se com as famílias das vítimas 10 anos depois!!!!!!!!! Isso me parece estar em cima do muro e não tomar partido, essa é a política externa do Brasil atualmente.

Rosângela em 03 de maio de 2011

Setti, mantenha-se firme por mais cansado que você esteja...teu blog é minha continuação...diversificável, límpido e agradável...abraço Muito obrigado, de coração, prezada Rosângela. Um abração

Corinthians em 03 de maio de 2011

Quanto ao comentário de Flávia, só para não deixar passar o caso da Vale, queria colocar minha opinião: A Vale, uma empresa PRIVADA, tem odireito de realizar as políticas que quiser. Investir em Omã (ou na China ou em qualquer outro país) é direito da empresa, que como toda empresa privada, desde o pipoqueiro da esquina até a Vale, ter lucro. Com a ingerência, a meta o lucro é retirada por objetivos que não são claros que iriam favorecer o Brasil e que vai sim prejudicar e muito a Vale. Só que infelizmente a matemática não é de esquerda, centro ou de direita - a Vale terá menos lucros e até alguns prejuízos, o que a fará empregar menos pessoas, pagar menos impostos e perder valor de mercado. Nunca funcionou antes e não irá funcionar agora - olha só como que tá a PDVSA da Venezuela por exemplo.

Corinthians em 03 de maio de 2011

Mais uma vez é patética a "manobra" da diplomacia brasileira. Atua claramente, como disse Jotavê, em não avalizar (seja automaticamente, seja de outra maneira) a política ou atos dos EUA, ao invés de fincar bases em seu próprio paradigma sobre os acontecimentos - caso o fizesse, ocorreriam inúmeros fatos em que o Brasil teria que aplaudir os EUA, mas também iriam ocorrer outros inúmeros fatos em que o Brasil poderia colocar-se contra. Mais uma vergonha para o Brasil.

Rosa Maria Pacini em 03 de maio de 2011

Setti, concordo com o posicionamento do governo brasileiro, pois não acho que uma execução deve ser motivo de júbilo para ninguém; se assim fosse, estaríamos comemorando um crime! Isto não significa dizer que eu aprovava o Bin Laden. Claro que não!Mas o governo americano poderia prendê-lo julgá-lo e até mesmo condená-lo á prisão perpétua, pois creio que isto seria até mais humilhante e sofrido para ele, que pelo que li, estava bem doente! Percebe-se claramente que o propósito dos Estados Unidos foi desde o princípio executar o Bin Laden, dando clara demonstração de que no país considerado "paradigma de democracia" o que predomina mesmo é a pena do talião! O Obama, pelo visto não pensa duas vezes para mandar atacar e matar seus inimigos! Crime é crime! Obama se nivelou a Osama!

carlos em 02 de maio de 2011

OLA SETTI, MAS UMA VEZ MUDANDO DE ASSUNTO BRASIL ESTA SE TORNANDO UM PAIS CHATO, NAO PODE FALAR PRETO,BRANCO, AUTISTA,HOMOSS, DAQUI POUCO VAMOS CRIAR UM PAIS DE SURDOS E MUDOS. PIOR QUE DITADURA ISSO, TA CANSANDO.

carlos em 02 de maio de 2011

DESCULPE, VOLTANDO DIZ ELA QUE DELUBIO E OUTROS TB PASSARAM POR ISSO POR BULLYING TA EXPLICADO MENSALAO. ABRACOS CARLOS

carlos em 02 de maio de 2011

CARO SETTI, NAO SE PREOCUPE ESCUTEI A BOCA PEQUENA QUE NOSSA GRANDE PSICOLOGA MARTA( RELAXA E GOZA). ALEGA QUE #BIN LADEN E ASSIM PQ SOFREU BULLYING NA ESCOLA# TA EXPLICADO A TODOS PELA MESTRA.

pedro simon bolivar em 02 de maio de 2011

o pessoal da "midia" tah bravo com vc e com certa razao. o lula eh um mentecapto, mas todos sabemos de onde veio e quem ele eh, menos o fabio barreto. o obama eh um cara muito obscuro. existe uma LISTA de incoerencias e mentiras puras na biografia dele. e outra LISTA de promessas n cumpridas e péssima gestão econômica no seu mandato...que incluem denuncias gravissimas de corrupcao nos bailouts. e, cetico que sou, acredito que puxaram da manga esse fato diversionista. mas a imprensa nao tá nem aí: quer mesmo é badalar o obama. ontem eu estava vendo o manhattan e peguei o apresentador da globonews (um ilustre ninguem) numa puxacao de saco que me revirou o estomago. junto com a correspondente da globo nos eua que nao ficou atras em puxassaquismo. a verdade sobre o 11/09 e a morte do osama eu soh saberei numa outra vida. mas a quantidade de mentira nos telejornais e na imprensa (aqui sobre o pt e lah sobre o obama) eh tao grande que estamos vivendo de fábulas, como diria S. Paulo hah 2000 anos atras. lamentável a situacao das massas...completamente enganadas e manipuladas.

Alvaro em 02 de maio de 2011

Pois é, eu vou lê os comentarios depois que escrevo o meu e acabo voltando. Não me sinto à vontade para comemorara a morte de ninguem, nem as barbaridades na guerra. Mas, costumo ter um lado. Não fico em cima do muro. Não consigo viver no limo escorregadio do popularismo grosseiro. Não quero conquistar ninguem, mas dar minha opinião. Se eu não gostasse de liberdade seria político no Brasil que entre Lula e Maluf, o espaço é tão estreito que se espremem, Collor, Renan, Requião, Sarnei, Jader e agora querem também participar do banquete rexona o "Kassab e sua turma" os mais muristas dos muristas, capaz de desbancar até o PMDB do Temer. É mole? O Osama bin Laden é o amiguinho que todo pai sonha para acompanhar seus filhos a uma "balada". É o visinho de poltrona de avião que todo empresário, os novos ricos, como o marido da Erenice, gostaria de brindar num vôo Cuba a Nova Iorque. É o pai que Delúbio ñão precisou ter par ser o contabilista-mor do mensalão, o matemático do negocio, o Osvald de Sousa do PT, e ainda assim, com toda essa sumidade parda, um rapaz simples, que segurou sozinho a peteca, que já pagou pelo seus erros. Claro que não é a morte de uma pessoa que deve ser comemerado. Deve ser comemorado um conjunto de princípios que só é imposto pela bala dos fuzis, em guerra declarada, em resposta a um atentado terrorista que matou inocentes em guerra não declarada. Mas Pevêsta que é pevêsta gosta da treita. Lula tem imitadores no blog, daquele lulinha paz e amor tipo Obama, melhor, Osama, mais sofisticados, sem bafo de 51, nem a suadeira aapós o almoço em comícios as 13h, sol a pino, sol nordestino, aquele povo sofrido com o bin. O problema é quando os descamisados do Collor começarem a trocar Pade Ciço por padim bin. Top, Top, TOP.

Alvaro em 02 de maio de 2011

Caro Setti A "pta" está se solidarizando com quem mesmo? Parece que ela nivelou todo mundo. Os gatos foram com a farinha para o mesmo saco. As vitimas, quais. Quem são as vítimas. O morto de hoje? Os mortos do 11? As vítimas do fundamentalismo islâmico? As vítimas do capitalismo? Todos eles. A declaração é típica de quem fica em cima do muro. Com vontade de defender o terrorista, mas com medo do "Xerife da Democracia". Vê-se na dubiedade o DNA do PT. Garanto que a "pta", na condição de ex-guerrilheira, se identifica mais com guerrilheiros. Que tem preferencias por ações clandestinas. Que chora mais as vítimas dos guetos da política mundial. Que acha aquela turma do petróleo uns ingênuos animais humanos, fundamentalistas por sufocação. O PT não vai entender a questão com um "se fez justiça" em relação ao povo americano enquanto vítima do 11 de setembro, nunca. Mas vai reagir com um: top, top, top. Diga Garcia. Agora vejam a turma esquerdopata de araque como vai se manifestar: Hugo Chaves, Fidel, Evo... A turma tinha Osama bin Laden como "santo de cabeceira". Está no DNA, a guerra fria não acabou. A esquerda está unida e agora com todo o poder nas mãos. Inclusive a casa da moeda. "Pau que nasce torto, não tem jeito, morre torto". Se petista foi petista na hora do aperto, na fartura eles nao vão imitar o DEM e o PSDB. Eles prmanecem unidos e atraem e convidam mais gente para não desperdiçar os restos de comido do grande banquete em torno do mensalão, ou melhor, do seu salão, de festas.

gaúcha indignada em 02 de maio de 2011

O falecido era "amigo, irmão, camarada da TURMA que está no poder, lá na ilha da fantasia.....

Romolo Saporito em 02 de maio de 2011

Pedi para sair Setti Não vou publicar esse link que você me passou, não. Bonzinho o autor, não? Pede até que eu seja demitido, tal como você. Bem, dirijam-se ao diretor de VEJA, tá? Depois de pedir minha cabeça ao diretor de VEJA, você está gentilmente convidado a desaparecer aqui do blog. Não preciso de leitores do seu tipo. Ah, antes que me esqueça: a forma verbal que você usa, "pedi", não existe. O correto e mais usual seria "Peça para sair, Setti". De nada.

Jotavê em 02 de maio de 2011

Aos poucos, Antônio Patriota vai imprimindo seu próprio estilo à política externa brasileira. A estratégia geral, me parece, continua inalterada. O Brasil procura se inserir na nova ordem internacional como um país que não avaliza automaticamente a política dos EUA e dos principais países da Europa, mas abandonou o tom insolente característico da gestão de Celso Amorim. A direção é a mesma, mas a marcha é mais prudente e silenciosa. Quando a Bin Laden, é um assassino que morreu assassinado. Os EUA agiram em território paquistanês como se estivessem dando um passeio pela casa da sogra. Como a sogra não liga, fica tudo em casa. Nada a lamentar. Nada a ser comemorado. Sob qualquer ponto de vista, o Itamaraty agiu bem.

Agilmar Machado Filho em 02 de maio de 2011

Não consigo olhar prá cara desse Patriota e não cair no riso.

Pedro Luiz em 02 de maio de 2011

Caro Setti: Vi uma foto e alguns especialistas dizem que é montagem.Odeio "teorias da conspiração" mas o fato é ainda nebuloso. Concordo em não se fazer um tumulo e assim evitar romarias,os aliados agiram assim no Julgamento de Nurenberg,ápós a morte dos criminosos nazistas os cremaram e jogaram suas cinzas ao vento,o mesmo fizeram os judeus com Eicheman.Apenas as fotos do antes e o depois,testemunhas das mais variadas nações. O caso do Bin Laden ainda esta estranho. Não lamento sua morte e lamentaria muito se for uma trama com fins eleitorais,aí sim será um desastre. Abraços

sidney em 02 de maio de 2011

SAETTI !!! Eeeee - incrivel - como o tempo vai passando , governus.... vao ( aparentemente mudando ...)e CONTINUAMOS INFELIZMENTE A PERDER O - BONDE DA HISTORIA .... nao ??? O Sr Patriota ( apesar do nome e cargo ) precisa se esforcar e nao ir na onda do - antigo ( ou sera atual ) FACA ISSO E PRONTO. O anterior estava atrapalhado sempre ( inclusive ja era neee !!!) , nao podem haver contagios nao ok !!! QUEM SABE NA PROXIMA !!! Grande abraco

Vivara em 02 de maio de 2011

Esperado o comportamento do governo Dilma. Quem abraça Ahmadinejad, faz trio com Fidel Castro e Hugo Chaves jamais ficara feliz por os EUA acabarem um um terrorista com o Osama Bin Laden.

Agilmar Machado Filho em 02 de maio de 2011

Esperar o quê desse fantoche barbudinho ??? Essas viúvas de Lênin jamais dirão alguma coisa a favor dos Estados Unidos. É bom eles lembrarem que, enquanto nossa "inteligência" brinca de Batman, Robin e Mulher Gato nas aulas de "português", existe inteligência preocupada com quastões mais prementes. É o ranço contra "usamericanu" devido ao xodó deles: Cuba.

Malur em 02 de maio de 2011

Não costumo comemorar mortes. Mas há algumas que também não lamento. Está aí uma delas.

Kleyner Arley em 02 de maio de 2011

Setti, Dê uma olhada nessa matéria e opine depois. http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20110502140216&cat=mundo&keys=foto-bin-laden-morto-falsa-confira-provas Olá, Kleyner. Sim, essa suposta foto é uma montagem grosseira. Hoje em dia qualquer especialista em Photoshop consegue identificar as falsificações. Teria sido distribuída não pelas autoridades americanas, mas por fontes militares do Paquistão. Abraço

Not funny em 02 de maio de 2011

Mais uma prova de que nem a ideologia política nem dogmas religiosas visam o bem estar social nem conforto mental, mas apenas dos que manipulam e pregam. Quantas vidas dos que caem na lorota já detonaram em nome da pátria ou em nome de deus? Alias até quando estas crenças órfãos do mitológico Abraão continuarão com a carnificina entre os irmãos (judeus, cristãos, e muçulmanos)? Também com texto como que está no Deuteronômio 13 ou Sura 8:12,13 esperar o quê? Caro Setti, uma simples letra do Imagine de John Lennon não aparenta mais lucidez que as tais obras divinas?

Cléber em 02 de maio de 2011

Que justiça foi feita? Ele foi a julgamento, por acaso?

Tonho em 02 de maio de 2011

Obama matou Bin Laden,sacrificou a galinha dos ovos de ouro do complexo industrial-militar dos EUA.Mas tambem o ordinário estava muito doente e a qualquer momento poderia morrer de morte natural,o que seria um desperdício de faturamento político.A turma de Obama convenceu os donos da indústria bélica que agora com um socialista no poder não é mais preciso falar do ódio a terroristas pra mandar mísseis e bombas pra matar civis, protegendo-os. Mas o socialista ainda terá muita miséria à praticar se quiser ter seu nome na história escrita de forma indelével,assim como,Hitler,Stalin,Mao,Pol Pot,Fidel e o glorioso Guevara.

Flavia em 02 de maio de 2011

Setti, vivo no Brasil, cujo subsolo é de grande riqueza!!!! O lucro a qualquer preço..isso é a selva capitalista, não o que procuramos...procuramos algo menos selvagem, embora dentro da economia de mercado! Abs

Helena Pahl em 02 de maio de 2011

Caro Ricardo Setti Não sou muito favorável ao Patriota como ministro. Mas ele, já que é o ministro, fez seu pronunciamento. Me parece que o desejo de alguns seria um decreto de feriado para que fosse feito um festejo e, assim, não deixar dúvidas da concordância do Brasil em relação às politicas americanas.

Carol em 02 de maio de 2011

Bom, eu aprovo a postura sóbria do Brasil a respeito do assunto. Não acho que seja um dia para comemorar nem celebrar nada, mas lembrar dos inocentes que morreram tanto nos atentados do 11 de setembro quanto na posterior guerra. A "justiça" que as vítimas merecem não é a morte de Osama, é o fim de atos terroristas que, infelizmente, não parece próximo. Pois é, Carol, você provavelmente é um ser humano melhor do que eu, mas eu, pessoalmente, me alegro, sim, e muito, com o fim desse canalha assassino e sanguinário, que produziu milhares de mortes de inocentes e envenenou a mente de milhões de jovens muçulmanos mundo afora, além de acentuar o fosso entre o Ocidente e o Islã.

Seilon em 02 de maio de 2011

Nada mais justo o Obama ser decente com o Bush,depois do mesmo evitar de fazer críticas ao governo dele,Obama.

Pedro Luiz Moreira Lima em 02 de maio de 2011

Tá meio estranho sua morte,sem corpo.Segundo li.fizeram o enterro no mar - seguindo as tradições americanas de enterrar alguem 24 hs após sua morte e Michael Jackeson? Se for uma trama qual o propósito e trama sempre pode ser descoberta e geralmente é.Como prova um DNA - sangue retirado do corpo morto? Nada de teoria de conspiração,mas esta estranho está! Quanto a JUSTIÇA,em termos de bang-bang americano foi feita,o xerife em duelo em OK Curral matou OBAMA.Em visão dos árabes,palestinos terão a mesma visão?Lógico que não,mataram?Obama apenas isso,a causa palestina ainda forte,as rebeliões no mundo árabe e sem saber direito qeu lado tenderá. Morreu? Obama enquanto não se sentarem para negociarem um Estado Palestino outros surgirão - vitória pífia. Você não viu as fotos do corpo? Acha que é um sósia?

Flavia em 02 de maio de 2011

Setti, é off topic, mas lendo a Veja Online me deparei com a reportagem http://veja.abril.com.br/noticia/economia/vale-inicia-producao-de-pelotas-em-oma Pensando bem, o Agnelli estava investindo boa grana fora do pais, e investimento produtivo, não é mesmo? Bem, nesse caso, as pessoas que acreditam no papel do Estado para "remediar/corrigir" as distorçoes produzidas pela lei do mercado, concordará que foi uma boa, a saida do Agnelli da Vale. Dizem que Omã é tipo paraiso fiscal... dai ser mais lucrativo investir por lá.. o que voce pode dizer sobre isso? Abs Como bom executivo, Agnelli procurava o máximo rendimento da empresa que comandava para seus acionistas. Em que planeta você vive, Flavia?

Vera Scheidemann em 02 de maio de 2011

Ricardo, achei que o pronunciamento do Patriota deixou a desejar. Não precisava ser extremamente efusivo (afinal, "comemorar" a morte de um ser humano é meio estranho), mas poderia ser mais assertivo. Quanto ao Obama, li que ele telefonou para o Bush e para o Clinton para falar sobre o assunto, o que eu considero extremamente civilizado. Nós deveríamos aprender que é assim que as pessoas (sejam políticos ou não) deveriam agir, respeitando sempre o próximo, mesmo divergindo dele. Vera Olá, Vera. Ele telefonou para o Bush pai, também. Abraços

Flavia em 02 de maio de 2011

Setti, aqui no Brasil não temos pena de morte. As religioes predominantes, no Brasil, não prega olho por olho... Nesse contexto, não teria lógica "comemorar", ir para as ruas "celebrar" o assassinado do Bin Laden. Creio que não é uma coisa a se comemorar, mas lamentar ter que chegar a esse ponto(os EUA), já que o terrorismo é a pior arma que enfrentamos.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI