A assim chamada Comissão de Sindicância Investigativa da Casa Civil teve prorrogado por mais 20 dias o prazo para concluir o inquérito a respeito do esquema de tráfico de influências envolvendo a ex-ministra Erenice Guerra, substituta da presidente eleita Dilma Rousseff, na pasta.

A apuração começou no dia 17 de setembro e deveria ter sido concluída em 30 dias. Para evitar desgastes à campanha de Dilma à Presidência, porém, o governo decidiu prorrogar o prazo pela primeira vez em 15 de outubro.

Nesta terça, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União, o ministro interino da Casa Civil, Carlos Eduardo Esteves Lima, empurrou com a barriga as investigações pela segunda vez.

O primeiro adiamento tinha propósitos eleitorais declarados.

E o segundo, agora? Qual será a explicação?

Afinal, os fatos são claros, há testemunhas e tudo o que é necessário para que as conclusões já estivessem prontas.

Leia reportagem aqui

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − seis =

Nenhum comentário

Catiane em 22 de novembro de 2010

Mais uma vez, a estratégia é ir colocando o processo de lado, pra fazer o povo ir esquecendo de tudo, daqui a um mês, você pergunta para alguém: - lembra do caso Erenice? A pessoa pode até ter um resquício do acontecimento na memória, mas esquece os "detalhes" do caso. Essa é a estratégia deles, estratégia essa que, infelizmente, dá muito certo no nosso país. Nada é mais certo do que o ditado que diz: "brasileiro tem memória curta". Resultado: nada de condenação, nada de dinheiro de volta, nada de justiça... E viva a impunidade!

Edson Seitsugo em 19 de novembro de 2010

"Você não é obrigado a produzir provas contra você mesmo". Parece que se encaixa muito bem neste caso, não é mesmo? Que vergonha nacional.

luiz roberto em 19 de novembro de 2010

mais uma vez vai acabar em pizza, hamburger, hot dog etc etc e tal. gente vamos fazer mais pressão, abaixos assinados, formar juntas juridicas, mover ações, formar plesbicitos, é tão facil a gente forçar, vamos nos unir não vamos admitir este movimento obuscuro dentro de nosso pais, ja que não conseguimos atraves das eleições haja visto que o povo esta comprado com as bolsas miserias e etc, vamos nos mover dentro da lei !!! Duvido que a ex-ministra seja condenada.

Jorge em 19 de novembro de 2010

Mais um "rolo" que vai para a vala comum dos crimes contra o Erário e que jamais serão punidos, tipo mensalão do PT que dorme sereno no seguro e esplêndido bercinho do STF.

fpenin em 18 de novembro de 2010

Quem tem medo de Erenice Guerra?

VERONICA MALDONADO em 17 de novembro de 2010

esse blog anda ou nao anda ? o penultimo post foi o de Jayme Portugal- 17/11/2010 às 9:39 Depois este às VERONICA MALDONADO - 17/11/2010 às 13:13. Neste momento já são 16:30.... Por onde andará o 7 ?

jefferson em 17 de novembro de 2010

Erenice e Paulo Preto ou Afrodescendente sumiram da mídia depois das eleições. No Brasil noticia só é noticia se tem objetivos politicos... preocupação com a ética, com a corrupção, com os desmandos é só cortina de fumaça para ludibriar os leitores.

VERONICA MALDONADO em 17 de novembro de 2010

A EXPLICAÇÃO PODE ESTAR NO BLOG DO CLAUDIO HUMBERTO de hoje. SOBRE A ANATEL PARALELA: Grupo palaciano cria Anatel paralela no governo Lula Um grupo de assessores da presidência da República, ligados à ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra, criou uma espécie de “Anatel paralela” que, à revelia do Ministério das Comunicações e da própria Agência Nacional de Telecomunicações, agora pressiona empresas do setor, impondo mudanças nas regras no meio do jogo. O grupo mistura interesses empresariais nebulosos ao mais grotesco atraso ideológico. Tudo muito suspeito Os assessores palacianos criaram as condições para os negócios suspeitos envolvendo o marido de Erenice Guerra no setor de telefonia. Erenice’s boys Fazem parte da “Anatel paralela” Cesar Alvarez, assessor da Casa Civil, Gabriel Laender, defenestrado do cargo na semana passada. Na mão grande Soma-se ao grupo palaciano, que tenta tomar na mão grande o “filé” da área de telecomunicações, o presidente da Telebrás, Rogério Santana. Conspiração A “Anatel paralela” acaba conspirando contra a reputação do governo brasileiro de cumprir os contratos que assina... http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Jayme Portugal em 17 de novembro de 2010

As investigações jamais serão concluidas.

Fernanda em 17 de novembro de 2010

Lamentável, Setti...acho que o brasileiro de bem anda tão perplexo com tantos escândalos de corrupção que está até "anestesiado"...e alguém esperava que o inquérito sobre Erenice Guerra evoluísse? Eu nunca cultivei esperanças nesse sentido...até mesmo em razão de que existem fortes indícios de que a Polícia Federal já não age mais com tanta autonomia e liberdade...está cooptada também...é um descalabro! Tenho até medo do que esse povo atualmente "anestesiado" fará quando acordar...pois estão todos engolindo quietos, estáticos, inertes...uma hora a revolta explode... Grande abraço! PS: Prometeu e disse: não largou de vez a política, só deu um refresco...melhor assim! Gosto de ler todos vocês... Eu jamais largaria a política, cara Fernanda. Mas precisava diminuir, né, porque meu blog não é sobre política, como praticamente são os do Augusto, o do Reinal e mesmo o do Diogo Mainardi. O Caio Blinder só trata de relações internacionais e similares. O meu tenta ter um arco de assuntos variados. Tenta, nem sempre consegue. Quanto ao que você comenta, concordo em linhas gerais. Mas vamos com calma com a Polícia Federal: é muito marketing e, na hora de os processos serem montados, os inquéritos muitas vezes são mal montados, faltam provas ou houve coerção -- e os suspeitos escapam direitinho. Também há casos de arbitrariedades pavorosos, e não por acaso volta e meia o Ministério Público tromba com a PF. Conheço pessoalmente um homem de bem absolutamente inocente que foi preso por engano, um absoluto engano, e engano primário, de coisa mal feita, mal apurada, feita de qualquer jeito. Ele passou, humilhado, mais de uma semana na cadeia por um erro primário da PF e ficou por isso mesmo. Nem desculpas pediram, embora desde o começo soubessem que estavam pegando a pessoa errada. É verdade que ele ingressou na Justiça e ganhou uma indenização considerável -- que, naturalmente, talvez seu bisneto receba, porque houve recurso e haverá dezenas de outros recursos. Abraços

Lilian em 16 de novembro de 2010

Na minha opinião, desviar o foco!

denise em 16 de novembro de 2010

estamos governados por nada...

Amauri em 16 de novembro de 2010

Erenice? Celso Daniel? Paloci? Dirceu? Que nomes são esses? O PT sabe, o pôvo por eles governado é ignorante, deixado mais ignorante por eles mesmos para que possam deitar e rolar na falta de memória tão tradicional do pais! É só deixar esfriar, o Lula deve dizer aos seus comparsas, deixa esfriar que dá certo... Daqui a pouco vemos Erenice nas fotos ao lado da dilma... E não vai nem adiantar a imprensa falar, o pôvo não sabe ler...

Sandra Mári Córdova D'Agostini em 16 de novembro de 2010

Ora, Reinaldo. Agora a explicação é não queimar o poder de fogo de Dilma, num momento em que a quebra de braço por cargos e ministérios está ferrenha. O PT teme o mais possa vir... Abços Como é mesmo que você me chamou, cara Sandra? Abraços

Corinthians em 16 de novembro de 2010

Não sabemos qual será a explicação. Mas sabemos a razão... afinal estamos no Brasil, presidido pelo PT, e nos próximos quatro anos teremos a madrinha de Erenice governando o país... Vão empurrar a investigação até dezembro, quando a opinião publica estará ausente devido às preparações para o Natal e para o Ano Novo.

carlos nascimento em 16 de novembro de 2010

Caro Carlos, Não publico seu comentário a seu pedido, mas respondo, genericamente, que como jornalista julgo que não deva assinar nenhum tipo de manifesto ou abaixo-assinado. O que penso, escrevo aqui ou em outra publicação. Abraço

araujo em 16 de novembro de 2010

Por favor, não deixem que se esquece este caso. Só a imprensa pode manter aceso o ineteresse das pessoas nestas questões. Obrigado.

JT em 16 de novembro de 2010

Você acabou de corrigir! Legal! Internet é isso: precisamos ter cuidado com sua velocidade. E agradeço sempre aos leitores que me alertam sobre erros. Um abração

gaúcha indignada em 16 de novembro de 2010

A conclusão deste inquério só depois da posse da Dilma, como sempre este Partido da Taxa de Sucesso - vai empurrar o máximo possível. E a Maria Caverão - segunda Erenice da Dilma - não lí nada nos jornais aqui em Porto Alegre. Será que a imprensa virou toda para o lado dos petralhas??? Pelo andar da carruagem, acho que logo estaremos vivendo como os povos de Cuba e Venezuela. MAS EU NÃO DESISTO NUNCA!!!!

carlos nascimento em 16 de novembro de 2010

A marca do governo do molusco é a IMPUNIDADE. Estamos vivenciando a "era da mediocridade", o pior dos males é que essa cultura vai destruindo o tecido social, tudo fica nivelado, a decência vira sinônimo de babaquice e a vigarice sinônimo de esperteza. Quando nossa Sociedade irá entender que o atual modelo irá nos conduzir ao semáforo da bandidagem, desculpem - atravessei o sinal vermelho, foi sem querer - fodam-se !

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI