Image
Filas intermináveis: passageiros aguardam para fazer o check-in no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro

É inacreditável a Infraero estar anunciando que “estuda” fazer a concessão de terminais de passageiros de diferentes aeroportos em “instalações móveis de longa durabilidade” – leia-se “puxadinhos” quebra-galhos que, quatro ou cinco anos depois, já estarão caindo aos pedaços.

Inacreditável pela razão alegada: a hipótese de realizar obras permanentes nos aeroportos “está praticamente descartada” por falta de prazo até a Copa do Mundo de Futebol.

Mas – meu Deus do céu – a FIFA anunciou a escolha do Brasil como sede da Copa de 2014 no dia 30 de outubro de 2007.

Se a incompetência não grassasse na Infraero, a preocupação com os aeroportos deveria ter começado imediatamente, no dia 1º de novembro de 2007.

O governo do ex-presidente perdeu, sem explicações plausíveis, três anos e dois meses, até acordar – tarde, pelo visto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − cinco =

Nenhum comentário

Observer em 23 de janeiro de 2011

Só discordo de vc na questão dos puxadinhos. Fizeram um puxadinho chamado Viracopos em Campinas no final da década de 60 e assim ficou por mais de trinta anos. Puxadinho nom Brasil é coisa definitiva. Você tem razão. Em minhas primeiras viagens internacionais, inclusive ao Chile, para cobrir as eleições que resultaram na vitória de Salvador Allende, tive que utilizar o puxadinho de Viracopos, horroroso, de madeira, caindo pelas tabelas. Aliás, nessa viagem, minha ansiedade natural pela responsabilidade da cobertura para o Jornal da Tarde (eu tinha 24 anos) acabou sendo aumentada porque o táxi que conduzia um grupo de passageiros encalhou no acesso à Marginal Tietê, então ainda com algumas obras em andamento. Abração

Almir Bohana em 22 de janeiro de 2011

Incompetência da Infraero e de Lula, que inventou a história dos puxadinhos. Em várias coisas porém, os puxadinhos não serão aplicados. Por exemplo: no apartamentos de Lula em São Bernardo e no Guarujá, na Granja do Torto e no Palácio da Alvorada e nas moradias dos politicos corruptos e imorais existentes no Brasil.

Jose Fernando em 21 de janeiro de 2011

Caro Ricardo, recorrendo a minha lista das 190 promessas de Dilma, que guardo com muito carinho, temos no quesito Transporte e Infraestrutura: 84. Ampliar o aeroporto Galeão/Tom Jobim, com a conclusão do terminal 2 e melhorias no terminal 1. 85. Fazer novos aeroportos em Goiânia, Cuiabá e Porto Seguro (BA). 86. Ampliar os aeroportos Afonso Pena (Curitiba) e Guarulhos. 87. Fazer nova pista no aeroporto de Confins (Belo Horizonte). 88. Construir o aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN). Tá prometido, só falta cumprir a promessa. Faltam ainda 3 anos, 11 meses e 10 dias pra ela concluir tudo isso, ou mlhor, pra iniciar, porque parece que seu governo ainda nao decolou. Valeu, José Fernando, caro. Sugiro que você, de vez em quando, mande um comentário para o blog com promessas da presidente, à medida que o tempo passa. Um abração

alberto santo andre em 21 de janeiro de 2011

A CADA MOMENTO QUE PASSA, A HISTORIA VAI DESMESTIFICANDO A ESTORIA RECENTISSIMA DO PAIS.

alberto santo andre em 21 de janeiro de 2011

PARTINDO DE UM PARTIDO PINOCHIO, E DE UM PRESIDENTE IDEM ,OS MESMOS ACHARAM QUE FAZER A COPA DO MUNDO, SERIA COMO VEEM ENGANANDO OS BRASILEIROS NESTES OITO ANOS ,FAZENDO OBRAS APENAS NAS PROPAGANDAS INSTITUCIONAIS ,PARA ENGANAR OS INCAUTOS ,POREM QUEM VEM DE FORA NAO ASSISTE PPROPAGANDA INSTITUCIONAL ,VEEM APENAS A OBRAS FISICAS ,AS QUAIS OS PETISTAS SAO INCOMPETENTES EM FAZER.

Marcio em 21 de janeiro de 2011

Complementando: a Odebrecht faz parte do consorcio de empresas que participam da obra!!! Eles ja sabem construir aeroportos...basta um plano agora.

Marcio em 21 de janeiro de 2011

Ricardo, Moro em Fort Lauderdale e sempre uso o aeroporto de Miami. Este aeroporto esta send ampliado. Realizaram um estudo e concluiram que ele nao aguentaria o trafego dos proximos 20 ou 30 anos. As obras estao a pleno vapor e muito, mas muito mesmo ja foi feito. Entre reformas e novos terminais, temos um areporto praticamente novo. Nao e o mais comodo do pais, mas e moderno e funciona. Agora o ponto principal: sabe quando realizaram o estudo? Em 2001. Sabe quando comecaram as desapropriacoes e obras? No comeco de 2002. E, repetindo, ainda estao trabalhando!! A Infraero nao faz ideia do que e um estudo desse calibre!! Se soubesse, nao estariamos preocupados com Copa do Mundo, Olimpiada, Natal ou Carnaval. E depois querem dar licoes aos Estados Unidos... A cegueira e o ódio ideológicos impedem determinada turma de enxergar o colosso de país que são os Estados Unidos, caro Márcio. É assim mesmo. Na verdade, só temos a aprender com eles em quase tudo. E vamos nos aguentando por aqui... Hoje em dia, confesso a você que antes de viagem para qualquer lugar, sendo de avião, penso muitas vezes antes de ir. As profissionais não dá para evitar, mas, quanto às outras, hesito muito. É um suplício ir para ou voltar de qualquer lugar, hoje em dia.

gaúcha indignada em 21 de janeiro de 2011

O (des)governo em que vivemos nestes últimos 8 anos é incomPeTente em todas as áreas. Somente na taxa de sucesso e na maracutaia, aí "elles" tem doutourado.

Frederico Hochreiter/BH em 21 de janeiro de 2011

O tal "governo do ex-presidente não perdeu 3 anos". Ganhou 3 anos. Qualquer obra agora vira emergencial e, assim, isenta de concorrência. Afinal os companheiros têm que ganhar a vida de alguma forma.

Sergio em 21 de janeiro de 2011

Reconstruir Teresópolis custa R$500milhoes. Reconstruir o Maracanã R$800milhões. Advinha quem vai ficar na saudade?

Eddie Moraes em 21 de janeiro de 2011

Bom dia Ricardo. Bom ver você na ativa de novo. Faz falta, muita falta. Quanto à Infraero, nenhuma surpresa. Há anos mostra-se com uma incompetência brutal! É o resultado do aparelhamento político. Um país que se quer 'grande' não pode mais se dar ao luxo de ser tão incompetente assim. Não tenho dúvidas de que passaremos um vexame 'global'nos eventos internacionais nos próximos anos, nessa área. Ideologia não levanta tijolos. O que faz as coisas acontecerem são ações. E ações são coisas objetivas, focadas, planejadas, voltadas para resultados, pragmáticas (obviamente dentro dos limites das leis) que farão com que o país colha um país melhor para seus cidadãos. Obrigado pelo "muita falta", caro Eddie. Muito obrigado, mesmo. E você tem absoluta razão. O desastre que o ex-presidente provocou aparelhando o Estado a partir de premissas políticas e ideológicas, e não da competência, vai demorar para ser corrigido ao longo do tempo. Não creio que a presidente Dilma pretenda ou possa fazer a limpeza que seria necessária. Um abração, e volte sempre. Abração

carlos nascimento em 21 de janeiro de 2011

Ricardo, Não temos a menor condição de realizar eventos do porte de uma Copa do Mundo e Olimpiadas, não vou nem falar da infra estrutura aereoportuária, nem da questão de mobilidade nas grandes cidades, da falta de investimento no setor elétrico, vou me ater ao problema que está "piscando", que em nosso dia a dia vem causando grande stress, refiro-me a INTERNET, lenta e com graves problemas de conexão, hoje já sofremos na pele a deficiência, agora imaginem com a demanda acelerada, vai ser um mico. Não quero ser pessimista, alguém me andou buzinando que já estão providenciando o plano B, ou seja, preparar a renovação do passaporte e irmos para Miami, novamente. Carlos Nascimento.

Silvio em 21 de janeiro de 2011

Fica cada dia mais claro que Dilma foi uma eficiente ministra da casa Civil, cuja administração dos aeroportos ficava sob sua responsabilidade.Com seu profissionalismo, que controlava tudo através de planilhas, seu planejamento para a melhoria dos aeroportos foi impecável.Isso foi devido principalmente pelo seu estilo gerencial determinado para com os resultados da pasta.A cada ítem do seu programa que se analisa (minha casa minha vida) percebe-se que seu talento gerencial é uma farsa, uma fantasia de mau gosto vendida à milhares de brasileiros menos informados.A presidenta, como ela prefere ser chamada, não está à altura dos desafios do cargo e para piorar, tem a seu lado um bando de incompetentes vampiros à sugar o dinheiro público.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI