Image
Mahalia: Rainha do Gospel

Por Daniel Setti

Desde que, em meados dos anos 1950, artistas como Ray Charles e James Brown começaram a cantar em estilo gospel sobre bases instrumentais de rhythm and blues, o gênero aprendido nas igrejas do sul dos EUA vem levando o seu devido crédito como um dos principais elementos de criação do soul, e até mesmo do rock and roll.

Nascida em New Orleans, um dos mais ricos berços musicais norte-americanos, Mahalia Jackson (1911-1972), que hoje completaria 100 anos de idade se estivesse viva, teve grande importância nesta fusão determinante para a música popular do país. Afinal, entre as décadas de 1930, quando começou sua carreira, e a de 1970, foi considerada a “Rainha do Gospel”.

Curiosamente, a poderosa contralto (classe de voz feminina mais grave) foi responsável por uma outra interessante combinação entre gêneros, já que entoava canções religiosas com influência de grandes divas do blues, como Bessie Smith e Ma Rainey. Também colaborou com figurões do jazz do porte de Duke Ellington e Nat King Cole, além de cantar no funeral de Martin Luther King Jr. em 1968.

A exemplo de muitos outros músicos nascidos no sul segregado dos EUA, Jackson penou até conseguir viver apenas de seus dotes vocais, tendo trabalhado como empregada doméstica quando já se apresentava por Louisiana. Abaixo, ela interpreta, em concerto ocorrido em Londres em 1964, “Joshua Fit the Battle of Jericho”, hino de domínio público. Sem microfone específico para voz.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 18 =

6 Comentários

Reynaldo-BH em 27 de outubro de 2011

Daniel, esqueci uma - para mim - histórica. Certamente (que me desculpe Vinícius, Chico e tantos outros poetas) a declaração de amor mais intensa que conheço. Abusando de sua paciência em ouvir, aí vai. (Do meu FB). ......... Por fim, para TODOS os homens que amam (ou amaram!) uma letra/música do mestre Egberto! Esta letra tem um verso fantástico: "Já só me ouço podendo dizer, fique mulher, SÓ ATÉ eu morrer!!". Existe declaração de amor mais intensa? (Obs; link sem imagem. Só áudio). http://www.youtube.com/watch?v=f4xPe226aMY Grande Egberto. Logo mais ele pinta aqui no blog. Obrigado e um abraço, Daniel

Reynaldo-BH em 27 de outubro de 2011

Daniel, entre minhas sinceras admirações no Brasil que sabe transformar sons em música, uma delas é que nutro por Egberto Gismonti. Para mim, um gênio! Dia 11/11 estará com Juarez Moreira tocando em uma praça de BH, ao ar livre, free! Imperdível. Mando logo três links. Um só com a música (sem imagens). Trenzinho do Caipira deste outro gênio, Villa-Lobos! Esta releitura do trenzinho, sem frescuras, me emociona. Chego a ouvir a voz de meu ex-sogro (já no andar de cima, olhando por nós!) aboiando o gado! E a mistura do jazz com a genialidade de Gismonti, só podia dar nisto. http://www.youtube.com/watch?v=-AwKs80MR1M A outra, uma apresentação ao vido de Egberto tocando PALHAÇO! Apesar da precariedade das imagens, é histórico! http://www.youtube.com/watch?v=NRqc_oQ6Y5k E por fim, uma obra-prima de 1970 esquecida. À época, muito a frente do seu tempo. Continua sendo. PÊNDULO. Também um link pobre de imagens (colagem). Mas creio que mesmo assim, vale a pena! http://www.youtube.com/watch?v=OWDa8oYUUJE Espero que goste, embora tenho certeza que você conhece, óbvio! Abraços e aqui estamos à espera do Ricardo! Reynaldo. Demais mesmo, Reynaldo. Concordo com você quanto ao mestre Egberto. Gosto especialmente de sua música "Maracatu". Um abraço e obrigado, Daniel

Vera Tremocoldi em 26 de outubro de 2011

Daniel, hoje você "encantou" o meu dia. Obrigada. Obrigado, Vera! Um abraço, Daniel

Marco em 26 de outubro de 2011

Amigo Setti: Daniel, grande cantora como a maioria Gospel, mas música gospel, não acho legal com esses exageros de louvor, amor e glória. Mas não resta dúvida q é um grande celeiro d talentos. Abs.

Malur em 26 de outubro de 2011

Daniel, menino, onde você vai buscar essas preciosidades? Eu devo ser 1/3 dessa diva, no tamanho, mas se soubesse contar uma nesguinha só do que ela cantava, nem pediria a Deus que me ajudasse! Obrigada, mais uma vez. Fico feliz que você tenha gostado, Malur. Um abraço, Daniel

Reynaldo-BH em 26 de outubro de 2011

Daniel, FANTÁSTICO o link! Grande! Como a Mahalia nasceu na melhor cidade dos USA, mensou um link sobre uma das minhas paixões: New Orleans! Com o French Quarter, Main Street, Superdome, Riverside Walk, Aquarium, os cemitérios (sim, são atração turística!) e o povo desta terra mágica. A turma que vai a New York (o centro do mundo) e a Miami (o c* do mundo! sorry) devia esticar até New Orleans. Mesmo pós-Katrina. A cultura crele derivada da fusão mágica entre a cultura negra, francesa e espeanhola, fez de NO uma cidade única no mundo. A comida cajun (com as jamabalias e oisters) é sensacional. Assim como os passeios pelo rio Mississípi nos vapores, etc. E terra desta turma que fez, mantem e revoluciona o jazz e blues. Segue o link e desculpe a extensão do post. É que adoro mesmo aquela cidade! http://www.youtube.com/watch?v=JMIoDw4LxX0 Nossa, Reynaldo, acho que valeria um blog inteiro só para falar de New Orleans. E Nova York também! Valeu pelo link. Um abraço Daniel

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI