Há várias Dilmas em Dilma, resta saber qual vai governar

Eleitores de Dilma Rousseff comemoram em São Paulo

Eleitores de Dilma Rousseff comemoram em São Paulo

É grande a lista de perguntas sobre a nova presidente – e as respostas precisam ser escarafunchadas na sua trajetória.

Leiam o longo perfil sobre a nova presidente da República que escrevi para o site de VEJA.

O link está aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 10 =

Nenhum comentário

  • @MauroVS

    Hora a Wanda governa e hora a Dilma e outra hora a corja.

  • Rodolfo

    E ai bando de Tucanalha!! Ainda bem que a veja não representa nem tem mais força alguma e esta se tornando uma revistinha de 3º linha..se vendendo a troco de migalhas! DILMA (PT) Presidenta!!!!

    Que provas você tem disso? Onde é que você se informa? Quais são as migalhas?

  • Giovani

    Peço sua atenção e a de seus leitores para um artigo que escrevi.

    O super-herói Aécio Neves vira alvo do fogo amigo. Motivo: a surra tomada por Serra em MG.

    Leia a análise no meu Blog: http://migre.me/1UqGH

    abraço,

    Giovani.

  • BC Aguiar

    É Setti, resta-nos torcer e pressionar o legislativo para fiscalizar em nome do povo, dando uma chance para que ela faça um bom governo; dificil dadas as condições em que ela o encontra, aparelhado, com gastos públicos sem controle e mais dificil, livrar-se do Lula, sim, porque alguém imagina que ele vai largar o osso? (na verdade para ele filé mignon!)
    O que assusta é ler o primeiro comentário do “Rodolfo”, infelizmente este é o perfil dos “cumpanhero”.
    Ressalvando que é um discurso, “palavras são palavras nada mais do que palavras”, gostei do pronunciamento da PresidentE (não presidenta).
    Um abraço e que Deus nos proteja!

  • Marcelo Palhano

    Chora Ricardo Setti, chora Augusto Nunes, chora Malafaia, chora Sérgio Guerra, chorem. Aliás cadê FHC que teve outra derrota para Lula: a eleição do sucessor o que ele não conseguiu com o próprio Serra.

    Não choro, não, caro Marcelo. Respeito a vitória da presidente Dilma, presidente constitucional do nosso país, como até escrevi em post. E, como sempre faço com todos os presidentes, vou cobrá-la e criticá-la sempre que considerar que é o caso.

    Um abração, volte sempre… e com menos pedras na mão, tá?

  • Lúcia

    Parabéns, Setti. Como sempre, é uma análise equilibrada e fundamentada em dados verdadeiros. Ninguém teve ainda coragem em ir tão fundo na análise do caráter da ex-guerrilheira e sua formação desenvolvimda na marra. A prepotência é a marca registrada dela, que nem toda maquiagem consegue disfarçar. E a insegurança vira ataque pessoal quando se vê acuada. Só falta mandar cortar o mindinho pra ficar mais parecida com seu criador. Continua nos brindando com sua inteligência lucidez. Abraço.

  • Luiz Pereira

    Ricardo,

    Estou c/ vontade de mandar fazer uns adesivos c/ o dizer: “Goebbels e o PT – tudo a vê!”, assim mesmo, sem colocar o verbo no infinitivo.
    Dessa forma, a fonética da rima fica mais clara, e p/ os truculas como o Rodolfo aí abaixo, tanto faz, já que sào uns ignorantes sectários.

    Abs.,
    Luiz Pereira

  • Charles A.

    Nenhuma!

  • Marco

    Caro R. Setti : Para quem gosta, ou quer entender
    Jornalismo, essa matéria tem todos os ingredientes. Parabéns pela altíssima qualidade. E tu sabe q sou rigoroso, ainda mais quando a matéria é com com ela. ( Show !!!! )
    Abs.

    Muito obrigado, grande Marco. Deu um trabalhão fazer essa matéria, e fico feliz por ter agradado. Obrigado pelo “altíssima qualidade”.

    Abração

  • José Américo C Medeiros

    Só o tempo dirá, mas é grande a chance, e para isso temos que ter esperanças, que a mensagem oposicionista da campanha, e os 43 milhões contrários façam a sua parte fiscal e influenciadora nos rumos futuros.
    Vejo com satisfação a presença de Palocci.
    Apesar dos escândalos da mansão de Brasilia, ele é, e se mantém, como uma figura respeitável e de projeção.
    Nessa hora não existem mais tucanalhas, ou petralhas, mas brasileiros esperançosos.
    Podem existir, e isso é saudável, brasileiros que já mirem 2014 com novas propostas.
    Até lá muita água vai rolar, novas personalidades poderão surgir, outros cenários, inclusive mundiais, talvez ditem as necessidades.
    Mas, acima de tudo, o Brasil e seus cidadãos.
    O mapa da eleição mostrou que a Presidente Dilma foi eleita pelo voto norte-nordeste principalmente, o que deve ser considerado como um apelo daquela região em busca de soluções para seus problemas.

  • FERNANDO

    ACHO QUE A DILMA DE SEMPRE. IGNORANTE, GROSSA E METIDA COM BAIXARIAS E A ERENICE. OU SEJA, UM LULA COM OUTRO NOME

  • Muito bom o esboço de retrato em corpo inteiro da nossa Presidente. Sei que foi impossível ir além de um esboço, será preciso mais exposição do modelo para que enriqueça sua obra com detalhes.
    Quem é Dilma? Sob o governo dessa esfinge viveremos em suspense.
    Faltou dizer mais do pai búlgaro, que seria comunista. Sei um pouco de comunistas, nada da cultura búlgara. Qual o papel desse homem na formação dela? Não teria relação com seu engajamento na guerrilha tão jovem ainda? E com a sua inteligência emocional? A um repórter brasileiro que esteve na Bulgária, uma velha prima do pai disse que até hoje eles lá não entendiam a sua fuga do país deixando atrás de si um filho criança. Concluiu que era esse o “mistério da família”. Talvez eu esteja romanceando, mas não dá o que pensar a chegada ao Brasil no final dos anos 30 de um búlgaro comunista? E que logo fez fortuna? E que cortou os laços com os parentes que deixou para trás?
    São tolos os que pensam que, eleita Dilma, a VEJA e seus maravilhosos repórteres e blogueiros perderiam a razão de ser. Ledo engano, agora é que não lhe faltarão leitores!
    Um grande abraço
    Lucia

  • Maria Odete de Paula

    Uma grande parte dos brasileiros, normalmente, só se envolve nos labirintos da política nas ocasiões em que há eleições. O máximo que fazem é assistir a um jornal e ver novelas. Ler? Todo mundo sabe que não é do agrado de muitos. Então! Fica difícil provocar as mudanças com maior velocidade. Há tantas coisas, detalhes que as pessoas desconhecem… As informações são muitas, e o desinteresse em participar ativamente é imenso. Pra este país avançar seria preciso que todo mundo participasse mais. Por exemplo: Eu já trabalhei em uma Escola Pública e pude ver, de perto, qual grande é a dificuldade em fazer com que os pais participem mais da vida escolar dos filhos.
    Eh!!!! Realizar boas obras, de fato, dá muito trabalho. Sem união e dedicação por parte de todos, não tem rumo certo que dê certo.
    Será que ensinar, o como se faz a política, não seria uma forma de acordar nas pessoas o interesse de ser CIDADÃO DE VERDADE.

  • Maria Odete de Paula

    Acrescentem a ? no final da questão do comentário das 15:54. e continuo:

    Acho que já chegou a hora de todos se engajarem naquilo que pudérem para ajudar o nosso país. Filiemo-nos em algum partido, participemos de alguma ONG, busquemos fazer algum trabalho voluntário, participemos mais da vida escolar dos filhos e filhas, falemos mais, escrevemos mais, sei lá!!!! Só não podemos continuar como figurantes desta nação.

  • Maria Odete de Paula

    Certas coisas, somente o tempo poderá nos dizer. Então, vamos dar tempo ao tempo? Se ela tiver mesmo a personalidade que dizem, o Lula terá de respeitá-la e ela se revelará com as pluralidades que creio todos tem.

  • Sérgio Luiz Lacerda

    São dois momentos ao meu ver. Primeiramente há que se concordar com a probabilidade de se existir várias Dilmas. O texto, de fato, aborda este assunto com muita propriedade, porém de forma inicial. Digo isso, porque entendo ser necessário aprofundar as questões que foram relatadas, no sentido de maiores esclarecimetos ao cidadão brasileiro. Em segundo momento, aí creio exitir grande relevância, são os resultados da eleição. Enganam-se petistas e simpatizantes que a vitória da Dilma seja a expressão da vontade popular, porque não o é. Basta, inicialmente, atentarmo-nos para o fato incontestável, sua vitória que se deu em segundo turno, e neste, se elegeu com 56% contra 44% dado ao Serra, considerando-se, ainda, as abstenções que não não foram baixas, indica que o povo brasileiro não se coloca mais em moldes de subserviência política. Alías, já é capaz de votar com sabedoria e discernimento político. O que fez a Dilma chegar aonde chegou, inegavelmente foi a máquina administrativa que o sr. Lula utilizou sem o respeito a ética e à moral. Outro aspecto, também, relevante é o fato de que a presidente eleita terá que ter muito “jogo de cintura” para governar. Vamos ver como vai ser o seu começo. Dele anteveremos sua continuidade.

    Excelente comentário, caro Sérgio. Fico honrado com sua visita ao blog. Fui ao seu e gostei muito.

    Um grande abraço!

  • Isabel

    A **** comandando a *****. Mais 4 anos de humor vermelho.

  • Isabel

    Caro Setti, com uma única palavra comentarei aqui, na sua Coluna, seu texto no site (eles não publicam/meu tempo é precioso) sobre Dilma: Sublime!
    A imprensa séria e livre tem que ir em busca da verdade nada mais que a verdade, doa a quem doer.
    Meus 2 hemisférios agem juntos. Eles me dizem que nenhum político brasileiro é o fiel da balança.
    A Veja está recuperando sua indispensável credibilidade. O Brasil agradece.
    Os jornalistas tmb têm o direito de tomar partido, faz parte. Qto mais pluralismo, melhor.
    Opções pessoais não impedem a ética nem a liberdade.

    Muitíssimo obrigado pela generosidade de suas palavras, cara Isabel.

    Os comentários no site de VEJA estão com a liberação atrasada porque houve um tal dilúvio por causa das eleições que a jovem equipe não está dando conta… Mas já começaram a ser mediados, pode ir lá conferir.

    Uma vez mais agradeço suas palavras. É um incentivo para continuar trabalhando.

    Abração sincero

  • Muller

    A Dilma que governará será aquela que terá como meta nos próximos 4 anos, retirar mais 20 milhões de pessoas da linha de miséria.
    Este é o maior objetivo, depois para 2018 é erradicar a miséria e o analfabetismo. Só quero isso , mais nada.

  • rita dias

    Será que vou sentir saudades do Lula??? Credo, cruz, bangalô 3 veissss!

  • Julio

    Sobre o comentário de que Dilma se elegeu pelo Nordeste, a matemática diz que, mesmo subtraindo o NORTE e o NORDESTE, ainda assim ela seria eleita.
    Portanto, não dá para por a culpa no lado de cima do mapa.
    Vamos refletir com os dados de nossas regiões, inclusive o próprio estado de São Paulo, que não reconheceu a tão grande capacidade de Serra, mas apenas uma pequena diferença onde ele foi gobernador.

  • Maria Odete de Paula

    Se a presidente for Dilma ou Dilmas,
    singular ou plural, acredito que não podemos esperar que ela faça,sozinha, os milagres libertadores, acredito que ela assim desejará, porém, há muitas coisas que só podem ser vistas,enfrentadas e modificadas pelos atores da sociedade. Se os olhares forem limitados, não haverá saída. Tantas coisas são lógicas, então, o que que hááááá??????

  • Maria Odete de Paula

    Quer saber se votou bem? Procure ler tudo sobre o programa bolsa escola (Atual bolsa família) Leia tudinho com muito carinho. É bom ler um pouquinho.

  • Susana

    Estou te entendendo Muller… em 2010 a Dilma “promete” tirar os pobres da miséria e voce espera que em 2018!!!! (Voce já conta que ela ficará dois mandatos no poder?!?) erradicar miseria e o analfabetismo. Mas isto é ridiculo. Já passou pela sua cabeça que isto pode ser feito no proximo mandato, ou seja, em apenas quatro anos? Claro que é possivel, basta que o governo tenha politicas para isto. O seu (vê-se que é um petista) não tem. E nem quer ter. O que o PT QUER MESMO É MANTER A POBREZA E OS POBRES IGNORANTES, ASSIM ELE SE PERPETUA NO PODER COMO VOCE DIZ: POR 18, 36 ANOS, Ditadura não é mesmo? É isto que voces querem. Voces pensam que só voces sabem governar. Aproveitam dos bons governos que os outros deixam, as boas propostas e depois como sanguessugas ficam mamando nas tetas da Nação até consumí-la toda e levam todo o dinheiro publico para os cofres do seu partido. Voce acha que ninguem entendeu isto até agora? Nao precisa ser cientista-politica como eu para ter compreendido isto desde que este partido foi criado. PT Saudações.

  • Maria Odete de Paula

    Retificação da minha mensagem das 15:54
    Acrescento que há muitos pais e mães que se envolvem de forma exemplar na vida escolar de seus filhos e filhas. Graças a Deus!

  • Andreia

    nossa que foto horrivel

  • el toro

    Caro Setti
    Li e não gostei. Aquela não é a Dilma que vimos no curso da campanha. Cuido que apenas se trata de uma burocrata ranzinza, dissimulando com arrogância sua incompetência,aliás magnificamente retratada dos textos do Augusto Nunes e do Celso Arnaldo.
    Que Deus nos proteja.

  • Eduardo

    Show!!

    Muito obrigado, caro Eduardo. Como você terá visto aqui mesmo, outros não concordaram com você…
    Abraços

  • Mary

    Senhor Setti,
    Parabéns pelo trabalho!
    Creio que seja uma grande contribuição, especialmente aos eleitores do Senhor Serra que temem a participação excessiva do Estado.
    A biografia contém informações que não conhecia. Algumas para nos tornar mais alertas e outras a nos tranquilizar.
    Peço sua licença para colocar apenas dois dados de que senti falta e considero traços importantes da nova Presidente:
    Com referência à participação dela na VAR Palmares: Carlos Lamarca não gostava de Dilma porque ela defendia o trabalho político de base em detrimento da luta armada, motivo da cisão na organização durante o Congresso de Teresópolis e da transferência de Dilma para São Paulo, onde ela foi presa.
    Também não encontrei dados de sua atuação na crise energética do Rio Grande do Sul, (como Secretária Estadual de Minas e Energia). Segundo consta, ela articulou um programa emergencial de obras com participação de empresas públicas e privadas, que mais tarde lhe valeram, inclusive, elogios de Pedro Parente (Chefe da Casa Civil do Governo de Fernando Henrique)por seu pragmatismo e sua facilidade de diálogo com os empresários.
    Saudações e um bom dia de trabalho.

    Obrigado pelos elogios, cara Mary. Não incluí os episódios, como também deixei outros de fora, porque o texto, já de si gigantesco, ficaria grande demais, afastando os leitores. A gente nunca faz algo completo e perfeito, não tem jeito. Faz parte do jogo e da condição de jornalista, sem contar a condição humana.

    Um abração

  • Rere

    Acho que ela tem amor próprio suficiente para procurar fazer um governo digno. Não entendo que aceite ser apenas um clone do Lula, ela tem ascendência européia o que a qualifica com certas características diferentes das latinas. Agora, se ela vai efetivamente fazer um bom governo/// isso fica só na base da especulação pura. Não há base real nenhuma para se afirmar ou negar. Seria tudo chutômetro nessse momento.