Image
O pugilista Joe Frazier, em imagem de 2006 (Foto: Reuters)

Por Daniel Setti

Joe “Smoking” Frazier, o boxeador norte-americano que derrotou pela primeira vez ninguém menos que Muhammad Ali (em luta ocorrida em 1971), e que deteve o título mundial dos pesos-pesados entre 1970 e 1973, faleceu ontem em Filadélfia, EUA, aos 67 anos, em decorrência de um câncer no fígado diagnosticado há poucas semanas.

Esta coluna presta seu tributo musical com “Joe Frazier”, composição do músico jamaicano Burning Spear (pseudônimo de Winston Rodney) lançada como compacto em 1973.

Originalmente, a faixa, cuja letra tem versos de inspiração religiosa (entre os quais, “Ele rezou/ Sim, ele rezou”), saiu com o nome “He Prayed” e um arranjo mais lento.

Mas em ocasião da luta de Frazier com George Foreman em Kingston, capital da Jamaica, em 1973 – vencida por Foreman -, diversos artistas locais gravaram canções sobre o evento. Sem querer perder a viagem, o lendário produtor Clement “Sir Coxsone” Dodd (1932-2004) quis adaptar a música de Burning Spear ao tema, encurtando a letra e dando-lhe um ritmo mais dançante

Os músicos jamaicanos têm como antigo hábito prestar tributos aos grandes pugilistas em suas canções. Joe Louis e George Foreman emprestaram seus nomes a composições de artistas da ilha caribenha como Joe Gibbs e Dymamites, e um dos maiores astros locais, Toots Hibbert, chegou a posar com luvas de boxe na capa do álbum Knock Out, de sua banda Toots & the Maytals, editado em 1981.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 11 =

2 Comentários

Vera Scheidemann em 08 de novembro de 2011

Bonita homenagem ! Vera

Marco em 08 de novembro de 2011

Amigo Setti: Daniel, teu pai vai lembrar em 1974, a revanche com Ali, na TV P/B. Inesquecível, justíssima homenagem. Se não me engano o cartel dele era d 33 Lutas e 4 derrotas. Abs. Nossa, eu gostaria de ter visto estas lutas clássicas. Um abraço, Daniel

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI