Image
Arafa e Aisha, de Bububu, no Zanzibar

Crianças de várias partes do mundo mostraram seus brinquedos preferidos ao fotógrafo italiano Gabriele Galimberti.

Após 18 meses de trabalho, Galimberti conclui que não importa que brinquedo é o preferido das crianças — bonecas, bolas, carrinhos, dinossauros –, o importante é brincar.

E confirmou um mito: “As crianças mais ricas são as mais possessivas. No início, eles não me deixaram tocar em seus brinquedos”, conta. “Nos países pobres, era muito mais fácil. Mesmo que eles só tivessem dois ou três brinquedos, eles realmente não se importavam em mostrar”.

As histórias amorosas que as lentes de Galimberti contam são dessas de aquecer o coração. Antes desse projeto dos pequenos e seus brinquedos, o italiano carismático já tinha rodado o mundo atrás de avós e comidas caseiras, na série chamada Delicatessem com Amor.

Image
Niko, de Homer, no Alasca, EUA

Image
Watcharapon, de Bangcoc, na Tailândia

Image
Tyra, de Estocolmo, na Suécia

Image
Tangawizi, de Keekorok, no Quênia

Image
Talia, em Timimoun, Argélia

Image
Taha, de Beirute, no Líbano

Image
Stella, de Montecchio, na Itália

Image
Shaira, de Mumbai, na Índia

Image
Reanya, de Sepang, na Malásia

Image
Ragnar, de Reykjavik, na Islândia

Image
Pavel, de Kiev, na Ucrânia

Image
Norden, de Massa, no Marrocos

Image
Naya, de Manágua, na Nicarágua

Image
Maudy, de Sibanda, na Zâmbia

Image
Lucas, de Sydney, na Austrália

Image
Li Yi Chen, de Shenyang, na China

Image
Keynor, de Cahuita, na Costa Rica

Image
Kalesi, de Viseisei, nas Ilhas Fiji

Image
Julia, de Tirana, na Albânia

Image
Chiwa, de Mchinji, no Malawi

Image
Botlhe, de Maun, em Botsuana

Image
Bethsaida, de Porto Príncipe, no Haiti

Image
Allenah, de El Nido, nas Filipinas

Image
Alessia, da Toscana, na Itália

Image
Abel, de Nopaltepec, no México

 –

Image
Este é o fotógrafo, Gabriele Galimberti, e seus brinquedinhos preferidos

LEIAM TAMBÉM:

FOTOS: Divirtam-se vendo se, de fato, os bichos de estimação se parecem aos donos — e vice-versa

Diversão para uma sexta-feira: personalidades e atitudes de cada cão, segundo o fotógrafo inglês Gerrard Gethings

Fotos surpreendentes: Os assustadores animais subaquáticos de Seth Casteel

Vídeo: mágoas, tristezas e alegrias da cachorrinha Sofia

DIVIRTA-SE COM ESSAS FOTOS: Como se faz um bebê

Fotos: bichos — para encantar, divertir ou surpreender

Fotos muito especiais: a fúria de ursos, um elefante, macacos, um jacaré e até um hipopótamo contra humanos

Fotos hilárias: sou gato, durmo onde quero, do jeito que eu quero!

FOTOS MUITO ORIGINAIS: Pássaros como você nunca viu antes, clicados… em estúdio

Fotos: os estranhos corpos humanos coloridos de Jim Mangan

Fotos que só ele faz no mundo: as flores impossíveis de Jack Long

Fotos: momentos que não precisam de palavras

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − um =

26 Comentários

Ana em 20 de outubro de 2014

Adorei a reportagem!

Silvana em 12 de fevereiro de 2014

Trabalho emocionante. Só achei triste as opções de brinquedos dos garotos da Ucrânia e China.

Patrícia em 17 de outubro de 2013

Excelente e lindíssimo trabalho. Parabéns ao fotógrafo. Adorei as fotos mas fiquei "assustada" com os brinquedos do menino da Ucrânia e logo a seguir com o menino da China. Dá que pensar... Trabalho emocionante...

Marilene em 25 de julho de 2013

Simplesmente Maravilhoso o trabalho deste fotógrafo. Adoro o tema Crianças e seus brinquedos e as fotos me emocionaram. Parabéns!!!!

Maria em 25 de julho de 2013

Gabriele Galimberti... Tu és brilhante. Em tempos de desapego do infantil os olhos se voltam para brinquedinhos... parabéns pelo trabalho de alta sensibilidade e obrigada por me emocionar.

francisco meireles em 05 de julho de 2013

la julia de albania, una muñeca más

Ana caldatto em 01 de julho de 2013

simplesmente magnifico!

raimunda nunes martins em 27 de junho de 2013

É impressionante a visão de imagem que você tem, espetacular

raimunda nunes martins em 27 de junho de 2013

Não entendi por que as meninas de Zanzibar não tem bonecas, sensacional seu trabalho.

Profeta em 24 de junho de 2013

Algumas armas do ucraniano não são de brinquedo e não vendem em loja de criança. As armas de pressão por ação de gás comprimido ou por ação de mola tipo airsoft devem apresentar uma marcação na extremidade do cano na cor laranja fluorescente ou vermelho “vivo” a fim de distingui-las das armas de fogo.

Ronaldo Barra em 21 de junho de 2013

Muito interessante Ricardo Setti. É por isso que diariamente vejo seu blog. No auge da tensão do movimento contra este governo corrupto, uma pausa para a sensibilidade do fotógrafo. Isto é alimento para a alma. Parabéns

CARLA em 21 de junho de 2013

adorei,principalmente a menina com os óculos,haha O menino com as armas me assustou,só armas... Eu chorei vendo as fotos...sou muito boba mesmo.

JAQUES em 20 de junho de 2013

BRILHANTE !!!! SENSACIONAL !

neucimar moreira cerqueira em 19 de junho de 2013

Saudações para esse fotógrafo, que nessas fotos marcam diferenças entre nós humanos. Mas que crianças de diferentes países pensam da mesma forma pois suas Infâncias marcam suas vidas pra sempre.não importa classe social.lindo trabalho.Que seja um ou dez brinquedos.o importante é ser feliz.

Kika Bert em 18 de junho de 2013

SENSACIONAL!

cristiane em 10 de junho de 2013

Por que as meninas do Zanzibar não tem bonecas?

Milton Simon Pires em 09 de junho de 2013

DECLARAÇÃO “UNIVERSAL” DOS DIREITOS DA CRIANÇA BRASILEIRA Toda criança brasileira tem Direitos: Princípio I – a criança tem direito a saber que a “raça” humana é uma só e que não existe distinção de cor de pele, religião ou nacionalidade que depois possa lhe dar algum direito à qualquer tipo de “cota” na Universidade Pública. Princípio II – a criança tem direito à especial proteção para seu desenvolvimento físico, mental e social inclusive quando a ameaça é representada pelo governo criminoso do país em que vive. Princípio III – a criança tem direito a um nome que seja compatível com o seu gênero e tem direito a aprender a cantar o Hino Brasileiro nas escolas. Princípio IV – a criança tem direito a ter pais com emprego com renda suficiente para lhe oferecer casa, assistência médica e educação sem necessidade alguma de Bolsa Família. Princípio V – a criança com deficiência física ou mental tem o direito de não ter o seu sofrimento explorado por um governo corrupto com fins eleitorais. Princípio VI – a criança tem direito a saber que um pai de verdade tem “pipi” e a mãe de verdade tem “pepeca” e deve viver numa sociedade que se importa mais com ela do que com as árvores e os animais da Floresta Amazônica. Princípio VII – a criança tem direito a uma escola onde lhe ensinem português correto e onde seja feita a devida diferença entre Jesus Cristo e um assassino como Che Guevara. Princípio VIII – a criança tem sempre direito a ser socorrida em primeiro lugar, em caso de catástrofes e a NÃO ser levada para um hospital imundo do SUS onde não existe um pediatra brasileiro; mas sim um agente cubano. Princípio IX – a criança tem direito a NÃO trabalhar e não pode gastar sua infância se prostituindo á beira de uma estrada no Nordeste ou num quarto com um turista europeu. Princípio X – a criança tem direito a crescer dentro uma sociedade que preserve seu patrimônio cultural cristão, tem direito a não ser abortada, a não ser criada por gays ou viciados sustentados pelo governo federal, tem o direito de acreditar em Deus e acima de tudo conhecer o significado da palavra VERDADE! Porto Alegre, 7 de junho de 2013 - Dr.Milton Pires cardiopires

Anderson Xavier em 06 de junho de 2013

Fabuloso! As crianças são lindas, cada uma do seu jeito, com suas respectivas realidades...O que mais inspira nas fotos é a inocência! Não tenho mais o que falar, hora de sentir...

Clair Paulo em 31 de maio de 2013

Trabalho muito legal,parabéns ao fotógrafo

Dulce Regina em 27 de maio de 2013

Amei ! Que sensibilidade incrível desse fotógrafo ! As crianças, parecem modelos, todas com poses,bem compatíveis com seus brinquedos. A menina Stela, da Itália e Allenah das Filipinas, umas bonecas. Parabéns, Gabriele Galimberti, sua foto está ótima. Você tem uma visão de imagem espetacular !

Luiz C. em 27 de maio de 2013

Espero que os brinquedos da criança da Ucrânia e da China sejam realmente de "brincadeirinha"...

Rodrigo em 27 de maio de 2013

O garoto da ucrânia só gosta de armas, que coisa,não gostei da impressão dele. Destoa dos outros...

Verlaine em 26 de maio de 2013

A menina do zâmbia se diverte com óculos? Deixa ela chegar na minha idade, e depender deles até para enxergar o almoço, para ver sé é tão divertido assim....

João Augusto em 26 de maio de 2013

Como são ternas as fotos! A expressividade das crianças são comoventes, E, principalmente quando Galimberti sabe traduzir o lado psicológico (poderia ser chamado assim?)de cada um. O mal humor do pequeno ucraniano rodeado de armas diz alguma coisa?A pequena haitiana brinca com uma Barbie?Mas é compensado pela felicidade do pequeno libanês, marroquino e a doçura da nicaraguense e, sem dizer na felicidade do próprio Gabriele.

Roberval em 26 de maio de 2013

Putz, estou com os olhos cheios de lágrimas.

Sergio the original since 1ª Leitura em 26 de maio de 2013

Caro Setti: Ainda há espaço para a criatividade e a vida inteligente nesse planeta! Abs

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI