É patrulha implicar com o ministro Joaquim Barbosa por receber diárias para palestras oficiais no exterior durante as férias

Ministro Joaquim Barbosa: por acaso representar a suprema corte do Brasil em palestras diante de auditórios qualificados na Europa acarreta algum prejuízo ao país ou a sua imagem? (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

Ministro Joaquim Barbosa: por acaso representar a suprema corte do Brasil em palestras diante de auditórios qualificados na Europa acarreta algum prejuízo ao país ou a sua imagem? (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

Tudo bem que quem está na chuva sabe que vai se molhar. O ministro Joaquim Barbosa, ao se tornar celebridade estelar por seu papel de relator do processo do mensalão, circunstância a que se acresceu de sua eleição para a presidência do Supremo Tribunal Federal, virou alvo natural das atenções da mídia para os mínimos detalhes de seu comportamento.

O temperamento explosivo do ministro só acentuou a atração natural, obrigatória, que sua figura exerce sobre os meios de comunicação.

Mas me parece patrulheira e exagerada a cobertura da interrupção das férias do ministro para pronunciar duas palestras — oficiais — na Europa, sobretudo o foco nos exatos 14.142 reais que, como funcionário em missão, receberá a título de diárias por um período de 11 dias.

Afinal de contas, o Supremo informou oficialmente que Barbosa interromperá suas férias para proferir as duas palestras. A primeira será em Paris, a convite da Agence Nationale de la Recherche, órgão do governo da França dedicado a pesquisas nos campos das ciências exatas e das ciências sociais. A segunda, em Londres, no prestigioso King’s College.

No primeiro caso, Barbosa abordará o tema da eventual influência da publicidade propiciada pelas transmissões ao vivo dos julgamentos pela TV na objetividade e racionalidade das decisões da Justiça, falando, naturalmente, sobre a experiência vivida com a TV Justiça, em funcionamento há onze anos.

No segundo caso, o ministro participará de um debate em que, primeiro, irá expor como funciona o Supremo Tribunal.

Por que esse estardalhaço todo com o pagamento das diárias, por que essa patrulha? O presidente do Supremo Tribunal do Brasil representando a corte diante de dois auditórios respeitáveis, na Europa, por acaso causa algum dano ao país ou à sua imagem?

Ressalta-se, com algo de escândalo, que o ministro permanecerá 11 dias na Europa. A explicação de Barbosa é de que visitará várias autoridades, em alguns casos retribuindo visitas que recebeu no Supremo. Perfeitamente razoável.

Ou vão achar que, além de tudo, o ministro é mentiroso?

Deixem o homem em paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Luiz C.

    E das palestras do Fernando Pimentel, que NÃO aconteceram, mas ele recebeu???

  • The Wall

    Se usasse cartão corporativo e jatinho d FAB…

  • Trovão

    Este país não está acostumado a ter autoridades com moral, com ética, com respeito, e por isso procura fazer esse tipo de patrulha ignorante.
    Este país está acostumado a ter “otoridades” que viajam com amantes escondidas no avião presidencial para fazer não sabe o que, pelo menos oficialmente.
    Este país está acostumado a ter “falsários” que emitem notas fiscais frias para justificar despesas de corrupção e ainda usar jatinhos da Fabtour para passear pelo país.
    Um país que tem um governo que dá de graça bilhões de dolares para os ditadores daquela miserável ilha, mesmo sabendo que nunca vão receber o dinheiro de volta, não tem moral para criticar uma Autoridade como esse ministro.
    Um país que não tem moral, não tem educação, não tem respeito, não tem ética, em compensação tem o congresso mais corrupto do mundo, tem o governo mais corrupto da história, só pode pensar em condenar uma Autoridade por usar míseras diárias, para desviar a atenção para os reais problemas internos.

  • mairalur

    Contribuo com gosto para o pagamento das diárias do ministrão. Ele vai mostrar no exterior que há gente culta, competente e decente neste triste Brasil dos petralhas.

  • Wilson

    Tudo bem que deve ser muito desagradável ter que interromper as férias para fazer uma palestra em Paris e participar de um evento em Londres. Só não consigo entender por que a Agence Nationale de la Recherche e o King’s College, que convidaram, não pagam as despesas.

  • jorge

    Ao menos tem cultura e não é doutor honoris causa.
    Além de não ser ladrão dr dinheiro público,
    Grande abraço Setti.

    Pois é…
    Outro abraço pra você.

  • EDSON

    Para mim, Brasileiro, é motivo de orgulho!! Fosse Joaquim Barbosa uma escória indicada pelo PT para o Supremo, com ceteza não teria recebido o convite para tal palestra. Isso só confirma que o Brasil ainda tem salvação, com a existência de homens como ele.

  • RONALDO GOMES FERREIRA

    Quando um presidente brasileiro em visita a um pais do continente africano disse que “nem parecia que estava na África” fiquei esperando a devolução das despesas de viagem, por má representação. Mas nada aconteceu.

    E depois são os outros os preconceituosos, não é mesmo?

  • Luiz Carlos (não o Barretão)

    Sr Setti, qualquer executivo, inclusive da Abril, quando termina o ano, ou uma grande negociação em favor da empresa, poderá receber bônus, prêmios ou estadias em algum lugar pagas pelo patrão. O caso do Min. Joaquim Barbosa, não foge desta análise. Depois de um ano tumultuado está gozando de férias merecidas, inclusive trabalhando pelo País. Depois de tirar de cena vários políticos corruptos, colocando-os no lugar que merecem, 14 mil reais não serão motivo para os penas alugadas deitarem falação sobre ele.

  • não erro uma


    NEGATIVO…. primerio que entrou em fe´riaS ANTES DO DIA PREVISTO…..tudo bem, é o chefe.. EU NÃO FARIA ISSO, COMO NUNCA FIZ……

    fosse eu ( eu nãoa giria assim, mas vá lá – hipotise ), o senhor, que fizessemos uma baabquices dessas, até se a dimite, MAS UM PREISNETE DE TRIBUNAL, E DA MAIS ALTA CORTE, O HERÓI PARA MUIOTOS, O FUTURO PRESIDNETE, PARA OUTROS, O MORALISTA QUE BOTOU NA CADEIA OS MENSALEIROS 9 k k k ….. ) NÃO!!! NÃO!!! NÃO!!!!!

    o que eu faria: 1) NÃO ENTRARIA EM FÉRIAS e iria fazer as palestras ( tem uma que foi ou é de 30 minutos ( …. ).
    2) Visando economia, não retornaria, E ENTRARIA EM FÉRIAS…. nãos ei se seria elgal, pela legislação do judiciário, MAS FEITO ASSIM E DEVIDAMENTER INFORAMDO, DIVULGADO, até ganahria uns votinho…..


    nem falei na falta de assinatrua sobre a prisão do João Paulo…. uma vergonha …. anos para um realt´roio, mese e emses para colocaor an cadeia os condenados… hja paciêncai!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Geraldão

    A convite da Agence Nationale de la Recherche? Quem convida paga.

    Funcionário em missão oficial no exterior recebe diária. Está na lei.

  • Ronaldo Barra

    O ministro tem conhecimento e bagagem intelectual para dar palestra em qualquer lugar do mundo. Pior é o apedeuta, analfabeto funcional do Lula se meter a dar palestras sem conteúdos para empresários que pagam visando tirar vantagem dos cofres públicos. Isto sim é vigarismo e falta de pudor.

  • Bela atriz

    É impresionante a corja dos petralhas contra esse grande homem, Joaquim Barbosa. Os patifes fazem e acontece com nosso dinheiro, são heróis, dos implantes de cabelo e outras malvadezas, tudo é permitido. Pobre Brasil, cada dia os vigaristas conseguem espaço para criticarem quem ama de verdade este PAÍS.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Caro Setti:
    Ninguém esta acima de críticas – a não ser os
    ditadores.
    O ministro Joaquim Barbosa é um homem publico sujeito a elogios como críticas.
    Quanto a mim não acredito em super homem fazedor de justiça – e não vejo o Ministro Joaquim Barbosa como Rei da Guardião da Lei – aliás seu comportamento para muitos juristas de renome,do qual concordo,tem se comportado acima da leis e pior um fazedor de leis.
    Não entendo o pedido para deixá-lo em PAZ, isso demonstra insegurança nas suas tomadas de decisões.
    Grande abraço
    Pedro Luiz

  • moacir 1

    Setti,
    O Joaquinzão – às vezes! – fala demais.O Estadão não deve ter engolido ,por exemplo,um de seus profissionais ter sido mandado chafurdar na lama.
    Mas na maioria absoluta das ocasiões,toda vez que JB abre a boca,ele faz um bem danado ao Brasil.Sem ele – e Ayres Britto! – o Julgamento do Mensalão
    teria sido mais uma piada,mais uma bofetada na cara da Justiça.
    Sem dúvida um grande homem! E que procurem.Nada vão achar que o desabone.
    Quanto ao temperamento…a gente releva! O pavio curto…a falta de paciência com a imbecilidade humana.
    Toda vez que ele apronta,que capricha na falta de tato,eu o absolvo.Afinal,aquelas costas incomodam….rsrsrs
    Vá em frente,Ministro, e tente não pecar mais.
    Deus o abençoe!
    abc
    .

  • tonto

    “O ministro Joaquim Barbosa, ao se tornar celebridade estelar por seu papel de relator do processo do mensalão, circunstância a que se acresceu de sua eleição para a presidência do Supremo Tribunal Federal, virou alvo natural das atenções da mídia para os mínimos detalhes de seu comportamento.”

    Da mídia sim mas não da normal. Isto faz parte do assassinato da reputação do Ministro por ser um provável complicador para a reeleição do poste de saias do dotô Hardfinger da S. A equipe de campanha para a reeleição da Wanda atira em todos os seres que possam levar ao segundo turno estas eleições.
    Esta mesma mídia jamais tocaria nos casos: rosegate; mensalão do min. do trabalho (R$ 400 mi quase totalmente esquecidos); nas revelações do livro do Tuminha e outras cositas atualmente embaixo dos tapetes do **** do planalto.

  • Jorge Luiz

    Não adianta o Ministro Joaquim Barbosa tronou-se a
    “bola da vez” dos fanáticos, malfeitores e racistas. Eles querem o Ministro JB, na visão deles, acorrentado numa árvore e levando chibatadas. Não se conforma que seus “heróis de
    barro” tenham sido julgados e condenados. Jamais perdoarão o Ministro JB.

  • Breno Rocha

    É que, se fosse o Lewandowski, a mídia cairia em cima escandalizada. Ou seja, nada mais democrático e JUSTO que supervisionar a vida dos servidores públicos, mesmo! Afinal, eles são pagos com o nosso suor e sangue e, se deixarmos, eles pintam e bordam! Saudações!

  • tiao

    Ele pode,aliás Ele pode tudo…

  • Jonathan

    Lei 8112/90
    Art. 58. O servidor que, a serviço, afastar-se da sede em caráter eventual ou transitório para outro ponto do território nacional ou para o exterior, fará jus a passagens e diárias destinadas a indenizar as parcelas de despesas extraordinária com pousada, alimentação e locomoção urbana, conforme dispuser em regulamento. (Redação dada pela Lei nº 9.527, de 10.12.97)
    Servidor em férias está a serviço?

  • Andre M. Andrade Jr

    A imprensa do Brasil está na categoria de segunda classe.Seus jornalistas são bem fracos e por isso procuram sempre o estardalhaço,o crime e a crítica que agrada ao governo.Será culpa dos jornalistas ou será dos jornais e tvs que estão com o pires na mão.

  • José Augusto Mendonça Viana

    Acho interessante que o povo brasileiro não consiga reunir coragem para criticar J. Dirceu, Jenoino, Roussef, Lula da Silva, Sarney, mas encontram as palavras para criticar o Ministro Barbosa que, a meu ver, é um dos raríssimos brasileiros honestos, incorruptíveis, que se posicionaram contra a contagiosa corrupção que está a matar esse país… Isso demonstra a necessidade URGENTE de melhoras IMENSAS na educação
    do povo brasileiro…

  • danir

    Boa tarde Setti. Tirando o aspecto um tanto ininteligível do texto do ‘não erro uma’ (15/01/2014 – 19:37h), só ficou o fato de que cometeu um número incrível de erros. De digitação até concordância e grafia. Fica a impressão de que além da falta de capricho, o referido é um lídimo representante do universo petista, onde as afirmações não combinam com as ações. Quanto ao Ministro Joaquim Barbosa, é uma pessoa especial. Pela competência indiscutível, pelo fato de não ter se deslumbrado pela recomendação ao Supremo pelo presidente Lula, por manter a coerência a autoridade e segurança que demonstra ao exercer suas funções. Tem, como todo ser humano, sua parcela de enganos além de um temperamento um tanto ciclotímico. Mesmo assim é alguém que podemos mostrar como exemplo para nossos filhos. Diferentemente das sumidades petistas e de alguns Juízes que não respeitam o significado de suas togas e atuam como se fossem assalariados do pt. Ele está agindo dentro da lei, e se algo devesse ser criticado neste caso, não que eu concorde com a crítica, deveria ser a lei. Grande abraço. Danir

  • Debora

    Tenho um pé atras com exmo. Ministro Joaquim Barbosa, pois o mesmo “AMARELOU” diante do julgamento final da ação de defasagem tarifária da VARIG, prejudicando todo o passivo que já havia sido escarrado pelo presidente Lula e Dilma. Portanto, sómente o proprio presidente do STF e o seu travesseiro é que sabem a verdade escondida a sete chave. Resumindo : Até tu, Barbosa ?

  • Renato Tanzi

    É o chamado moralismo seletivo. Fosse alguém relacionado ao governo petista, o fato seria tratado como escândalo passível de punição exemplar. Como se trata do implacável Barbosa, não há motivo para se questionar o caráter ético de uma medida que, na prática, permitirá que o ministro receba duas semanas de diárias para tirar férias na Europa. Pode até ser legal, mas é moral?

  • J.B.CRUZ

    No momento político atual brasileiro;O SR. JOAQUIM BARBOSA, é o único brasileiro,apto a representar o BRASIL lá fora…

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Roberto Tanzi:
    Coloca seletivo nisso!!!
    Legal pacas para o Ministro quanto a moral, ZERO.
    Abração
    Pedro Luiz

  • strix

    Relembrando o que ninguém falou até agora: Quando a Rose Lula da Silva ia a tiracolo no aerolula dar suas pinoteadas, recebia quanto de diária??????

  • joao soares portela

    Para mim é motivo de orgulho, termos um representante da Suprema Corte do Brasil do nível do ministro Joaquim Barbosa. Parabéns ao Brasil e aos brasileiros.

  • gilberto

    e quanto custo aos nossos bolsos as pegada que lula deu na rose?

  • fernando

    JB…ptralhas morrem do coração…boommm….

  • marilnalima

    Vergonha de olhar na cara da mãe deveria ter quem agride e ofende de forma vil e calhorda pessoas corretas. Suma daqui.

  • João Carlos Bezerra de Melo

    Publico críticas, mas não xingamentos e insultos, como você fez. Se quiser criticar o ministro Joaquim Barbosa, ou até o papa, faça-o em termos, que publico.

  • Meia Verdade

    “Deixem o homem trabalhar”..,..afinal de contas e a ética brasileira se mostrando no exterior…………não e verdade Lula?

  • Marco

    A regra de pagar suas viagens de férias ou vale para todos ou não vale para ninguém. O que não dá é aceitar de JB e gritar quando é outro qualquer. Se quer fazer turismo que pague com seu próprio dinheiro ou vai ficar marcado por ter ética duvidosa!

  • José Fernando

    Meu agradecimento de coração pelo seu esclarecimento.
    Um grande jornal fez a mesma colocação que você,
    mas de cunho sensacionalista.
    Temos de ouvir os dois lados da historia.
    Parabens.

    Sou eu que agradeço sua atenção e sua mensagem gentil, caro José Fernando.
    Abraço

  • LA

    O caráter, a retidão e a intelectualidade do Presidente Joaquim Barbosa o credenciam como um grande cidadão brasileiro, de ações inspiradoras, emocionantes e corajosas.JB é um servidor público que desarma esquemas e impôs um limite de arrumação na política do país, é agora ou nunca. Eu tenho fé que a consciência política de cada cidadão brasileiro há de apoiar o Presidente Joaquim Barbosa, identifica-lo como explosivo é tornar invisível sua identificação. Prefiro o Ministro Ptesidente do STF indignado, agir sem hipocrisia, sem manipular, à manipuladores, populistas que estão destruindo valores, ética, República e nossa frágil democracia.Como servidor público ele é o Cara.

  • Hélio

    Em relação ao caso, 2 considerações a se fazer :

    1) Se fosse o Toffoli ou o Lewandowsky, a imprensa criticaria com todas as suas forças. Como o caso aconteceu com um ministro que caiu nas graças da grande mídia (pelo menos por enquanto), daí tudo bem.

    2) O “pecado” cometido pelo repórter Felipe Recondo, aquele a quem Barbosa mandou “chafurdar no lixo”, foi simplesmente revelar que haviam sido gastos cerca de 90 mil reais na reforma dos banheiros da casa do ministro Barbosa. Vale lembrar que após algum tempo, Barbosa quis exonerar a esposa do repórter, que trabalha no STF há mais de 10 anos.

    Joaquim Barbosa tem seus méritos, tem um grande saber jurídico, isso é inegável. Porém, é normal que quando alguém se torna um exemplo de virtude e retidão, qualquer eventual deslize, independente da gravidade, pode ser objeto de crítica, como neste caso. Considerar esta crítica uma espécie de perseguição, cerceamente ou patrulha, acho meio exagerado.

  • Leni

    Racismo? Segue o “Pecado do banheiro” na “casa do ministro” (sic): O Presidente do STF ministro Joaquim Barbosa, ocupa em Brasília um apartamento funcional que não é propriedade dele, mas é habitação funcional que pertence ao patrimônio público. Sendo patrimônio público é obrigação/dever de quem faz uso da propriedade cuidar de sua manutenção de bom estado, fazendo reformas necessárias.Tivemos a notícia que o os gastos para reforma em 2013 foi orçada em 90.000,00 (noventa mil reais).Coincidentemente em 2005 a imprensa divulgou uma reforma no apartamento funcional que na época era ocupado pela presidente do STF Ellen Gracie, cujos gastos beiravam 133.000,00 (cento e trinta e três mil reais), as críticas da imprensa ela respondeu:”Só a banheira de hidromassagem custou R$ 3,3 mil. “É claro que eu vou colocar uma banheira lá”, disse, na ocasião. “E tem que ser paga com dinheiro público sim, pois está em um imóvel público”

  • João

    Setti, a CUT(Central Única dos Trabalhadores) vai custear ou patrocinar um salário de 4.500,00(quatro mil e quinhentos reais) para O réu Delúbio Soares que estar trabalhando junto à referida Central; e os outros presos que estão no regime semiaberto: será que os quais têm os mesmos diretos que os réus mensaleiros?

  • Leo Vasconcellos

    Prezado Ricardo. Parabéns pela clareza na exposição dos fatos. Assim como outro leitor declarou, eu já havia lido a mesma notícia em outros sites, mas em tom acusador e contendo insinuações.

  • Renato Muniz

    Nossa Senhora da Chapa Branca passou aqui. O homem vai dar DUAS (2) palestras de meia hora, cada. No entanto, vai receber ONZE (11) diárias. Ou o colunista aprender a fazer conta, ou o dinheiro público usado pelos que têm o saco puxado pelo mesmo não conta. Dois pesos, duas medidas. Esse é o problema da Veja atualmente: fazer jogo político. Virou panfleto. Infelizmente.

  • Natal Santana

    Quanto foi mesmo que Dilma e seus asseclas gastaram no turismo em Roma por ocasião da posse do Papa Francisco?!

  • Natal Santana

    PS.: a Coluna de Cláudio Humberto informa que… “…a conta das diárias, que garantem bons sonhos em luxuosos hotéis (como o St. Regis de Nova Iorque, onde Dilma pagou R$ 25 mil por noite)…”

  • william da silva soares

    É senhores, mais ele vai oficialmente interromper suas férias para proferir as duas palestras. Em quanto muitos políticos inventam que vão participa de palestras para ganharem diárias, está e a diferença.

  • Carlos Tenório Dias de Oliveira

    As palestras e visitas às autoridades são previamente agendadas, portanto ele não deveria ter misturado as coisas, até porque, segundo a lei, servidor público não deve receber diárias durantes as férias. E caso receba diárias indevidamente deve devolvê-las de uma só vez. Dura Lex Sed Lex, vale também para presidente do STF. E a moralidade é princípio constitucional, portanto o que não é moral não é legal!

  • Fabiano Martins

    Essa baderna toda é coisa de lula-molusco e lulistas…

    Só pode…