Image
O aplicativo, por ora na versão Android mas logo disponível para o iPhone, destina-se a prevenir quem não quer namorar parente (Foto: popsci.com)

A Islândia, enorme ilha gelada e deserta no Atlântico Norte que começou a ser colonizada por vikings no ano de 874, tem hoje 320 mil habitantes — e, de acordo com banco nacional de dados genealógicos, o Íslendingabók (algo como “O Livro dos Islandeses”), todos eles, excetuado um punhado de famílias de imigrantes, são descendentes de um único homem, Jon Aráson, que morreu em 1550.

É por isso que foi lançado no país, e faz sucesso, um aplicativo inédito no mundo que permite a duas pessoas que se conheçam aleatoriamente — e queiram namorar — saberem de antemão se de alguma forma são parentes, ou não. Num país em que é grande a consanguinidade, uma espécie de aplicativo anti-incesto, o ÍslendingaApp.

Image
Na tela do smartphone, aparecem as linhagens familiares: é parente ou não (Foto: worldcrunch.com)

O ÍslendingaApp foi desenvolvido como parte de uma competição entre estudantes universitários desafiados a achar um “novo e criativo uso” para o banco de dados, que contém informações genéticas dos islandeses remontando a 1.200 anos atrás.

Três estudantes de engenharia de softwares da Universidade da Islândia que desenharam o aplicativo ganharam a disputa. O projeto foi desenvolvido pela empresa de pesquisa de genética médica deCODE genetics e um empresário especialista em softwares antivírus, Friðrik Skúlason.

Image
Os três estudantes que desenharam o projeto (Foto: The Daily Beast)

“Todo mundo aqui já ouviu a história de ir a um evento familiar e acabar encontrando alguma garota com quem você já esteve alguma vez”, disse à agência Associated Press o designer gráfico Einar Magnusson, que vive em Reykjavik, capital do país. “E não é uma coisa legal quando você fica sabendo que aquela garota era sua prima em segundo grau. Há gente que acha isso engraçado, mas o aplicativo, aqui na Islândia, é uma necessidade”.

O aplicativo permite que se digitem os nomes das duas pessoas interessadas ou, conforme o caso, dos pais de um ou de ambos; com isso, já ficam destrinchadas as respectivas árvores genealógicas e se sabe a que altura elas se tocam.

O ÍslendingaApp, por ora, só é encontrável na versão Android, mas brevemente haverá também para iPhone. Mais de 5 mil já foram vendidos. O banco de dados que o aplicativo acessa, em seu gênero o mais completo do mundo, recorreu a um grande número de fontes, começando pelo primeiro censo do país, realizado em 1703, e incluindo o registro nacional de pessoas físicas, anuários, obituários e registros de igrejas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − 2 =

1 comentário

Marco em 11 de maio de 2013

D. Setti, 1 beijo e apalpadas nas primas antes de dormir, nas férias, não pode e não deve ser considerado pudores. (Risos). Abs.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI