“Informe JB”, de Ancelmo Gois: (Abertura) Empreiteiras

Sem nenhum alarde, como convém, duas das maiores empreiteiras brasileiras envolvidas no escândalo da licitação irregular das obras da ferrovia Norte-Sul – a CBPO e a Constran – fincaram, neste fim de semana, suas placas no recém-instalado canteiro de obras daquela que será, sem dúvida, a mais faraônica obra pública urbana do Brasil: o túnel de 3.342 metros que ligará o bairro do Morumbi e a região do Jockey Clube à avenida Rubem Berta, em São Paulo.

Concebido nas delirantes pranchetas do prefeito Jânio Quadros, o túnel, entre outros obstáculos, encontrará em seu caminho um rio inteiro – o Pinheiros – e terá que passar por baixo do mais famoso parque da cidade, o Ibirapuera, no qual, entre outras atrações, existem dois lagos.

As placas da Constran e da CBPO esclarecem que a duração das obras será de exatos 690 dias, mas, ao diferentemente do que é praxe em tais casos, não contêm qualquer informação sobre o custo.

É que, devido às dimensões do projeto e aos preços disparados pela crise econômica, na verdade nem a Prefeitura de São Paulo sabe quanto vai, literalmente, enterrar ali.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =