Image
Beppe Grillo: líder de um movimento que parecia brincadeira mas que se tornou um partido-chave na política da Itália (Foto: ANG / InfoPhoto)

Amigas e amigos do blog, considero Jamil Chede, correspondente do Estadão em Genebra, um dos melhores jornalistas brasileiros em atuação no exterior.

Agora, enviado especial para cobrir a situação política da Itália pós-eleições, Chede enviou uma reportagem interessante sobre o Movimento 5 Estrelas, liderado pelo comediante Beppe Grillo, que é visto por quem não conhece mais de perto a realidade italiana apenas como uma piada, quando é muito mais do que isso — goste-se dele ou não, representa a curiosa organização, num movimento político, de uma geração que deixou de acreditar nos atuais políticos do país.

Confiram o texto de  Jamil Chede, sob o título original com que foi publicado:

LISTA DE MOVIMENTO “ANTIPOLÍTICA” ESPELHA NOVA GERAÇÃO

ROMA — Eles são jovens profissionais, pequenos empresários, técnicos com formação universitária, economistas, comerciantes, artistas, 15% estão desempregados e todos estão fartos dos políticos tradicionais.

Esse é, na realidade, o maior partido político da Itália hoje, formado por cidadãos que se dizem “antipolíticos” e conseguiram causar a maior surpresa nas eleições italianas. Ontem, os novos deputados não escondiam a euforia diante do resultado. Mas ainda não têm respostas para como aplicarão sua agenda política.

O Movimento 5 Estrelas é liderado pelo comediante Beppe Grillo. Mas não é ele quem se sentará na cadeira do Parlamento.

Isso porque, há 22 anos, ele matou três pessoas em um acidente de carro e decidiu que não teria direito de representar o povo politicamente. No novo Parlamento italiano, se um dia de fato entrar em vigor, 170 de seus membros virão do novo movimento, criado há apenas três anos.

A média de idade dos eleitos é de 32 anos e 40% deles são mulheres, a maior proporção entre todos os partidos na Europa hoje.

Com uma campanha fundamentalmente feita pela internet e um exército de jovens voluntários, o movimento acumulou mais de 7 milhões de votos (25%). O grupo conquistou 1 milhão de votos a mais que o partido de Silvio Berlusconi e três vezes mais que o movimento de Mario Monti, o primeiro-ministro demissionário.

Hoje, Grillo é o personagem político com maior número de seguidores nas redes sociais (2,25 milhões de seguidores), cinco vezes mais que o premiê britânico, David Cameron.

Image
Carla Ruocco: “Nossos eleitores estão cansados de corrupção e simplesmente abandonaram os partidos tradicionais” (Foto: Movimentolazio.org)

A lista de nomes do grupo é um espelho de uma geração que, até hoje, não havia conhecido a crise ou cortes sociais. “A guerra de gerações começou. Nossos eleitores estão cansados de corrupção e simplesmente abandonaram os partidos tradicionais”, disse em entrevista ao Estado Carla Ruocco, uma das estrelas do novo movimento.

A sede do movimento contrastava-se ontem com a dos partidos tradicionais. Jovens circulando sem os ternos bem cortados dos políticos tradicionais italianos. O poder financeiro também se contrastava. Enquanto o grupo montou seu quartel-general em um hotel de 3 estrelas de Roma, o Partido Democrático alugou um palacete.

“Justamente o custo da política é algo que precisamos arrumar”, disse Carla. “Hoje, políticos italianos gastam uma fábula e têm salários estratosféricos. Nossa primeira proposta no Parlamento será cortar os salários dos deputados e senadores”, afirmou. “Queremos também o fim de vários governos provinciais, a redução no número de deputados e mesmo a união de municípios”, acrescentou.

Questionada sobre se achava que o futuro da Itália estava em suas mãos, ela não fugiu à responsabilidade.

“Não temos nas mãos o futuro da Itália, queremos é dar um futuro para esse país. Tenho um filho de 8 anos e outro de 6”, disse. “Quero ajudar a dar um futuro para eles, num país meritocrático e transparente.”

“A classe política na Itália frustrou milhões de pessoas por anos e já não mais representava os cidadãos. Passaram a estar distantes da sociedade e nossa vitória faz bem a todos, na Itália e na Europa”, declarou Alberto Di Battisti, outro jovem deputado eleito. “Os partidos tradicionais receberam um duro recado: ou mudam ou vão desaparecer.”

Apesar da euforia, não faltavam perguntas sem respostas no movimento. Sobre o fato de terem se tornado da noite para o dia na força que poderia permitir a formação de um governo, Carla Ruocco deixa a porta aberta. “Temos um programa detalhado que é para colocar no centro o cidadão”, disse. “Vamos conversar com todos. Mas estamos determinados a manter tudo o que prometemos na campanha”, insistiu.

Na prática, ninguém sabe o que isso quer dizer.

Muitos dos deputados eleitos jamais conheceram Grillo. Poucos sabem como farão para aumentar aposentadorias e seguro-desemprego, como prometeram, nem como encontrarão dinheiro para nacionalizar bancos falidos ou financiar o projeto ambiental que defendem. Mas, por enquanto, a ordem é a de demonstrar força.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − sete =

Nenhum comentário

Robson La Luna di Cola em 04 de março de 2013

Inacreditável! um partido político que prega a REDUÇÃO DO TAMANHO DO ESTADO, essa grande praga das democracias ocidentais! outra coisa, quando é que vai cair o EURO, esse grande equívoco das nações européias? A cotação de uma moeda DEPENDE DO PERFIL ECONÔMICO DE CADA NAÇÃO! Que mesmo na Europa, são diferentes!

Felice Napolitano em 03 de março de 2013

ser analfabeto hoje nao é saber ler o escrever e sim em enterpetrar os meio de comunicação, principalmente na Itália, e lendo os comentário vejo a desinformação que esiste sobre o movimento 5 ESTRELA no Brasil, infelizmente a única política contra os sistemas financeiros que hoje tem o poder europeu, estar na Europa é uma coisa, haver o euro é outra coisa, é uma moeda na qual a propriedade nao é dos paises da Europa e sim do BCE, que com Monti fés um colapso de estado em forma orivilmente legal, com Mário Draghi obrigando a Itália a fazer uma balanço futuro sobre a finança italiano e côn.m uma pistola na cabeça (spred) o presidente Napolitano teve que fazer um governo (técnico) na qual a sua única função era garantir que a italia pagasse os juros vergonhoso de sua divida, a estória é longa procurem um pouco de informação fora dos sistemas de informação tradicionais e tudo Sara mas claro, com respeito mas sem condivisao de vostros comentários . Cordiali saluti.

Theresa em 02 de março de 2013

O alemão Peer Steinbruck líder da oposição social-democrata , lamentou que os italianos tenham votado em "dois palhaços, Grillo e Berlusconi". Esta certeissimo o alemão. Colocar dois palhaços ao mesmo tempo na politica italiana é muito mau para a Europa, afinal é uma União Europeia e não um clube circense. A Italia é um dos membros fundadores da UE e seria um golpe se saissem do euro e tambem da UE, pois sair do euro é sair da UE. A melhor opção era o actual chefe de governo Mario Monti, sem duvida alguma, mas parece que a essencia do é a mesma em todos os lugares, escolhem palhaços e corruptos. Grillo é tão palhaço como o lula da silva, difere em alguns pontos, sabe ler e escrever e é menos ignorante, no picadeiro é tal e qual. Palanqueiro e promete o mundo e o fundo, sem o dinheiro da UE nada feito, prometem fazer milagres com o dinheiro de outros contribuintes da zona-euro. O outro palhaço Berlusoni, o palhaço com alto indice de testosterona, corrupto, maxista e sexista, tambem este promete o mundo e o fundo e o povo acredita. Infelizmente a Bella e Eterna Italia esta refem de dois palhaços, assim como o Brasil esta refem dos petistas. A responsabilidade da formação de um governo aceitavel italiano perante a UE é grande, que resolvam a questão e resolvam logo, se a unica opção for voltar as urnas que assim seja, mas devem levar em conta que a Italia conta e a UE não pode estar a pagar as promessas que os palhaços fazem ao povo. Grillo desperta nauseas, é um lula al pomodoro.

kitty em 01 de março de 2013

Caro Ricardo, eu também teria preferido Mario Monti, mas infelizmente eu assisti à Rai e, ele mesmo disse que havia conseguido 3 milhões de votos, claro que seriam poucos de mais. A ideia era juntar seus votos com os de Bersani. Berlusconi acabou com a festa..essa peste não desiste nunca!!! Um abraço e obrigada pela resposta...Kitty

kitty em 01 de março de 2013

Caro Ricardo, Grillo, o líder do partido revelação,o flamante partido Movimento Cinco Estrelas, mantêm a Itália e os centros de poder europeus em suspense. Fiquei surpreendida e um tanto frustrada com as eleições italianas. Votei para senadores e deputados dois brasileiros e dois argentinos do partido PD de Pier Luigi Bersani. Pensei que Bersani era o candidato certo para derrotar Berlusconi, me enganei! Nunca pensei que Grillo pudesse ter chance pela inexperiência e inconsistência política comparado com os outros candidatos mais experientes. Devo admitir que Grillo conseguiu uma verdadeira proeza. A pesar de ter ficado desnorteada pelo êxito do ex-humorista,mas ao mesmo tempo não posso negar que Grillo soube transmitir a sua mensagem de protesto contra a anti-política associada à corrupção e a anti-ética. Para atrair o apoio de Grillo, Bersani quer apresentar um programa ao parlamento que seja parecido ao do movimento de Peppe: pediu uma política limpa é ética,uma reforma da lei eleitoral, a redução do número de deputados e medidas sociais para afrontar a crise que a terceira economia do bloco da Eurozona está enfrentando que afeta, principalmente os jovens que não conseguem empregos gerando assim profundas frustrações. Espero que este novo movimento sensibilize a classe política o suficiente, para agilizar um acordo justo e responsável..não há tempo para novas eleições, já que é o último semestre do mandato de Giorgio Napolitano vence em maio do corrente ano! Um abraço desde Baires///Kitty Querida Kitty, o Bersani obteve grande maioria na Câmara, mas infelizmente não no Senado, como você sabe. Acho que faria um bom governo, embora eu preferisse o Mario Monti. E o Berlusconi sempre está ali, para atrapalhar -- safado e canalha, mas ainda com votos. Vamos aguardar e constatar como o 5 Estrelas se comporta. Agora, tem responsabilidades sobre si. Abração

Ismael Pescarini em 01 de março de 2013

Na seção Vasto Mundo, o link desta matéria aparece com a foto do Ciro Gomes. Pô, só porque o Ciro é desse jeitinho, assim, sacana e leviano? É piada ou intencional? Foi engano meu, já consertado -- graças a você, caro Ismael. Abração

Assistindo à destruição da democracia em 01 de março de 2013

Escapou na revisão. Por favor veja, no título, "porque".

toninho malvadeza em 01 de março de 2013

Tomara isso aconteça no Brasil.O que for preciso para apear os partidos CORRUPTOS do poder,precisa ser posto em prática.

Moacir W. S. em 01 de março de 2013

O título correto deveria ser "vejam por que o movimento...". Obrigado.

Daniel Peccini em 01 de março de 2013

Moro na Italia e votei no M5S. Este foi o melhor artigo que li na imprensa brasileira sobre o assunto. Parabens, um abraço, Daniel

Pedro Luiz Moreira Lima em 01 de março de 2013

Caso o AliKammel tivesse sido condenado - seria um atentado a imprensa?caso Ali kammel perca a causa em instâncias superiores outro ataque a imprensa? Engraçado sempre pensei que todos tivessem o direito de ter mais simpatias ou menos por outros articulistas - mas de simpatia virar amante?amasio? "Quem precisa deste “exemplos” de opinion makers na verdade não precisa de mais nada! É igual ao “ídolo”!" A mesma frase pode ser usada para ambos os lados - os a favor do governo e os contra governo. Prefiro não usar mais sim respeitar visões políticas diferentes.

moacir em 28 de fevereiro de 2013

Reynaldo-BH, Nem tão ocultos assim.Vai no arquivo e confere os posts:O twitter de Chávez está silencioso-Aécio decide concorrer a presidência do PSDB -O bilionário emirado de Dubai.Leituras esclarecedoras,garanto. Abraços

Titus Petronius em 28 de fevereiro de 2013

Isso me lembra o filme O Rato que Ruge. Nele, uma republiqueta liderada por um lunático vivido pelo genial Peter Sellers declara guerra aos Estados Unidos. E o impensável acontece: a republiqueta ganha! Pois é, ganha e não sabe o que fazer...

moacir em 28 de fevereiro de 2013

Setti, O PHA tinha que ser responsabilizado mesmo,quanto a Grillo,ele vem falando há algum tempo já.De cima de mesas ,de carros ,com amplificadores,nos mercados,nas vias públicas.É meio folclórico.Eu realmente não esperava.Mais do que uma solução é uma declaração de protesto.Um freio de mão.A conferir...

Reynaldo-BH em 28 de fevereiro de 2013

Setti, um off topic. Mas com endereço certo. Alguns amantes dos blogueiros chapas-branca pagos com nosso dinheiro (CONTRIBUINTES), mesmo que não presentes (mas sei que atentos coultos!) deveriam ver a décima-quinta condenação de um dos seus (deles) ícones: o tal PHA. Tão citado, copiado e aplaudido. Trata-se somente de que - se um dia foi - "jornalista" frequentemente condenado por ser... mentiroso! Vulgar" Abjeto! Calhorda! Quem precisa deste "exemplos" de opinion makers na verdade não precisa de mais nada! É igual ao "ídolo"! http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/judiciario/kamel-vence-na-justica-blogueiro-ligado-a-record/

Bruno Sampaio em 28 de fevereiro de 2013

Só papo furado. O revolucionário de hoje é o corrupto de amanhã.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI