Jurista de São Paulo pode ser o novo ministro do Supremo

Jurista de São Paulo pode ser o novo ministro do Supremo A sede do STF, em Brasília (Foto: Antonio Cruz - Agência Brasil)

Há boa chance de ser um jurista de São Paulo o novo integrante do Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente Lula indicará, após as eleições, para substituir o recém-aposentado ministro Eros Grau. O próprio Grau, embora gaúcho de nascimento, estudou Direito e fez carreira no estado.

Não posso revelar se se trata de um magistrado de carreira, um membro do Ministério Público, um professor universitário ou um advogado militante. Mas conversei com ele. Suas palavras:

– Alguém disse (com muita razão e poucos seguidores) que uma cadeira no STF “é honra que não se pede nem se recusa”. Estou “falado” e, quando vejo por quem, fico muito envaidecido. Como disse certa vez FHC, “o maior mentiroso do mundo é o que disser que não tem vaidade; o maior burro do mundo é o que deixa a vaidade guiar sua vida”.

Para quem se importa com regionalismos – e muitos se importam –, caso se confirme a designação, que deve ser aprovada pelo Senado, haverá, no Supremo, quatro paulistas, três cariocas, dois mineiros, um mato-grossense e um sergipano.

Dos três cariocas, dois seguiram carreira em outros estados: a ministra Ellen Gracie, no Rio Grande do Sul, e o ministro Ricardo Lewandowski, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • Marco Antonio Rocha

    Sobre a enquete ao lado: só acho que se ela pensar em reeleição, terá que dar um chega prá lá no Lula bem mais cedo…

    Querido amigo Marco Antonio,

    Obrigado por seu comentário. Tenho grande respeito por você, além de velha amizade.

    Acho que, se a Dilma realmente vencer as eleições e se fizer um governo bem avaliado — não estou dizendo bom, mas bem avaliado –, o vírus do poder se encarregará de resolver essa questão. A criatura pode perfeitamente voltar-se contra o criador.

    O tempo dirá.

    Um grande abraço e volte sempre.

    Ricardo Setti

  • Domingos Grossi

    É normal São Paulo ter um maior número de ministros. É o estado mais populoso do Brasil, afinal de contas.

  • Charles Magno Teixeira

    Na minha opinião não tem importância de onde vem o cara, desde que seja competente. Esse jurista aí de que você fala é?

    Caro Charles Magno,

    Em resposta à sua pergunta, digo: sim, é.

    Apareça sempre.

    Abraços do

    Ricardo Setti