Kassab, aderindo ao governo, trai seus eleitores, que repudiaram o PT nas urnas. Seu partido é o “Partido Sem Decência”, metralha o deputado ACM Neto

Perfeito o comentário emitido via Twitter pelo deputado ACM Neto (DEM-BA), líder do partido na Câmara dos Deputados, sobre os primeiros eventos organizados pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para promover a criação do assim chamado Partido Social Democrático (PSD) – hilariante pensar nesse partido biônico tendo a mesma dos históricos sociais-democratas alemães, por exemplo –, depois de anunciar sua saída do DEM.

“Partido Sem Decência” e “Partido Sem Dignidade”, metralhou ACM Neto, ironizando as iniciais do futuro partido.

Tem toda razão. Kassab era um joão-ninguém político até ser convidado pelo então candidato José Serra (PSDB) a integrar sua chapa de candidato a prefeito em 2004, consolidando a aliança com o DEM iniciada pelo governador Mario Covas em 1995.

Serra derrotou a prefeita Marta Suplicy (PT) e deixou a Prefeitura em 2006 para disputar – e vencer – as eleições para o governo de São Paulo. Com o apoio do governador, Kassab se consolidou como prefeito e, em 2008, foi reeleito, derrotando a mesma Marta Suplicy.

Fundar um partido com o único propósito de deixar os quadros da oposição, nos quais se nutriu, e aderir ao governo da presidente Dilma é uma facada nas costas de seus aliados, uma traição a seus eleitores — que repudiaram o PT nas urnas — e uma demonstração mais do descaramento reinante na política brasileira.

ACM Neto está certo. Partido Sem Decência. E, completo eu daqui, sem vergonha também.

Deixe uma resposta para thiago Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =

Nenhum comentário

  • Jota

    Kassabniquel dá uma facada nas cotas de Serra, que o colocou na prefeitura de São Paulo.

    E depois tem paulista que vem dizer que Aécio Neves é traidor. Se Aécio é traidor, então Kassab é o que?

    Espero que nas próximas eleições, o eleitorado de Kassab responda à altura.

  • Guilherme Macalossi

    Trata-se de um dos casos mais graves de descaramento político que já ví. Kassab Poderia se candidatar ao Senado em 2012, concorrendo com o fraquíssimo Suplicy, para então, com apoio do PSDB, disputar a vaga de Governador do Estado de SP como candidato da aliança para suceder Alckmin. Além de oportunista é burro. Seu partido não irá properar. O que fica de mais lamentável nessa história é que Afif entrou nesse barco. Terrível

    Caro Guilherme, você é batata: conconcordo com tudo. “Além de oportunista, é burro”. É verdade. E também acho inacreditável o Afif ter entrado nessa história. Ele é mais traidor ainda, por ser o vice-governador de São Paulo. Ingrato e traidor.

  • Jefff

    Os leitores do Kassab é como mulher de malandro apanha e gostcha! rs

  • thiago

    o Governador Alckmin é com certeza um dos policos mais fortes no estado (se não for o mais). O Kassab dificilmente conseguirá tira-lo dos Bandeirantes em 2014. Isso é uma traição aos eleitores, uma vez que em 2008 o governo federal já era do PT e os eleitores paulistanos colocaram a oposição na administração de são paulo (assim como em 2004). Eu votei nele (kassab) em 2008, pois queria que o Alckmin fosse candidato a governador. Infelizmente me sinto traido pelo fisiologismo da polica; pena.

  • lillis

    Sempre que penso que chegamos ao fundo do poço em termos de comportamento de políticos,vejo o quanto sou tola! Não há fundo nesto poço ! A legislação brasileira é feita por eles para as ajustarem as malandragens deles e para que ” se arrumem” ! São todos Justos Veríssimos…..O povo, bom …JV já dizia: que se exploda!

  • Paulo Bento Bandarra

    Vamos ver para que lado irá o seu eleitorado. Acho que eles pensam que os votos foram pessoais e não da oposição! Esperemos que os eleitores confirmem este suicídio político de vira-casaca!

  • JOSÉ CARLOS WERNECK

    ACM Neto é ferino,ágil e inteligente.Tem a quem puxar.Uma coisa não se pode ignorar,o falecido senador Antonio Carlos Magalhães nunca foi bobo e conhecia política como poucos,embora possamos discordar dos métodos que usava.

  • Claudio

    Acho ele mais imbecil do que traidor. Com o DEM em SP ele poderia tentar um senado federal, sei lá. Agora, aliado a essa turma de esquerdistas sem noção não fatura sequer vaga para vereador. Engraçado como dá para prever o futuro politico de algumas pessoas. A ambição levará o Kassab ao ostracismo.

  • Malur

    Pobre Kassabão, terá que recomeçar de lá da Câmara de Vereadores. E olhe lá se vai conseguir eleger-se.

  • Jefff

    Ingrato, traidor, mediocre, oportunista….toda pessoa de bom senso já sabia disso antes de ele se eleger prefeito (kassab)e vice-governador(afif).
    Mas como bom senso aqui é como chifre de unicornio ficam se lamuriando.

  • Esse Kassab não é nada! Ele pensa que só porque está prefeito de São Paulo terá cacife para eleger-se governador ao engrossar a base dos aliados políticos do governo Dilma Roussef.
    Hoje mesmo foi publicado, no site do Uol, o mais recente relatório Datafolha de Avaliação do prefeito. E ele obteve a sua pior marca, como mostram os dados a seguir:
    “Em quatro meses, caiu 8 pontos (de 37% para 29%) o total daqueles que avaliam o governo de Kassab como ótimo ou bom. Os que julgam a administração regular passaram de 30% para 27%, e os que a consideram ruim ou péssima passaram de 31% para 43% dos entrevistados –a maior taxa de reprovação desde que assumiu o cargo, em 2006”.
    Tanto o Kassab quanto o Afif só conseguiram se eleger “nas costas” do PSDB. Como são “chupins”, imaginam que ao aliar-se ao governo Dilma obterão maiores vantagens. Vão quebrar a cara, não tenho dúvida.
    Só terão chances se mudarem de Estado e de cidade. Em São Paulo, jamais!!!

  • Mauro Pereira

    Caro Ricardo Setti.
    Caro amigo, tudo indica que está acontecendo algo de muito grave nesse quadrante verde e amarelo. O ilógico e irracional está determinando a atuação política de lideranças, até pouco tempo, acima de qualquer suspeita.
    É incompreensível, para não dizer muito estranho, a falta de vontade demonstrada pela oposição, a capitulação dos governadores oposicionistas e a adesão ao governo federal, sem maiores explicações, de adversários tidos como ferrenhos. Está caindo um a um.
    É óbvio que o prefeito de São Paulo sabe que está traindo seu eleitorado. Mas, então, fica a pergunta: o que o estaria motivando para caminhar mansamente para o seu enterro político?
    Tem muito mais que avião e urubu nesse céu que um dia deve ter sido de algum brigadeiro.

  • Wagner F. Moreira

    Caríssimo Sr. Ricardo Setti, gostaria muito que me oriente como devo votar. Tenho 50 anos e realmente cheguei a conclusão que não sei votar. Pois a cada dia da minha vida a decepção com esta corja de politicos não tem fim, votei no Kassab SIM e agora! o meu voto vai parar nas fileiras dos Ptralhas, para Dilma que não suporto, para o LULALATO?
    Finalmente chego a conclusão, morro e não vejo este País honesto, sem corrupção, sem malandragem, e políticos somente tirando proveito próprio.
    É TRISTE, PODE TER CERTEZA É TRISTE.

  • Leonardo

    Na verdade quem escolheu o Kassab como vice do Serra foi o Alckmin, por mais incrível que isso possa parecer hoje, na época foi até a contragosto do Serra, pois já se falava que o Kassab seria um vice frágil por causa das denúncias dos precatórios do Pitta.

    Abraços.

  • Jota

    O que dá vontade de falar pro Kassab??

    http://www.youtube.com/watch?v=HumQ1U42qnw

  • Guilherme Macalossi

    “Ele é mais traidor ainda, por ser o vice-governador de São Paulo. Ingrato e traidor.”

    Não só traidor de um governo, mas traidor de uma causa política. Afif era um dos poucos políticos assumidamente liberais e conservadores no ambiente político brasileiro. Agora está lá, ao lado de Kassab, ouvindo o mesmo dizer que o o PSD apoia tanto Alckmin quanto Dilma. Em um país sério jamais se admitiria uma declaração dessas. Está certo que ao longo do tempo o PMDB foi perdendo suas características originais, ainda da época do Regime Militar, mas ele acabou se tornando fisiológico. Nasceu sim para ser a oposição. O PSD é o primeiro caso de partido político que nasce única e exclusivamente para servir de trampolim político para os interessados em aderir ao governo. É uma falta de vergonha que ficará registrada na história do país. Ver Afif comprometido com essa causa é triste demais. Afif, que tanto já falou das relações do PT com as FARC no Foro de São Paulo, ao se juntar à Kassab em sua empreitada adesista, torna-se sério candidato a substituir Marco Aurélio Garcia no posto de ASPONE de complicações cucarachas. É de doer.

  • Rodrigo

    Vejam vocês o tipo de política que se faz no Brasil. Lixo!

  • Marcelo F

    Setti,
    votei no Kassab, confesso. Mas não vejo nada de tão ruim assim da saída dele do DEM. Sai bem acompanhado, com Afif e, talvez, com a senadora Katia Abreu. Traição? Ora, quem está a trair seu ideário e seus eleitores é justamente o DEM, uma sigla sem sentido (Democratas?), pior que o antigo PFL, que pelo menos dava a idéia de ser um partido de cunho liberal. Há mais de dezesseis anos o PFL/DEM anda a reboque do PSDB, perdeu a identidade, as bancadas, o poder político. Ao contrário do que foi escrito por aqui, Kassab não venceria Suplício para o Senado. Suplício, o velho Mogadon, ainda é forte nas urnas (pela bondade dos eleitores paulistas, é claro). Quem no DEM paulista apoiaria Kassab? O Toninho da Pamonha? O DEM paulista é apenas um espectro de partido, insosso, desfibrado, um deserto de nomes. Os próximos passos, não os imagino. Kassab irá para o PSB? Talvez. Mas também pode ser que Dudu Beleza, seu pretenso padrinho de migração, desembarque do partido, caso perca a queda de braço com os coronéis de Sobral.
    Não votaria de novo em Kassab. Fez algumas coisas boas para S.Paulo, como a lei da cidade limpa e a proibição do fumo. Mas está deixando a cidade esburacada, escura e insegura, com serviços públicos deteriorados. Mas daí a reclamar fidelidade partidária vai um longo caminho. Parece-me alguma coisa como exigir que o marido da meretriz nunca pule a cerca.
    Sds.,
    de Marcelo F.

  • JT

    Será que dá para pegar o fio da meada ainda?

    O PSD é como uma cachaça destilada várias vezes, cujo dono do alambique tenta purificar a cada processo, tendo como resultado o mesmo gosto de água ardente.

    Vejamos: Arena que vira PDS. PDS que vira PFL. PFL que vira DEM. DEM que dá origem ao PSD. Pelo caminho ficaram alguns milícos, malufes e coronéis da vida, mas podem apostar que para os petistas e derivados, a turma do PSD será sempre tachada de elite direitista. Esta história de “adesão” não “cola”, portanto.

    O destino do PSD é o limbo de Dante.

  • Jose Roberto

    Sr. Ricardo,
    Decepcionante é o mínimo que penso em relação a administração deste senhor, nunca em minha vida vi esta cidade tão maltratada e abandonada ( e olhe que estou bem velhinho). Em eleição de síndico este senhor não tem mais meu humilde voto.

  • costamcs

    Não tem lei para este tipo de iniquidade, não?
    Reforma política já!

  • Skander

    Concordo com você Setti e o ACM Neto. É uma indecência. Votei no dito cujo, mas nunca mais, mesmo que tenha que anular meu voto.

  • duduvieira10

    Meu Prezado R. Setti; Kassab politicamente não é muita coisa, único mérito seu foi derrotar a deslumbrada Marta Suplicy. Outra coisa: partido político no Brasil é tão somente para arrancar dinheiro do tesouro e arrumar uma boquinha como “Aliado”. O Sr. presta atenção nas plataformas política dos partidos “todos dizem a mesma coisa, querem a mesma coisa ” não existe uma alternativa. Esse Psd é somente um nos mais de 20 partidos políticos, um absurdo que sangra o tesouro. Sds

  • Jose Fernando

    Kassab mostrou-se um fraco e sem ideologia, mas com o ideal de disputar o governo de sao apulo. Para isso nao mediu esforços. A la Lula, juntou-se com qualquer coisa que significasse volume para dar vida a seu ideal. nasce um novo partido, liderado por alguem em quem nao se deve confiar um vintém furado, suportado por puxa-sacos e descontentes de partidos de oposiçao (descontentes por se acharem abaixo de onde queriam estar, sem desconfiar de que já estao muito acima do que deveriam) e é claro, por representantes de escaloes inferiores dos partidos do governo, estes lançados iscas pequenas, porem suficientes para atrair esse peixe atordoado, sem identidade, e que provavelmente nao resista às urnas de 2012 e sucumba tão logo terminem as eleiçoes.
    só me esptanta uma coisa. a ingenuidade do prefeito: é claro, claríssimo que o PT nao vai apioar parao governo paulista, alguem que está queimado, sujo, desmoralizado e desqualificado pelo povo de sao paulo. Assim como Genuino, Kassab terá, no maximo, como consolo, uma vaga de assessor espcial de alguem. (Assessor espcial: aquele que é pago pra assumir a culpa na eventualidade de o chefe ser pego com a boca na botija).

  • Jeff-rj

    Não foi o Serra que escolheu o Kassab como vice. Foi o Jorge Bornhausen que impôs o Kassab como vice.

  • Carlos

    Que monstrengo o serra pariu para o mundo, não?! Se o serra fosse realmente à favor do aborto o kassba jamais teria nascido.

  • Viernes

    Morte política ao Kassab!!!
    Se o Brasileiro for ainda um pouco sério esse indivíduo morre politicamente, pois ele é prefeito não pela pessoa, mas pelo governo que tem. O eleitor precisa aprender a ver isso, que o governo é feito de idéias, conceitos, condutas, estas vêm da ideologia do partido que ele tá deixando de lado por interesses podres e próprios.
    ***, guilhotina política a ele!!!
    Abraço

  • Mauro Moreira

    Kassab acaba de perder a simpatia de uma grande parcela do eleitorado de direita, que depositava nele a esperança de surgimento de um novo lider da direita. Inescrupulosamente traiu seu eleitorado. Quanto a Afif, votei nele quando candidato a senador e perdeu por ínfima diferença para o Suplicy. Desprezou uma grande chance de vir a se eleger senador futuramente, dandon-nos duas grandes alegrias: eleger um senador de direita e livrando-nos do Suplicy. Três políticos que jamais terão meu voto: Kassab, Afif e Traécio Neves. Dói mais ser traído do que ser derrotado. Jamais vou entender o desprezo dessa gente por 44 milhões de votos.

  • Mauro Moreira

    Marta Suplicy, em atitude deplorável, fez insinuações sobre a vida particular de Kassab na campanha para a prefeitura de São Paulo. Pelo visto, Kassab já se esqueceu.

  • Really...

    O que pode se esperar do Zé do Controlar/CCR? Este é mais um apenas interessado nas BOQUINHAS, basta ver o caos de infra estrutura viária se SP, MEGA congestionamentos que faz poluição explodir, MEGA tarifa no transporte publico deficitário, ruas que fazem o carro parecer touro mecânico, etc.

  • Marcelo F

    Gozado baixarem tanto o pau no Kassab, mas deixarem barato o que está acontecendo com os tucanos mineiros. Anastasia, o poste do Aécio, já declarou que é Dilma desde meninho. O seu criador, Aecinho, ainda não se pronunciou sobre nenhum tema lá em Brasília. Fez acordos com o PT e o PSB para eleger o prefeito de Belzonte. E o traidor é o Kassab?
    Sds.,
    de Marcelo F.

  • zelia

    Vai tarde Kassab,está se achando ,pode encerrar tua carreira aí pq é assim que todos os traidores acabam,se junta aos teus pq é o teu lugar,trairas morrem pela boca,continua se achando ….Adeus.

  • marilena

    -Desculpem, mas quem foi mesmo traído? Ah! ‘Tá!
    -Indecência? De quem? Ah! ‘Tá!
    -Quem fez o comentário decoroso no twiteer? Ah! ‘Tá!
    -O Kassab e o Afif se queimaram? Obrigada pela informação!

  • Ribamar Bianchini

    O ACM Neto está delirando, nasceu em berço de ouro, aliás ouro dos Baianos, nunca trabalhou na vida, sempre viveu as custas do prestigio malandro do avô que sempre esteve no governo seja ele qualquer que fosse, agora senta no rabinho para falar do Kassab que até ontem era para os democratas a estrela do partido.
    ACM Neto está despeitado pois não conseguiu ser nada alem de um deputado BIÔNICO inventado por ACM, viu.