Image
Neymar disputando uma bola com O Cara: logo hoje… (Foto: Reuters)

Sim, está certo que Messi, o maior jogador do mundo, já havia deixado para trás a fama de que só acabava com o jogo quando vestia a camisa do Barça — e, na seleção de seu país, a Argentina, não era a mesma coisa.

É verdade. Ele já atuara muito bem em partidas anteriores da seleção.

Mas resolveu mesmo desencantar logo hoje, diante da jovem seleção quase-olímpica do Brasil, no amistoso em que perdemos por 4 a 3 em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Fazer três gols! Não adiantou o Brasil sair na frente, depois empatar quando perdia de 2 a 1 e até virar para 3 a 2.

Quando O Cara está num bom dia — e ele quase sempre está –, tchau e bênção.

O consolo é perceber que a jovem seleção de Mano Menezes está jogando bem e num bom caminho.

Já a seleção principal…

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 1 =

13 Comentários

Renato SC Vieira em 11 de junho de 2012

Setti, queria saber comentar futebol com a profundidade do Carlos Nascimento, mas não chego a tanto. Resta cocordar com todos seus argumentos, fora, é lógico, a parte do Real Madri. E a pergunta que não quer calar: será que a imprensa esportiva deste país está recebendo altos jabás para insistir em colocar o Neymar como um dos melhores do mundo e assim aumentar estratosfericamente seu passe? Tudo bem, tudo bem, ele é um BOM jogador. Dribla bem, é "liso" como bagre ensaboado. Mas verdade seja dita: o rapaz está deslumbrado, entra em campo como se fosse um palco de show sertanejo (argh...) e imagina-se dançando o tchu tcha tcha o tempo todo. Jogar bola mesmo quem joga é o hermano Messi. Com certeza, um bom puxão de orelhas e uma imensa, imensa dose de humildade não farão mal nenhum ao rapaz. Ele tá mesmo é muito mascarado.

Observador100 em 11 de junho de 2012

Meu caro Setti No jogo de sábado ficou claro que o "craque" Neymar tem mesmo é que participar do quadro "se vira nos 30" do Faustão. Melhores que ele, hoje, existem uns 50 no mundo. Apenas criado e alimentado por uma imprensa facciosa, nacionalista e muitas vezes com outros interesses. abraço

carlos nascimento em 10 de junho de 2012

Com a licença de RS: Márcia Maria:10/06 às 11:37 hrs Em sua atenção pergunto-lhe; qual nova filosofia ? Trocaram-se apenas as "Aleurocanthus woglumi", popularmente chamadas de "moscas", o rola-bosta continua do mesmo jeito. Como pode dar certo uma gestão, tendo como líder um surrupiador de medalhas, auxiliado pelo Tonto, suposto amigo do Zorro, aquele Zorro que o Sargento Garcia obrigou se exilar em Miami, fugindo das cobranças. O País só vai se dar conta da necessidade de REFORMAS ESTRUTURAIS após o fiasco de 2014, até lá tome Galvão beeerrrrrrrra Bueno, fazendo apologia e segurando as críticas, não tem jeito, isso do jeito que está, tem os dias contados. abraços. Carlos Nascimento.

Ismael em 10 de junho de 2012

Será que o problema é só o Mano? os argentinos poem três contra o Neymar e nós não marcavamos o Messi. Assim não dá.

Marco em 10 de junho de 2012

Dom Setti: Puxa, jogão Itália e Espanha, foi outro grande jogo do ano, a exemplo de Vasco e Corinthians. Abs. PS: Gostei do treinador da Azurra, não quis nem saber , trocou na hora, o jogador q comprometeu a partida. Se é aqui os caras ficam cheio d "dedos" para fazer isso.

carlos nascimento em 10 de junho de 2012

Ricardo, Espanha 1 x 1 Itália. Está na hora do Fernando Torres vir jogar no Corinthians, o que vc me diz.

Márcia Maria em 10 de junho de 2012

Seu Setti, estou curiosa para saber, o q o Carlos Nascimento pensa sobre essa nova filosofia da direção da CBF.

Inácio em 10 de junho de 2012

Setti: Por sua extrema arrogancia, nós, brasileiros e, como já pude comprovar, chilenos, uruguaios e peruanos também não gostam muito dos argentinos. Acho, porém, que de Messi, tanto brasileiros como dos demais gostamos muito, tanto pela sua genialidade dentro do campo como por sua humildade e educação com que trata todos, adversários e fãs. Enfim, Messi, é um bom praça, característica que hoje em dia é coisa de gente brega.

sombreo em 10 de junho de 2012

No governo do PT até o Neymar fica igual ao Lula "É só propaganda"

Marco em 10 de junho de 2012

Dom Setti: As duas seleções mostraram problemas defensivos, a da Argentina muito mais, todos os gols do Brasil foram de falhas defensiva. E o Messi em termos de comparação com Maradona, terá a grande chance na Copa d 2014. Se ganhar sozinho, como faz no Barcelona, sem dúvida sera o 2 maior jogador de todos os tempos. O Brasil,infelizmente jogou sem seus dois principais zagueiros, precisa de dois bons laterais, um bom cabeça de área, e um atacante rápido, q acho q poderia ser o Neymar. E no duelo Neymar e Messi, é a segunda vez q o argentino vence com folga. Abs. Caro Marco, não tenho como discordar de você. Abração

J.B.CRUZ em 10 de junho de 2012

Realmente o "homem" é o GÊNIO do terceiro milênio...Neimar,Cristiano Ronaldo,Drogba,Ganso, estão bem abaixo do GRINGO..

carlos nascimento em 10 de junho de 2012

Ricardo, As vezes tenho a ligeira impressão, quando vc comenta sobre os feitos de Messi, há uma certa dose de irritação, talvez seja pelo fato do mesmo vir sendo nos últimos anos carrasco do seu segundo time - Real Madrid - estou enganado ? Temos de nos render à realidade, Lionel é hoje o melhor jogador do planeta, amadureceu, está confiante, dosa as energias, acelera e desacelera, desloca-se por todo o quadrante, desenvolveu uma jogada mortal, saindo das extremas em diagonal rumo ao gol, em aceleração fantástica, assimétrico, quase sempre finalizando com sucesso. Hoje os críticos que insistem em dizer que é fácil jogar no Barça, tendo Iniesta e Xavi ao lado, devem ter levado um chega pra lá, Messi é o perfeito complemento do Barcelona, acredito que sem ele o time não seria tão eficiente, ele é a cereja do bolo. Outra diferença, Messi é ídolo com grande personalidade,simples, sem fazer uso do marketing da "macaquice", diferente do narcisista C.Ronaldo e de um Neymar deslumbrado com os holofotes. Quanto a nossa Seleção, temos vários bons jogadores, alguns são boas surpresas,outros nem tanto, o nosso ala esquerdo - Marcelo - é pilhado, ainda vai causar problemas em jogos cruciais, destemperado, precisa levar um puxão de orelhas, o nosso meio-de-campo - distribuição e marcação - é fraco, temos que achar um jogador que saiba distribuir o jogo com eficiência e rapidez, a transição entre a defesa e o ataque é hoje o maior problema dos times brasileiros , não produzimos mais, Clodoaldo, Gérson, Rivelino, Dudu, esses gênios que tocavam a bola com facilidade, hoje, temos vários carregadores de bolas, com passes laterais, prejudicando a transição. Podem me criticar,mas antecipo,Mano não tem pedigree para dirigir nossa Seleção, escalou o time errado, Huck na esquerda..... não dá, todo mundo sabe que canhoto deve jogar em posição invertida, para terem melhores ângulos de chutes, quanto a defesa, andou mal,jogou em linha, isso é fatal quando se tem um Lionel com grande poder de explosão e finalização. Lá na frente será tomada a grande decisão, MURICI RAMALHO vai ser chamado. abraços Carlos Nascimento. Meu caro Carlos, Não tenho qualquer irritação contra Messi, disparado o melhor jogador do mundo. Está cada dia melhor, mais extraordinário, e agradeço a oportunidade que tive, e espero continuar tendo, de vê-lo jogar, inclusive em campo. Naa me irrita em Messi, que além de tudo tem um comportamento exemplar como esportista, e não tem as manhas e manias de superastro. O que me irrita, sim, é a tentativa de os fãs de Messi, até mesmo no Brasil, quererem apagar da história o fato de Pelé ter existido e feito o que fez -- algo que jogador nenhum conseguiu, e nem creio que vá conseguir. Quanto à seleção, sou admirador do técnico Mano Menezes, mas realmente ele não tem acertado, além de o calendário que lhe impõem não permitir que desenvolva um trabalho consequente. Um abração

Luiz Pereira em 09 de junho de 2012

Setti, boa noite, Ainda não senti firmeza no trabalho do Mano. Hj, talvez ter melhor sorte. Contra um adversário que não exerce marcação implacável, Neymar não apareceu. Esse time acabará por ser o time principal. Tem potencial. Mas nada de extraordinário, como de resto pouca coisa o é no futebol mundial de hj. A Argentina pode ser batida, até mais facilmente do que se imagina. Mas dando espaços e deixando Messi solto, impossível para nós. abs Em compensação, nosso meio campo não marcou bem e a zaga ficou em linha. Essas coisas não podem acontecer.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI