A indústria automobilística, cujos primórdios se localizam ainda na segunda metade do século XIX, atingiu uma espécie de esplendor de criatividade e luxo justamente num período de grave crise mundial, a tensa década de 30, em que na Europa o fascismo estava em alta, mas também vicejavam governos de esquerda e já se sentiam os sinais de proximidade do maior conflito militar de todos os tempos, a II Guerra Mundial (1939-1945).

O difícil clima político, as dificuldades econômicas e os conflitos já em curso ou esboçados não impediram, como sempre, que as elites desfrutassem das maravilhas que vocês irão ver a seguir.

 

Image
O Talbot-Lago T150 foi fabricado em 1938 pelo ramo francês da então britânica Talbot 

Image
Com design dos mestres italianos Figoni e Falaschi, era apelidado de “Goutte d’Eau” (gota d’água), por seu formado, e é movido por motor de 6 cilindros em linha e 4 litros. Apenas 16 exemplares fabricados. Avaliado em mais de US$ 3 milhões

 

Image
Alfa Romeo 8C 2900 B Corto Touring Berlinetta: apenas vinte exemplares dele foram fabricados na Itália entre 1937 e 1939

Image
O Alfa Berlinetta tem motor de 8 cilindros em linha e 2,9 litros. O modelo da foto ganhou em 2008 o Pebble Beach Concours d’Elegance, tradicional certame de carros clássicos realizado em Pebble Beach, próximo a Monterey, na Califórnia

Image
Raridade absoluta: o francês Bucciali TAV 8-32 Saoutchik “Fleche d’Or” (“flecha de ouro”) Berline é o único exemplar dessa maravilha que foi fabricado — em 1931

Image
O Bucciali TAV 8-32 é movido por um possante motor V12 de 4,9 litros e foi um dos primeiros automóveis com tração nas rodas dianteiras

Image
O italiano Bugatti Type 57C Van Vooren Cabriolet é de 1939, e seu motor tem 8 cilindros em linha e 3,3 litros

Image
Este Bugatti Van Vooren, também de 1939, é exemplar único e foi um presente do governo francês ao então xá da Pérsia, Mohammed Reza Pahlevi, no primeiro de seus três casamentos, com a princesa Fawzia, do Egito, no mesmo ano

Image
De 1931 é o espetacular alemão Daimler Double-Six 50 Corsica Drophead Coupé

Image
Com mootor V12 de 7,2 litros, o da foto é exemplar único

Image
Do francês Delahaye 145 Chapron Coupe apenas cinco exemplares foram construídos entre 1938 e 1946

Image
Com motor V12 de 4,5 litros, o Delahaye 145 é obra do engenheiro francês Henri Chapron

Image
O imponente alemão Mercedes-Benz 710 SSK Trossi Roadster é de 1931

Image
Como outros carrões mostrados neste post, este Merecedes é exemplar único. Com motor de 6 cilindros em linha e 7,1 litros, ganhou o prestigioso Concorso d’Eleganza Villa d’Este de 2007, em Cernobbio, às margens do Lago Como, no extremo norte da Itália

Image
Outro exemplar único construído: o inglês Napier-Railton Special

Image
Com motor de 12 cilindros e 24 litros e potência estimada em 600 cavalos, o Napier-Railton Special bateu 47 recordes mundiais de velocidade

Image
Apesar de tratar de marca britânica até o último átomo, este modelo da Rolls-Royce, o Phantom I Jonckheere Coupé, acabou sendo construído na Bélgica nos anos 30

Image
O Phantom I Jonckheere — como outros deste post, único exemplar construído — dispõe de um motor de 6 cilindros em linha e 7,7 litros. Seu atual proprietário, um colecionador do Japão, ararematou-o em leilão por US$ 1,5 milhão

Image
O francês Voisin C20 ‘Mylord’ Demi-Berline, mais um exemplar único, construído em 1931

Image
Com motor V12 de 4,9 litros, é obra do engenheiro e também construtor de aviões francês Gabriel Voisin

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 8 =

10 Comentários

carlos em 12 de outubro de 2014

parabens, ricardo tudo maravilha

jfaraujo em 29 de fevereiro de 2012

Que máquinas!!! E esse Rolls Royce, essa preciosidade inglesa, arrematado por "apenas" US$ 1,5 mi!!! Realmente ficou "de graça" para o japa. Talvez ele não faça outro negócio tão bom assim nunca mais.

Cristaldo-SP em 27 de fevereiro de 2012

E, vale acrescentar a fabulosa coleção de carros do Ralph Lauren http://www.ralphlaurencarcollection.com/

Tuco em 27 de fevereiro de 2012

. Preciosidades! .

silvino em 27 de fevereiro de 2012

Só uma ressalva. A Bugatti é francesa da cidade de Molsheim. Mas seu fundador e criador dos primeiros modelos, Ettore Bugatti, era italiano de Milão, e a marca mais tarde tornou-se italiana. Atualmente, como vc deve saber, a marca pertence à Volkswagen. Abração

Teresinha em 26 de fevereiro de 2012

O gostoso de observar carros antigos é o designer, a busca da estética com funcionalidade. Hoje não observamos mais tantas variáveis , já se chegou ao ideal, acredito. Realmente eram um luxo!

Hattori Hanzo em 26 de fevereiro de 2012

Todo o seu conforto você deve ao capitalismo e aos ricos. Isto é tão certo como a existência de Deus.

JT em 26 de fevereiro de 2012

É interessante notar como o design dos carros esportivos europeus foi congelado por volta de 1939 e só foi retomando no começo da década de 1950. O MG TD foi lançado após o fim da Segunda Guerra como uma repaginação do MG TC, que por sua vez era uma simples retomada dos MGs dos anos 30. A marca MG que era uma espécie de prima pobre entre os carros esportivos, e por isso mesmo muito popular entre os soldados americanos, que levaram vários exemplares para casa depois do fim do conflito. Se prestarmos atenção no Jaguar XK 120, veremos que ele guarda muitas semelhanças com o Delahaye 145 Chapron Coupe deste post. Agora, quem tiver a oportunidade guiar qualquer um destes carros, ou seus similares mais acessíveis, deve fazê-lo sem pensar duas vezes. Tive a chance de guiar a recriação fiel de um Jaguar XK 120, o que foi um prazer de poucas comparações: você senta quase sobre o eixo traseiro - e motriz - do carro, e tem na sua frente um capô que esconde seis cilindros em linha. O cinto de segurança é só um enfeite e seu braço esquerdo fica exposto na porta lateral do possante. Um totó no acelerador e o carro responde na hora. É preciso certa coragem para ser veloz num conversível onde o volante é um dos poucos lugares da cabine onde você pode se agarrar caso derrape numa curva. Enfim, vou economizar nas palavras, senão daqui a pouco escrevo um artigo, e hoje é domingo - dia de passear com a patroa, o que será feito no calhambequinho de estimação: um "legítimo" MP Lafer, herdeiro das linhas clássicas inglesas do pré-Guerra, com motor VW alemão desenvolvido por Ferdinand Porsche a pedido de um cara que vou suprimir o nome. Abraços!

Marco em 25 de fevereiro de 2012

Amigo Setti:Corrigindo, quis dizer lance minimo! Abs.

Marco em 25 de fevereiro de 2012

Amigo Setti: Imagina os valores desses carros, hoje,vou arriscar por baixo acima de R$ 300 mil. Abs. PS: Se amanhã for dia de Brickmann, quero todo o texto sobre o Imperador.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI