A deusa das deusas de Hollywood, a mais famosa ícone da sensualidade feminina no cinema, Marilyn Monroe — nem todos reconhecem — era uma artista completa. Atuava, dançava e cantava. Quem viu, não pode se esquecer de sua interpretação de Diamonds Are a Girl’s Best Friend (Styne Robin), no filme Os Homens Preferem as Loiras (Gentlemen Prefer Blondes, no título original), de 1953. Quem não viu, não sabe o que está perdendo.

Dirigido por Howard Hawks, o filme pretendia estrelar com Betty Grable no papel de Lorelei. Entretanto, depois do sucesso de Torrente de Paixão, de 1953, o estúdio responsável pela obra decidiu chamar Marilyn, por acreditar que com ela o filme ganharia em sex appeal. Sem contar que seu salário, cerca de 18 mil dólares, era bem inferior ao de Grable. Como comparação, o cachê da morenaça Jane Russell, a outra estrela da produção, girava em torno de 100 mil dólares.

E Marilyn detonou. Veja:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =

5 Comentários

Gamal em 17 de julho de 2011

Concordo integralmente com você! Nada como MM! Nunca haverá uma mulher como Gilda... A verdade é que a frase perfeitamente correta seria: Jamais haverá uma mulher como Marylin!!!! E você recuperou muito bem o momento.. UMA M A R A V I L H A !!!!!!!!

Kitty em 06 de julho de 2011

Oi Ricardo, Concordo plenamente com você, não tem como não sucumbir perante tanta beleza e sex-appeal,e que entendo porque tantos figurões cairam a seus pés. Repito, o que diria o colunista Ricardo Setti,ela é linda de morrer!!! Como se isto não fosse suficiente, ela ainda canta e dança com uma sensualidade que deixa os homens...bom fiquem a vontade para terminar a frase..... Escrevo no tempo presente porque, Marilyn e os diamantes, são eternos. Assisti o filme sim, caro Ricardo, e gostei demais.Valeu o video!!! Um abraço Kitty

Marco em 06 de julho de 2011

Amigo Setti: Estava num debate com meus vizinhos sobre o melhor zagueiro da seleção Brasileira, fiquei contigo na elegância do Oscar de 1982, meu guri ficou com o Lúcio, meu outro vizinho ficou com Luis Pereira de 1974. Mas aí entrou o meu outro vizinho e disse q o melhor foi Mauro Ramos. Viu jogar ? Será q ele não está se aproveitando de nós não ter visto jogar ? Abs. Mauro Ramos era extraordinário, tinha eficiência e classe. Vi jogar, mas menos do que Oscar. Cobri a Copa de 1982 para VEJA -- eu trabalhava na revista escrita na ocasião, e saí no ano seguinte, depois de quase uma década -- e acho que não me lembro de nenhum zagueiro que, durante uma Copa quase inteira (porque o Brasil saiu antes da final) não tenha perdido UMA só bola. Então, fico com o Oscar. Abraço

Alexandre em 06 de julho de 2011

Falam tanto da Madonna, mas esquecem que ela fez um clip praticamente plagiado da Marilyn. A sensualidade da Marilyn deixa a Madonna no chinelo.

Carlos Alberto Boff em 06 de julho de 2011

Meu Deeeeeus Que arraso Que mulher Com ela atuando eu entrava correndo no cinema.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI