Massacrado por Romário (PSB) nas urnas para o Senado no Rio, o ex-prefeito Cesar Maia (DEM) reagiu com indiferença britânica. Até que deu um escorregão na elegância…

O Baixinho comemora sua eleição para o Senado da República com amigos: derrotou um “politicão”, e levou uma pequena alfinetada (Foto: Marcelo Theobald/Agência Globo)

“Politicão” de peso, ex-secretário da Fazenda do primeiro governo Leonel Brizola (1983-1987) que saneou as finanças do Estado do Rio, deputado federal que adquiriu reputação como um dos principais economistas do Congresso e, mais tarde, seria deputado constituinte ativo e três vezes prefeito do Rio de Janeiro, o atual vereador Cesar Maia (DEM) foi massacrado nas eleições em sua tentativa de se eleger senador.

O eleito foi o ex-craque Romário, o Baixinho, deputado federal Romário pelo PSB, que, com 4,6 milhões de votos (63,43% dos votos válidos), deixou comendo pó o adversário, que alcançou 1,5 milhão de votos. Romário realmente brilhou na eleição, alcançando quase o mesmo número de votos que, somados, obtiveram os dois candidatos a governador que irão ao segundo turno, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o senador e “bispo” da Igreja Universal Marcelo Crivella.

Maia em campanha em São João do Meriti, na Baixada Fluminente (Foto: Folhapress)

Maia em campanha em São João do Meriti, na Baixada Fluminente (Foto: Folhapress)

Maia se empenhou na campanha, percorrendo boa parte do Estado, mas em nenhum dia deixou de colocar em circulação seu exótico “ex-blog” — um boletim circular enviado a assinantes com análises políticas, transcrição de notícias e comentários variados.

Conhecido o resultado da eleição, que o ex-prefeito reconheceu sem problemas, ele prosseguiu escrevendo normalmente seu “ex-blog” como se nada tivesse acontecido. Três dias depois do pleito, porém, passou o recibo, dando uma escorregada na elegância.

A única frase que dedicou a sua derrota foi a seguinte:

“O voto de protesto se repetiu este ano em S. Paulo com Tiririca, que obteve 1.016.796. Este ano chegou ao Rio, com Romário para senador, com 4.683.963 votos”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 12 =

13 Comentários

  • Lucas Martins

    Essa mazela brasileira,jogador de futebol,palhaço,mulheres flutas e outras aberrações,como se levar um pais a sério desse jeito,cada um na sua,não dar para misturar as coisas,com parlamentares desse calibre,o povo vai continuar a padecer de homens sérios na condução do pais.

  • Mario Sergio

    Setti,com todo respeito,não existe comparação entre os dois candidatos,a vontade do povo é soberana,mas que o
    Senador eleito não sabe nada é verdade pura.Não chamaria de voto de protesto e sim a procura do novo.O tempo dirá .

  • carlos antonio

    Discordo do ex prefeito, não foi voto de protesto, foi voto de imbecil que que acha quanto pior melhor.

  • Gabriel

    Mais um eleito para o povo se arrepender depois

  • Vhera

    Romário: voto tiririco- cacareco

  • Winston

    Romário…presidente, em 2018?
    Nem tanto; mas governador…está está sendo escrito.

  • marize

    Esse palhação do Romário, só engana os trouxas. O tempo mostrará ao que veio esse meliante com 54 processos nas costas. Asqueroso !!!

  • marize

    É isso aí, Carlos Antonio. Quanto pior, melhor para esse povinho do inferno.

  • Se não existe

    Eu sei que “se” não existe. Mas vou dizer: Se o César Maia tivesse se candidatado ao governo, estaria no segundo turno. Os candidatos deste ano são todos muito ruins.

  • FERNANDO MENESES CAMACHO

    Essas criticas infundadas por um candidato democraticamente eleito são vergonhosas. Primeiro: não consigo imaginar que mal ser um jogador de futebol pode trazer ao cargo de senador. Eu até acredito que seja melhor, pois o Romário tem uma forte imagem a zelar, ele tem que zelar a imagem do craque e heroi de futebol enquanto que os incontáveis ‘candidatos’ de desconhecidos, não tem nada a perder. Sabem que a imagem de politico pode ser manchada, que o povo ira relevar, haja vista o Collor, Sarney da vida.

    Assim, o que eu digo é: se querem criticar, utilizem provas. Se vocês criticam apenas por uma opinião infundada, deveriam sentir vergonha do quão mediocre vocês são.

  • Leonardo Saade

    Tenho parentes no Rio de Janeiro, e alguns dizem que Cesar Maia foi importante na infra-estrutura da cidade quando foi prefeito. Muito criticado durante a construção da Linha Amarela e da Linha Vermelha, Cesar Maia fez obras importantes na capital. Sem elas, o já caótico trânsito do Rio de Janeiro estaria bem pior. Já Romario, apesar do bom trabalho feito como deputado, não sei se é credenciado para ser Senador. Vamos aguardar. Me enganei quando achei um erro Romario ser deputado. Talvez surpreenda o Brasil como Senador.

  • Bruno Sampaio

    Aguardemos o desempenho de Romário como senador. Até aqui não disse a que veio para mim. Ele é o congressista “coringa”, só vai na certa, para garantir o aplauso fácil. Ou será que alguém é a favor da corrupção no futebol ou em qualquer lugar, e contra os direitos dos deficientes? Assim é fácil posar de bom moço. Quero ver como ele vai se comportar em relação a matérias bem mais controversas…

  • Arimatéia

    Qual a diferença sr Setti?