MENSALÃO: ESTE POST NÃO PRECISA DE TEXTO. Mas gostaria de que vocês comentassem

Esta magnífica foto da estátua da Justiça que está defronte do edifício do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, emoldurada por um arco-íris, é de autoria de Felipe Sampaio, fotógrafo do STF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

36 Comentários

  • Noelia Alves Pessoa

    Linda e sugestiva imagem, tem tudo a ver com o momento atual…mas, ela está aí desde quando Geraldo Brindeiro era chamado de o “engavetador da Republica”? ela já estava aí desde a época em que Collor, em quem não votei, saiu da Presidência como saiu e depois do que aconteceu com êle no Supremo? comentar mais o que? só respirar fundo..e ir em frente …sem grandes ilusões…

    A estátua está lá desde os tempos do saudoso Presidente Juscelino Kubitschek, e assistiu a várias passagens gloriosas e até heroicas do Supremo.

    Mas, com esse belo arco-íris, foi necessária a pacicência e a sensiblidade do fotógrafo, não?

    Espero, prezada Noelia, que o Supremo viva agora, nas próximas semanas, outro período glorioso.

    Vamos aguardar.

    Abração

  • silvio borelli

    Não tenho dúvida que se o julgamento do STF continuar com a tendência condenatória que tem demnstado e diga-se de passagem baseado em fatos e evidência comprovadas de corrupção e outros crimes ali arrolados, será um marco histórico da justiça do país. Pela primeira vez a JUSTIÇA colocará atrás das grades políticos de expressão,demonstrando de forma clara e definitiva que a sociedade brasileira não aceita mais tais desvios.Mais, que se no futuro casos semelhantes ocorrerem a justiça não se furtará a condenar aqueles que transgredirem as leis do país.Pelo andar da carruagem José Dirceu também deverá ser condenado.E se isso de fato ocorrer, vai ficar faltando botar na cadeia o sapo barbudo. Não será possível que o capitão do time seja considerado chefe de quadrilha e que o dono do clube nada sabia à respeito.Ficará claro que o relator deixou de arrolar o maior gangster político jamis visto nestepaiz.

  • Fernando

    Esta foto nos transmite a falsa impressão de que se fará justiça, mas aqueles que forem condenados no julgamento do mensalão não ficarão um dia sequer atrás das grades!

    O STF não está nem aí para o Brasil!

    Eu não diria esta última frase porque acho que é injusta, caro Fernando. Mas, evidentemente, registro sua opinião livre.

    Um abração

  • Helo

    Justiça é o que pouco se faz no Brasil, precisamos de um pais mais justo.O país da impuninadade e da falta de respeito com os cidadões.

  • SergioD

    Ricardo, o Supremo está fazendo exatamente aquilo que esperava dele. Justiça. Apesar de apoiar os governo de Lula e Dilma, sempre achei que o Mensalão foi um evento execrável, baixando aquela aura de virgem vestal que o PT sempre tentou vestir.
    Só espero que o Supremo e a Mídia tratem o julgamento do Valerioduto Mineiro com o mesmo interesse e rigor, pois os métodos foram praticamente os mesmos.
    No entanto, pelo andar da carruagem, os advogados tucanos são mais competentes pois o processo está muito atrasado devido ao uso das mesmas chicanas que os advogados dos réus do Mensalão do PT utilizaram. Atrasado também por conta de uma tremenda falta de interesse da imprensa em cobrar pressa no andamento do processo, diferentemente do que ocorreu com o mensalão do PT. Esse tem cara de que vai acabar em pizza.
    Abraços

  • SergioD

    Ah, sim. A Foto. Belíssima. Muita sensibilidade do fotógrafo. Além de uma tremenda sorte de estar no lugar certo, na hora certa.
    Abraços

  • Julio Mad

    Um novo e bom tempo para nós. Esta imagem simboliza o momento histórico que o Brasil está passando, e tendo oportunidade de acabar com os sombrios e nebulosos tempos de fartura de corrupção e impunidade… apesar de a justiça, infelizmente, ainda não ser unânime nesse trato.

  • Helena

    A fotografia é belíssima. Parabéns ao autor!
    A imagem é simbólica (arco-íris, nova aliança, novos tempos?), mas temo andarmos para trás.
    Enquanto os ministros forem indicados pelo (a) presidente da república e tivermos um senado servil, a Justiça corre perigo.
    Um Dias Toffoli JAMAIS poderia fazer parte da mais alta corte do país.
    Espero que nosso encantamento por, finalmente, sairmos da subjetividade do mensalão para a concretude dos fatos, não nos cegue.
    A Justiça é cega. Nós não.

  • Reynaldo-BH

    SANTA CLARA, CLAREAI!

  • maria luiza guião bastos

    O que estou gostando muito de escrever é algo que não está claro ( hallou, comentaristas!): como seriam esses dias verdadeiramente históricos se não fosse o papel do IV Poder?!

  • Andreza Aparecida Bueno Alves

    Espero que no fim do arco-íris exista um grande caldeirão que engolirá todos os que tentaram ludibriar a nação.

  • Miguel Angel Vila

    Surge um laivo de esperança nos céus do Brasil. O brasileiro, descrente da Justiça ao ver dia após dia a corrupção se soprepor à honestidade, sente, após 16 sessões de julgamento do Mensalão, que nem tudo está perdido – ainda há homens honestos neste país. “Ainda há juízes em Berlim”, como dizia François Andrieux, no conto “O Moleiro de Sans-Souc”.

  • edilio camargo

    Lindo…..é o fio de esperança do renascimento de uma democracia que durante estes ultimos anos, tem sido manchada por politicos e partidos que se declaram acima da lei, tem um por ai, que se acha DEUS, criou tudo, fez tudo, ou seja antes dele nada existia….mas hoje a casa começa a cair para esta turma de malandros. Este arco-iris tá lindo…..lindo….. aleluia….

  • edilio camargo

    Creio que só temos no supremo de hoje; duas pragas que pode contaminar a justiça, os ministros deveriam ser alçados ao supremo não por indicação do Presidente, mas que se encontrasse outra forma de indica-los. Tirando as duas pragas, os outros estão mostrando independência e descência….

  • Vera Scheidemann

    Foto bem significativa !
    Vera

  • Glauco Magalhães

    Linda a foto. Pena que a cadeia, tal qual o pote de ouro, fica na ponta do arco-íris. Ou seja, ninguém vai preso mesmo que condenado.

    Mas eu já estou feliz de ver a cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança que os eminentes ministros Lewandowski e Toffoli estão exibindo no plenário do STF.

    Um grande abraço.

    Glauco Magalhães

  • Osvaldo Aires Bade - Comentários Bem Roubados na "Socialização"

    Setti, chorei apenas isso…..
    Abração a Todos
    Osvaldo Aires

  • Mauricio C

    Me ocorreu a cena do folme independencia ou morte, ao som do “Ja podeis da patria filho, ver contente a mãe gentil”
    Mauricio C

  • márcia vidal pinheiro guerra

    Que a foto é linda, não há dúvida. Que a presença do arco-íris com sua simbologia vem a calhar para o momento, também não há dúvida. Apenas penso que é necessário rever o Código Penal brasileiro para que não ocorra prescrições com tanta facilidade, permitindo que condenados acabem sem a punição devida. Mas, por conta do que a sociedade pode presenciar através da incapacidade técnica do Toffoli (que, em juridiquês, fez o mesmo que desenvolver uma tese de doutorado sem provar o que defende)provocando o riso do Ministro Lux, seria conveniente que, para galgar os degraus e chegar ao STF, o cidadão deveria passar por alguma prova a exemplo do que faz a OAB.

    Concordo com você sobre a questão da prescrição, prezada Márcia. Da mesma forma é o fim da picada o sistema atual de progressão da pena, pelo qual assassinos tenebrosos, condenados a 30 anos de cadeia, podem sair praticamente livres cumprindo 6 anos, dependendo de certas condições.

    Em tempo: a questão da prescrição não está no Código Penal, mas no de Processo Penal.

    E a progressão da pena na Lei das Execuções Penais.

    Um abração e… volte sempre!

  • Marly Faria

    Linda foto! Parece até que foi enviada para que ilumine a mente de nossos ministros, que não se deixem levar por políticos ou algo que os valham. Que julguem com sabedoria e razão e dêem a sociedade a resposta que tanto almejamos ou seja: justiça!!!

  • Irene

    Que este belo arco iris simbolize o resplandecer da Democracia no Brasil…

  • Silas S. Carvalho

    Caro Ricardo, boa noite.
    Esta foto merece ser impressa em um ‘banner’ e deveria ser exposto na parede que fica atrás do presidente do STF, para que nenhum deles se esqueça, em seus votos, da grandeza dessa instituição democrática.
    Mudando de assunto, desculpe se eu estiver sendo inconveniente mas, ao contrário da sua resposta à sua leitora Márcia Vidal, a prescrição das penas está prevista no Código Penal (artigos 109 e seguintes) e não no Código de Processo Penal.

  • carlos nascimento

    As atuações dos Ministros do STF – com as exceções bastante conhecidas – vem provar o conceito do LIVRE ARBÍTRIO, quando as mentes em reflexões, chegam ao veredicto final, usando as suas individualidades biológicas, quebrando as algemas das cooptações.
    O momento é ímpar, oxalá nossa Sociedade pegue embalo com esse tranco de decência e inicie as transformações com novos paradigmas conceituais.
    Confúcio nunca falha, pode demorar um pouco, nesse episódio foram 7 longos ano

  • Fernando Costa

    Dá pra sonhar que

    somewhere over the rainbow
    Bluebirds fly
    And the dreams
    That you’ve dreamed of
    Dreams really do come true

  • ALBERTO SANTO ANDRE

    QUE CONTINUEMOS COM UM PAIS, ONDE EMBORA NAO COMO SE DEVIA SER, QUE E A TOTALIDADE DOS MINISTROS E AGENTES DO MINISTERIO PUBLICO, COLOCAREM AS LEIS E A CONSTITUICAO ACIMA DAS TENDENCIAS PARTIDARIAS ,QUE POSSAMOS TER AO MENOS O DIREITO DE UM BOM SONO, COM A CERTEZA QUE SE FARA REALMENTE JUSTICA E NAO A VONTADE DE MEGALOMANIACOS APEDEUTAS QUE SE JULGAM ACIMA DAS LEIS ,AINDA BEM QUE HOJE PODEMOS AFIRMAR QUE NAO TORNAMOS UMA VENEZUELA ,UM EQUADOR OU UMA BOLIVIA, E QUE DEUS NOS AJUDE, PARA QUE NUNCA VENHAMOS A SER UMA ARGENTINA.

  • relume romano

    «A minha boa vontade não tem felizmente limites. Só uma coisa não poderei fazer: o impossível. E tenho verdadeiramente pena de não estar ao meu alcance.»

  • SANDRA

    Sempre acreditei que Deus é Luz, uma Luz que desfaz as sombras. Nesse arco-íris vi Deus em ação!

  • Chico

    Belíssima foto. A estátua de pedra mostra que a Justiça deve ser sólida para que os petralhas nunca cheguem ao pote de ouro.

  • Paulo

    Caro Ricardo, sou fã de motocross estilo livre e, quando o Red Bull X-Fighters veio ao Brasil para se apresentar na Esplanada dos Ministérios, por mais que o show estivesse bom, o ambiente, para mim, estragava de alguma forma. Mas essa foto de Felipe Sampaio o superou. Fez-me sentir aliviado por saber que a justiça funciona. Como Lya Luft escreveu na revista impressa da semana, também quero muito que o Brasil dê certo, para continuar com o orgulho que sinto hoje. Aqueles que lutam pela justiça sempre fazem do Brasil um nação mais bela, e hoje foi a vez do STF. Que maravilha de imagem! Forte abraço!

  • Milton Galvão

    É um novo começo, uma nova aliança entre a justiça e o povo brasileiro…

  • Fernando V

    Há uma luz no fim do túnel!
    Que a JUSTIÇA prevaleça acima de qualquer interesse, que por justo se considere sempre o que não prejudicar a parte maior do coletivo social.

  • Luis

    O Chico conseguiu expressar em poucas palavras o que eu sinto e nunca conseguiria fazê-lo da forma que fez.

  • Teresinha

    O pote de ouro no fim do arco-íris tem o mesmo valor da esperança de uma justiça não corrompida. A representação da justiça iluminada pelas sete cores ficou belíssima e muito significativa

  • Giovani P. de Oliveira

    Diria que o arco-íris representa neste momento os ministros do supremo. Estão pondo mais bela a estátua da justiça.

  • fpenin

    O arco-íris representa a iluminação da justiça brasileira. Mas, como nada é perfeito, algumas nuvens esmaecem o resplendor da imagem.E, pior,elas têm nome e sobrenome…

  • elisa cristina

    Será que encontraremos o pote de ouro na extremidade do arco-iris???
    Se a justiça prevalecer, se os valores desviados/roubados voltarem aos cofres públicos, talvez possamos considerar que o pote de ouro foi encontrado.
    Senão… essa será, apenas, mais uma bela foto.
    elisa cristina