MENSALÃO — O advogado de Jefferson está certo: Lula deveria estar no banco dos réus

O advogado de Jefferson, Luiz Francisco Barbosa, na tribuna do Supremo: só Lula se beneficiaria do mensalão. Portanto, ele deveria ser réu (Foto: Pedro Ladeira / Frame)

Lula deveria, sim, estar no banco dos réus pelo escândalo do mensalão.

O advogado Luiz Francisco Barbosa, responsável pela defesa de Roberto Jefferson, presidente do PTB e o homem que em 2005, como deputado (RJ), denunciou o mensalão, tem razão.

E por quê?

Vamos por partes.

O advogado acusou hoje, perante o Supremo Tribunal Federal, o então presidente Lula de ter “ordenado” o pagamento de parlamentares para facilitar a formação de uma base governista no Congresso. Argumenta que apenas Lula, como presidente — e mais ninguém do Executivo –, tinha a prerrogativa atribuída pela Constituição de apresentar ao Congresso projetos de lei durante o lulalato e, portanto, somente ele poderia corromper parlamentares para que votassem segundo os interesses de seu governo.

Argumentou que ministros denunciados, a começar pelo então chefe da Casa Civil, bosa, José Dirceu, eram apenas executores do mensalão ou “braços operacionais” de Lula no esquema.

Barbosa continuou, batendo duro:

— Não se pode afirmar que o presidente Lula fosse um pateta, um deficiente, que sob suas barbas estivessem acontecendo essas tenebrosas transações. Tudo acontecendo sob suas barbas… e nada?

Mais duro ainda:

— Lula é safo, é doutor honoris causa e, não só sabia, como ordenou o desencadeamento de tudo isso que deu razão à ação penal. Sim, ele ordenou. Aqueles ministros eram apenas executivos dele.

Pois bem, por que acho que o advogado tem razão?

Vem de Seneca, na Roma antiga, o princípio do “cui prodest”: a quem aproveita o crime? Lucius Annaes Seneca, o filósofo Sêneca (4 a.C-65 d.C), foi também um grande advogado. É dele a frase, em sua versão da tragédia Medeia: “Cui prodest scelus, is fecit”. “A quem aproveita o crime, esse o cometeu.”

Isso até eu sei. Aprendi nas salas de aula do Curso de Direito da Universidade de Brasília, com os professores Roberto Lyra Filho e Luiz Vicente Cernicchiaro, então juiz criminal — e mais tarde ministro do Superior Tribunal de Justiça.

Sendo assim, pergunto: por que raios José Dirceu, apontado pelo Ministério Público como o “chefe da quadrilha” do mensalão, montaria um esquema de corrupção para cooptar deputados sem que isso aproveitasse ao governo Lula, a quem servia?

Dirceu armaria o mensalão para quê? Para ele? Com que objetivo? Se, como lembrou o advogado, só quem pode no Executivo enviar projetos ao Congresso – e, ali, fazer sua base parlamentar aprová-los – é o presidente da República?

Aí vem de novo o inacreditável discurso em que Lula, em agosto de 2005, acabrunhado e pálido, pede desculpas à nação. E se diz “traído”.

Se ele naquela ocasião abrisse o jogo, dissesse o porquê das desculpasse e apontasse quem o traiu – suponhamos que fosse Dirceu –, eu não estaria escrevendo este post.

Mas isso não aconteceu, como sabemos. Ficou a situação kafkiana de um presidente da República pedindo desculpas ao país por algo que ocorreu de muito feio e grave — e mais tarde, já fora do cargo, esquecer o discurso e dizer que o mensalão foi uma “tentativa de golpe” e uma “invenção”.

Por que teria pedido desculpas, se nada se passara?

E a situação kafkiana continuou, com o presidente de então acusando alguém ou alguns de algo gravíssimo – traição – sem, contudo, jamais identificá-los.

Fica claro, hoje, que o discurso não passou de manobra para acalmar a crescente indignação na sociedade e serenar os ânimos crescentes de parlamentares que pensavam no impeachment de Lula. Algo que a oposição, inclusive o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, apressou-se a refrear, diante da popularidade do presidente, mesmo em meio ao escândalo, e do que se considerou, então, o risco de uma seríssima crise institucional.

Vejam bem, não estou chamando Lula de ladrão, nem dizendo que ele é culpado de coisa alguma.

Estou achando, sim, correta a tese do advogado de Jefferson de que Lula deveria estar sendo julgado, deveria estar sentadinho no banco dos réus.

Se após o exaustivo trabalho do Ministério Público e do Supremo os mensaleiros forem absolvidos, muito que bem. A Justiça deu seu veredito final – e Lula, caso carregasse a condição de réu, estaria livre, leve e solto.

Se os mensaleiros, porém, forem condenados, ou os principais deles merecerem a punição do Código Penal, Lula, que não é réu, deixará de pagar por um crime que terá sido comprovadamente cometido, em seu proveito – mas estará igualmente livre, leve e solto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • maripaula

    Ricardo,concordo inteiramente com sua
    linha de raciocinio!
    O Lula é o comandante!

  • Sr. Antonildes

    Naquele dia do pedido de desculpas feito pelo Lula (pato rouco) sua car não negava a sua culpa no cartório. Acreditaram na sua inocência com medo de uma crise com um novo impeachment.

  • MARIM

    GENTE, NÃO SEI COMO SE GASTA TANTO NEURONIO PARA SE EXPLICAR QUE LULA ERA CHEFÃO DA MAFIA OPERADA PELO ZÉ MANÉ DIRCEU? CLARO QUE ERA!
    TEM SE QUE EXPLICAR AO POVO BRASILEIRO É PORQUE:
    O MINISTERIO PUBLICO E A JUSTIÇA NÃO INCLUÍU O CAPO?
    SE QUALQUER UM QUE NÃO SEJA UM FANATICO DEFENSOR DO “LULISMO” SABE QUE O CHEFF E SEU STAFF PROXIMO ISSO JAMAIS PASSARIA DESPERCEBIDO!
    AI SIM NECESSITA-SE DE UMA INVESTIGAÇÃO PARA SE EXPLICAR O QUE TODOS JÁ SABEM: O MOLUSCÃO ERA SIM O PODEROSO CHEFÃO.

    PASSARIA DESPERCEBIDO!

  • Raul

    A invensão do Mensalão, está indo cada vez mais para o buraco, escravos da grande mídia inutilmente ainda tentam nadar contra a maré pra não afundar junto com a Casa Grande.

    Eis a informação verdadeira: O próprio acusador, Roberto Jefferson, já inocentou o Lula como todas as palavras, e fim de histórinha.
    http://www.youtube.com/watch?v=kIqYUS1ngVQ&feature=player_detailpage#t=41s

    Fim da história coisíssima nenhuma: se você conhecesse um pouco as instituições de seu país, saberia que o que vale é o que for — ou está sendo — apresentado EM JUÍZO.

    E EM JUÍZO o advogado de Jefferson, defendendo seu cliente, disse o que disse de Lula — que, como principal beneficiário do esquema, era o responsável por ele e deveria ser por isto julgado.

  • Risa

    Quanto mais as coisas se desvendam, ou melhor, vem a público, mais me convenço de como o povo brasileiro é carente de TUDO, e o quanto a distância entre um carente e um otário é curta.

  • Carla Pola

    Perfeito! I love you! hahhahahhahahhahah

    Beijocas

  • fábio

    É muito interessante a posição da imprensa em relação ao Roberto Jefferson… Ele tem “crédito” quando afirma que houve mensalão…. mas não foi o mesmo Jefferson que andou por ai confirmando a veracidade de uma tal lista de Furnas? Só não entendo porque a imprensam, nesse caso, não lhe dá “crédito”. Vai entender!!?

  • Luiz Gonzaga Prestes

    Bravo amigo Ricardo, colocação perfeita gostei muito. Abraços.

    Querido amigo, há tempos você não aparecia! Um grande abraço e obrigado.

  • tonio cunha

    Infelizmente a atitude covarde e duvidosa da dita oposiçao freiou o processo de empichamento do Lula. Certamente o PSDB ficou com medo da m… no ventilador atingi-lo. Sabemos que as fontes de financiamento de campanhas no Brasil sao as mesmas. Um ditado que representa bem isso é: “Muda a mao mais o saco é o mesmo”.

  • Helena

    O senhor tem razão, mas infelizmente, no Brasil, isso seria o começo do fim: livra-se o José Dirceu e como o Lula não está sendo processado por nada… fica o dito pelo não dito.
    Que Ministério Público é esse, que nunca se fez a pergunta de Sêneca? Que permite Dias Toffoli julgar??!!

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Setti:
    Se o advogado de Jefferson esta certo – para que julgamento?
    Pedro Luiz

    Acho que vc não leu o post, caro Pedro Luiz. Escrevi com todas as letras que Lula deveria ser JULGADO, pelas razões expostas. Não disse que ele é culpado.

    Abraço

  • Camila Marinho

    O Brasil é uma desgraça!

  • joaol

    então o outro e´apenas o zé laranja?

    Cabe à Justiça decidir. Ou melhor, caberia, se Lula fosse réu.

  • Carla Pola

    O Barbosinha não está para brincadeira, como juiz aposentado conhece bem o caminho das pedras…

    Ministro Joaquim Barbosa do Supremo em uma camisa de sete varas

    O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, relator do processo do Mensalão (esquema de corrupção montado pela direção do PT, comandado por José Genoíno, Delúbio Soares e Silvinho “Land Rover” Pereira”, e operado pelo publicitário mineiro Marcos Valério, para a obtenção de apoio político de partidos e parlamentares para o governo Lula), está ficando em uma situação cada vez mais delicada na condução deste incômodo processo, também paradigmático da história da Justiça no Brasil. Ele precisa decidir se convocará o presidente Lula para depor como testemunha no processo, arrolado que foi pela defesa do ex-deputado federal cassado Roberto Jefferson (PTB-RJ). A iniciativa foi do advogado gaúcho Luiz Francisco Correa Barbosa (na foto), juiz de Direito aposentado, que exerce a defesa de Roberto Jefferson.

    Até agora, o ministro Joaquim Barbosa tem evitado decidir esta momentosa questão. Se o ministro decidir que o presidente Lula deve depor, o que seria inédito na história republicana brasileira, então Roberto Jefferson (réu no processo) e seu advogado, Luiz Francisco Correa Barbosa, estariam presentes nessa sessão. Como o depoente se trata do Presidente da República, ele teria a prerrogativa de ditar o local, hora e modo pelo qual gostaria de ser inquirido. Se o local for o Palácio do Planalto, não só Roberto Jefferson e seu advogado, o gaúcho Luiz Francisco Correa Barbosa, estariam presentes. Também todos os outros réus no processo, assim como seus advogados, poderiam estar presentes na sessão. O advogado Luiz Francisco Correa Barbosa deixa claro que pretende inquirir longamente o presidente, o que também poderia ser feito por todos os outros advogados dos réus do processo do Mensalão. Nesse caso, o Palácio do Planalto veria uma possivelmente longuíssima audiência de interrogatório. E o Palácio do Planalto também se veria cercado por um incrível batalhão de jornalistas, nacionais e estrangeiros. O presidente Lula ainda poderia escolher responder por escrito, mas nesse caso seria escrita uma verdadeira Bíblia, porque todos os advogados poderiam reinquirir o presidente por escrito, uma infinidade de vezes, sempre dependendo do ele respondesse por escrito. O advogado Luiz Francisco Correa Barbosa não está satisfeito com algumas atitudes públicas do ministro Joaquim Barbosa, como a afirmação dele de que consultará a Procuradoria Geral da República para saber se o presidente pode ser ouvido. Diz o advogado gaúcho Luiz Francisco Correa Barbosa: “Isso é inacreditável. Não há como o presidente não depor, nem perguntar à Procuradoria Geral da República se concorda. Isso é da lei, que diz que toda pessoa pode ser testemunha. Joaquim Barbosa já deveria ter incluído o presidente como réu no processo do Mensalão”. O advogado Luiz Francisco Correa Barbosa está só observando as próximas iniciativas do ministro Joaquim Barbosa para ingressar com uma possível nova medida judicial, um habeas corpus. Por que? Ele esclarece: “Porque um habeas corpus permite sustentação oral no Pleno do Supremo Tribunal Federal, e assim a defesa de Roberto Jefferson terá oportunidade de rebater às afirmativas do ministro Joaquim Barbosa, que está falando sozinho no processo pela Suprema Corte. Até agora ele não permitiu que a Corte saiba da existência dos fundamentos dos meus embargos de declaração que exigem que o Supremo Tribunal Federal se pronuncie, dizendo qual é a razão pela qual o presidente Lula não é réu também no processo?” E Luiz Francisco Correa Barbosa diz se sentir muito tranqüilo a esse respeito: “Pela minha conta, Lula será réu, por direito, por superação de omissão ou ainda, pelo que resultar de sua inquirição”. O advogado gaúcho Luiz Francisco Correa Barbosa também está muito contrariado com outra decisão do ministro relator Joaquim Barbosa, a de determinar que as partes paguem as despesas das cartas rogatórias das testemunhas de defesa. Como se não bastasse para o ministro Joaquim Barbosa, o processo já contém bombas suficientes. Uma delas por exemplo: o advogado gaúcho Luiz Francisco Correa Barbosa adicionou ao processo, na defesa prévia de Roberto Jefferson, uma certidão que obteve junto à Casa Civil da Presidência da República, a um pedido dele, na qual a Presidência da República responde que nada fez para apurar os fatos contidos no inquérito e agora processo do Mensalão. Diz Luiz Francisco Correa Barbosa: “Pedi ao presidente Lula que respondesse quais providências tomou quando teve conhecimento dos fatos. A primeira resposta foi uma enrolação. Então eu repiquei, e aí responderam que nada foi encontrado”. Conforme Luiz Francisco Correa Barbosa, isso vale para transformar o presidente Lula em réu, “por crime comum (co-autoria) e também de responsabilidade”. Nesse caso, Lula figuraria no processo ao lado de Roberto Jefferson (o denunciante de todos os crimes), José Dirceu, Luiz Gushiken e Anderson Adauto.

  • rens

    Já que o sr. diz que o advogado de Jefferson está certo, diga então que o mensalão é uma piada?
    Diga que a imprensa mente há 7 anos?
    Foi isso que o advogado de Jefferson (aquele que está certo) afirmou com todas as letras.
    “não houve compra de apoio no congresso, apenas acertos de campanha”.

    Vamos lá sr. Sett!
    Acho que o sr. irá começar aqui o que a Veja e todos os jornalistas de direita irão fazer amanhã.
    Desmentir a PIADA MENSALÃO.

    Suponhamos que você esteja certo. Então, como diria a ministra Eliana Calmon, está tudo bem fazer “acertos de campanha” com dinheiro sujo?

    E quem vai dizer se houve compra ou não é a Justiça, meu caro. Vamos esperar. O que a Justiça decidir eu vou aceitar.

    “Jornalista de direita”? Não me faça rir. Criticar esse monstrengo horroroso e safado que é o lulo-petismo é ser “de direita”? Criticar os abraços e acertos com gente como Collor, Sarney, Renan e Maluf é ser “de direita”? Pois então eu sou!

  • vicente de paulo rodrigues de arruda

    O que você acha e diz de mim não chega aos pés do que eu imagino que você seja. Tchau, suma daqui

  • geremias cavalcant

    Comento sempre desde o inicio das transações que Lula sempre seria o primeiro a ser jugado ele é o responsável por tudo que vinha acontecendo dentro e fora do governo, ele lula sempre quer estar mandando em duto querendo participar de tudo e ordenar os Zes Dirceu e Genoino, é só ir fundo que encontra as falhas.

  • rens

    Pelo visto, vamos ficar discutindo o acessório (lula) que não está no processo, para tentar enganar os trouxas sobre a piada mensalão que o advogado do próprio acusador acaba de nega a existência.

  • Ronaldo Guilherme Benvenga

    Um artigo lúcido e irretocável. Parabéns.
    Jornalismo honesto e capaz esclarece a opinião pública.

    Muito obrigado, prezado Ronaldo.

    Um grande abraço — e espero que volte sempre ao blog.

  • Ismael

    Se, como você disse, o crime(caso tenha existido) foi “cometido em proveito de Lula” quem deveria ser condenado seria grande parte do povo brasileiro que saiu da miséria durante o seu governo. O resto ´s só choro. Mas voltando ao advogado do Jeff, veja que ele foi contraditório, pois ao mesmo tempo em que negou a existência do mensalão, disse que foi Lula quem o ordenou. Como se faz isso?

    Ué, Ismael, o que é que o sofrido povo brasileiro tem a ver com a eventual roubalheira e safadeza que teriam ocorrido no governo Lula, com o mensalão?

    E não se trata de “choro”. Trata-se de um problema gravíssimo, que foi objeto de uma CPI e de uma denúncia formulada pelo procurador-geral da República!!!

    Isso não é suficiente para que você pelo menos DESCONFIE que POSSA TER HAVIDO alguma coisa ilegal?

    Então você, obviamente um adepto do lulo-petismo, me responda: Lula pediu desculpas do quê naquele discurso famoso? Se disse traído. Pergunto: como? Por quem? Por quê?

    O Lula DEVE EXPLICAÇÕES ao país, isso, sim.

  • washington augusto de oliveira

    Sabe porque o Lula não é réu?
    Porque não houve mensalão coisa nenhuma.
    Tudo é ficção

    É mesmo!

    A CPI não apurou nada.

    A Polícia Federal não apurou nada.

    O procurador-geral da República da época, Antonio Fernando de Souza, é um louco varrido que resolveu apresentar uma denúncia ao Supremo Tribunal Federal com base na Carochinha.

    E o atual procurador-geral da República, Roberto Gurgel, é outro doido varrido, que denunciou os réus e relacionou os crimes cometidos — no entender do Ministério Público — com base no testemunho da mula sem cabeça e do saci-pererê.

    O Duda Mendonça disse que recebeu milhões numa conta no exterior porque estava brincando.

    Não é mesmo?

    Ah, e o Lula não pediu desculpas pela TV, nem se disse traído.

    Tudo foi truque da imprensa e dazelite.

  • JOSÉ CARLOS WERNECK

    Certo não!Certíssimo!!Realmente não vejo nenhuma razão,do ponto de vista processual,para que o ex-presidente Lula,tenha sido excluído.Mais tarde, os outros réus poderão alegar isto e pleitear igual tratamento.Por que Lula é melhor que os outros?

  • Raul

    “Fim da história coisíssima nenhuma: se você conhecesse um pouco as instituições de seu país, saberia que o que vale é o que for — ou está sendo — apresentado EM JUÍZO.

    E EM JUÍZO o advogado de Jefferson, defendendo seu cliente, disse o que disse de Lula — que, como principal beneficiário do esquema, era o responsável por ele e deveria ser por isto julgado.”

    Primeiro, não precisava se deprimir. Segundo por “instituição”, vou considerar que você quis dizer “constituição”. E enfim, pelo início de seu comentário, esperava aprender algo mais técnico além do óbvio, mas não se preocupa, não acredito que é sempre que podemos aprender algo de alguém.

    O Lula pode e DEVE sim ser julgado, esta é a sua parte óbvia, muito bom, tá certíssimo! Eu só acrescento que, assim como o Lula, deve ser julgado também aquilo que você mais teme: o mensalão do PSDB, a lista de furnas de minas, a CPI do Cachoeira[-Veja-Folha-Globo]… e reafirmo, a Casa-Grande tá caindo mermão!

    Eu me referi a “instituições”. Antes de a Casa Grande cair, ainda há tempo de você conhecê-las — e de ir ao dicionário. Até para checar o significado de “deprimir”, que pelo jeito você não sabe o que quer dizer.

    EU temo o julgamento do mensalão do PSDB, da lista de Furnas em Minas etc etc? Você está brincando. Não me faça rir?

    Sou um jornalista e um cidadão independente. Por que eu “temeria “isso tudo? O que é que eu tenho com isso?

    Para mim, tudo o que é irregular deveria ser investigado e, apurados fatos, denunciado à Justiça.

    O problema é que nossas instituições — sim, elas existem — não funcionam. Mas esta é outra história.

  • catson aruak

    Bem, Setti, como eu não sou jornalista e coisa e tal, sou apenas um brasileiro atento e já idoso, posso afirmar o contrário das suas palavras: eu estou chamando Lula de ladrão, e dizendo que ele é culpado desta bagunça vigaricenta que o Brasil atravessa.
    O llulla é um vigarista que não vale um centavo furado.

  • Ana

    nunca antes nesse país alguém esteve fora quando deveria esta dentro!

  • Ismael

    Caro Setti.
    Não sou adepto do lulo-petismo. Ao contrário, sou adepto da lógica e da coerência. Todos nós sabemos que houve sim crime no episódio do chamado mensalão. E todos nós sabemos que houve também uma ampliação dos fatos. O canal de financiamento que o PT usou foi o mesmo que os seus antecessores. Não houve compra de votos. Isso está fartamente comprovado nos autos. E quando digo que o povo deveria ser condenado, é que foi graças a esse acordo político que Lula conseguiu terminar seu mandato e trazer grande parte do povo miserável para o consumo. E lembre-se que o foi o povo que inocentou Lula ao reelegê-lo. Quanto ao Lula se dizer traído na época, foi uma forma de acalmar os ânimos. Do contrário teria sido derrubado ali mesmo. Agora, cá pra nós, essa peça do PGR é sofrível na forma e no conteúdo. Tivesse ele se limitado aos fatos, dificilmente alguém ali escaparia de uma condenação. E por favor, não venha me dizer que os outros políticos são melhores, pois com meus 70 anos de idade já vi de tudo, mas ainda não vi nenhum político 100% honesto.

  • Paulo Roberto Martins Almeida

    Reberto Jeferson inocentou o Lula quando ocorreu a crise, porque agora depois de 7 anos ele o acusa? Jeferson é um imbecil

    O que conta, para a Justiça, é o que é dito EM JUÍZO.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Setti:
    Disse ao ReynaldoBh e Corinthians – não estou aqui para defender ou atacar mas uma coisa tenho certeza,tenho em relação as noticias que saem no noticiário muito mais duvidas que certezas.
    O Ismael colocou um ponto interessante “Mas voltando ao advogado do Jeff, veja que ele foi contraditório, pois ao mesmo tempo em que negou a existência do mensalão, disse que foi Lula quem o ordenou. Como se faz isso?”
    São esses argumentos que fazem as duvidas(minhas) acima das certezas.
    Abração
    Pedro Luiz

  • Kid

    Desde os acontecimentos do menino do MEP, do tempo de jogar para a torcida na época em que comandava greves vagabundas para aparecer, depois ia beber uisque com os patrões e aproveitar das benesses de ser chefe de uma turma bovina.Não se pode esquecer a suspeitissima queima de arquivos de prefeitos petistas que sabiam demais, além do enriquecimento dos “cumpanheiros” e filhos que até uma idade razoável não passava de um zero a esquerda e se tornou um craque das finanças sob o grande guarda chuva paterno. Neste ritmo o mensalão foi só mais uma estretepulia do molusco sem limites e só idiotas ou locupletantes preferenciais acreditam que ele não fosse o chefão dessa gang de celerados, adeptos de cofres públicos.Existe uma frase que define o lulllllo-petismo de forma ululante: se o deserto do saara estivesse sob a administração petista, em apenas um mês faltaria areia.

  • bereta

    Agora Inês é morta. De que vale saber se é culpado ou não, exceto por questões intelectuais? Sua imagem de pai dos pobres não se apagará tão cedo daquelas mentes que se beneficiaram com suas bolsas rechadas. Sei perfeitamente que todo bandido deve pagar pelo que fez. Mas o questionamento não está dirigido ao povo brasileiro e sim, ao próprio lula. Alguém já viu nele algum traço de culpa? Algum resquício de vergonha? Algum momento de reflexão, pelo menos em público? Pedir desculpas a nãção, como se essa houvessi sido ofendida, nada mais foi que uma cena de teatro mambembe, que levou esperançosos a crer que dele houvera participação em tudo o que foi mostrado. Border line, acho que é assim a grafia, um homem que vive a margem da culpabilidade, sem autocrítica, jamais se ressentiria caso fosse considerado culpado, como querem muitos. Ele está acima de quaisquer razões, até das razões de estado. Foi endeusado pela imprensa medíocre durante todos esses anos, quando construíram a imagem para muitos indestrutível e inatingível. Deixemos lula de lado e nos acautelemos contra os que lá estão. Será medida de maior prudência, de maior sensatez, se impedirmos novos mensalões. Vejamos o caso Delta. Sumiu dos noticiários!!! E sabemos que a Delta foi beneficiada com verbas bilionárias durante o governo lula, tendo como auxiliar imediata a mulher que hoje é presidente do país. Ou hão de querer mantê-la sob escudo, como fizeram com lula? Vejam que agora, depois de quase dois anos de governo, Veja publica uma reportagem que mostra seus passos rumo ao capitalismo, ainda que meio disfarçado. Podem mostrar o que quiserem, mas não deixem de mostrar seus erros. Analise de erros e sua eliminação pode levar a acertos. Continuo com o pé atrás, não por pessimismo, mas por experiência. Lobo perde o pelo mas não perde o apetite por carneiros.

  • Samuel

    A tese do advogado liquida a tese do Ministério Público.
    A tese do advogado desmoraliza o Ministério Público.
    Até as pedras do fundo do mar sabiam o que acontecera, como também o sabiam o PSDB e o DEM.
    Foi o PSDB que deteve o processo de impeachment, com Aécio à frente.
    Qualquer que seja o veredicto do STF, o Brasil terá vivido mais uma Ópera Bufa.
    As eleições continuam sendo financiadas à tripa fora com Caixa 2.

  • Rui Ferreira

    Desde muito digo isso. Como pode – diversos caciques opositores de Lula, tais como Maluf,Collor,et all demais,apoiando o governo Lula gratuitamente? Como? Para que ? Lula, seus ministros e seu governo cooptaram todos aqueles que formaram sua base de sustentação e para isso, claro, evidente, precisou semear para ter colheita. Conforme disse Roberto Jefferson foi semeado e muito, inclusive sabe-se via denuncia do PMF que Jefferson acordou receber 20 milhões e somente recebeu 5 milhões…dai chiou e falou tudo.Mas, repito o que disse outrora, o que se falavam Lula e Zé Dirceu, falavam coisas de Corinthias, coisa de S Bernanardo, sim falavam, mas falavam de algo mais o tempo de diálogo de um PRESIDENTE DA REPUBLICA com seu PRINCIPAL MINISTRO é falar da base politica, de seus aliados, de suas dificuldades, de como conseguir apoio, logo por via da consequencia, CLARISSIMO, para mim sempre esteve CLARO. Lula e Zé Dirceu, certamente conversaram sobre os gastos com a base de apoio,caso continuem a dizer que Lula nada sabia, define-se que trata-se de OCULTAÇÃO A VERDADE.

  • Marcos Tadeu

    ESSA EH A GRANDE VERDADE. FHC NAO DEIXOU ABRIR O PROCESSO DE AFASTAMENTO SAPO BARBUDO LLULLA. O DITO CUJO TERIA QUE SER PROCESSADO POR NUNCA TER SIDO PRESIDENTE. FOI UM DEMAGOGO BARATO, QUE NEM UMA PINGA PAGARIA SEU SALARIO. FOI MEDIOCRE. FOI LLADRAO DE IDEIAS E PROJETOS ALINHANDO-SE A SARNEY SARNENTO. COLLOR. MALLUF. BARBALLHO. CALLHEIROS. TOFOLLI. TOURINHO. AGNELLO. CABRALL. PERILLO E MUITOS OUTROS SAFADOS E LLADROES

  • Luiz Pereira

    Setti, boa noite, td bom?
    Visitar seu blog tem para mim cada vez mais caráter didático.
    Tal didatismo tem aspectos positivos, como são o caso de seus textos.
    Mas tb existe o didatismo escabroso, como o defendido por um leitor que, à guisa da suposta redenção dos pobres no governo Lula (antes, estavam em senzalas, por supuesto), acha que a roubalheira pode ser entubada.
    De certa forma, isso redime Maluf, sarney, Collor, Jader, e demais “coronelões”, que sempre espargem umas migalhas para a patuléia ignara enquanto reforçam seu farnel. Trata-se de mudar as coisas para que permaneçam como estão.
    O gabinete de Lula estava a 5 mts do de zédirceu. E ele de nada sabia…
    Se os mensaleiros serão condenados ou não, isso é uma coisa.
    Outra, são pessoas de bem acreditarem que nada disso aconteceu e que o ex-presidente de nada sabia.
    Quem ousa escrever duvidando de ambas as coisas, com todo o respeito, zurra através da escrita.
    abs

  • Lago Gonçalves

    ´´E insuportável, inaceitável, alguém ainda ter a coragem de escrever aqui, evidentemente uma forma sutil de defender o nefasto e impune Lula, que ele e o PT não fizeram pior que os outros”.

    Enquanto o PT fica impune dos crimes em Sto.André, dos aloprados, dos dólares para o exterior, de invasão decontas, de dossiês falsos, de mentiras sem fim e finalmentedo Mensalão, opositores são cassados por infinitamente menos, como recetemente Demostenes Torres.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Setti:
    Michael Moore fez este artigo fantástico – nada haver com o POST – mas o artigo é muito bom e um excelente debate para a violência tanto lá fora como aqui.
    Abraços
    Pedro Luiz
    Michael Moore*

    São as armas; mas, não só as armas

    Amigos:

    Desde que Caim enlouqueceu e matou Abel sempre houve humanos que, por uma razão ou outra, perdem a cabeça temporária ou definitivamente e cometem atos de violência.

    Durante o primeiro século de nossa era, o imperador romano Tibério gozava, jogando suas vítimas na ilha de Capri, no Mediterrâneo. Gilles de Rais, cavalheiro francês aliado de Joana D’Arc, na Idade Média, um dia, enlouqueceu e acabou assassinando centenas de crianças. Apenas umas décadas depois, Vlad, o Empalador, na Transilvânia, tinha inúmeros modos horripilantes de acabar com suas vítimas; o personagem de Drácula foi inspirado nele.

    Em tempos modernos, em quase toda as nações há um psicopata ou dois que cometem homicídios em massa, por mais estritas que sejam suas leis em matéria de armas: o demente supremacista branco, cujos atentados na Noruega cumpriram um ano nesse domingo; o carniceiro do pátio escolar em Dunblane, Escócia; o assassino da Escola Politécnica de Montreal; o aniquilador em massa de Erfurt, Alemanha…; a lista parece interminável. E agora o atirador de Aurora, na sexta-feira passada. Sempre houve pessoas com pouco juízo e prudência e sempre haverá.

    Porém, aqui reside a diferença entre o resto do mundo e nós: aqui acontecem DUAS Auroras a cada dia de cada ano! Pelo menos 24 estadunidenses morrem a cada dia (de 8 a 9 mil por ano) em mãos de gente armada, e essa cifra inclui os que perdem a vida em acidentes com armas de fogo ou os que cometem suicídio com uma. Se contássemos todos, a cifra se multiplicaria a uns 25 mil.

    Isso significa que os Estados Unidos são responsáveis por mais de 80% de todas as mortes por armas de fogo nos 23 países mais ricos do mundo combinados. Considerando que as pessoas desses países, como seres humanos, não são melhores ou piores do que qualquer um de nós, então, por que nós?

    Tanto conservadores quanto liberais nos Estados Unidos operam com crenças firmes a respeito do “porquê” desse problema. E a razão pela qual nem uns e nem outros podem encontrar uma solução é porque, de fato, cada um tem a metade da razão.

    A direita crê que os fundadores dessa nação, por alguma sorte de decreto divino, lhes garantiram o direito absoluto a possuir tantas armas de fogo quanto desejem. E nos recordam sem cessar que uma arma não dispara sozinha; que “não são as armas, mas quem mata são as pessoas”.

    Claro que sabem que estão cometendo uma desonestidade intelectual (se é que posso usar essa palavra) ao sustentar tal coisa acerca da Segunda Emenda porque sabem que as pessoas que escreveram a Constituição unicamente queriam assegurar-se de que se pudesse convocar com rapidez uma milícia entre granjeiros e comerciantes em caso de que os britânicos decidissem regressar e semear um pouco de caos.

    Porém, têm a metade da razão quando afirmam que “as armas não matam: os estadunidenses matam!”. Porque somos os únicos no primeiro mundo que cometemos crimes em massa. E escutamos estadunidenses de toda condição aduzir toda classe de razões para não ter que lidar com o que está por trás de todas essas matanças e atos de violência.

    Uns culpam os filmes e os jogos de videogame violentos. Na última vez em que revisei, os videojogos do Japão são mais violentos do que os nossos e, no entanto, menos de 20 pessoas ao ano morrem por armas de fogo naquele país; e em 2006 o total foi de duas pessoas! Outros dirão que o número de lares destroçados é o que causa tantas mortes. Detesto dar-lhes essa notícia; porém, na Grã-Bretanha há quase tantos lares desfeitos, com um só dos pais assumindo o cuidado dos filhos quanto nos EUA; e, no entanto, em geral, os crimes cometidos lá com armas de fogo são menos de 40 ao ano.

    Pessoas como eu dirão que tudo isso é resultado de ter uma história e uma cultura de homens armados, “índios e vaqueiros”, “dispara agora e pergunta depois”. E se bem é certo que o genocídio de indígenas americanos assentou um modelo bastante feio de fundar uma nação, me parece mais seguro dizer que não somos os únicos com um passado violento ou uma marca genocida.

    Olá, Alemanha! Falo de ti e de tua história, desde os hunos até os nazistas, todos os que amavam uma boa carnificina (tal qual os japoneses e os britânicos, que dominaram o mundo por centenas de anos, coisa que não conseguiram plantando margaridas). E, no entanto, na Alemanha, nação de 80 milhões de habitantes, são cometidos apenas 200 assassinatos com armas de fogo ao ano.

    Assim que esses países (e muitos outros) são iguais a nós, exceto que aqui mais pessoas acreditam em Deus e vão à Igreja mais do que em qualquer outra nação ocidental.

    Meus compatriotas liberais dirão que se tivéssemos menos armas de fogo haveria menos mortes por essa causa. E, em termos matemáticos, seria certo. Se temos menos arsênico na reserva de água, matará menos gente. Menos de qualquer coisa má –calorias, tabaco, reality shows- significará menos mortes. E se tivéssemos leis estritas em matéria de armas, que proibissem as armas automáticas e semiautomáticas e prescrevessem a venda de grandes magazines capazes de portar milhões de balas, atiradores como o de Aurora não poderiam matar a tantas pessoas em pouquíssimos minutos.

    Porém, também nisso há um problema. Há um montão de armas no Canadá (a maioria rifles de caça) e, no entanto, a conta de homicídios é de uns 200 ao ano. De fato, por sua proximidade, a cultura canadense é muito similar à nossa: as crianças têm os mesmos videojogos, veem os mesmos filmes e programas de TV; mas, no entanto, não crescem com o desejo de matar uns aos outros. A Suíça ocupa o terceiro lugar mundial em posse de armas por pessoa; porém, sua taxa de criminalidade é baixa. Então, por que nós? Formulei essa pergunta há uma década em meu filme ‘Tiros em Columbine’, e esta semana tive pouco que dizer porque me parecia ter dito há dez anos o que tinha que dizer; e acho que não fez muito efeito; exceto ser uma espécie de bola de cristal em forma de filme.

    Naquela época eu disse algo, que repetirei agora:

    1. Os estadunidenses somos incrivelmente bons para matar. Acreditamos em matar como forma de conseguir nossos objetivos. Três quartos de nossos Estados executam criminosos, apesar de que os Estados que têm as taxas mais baixas de homicídios são, em geral, os que não aplicam a pena de morte.

    Nossa tendência a matar não é somente histórica (o assassinato de índios, de escravos e de uns e outros na guerra “civil”): é nossa forma atual de resolver qualquer coisa que nos inspira medo. É a invasão como política exterior. Sim, lá estão Iraque e Afeganistão; porém, somos invasores desde que “conquistamos o oeste selvagem” e agora estamos tão enganchados que já não sabemos o que invadir (Bin Laden não se escondia no Afeganistão, mas no Paquistão), nem porque invadir (Saddam não tinha armas de destruição massiva, nem nada a ver com o 11-S). Enviamos nossas classes pobres para fazer matanças, e os que não temos um ser querido lá, não perdemos um só minuto de um só dia em pensar nessa carnificina. E agora, enviamos aviões sem pilotos para matar (drones), aviões controlados por homens sem rosto em um luxuoso estúdio com ar condicionado em um subúrbio de Las Vegas. É a loucura!

    2. Somos um povo que se assusta com facilidade e é fácil de ser manipulado pelo medo. De que temos tanto medo, que necessitamos ter 300 milhões de armas de fogo em nossas casas? Quem vai machucar? Por que a maior parte dessas armas se encontra nas casas de brancos, nos subúrbios ou no campo? Talvez, se resolvêssemos nosso problema racial e nosso problema de pobreza (uma vez mais, somos o número um com maior número de pobres no mundo industrializado) teria menos pessoas frustradas, atemorizadas e encolerizadas estendendo a mão para pegar a arma que guardam na gaveta. Talvez, cuidaríamos mais uns dos outros (aqui vemos um bom exemplo disso).

    Isso é o que penso sobre Aurora e sobre o violento país do qual sou cidadão. Como mencionei, disse tudo nesse filme e se quiserem, podem assisti-lo e partilhá-lo sem custo com os demais. E o que nos faz falta, amigos meus, é valor e determinação. Se vocês estão prontos, eu também.

    Michael Moore

    Cineasta e escritor estadunidense

    [Tradução do inglês para o espanhol: Jorge Anaya – Fonte original: jornada.unam.mx, publicado pela Adital].

    Tradução: ADITAL

  • Carla Pola

    A petralhada¹³ resolveu invadir, né rens???? hahahhhahahhhahahahhahahha

    O Setti é até esquerdinha de vez em quando! Mas eu sou direita e hoje as palavras do Barbosinha foram música para meus ouvidos! Ele só disse o óbvio e o Setti fez uma bela análise…Aliás, na minha opinião, é o melhor comentarista do caso mensalão.

    Pode chorar que a cama é quente! A máscara do falso operário¹³ caiu hoje e nas barbas do STF e do MPF diante de todo Brasil! Dia memorável!

    Obrigado pela parte que me toca, prezada Carla.

    Como alguns leitores dizem que sou “de direita”, outros já me acusaram até de ser comunista, tirando a média deve resultar no que sou: um liberal-democrata.

    Um abração

  • jorge

    Que tal em homenagem,aos salteadores dos cofres públicos,um trio életrico nas proximidades do STF tocando noite e dia a música do link que segue abaixo.
    : http://www.youtube.com/watch?v=JGIpgj7odxk&feature=youtu.be

  • Tuco

    .

    É, Grande RSetti…
    Você permitiu que este
    espaço se tornasse uma
    página na asquerosa
    carta capital… A
    canalha está se criando
    dentro da Honrada Veja!


    .

    Caro Tuco, como não leio a revista que você citou, não sei do que você está falando.

    Se puder me esclarecer, agradeço.

    Abração

  • Raul

    Você já passou dos limites ao insinuar calúnias contra VEJA. Se quer criticar a revista, faça-o a seu diretor de Redação — veja@abril.com.br — em vez de se utilizar deste espaço.

    Aqui, críticas a mim e ao blog, desde que minimamente civilizadas, são publicadas às pencas.

    E, se não leu posts meus críticos ao PSDB e suas figuras — inclusive a FHC –, é porque conhece o blog há muito pouco tempo.

  • José de Araújo Madeiro

    Repassando para Ricardo Setti:

    http://youtu.be/r0n_r1uUm78

    O Crime Perfeito? Ou o STF pretende livrar a cara dos acusados !?

    O crime perfeito existe? Claro que não. Pode acontecer que o autor não seja descoberto por incompetência da investigação, da denúncia ou do julgamento, mas o crime existe, houve o dano, o lesado. No assassinato, o morto fala e depende da investigação descobrir o autor. No mensalão, houve crime, a lesão ao patrimônio público. E partir da Casa Civil da Presidência da República. O Lula não é inocente, é o principal responsável por ser o chefe da nação, na época e tendo o patrimônio público sob sua guarda. O STF cometeu um erro primário, a partir do Ministro Joaquim Barbosa, livrando a cara do Lula. Cabe ao STF corrigir o erro e cumprir o seu dever. Caso contrário está revelando que é comprometido ou conivente ou incompetente. Esperamos que o melhor aconteça e Lula aprender, desta vez, que o crime perfeito não existe.

    Abs, Madeiro.

  • Marilda

    Antes de Lula sentar-se no banco dos réus, terão que convocar os privateiros, os mensaleiros tucanos de Minas que já tem 14 anos que estão enrolando.

    Antes de LULA deverão condenar centenas de tucanos, demistas e outros. Caixa dois é crime? Então botem TODOS os políticos no banco dos réus.
    Enfim… pau que dá em Chico tem que dar em Francisco. Veremos quem pode mais.

    Prezada “Marilda”, já que este naturalmente não é seu nome, pelo email fornecido: num ponto concordo inteiramente com você: caixa 2 é intolerável e deveria ser severamente punida. Não livro a cara de ninguém — mas, infelizmente, nossas instituições, sim.
    Abraços

  • Reynaldo Gonçalves

    Prezado jornalista, seu comentário pessoal é apenas um reflexo da sua opinião (sobre Lula ser réu na AP 470) Esse pedido já foi feito duas vezes pelo advogado do sr Jeferson, ambos pedidos negados,também já foi analisado pelo pleno do STF que negou, visto que o que foi apresentado pelo MPF nao cita o ex presidente, assim, o STF tambem negou porque nao pode manifestar-se sobre quem nao é citado no processo. Aguardemos a prestimosa decisão do STF, em termos práticos o sr “choveu no molhado”, sendo um jornalista bem informado certamente já sabia do que citei. Respeito sua opinião mas discordo dela. Defendendo sempre seu direito. Canes cortice sed comitatu transit.

    “Apenas minha opinião” é justamente de que se trata este blog, que é um blog de opinião.
    O sr. acertou inteiramente quanto a isso.
    No mais, é evidente que também respeito sua opinião.
    E é evidente que o STF não poderia citar o ex-presidente.
    A minha opinião é que ele deveria ser réu — o que significaria ter sido incluído no processo lá atrás, claro.
    Um abraço

  • Reynaldo Gonçalves

    Ops. ia esquecendo, parabenizo por ter sido editor das memorias politicas do saudoso ex presidente Fernando Henrique Cardoso. Creio sinceramente que o sr está no veiculo correto para suas opiniões

    Se Vossa Senhoria quis fazer ironia, saiba que fui contratado pela Editora Civilização Brasileira, como profissional de imprensa que sou, para trabalhar nas memórias políticas do ex-presidente Fernando Henrique.

    Faria com gosto o mesmo trabalho no caso de todos os ex-presidentes, se hipoteticamente fosse convidado. É trabalho de responsabilidade e sumamente interessante.

    Quanto a estar no veículo correto para minhas opiniões, sinto-me muito confortável no site de VEJA por várias razões, inclusive porque aqui desfruto de liberdade absoluta — inclusive de divergir da opinião da revista e de seus colunistas, como já ocorreu várias vezes e ocorrerá outras. Disso Vossa Senhoria saberia sefosse leitor há mais tempo.

  • miguel y.

    o sr. Lula é além de irresponsável, muito covarde. Em qualquer país do mundo ou em qualquer lar o chefe é o maior responsável. Se os seus comandados ou os seus filhos cometem erros é natural que o chefe os assuma. Há um país aí que até cometem Hakiri.

  • RONALDE

    “Vejam bem, não estou chamando Lula de ladrão, nem dizendo que ele é culpado de coisa alguma.”
    “Estou achando, sim, correta a tese do advogado de Jefferson de que Lula deveria estar sendo julgado, deveria estar sentadinho no banco dos réus.”

    Ricardo, dos parágrafos escritos por você acima, o segundo contradiz totalmente o primeiro.
    Não tenha medo do Lula, ele não é mais presidente.

    Se eu não tinha medo do Lula quando era presidente, porque teria agora? Escrevi pelo menos 100 artigos criticando o então presidente, durante o lulalato. Não diga bobagem.

    E querer que alguém se sente nos bancos dos réus não é considerá-lo culpado — é considerar que ele precisa ser JULGADO.

    Informe-se melhor antes de criticar.

  • Marilda

    Segundo o advogado do R. Jefferson o mensalão não existiu, mas Lula é o culpado.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marilda

    Pois, é, Setti.
    Caixa 2 é crime, mas é corriqueiro.
    Quem não fez caixa 2 que atire a primeira pedra.
    Agora, se condenar um tem que condenar os outros.
    Então teremos um festival de condenações e todos os políticos do Brasil serão extirpados.
    Por isto sou à favor do financiamento público de campanha. Quem pisar na bola deve ir em cana sem direito a defesa, sem direito a nada.
    Aí, sim, teremos justiça neste país.

    Também sou a favor, embora haja problemas no financiamento público: como garantir que não continue a correr dinheiro escuso por baixo do pano?

    Mas não relevo o caixa 2, não, de jeito algum. Se for “apenas” por isso, mas se comprovar, que se condenem os réus.

    Quanto à hipótese de ir em cana sem direito de defesa, jamais. Caso contrário, estaremos no Sudão, na Coreia do Norte ou em território semelhante. Deus me livre.

  • Airton

    Uma coisa que esqueceu no seu relato foi como o Lula viabilizou a entrada do banco BMG no ramo dos consignados , coisa que o advogado do Roberto Jefferson descreveu muito bem . E o que ocorreu logo após a entrada do BMG . Os ” empréstimos ” do banco.

    Não me esqueci, prezado Airton. É que não pretendi escrever um tratado sobre o assunto, e muito menos esgotá-lo. Mas você tem toda razão.

    O BMG — estou citando de memória — foi o primeiro ou um dos primeiros bancos autorizados a realizar os empréstimos consignados, com praticamente risco zero quanto à inadimplência, beneficiando-se enormemente da primazia.

    Um abraço

  • Amauri

    Ótima análise, Ricardo, mas temo que o lulla nunca sentará no banco dos réus, pois há uma blindagem inexplicável sobre ele.

    Talvez o medo de haver uma crise, pois ele sendo réu e alguma culpa recaindo sobre ele naturalmente coloca em cheque a legitimidade do seu governo e do governo de sua “filha”.

    Estou decepcionado com o Brasil, vejo que este país está perdendo o bonde, deixando de se inserir na realidade do novo século por conta de um projeto de poder latino-americano que se baseia na ignorância do povo.

    Vejo pela opinião de alguns comentaristas abaixo que o pior cego, aquele que não quer ver, transita entre nós: é natural se concluir que o paidospobres deve ser, pelo menos, arguido, queremos que ele explique aquele discurso onde pede desculpas.

    Naquilo houve mais que uma prova da existência do Mensalão… Ou um “estadista” honoris causa deste calibre fala e desfala sem que ninguém questione?

    Bom trabalho Ricardo!

    Estou muito contente com a cobertura da Veja sobre o tema.

    Quero mais, quero ver a Veja anunciando um final feliz… para nós, Brasileiros que querem construir um Pais de Verdade.

    Obrigado, caro Amauri.

    Quanto a Lula, ele não se sentará no banco dos réus porque não foi investigado nem citado na denúncia inicial do procurador-geral.

    O que tentei dizer foi que ele DEVERIA ter sido investigado e ter sido incluído como réu, pelas razões que expus.

    Quanto a um final feliz, para mim, que estou convencido da culpabilidade dos acusados, seria a condenação. Mas, naturalmente, respeitarei a decisão do Supremo.

    Abraços

  • Airton

    O Reynaldo Gonçalves como todo bom petista só ouviu o que lhe interessou do pronunciamento do advogado . Ele explicou porque o Lula não foi colocado no processo . E denunciou o procurador geral por ter engavetado ( e aqui os petistas não vão reclamar como reclamaram no caso do ex-senador Demóstenes ) o processo dizendo que ele teria que ter tomado uma decisão em 15 dias e não o fez até hoje.
    Quanto a outros petralhas que por aqui apareceram fica a pergunta :
    Quando houve alguma ação do MP ou de algum orgão do governo para que o que eles chamam de privataria fosse julgada ?
    Quanto a Lista de Furnas que tal ler : http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/o-ovo-da-serpente

    Falsários criaram Lista de Furnas para blindar Lula
    Em conversa gravada pela Polícia Federal, estelionatário diz que a lista era a salvação do presidente no escândalo do mensalão

  • Raul

    Sr Ricardo Setti, insisto somente por depositar maior confiança neste blog no que diz respeito à liberdade de expressão, do que em alguma possível suspeita de repressão conveniente aplicada pela moderação dos comentários, que pré-julgo não existir.

    Com toda humildade e sinceridade, eu peço que aceite minhas desculpas, em caso de ter agido demasiadamente ofensivo pois certamente essa não foi a minha intenção. Aproveito pra expor que não tenho absolutamente nada contra o senhor, e expandindo um pouco mais, nada contra o PSDB ou à favor do Lula e PT, além claro de convicções que julgo factuais.

    Simplesmente afirmo que, apreciaria de forma sobremaneira obter seu parecer, a respeito do que antes lhe fora indagado por mim. Apenas sugestões de matérias de sua autoria, que abordem especificamente sobre o que acredito ser de extrema relevância para mim e todos leitores que o acompanham:

    1 – Mensalão Tucano
    2 – CPI Cachoeira
    3 – Lista de Furnas

    Visto que isto tem tudo haver com a matéria sobre a corrupção e a ação penal 470, que o senhor aborda neste e em muitas outras matérias.

    Certo de uma resposta direta à minha pergunta, agradeço desde já!

    Prezado Raul,

    Não precisa se desculpar, não. Está tudo OK.

    Abordarei os três temas a que você se refere tão logo haja fatos novos.

    E não há qualquer censura nem “repressão” nos comentários. Só eu e, subsidiariamente, minha assistente, Rita, os lemos antes de publicar. E sou eu quem os libera, um a um. Só corto um pequeníssimo percentual dos comentários recebidos — principalmente os que contenham ofensas pessoais, agressões, baixarias, incitação ao crime ou coisas do tipo.

    Abraço

  • Desbravador

    Agora sim, parece que começou a ser percorrido o
    caminho para terminar de vez o golpe de 1964.
    Os personagens que aí estão protagonizam todos os
    “cacuêtes” do regime ali iniciado e fazem parte e
    colaboram por sua extensão. Lula, Sarney, Maluf
    Delfim Netto. Vergonha internacional. O mundo, com
    os modernos meios de comunicação assiste apavorado
    como pode um país ser dominado por indivíduos tão
    desprovidos de tudo. Este ano teremos as eleições
    mais corruptas do planeta, movidas a muito dinheiro
    onde os Tribunais Eleitorais e os “partidos” se
    unirão mais uma vez para “administrar” forunas e
    enganar canditatos que não pagam e todo o povo.
    O “MENSALÃO” não será o fim mas uma das etapas
    fundamentais, o inicio, para que o Brasil algum
    dia conheça o que é um regime democrático.

  • Amauri

    Sim, entendo seu ponto. Sei que ele não sentará. Mas sou da mesma opinião que você, deveria.
    Boas…

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Um contraponto – antes de dizer isso ou aquilo do Paulo Moreira Leite – vamos debater o conteúdo?
    Abraços
    Pedro Luiz
    Piada pronta e paranóia no mensalão

    08:42, 11/08/2012 PAULO MOREIRA LEITE JUSTIÇA, POLÍTICA TAGS: MENSALÃO
    Está na moda observar que os ministros do STF resolveram quebrar o costume e interrogar os advogados dos acusados

    do mensalão para fazer perguntas inesperadas durante o julgamento. Eu acho essa atitude muito positiva tanto pelo

    conteúdo como pela forma.
    Pelo conteúdo, por que ajuda a questionar discursos que parecem bonitos demais para serem verdadeiros.

    Pela forma, porque nem sempre é fácil aguentar várias falações consecutivas sem ficar entendiado.

    As perguntas ajudam, portanto.
    Eu acho que apareceu uma nova pergunta sobre o caso. Ou melhor, é uma piada pronta. Acabo de ler que o mensalão

    do DEM foi desmembrado. Aquele mesmo, sobre 38 integrantes do governo do Distrito Federal que foram filmados

    quando recebiam dinheiro em sacos de supermercado e na sacola de feira. Então, ficamos assim: o mensalão do

    PSDB foi desmembrado. O mensalão do DEM foi desmembrado. Já o mensalão do PT não foi desmembrado.
    No mesmo processo, uma das acusações mais graves contra o governador Joaquim Roriz foi considerada prescrita.

    Vamos combinar: é recorde. Podiam pelo menos esperar o final do julgamento dos petistas antes de anunciar a medida. Embora a decisão sobre o mensalão do DEM tenha sido tomada em outro tribunal, o STJ, parece que as coisas envolvem acusações um pouquinho semelhantes…

    Ninguém vai dizer: PQP!?

    Talvez seja um sinal dos tempos, um espírito da época. Quem sabe um símbolo, um exemplo, como dizem aqueles

    antropólogos tão convencidos do caráter arquetípico do mensalão (do PT) que parecem querer substituir o Ayres Britto

    pelo Carl Jung.
    Tenho um amigo que dizia que o fato de uma pessoa ser paranoica e enxergar uma conspiração em

    cada esquina não impede que possa estar sendo efetivamente perseguida. E aí quem tem razão: o médico ou o paciente?

    Falando nisso: um doleiro que colaborou com as investigações do mensalão do PT conseguiu o que os “comuns”

    queriam. Foi desmembrado individualmente

    e será julgado pela Justiça comum, em São Paulo. Isso porque ele fez um acordo de delação premiada com o

    ministério público. Ajudou muito nas investigações? Não sei. O advogado de Waldemar Costa Neto, que entrou

    no mensalão como chefe do PL, chegou a fazer ironias sobre as delações prestadas…
    Mas sei que é mais um exemplo que ajuda os petistas a acharem que são perseguidos.

    Há outras questões, contudo. O relator Joaquim Barbosa questionou, muito corretamente, o advogado

    do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato. O relator queria saber se os milhões que foram

    transferidos do sistema Visa Net para as agências de Marcos Valério, empresa da qual o BB é um

    dos três sócios, são recursos públicos.

    O advogado de Pizzolato dizia que eram recursos privados. Barbosa sustentou, pelas perguntas, que

    são recursos públicos. Foi elogiadíssimo nos dias seguintes. A interpelação virou manchete.
    A credibilidade de Pizzolato é difícil porque ele recebeu uma bolada de R$ 326 000 reais em seu apartamento e

    diz que não sabe quem mandou lhe entregar e não lembra para quem repassou logo em seguida.

    Como, dias depois,

    ele comprou um apartamento no valor de R$ 400 000, sua palavras parecem embrulhadas no saco de papel onde

    disse que o dinheiro chegou.
    A discussão sobre dinheiro publico é importante.
    A maioria das pessoas usa a expressão “desviar” para falar do dinheiro que saiu da Visa Net para as empresas

    de Marcos Valério. Está provado que boa parte desse dinheiro não foi usada em publicidade, mas para

    alimentar o cofre do esquema de Valério-Delubio Soares. A palavra “desvio” sugere que era uma operação ilegal mas

    o fato que não há lei que impeça o Visa Net — seja público, seja privado — de agir assim. Tanto

    é verdade que Lucas Figueiredo registra, no livro O Operador, que o mensalão tucano recebia boladas igualmente

    respeitáveis antes da chegada de Pizzolato e sua turma a diretoria do Banco do Brasil. O primeiro contrato com Marcos

    Valério foi assinado antes mesmo dele ser nomeado diretor, revelou-se no tribunal.

    A Polícia Federal descreve, em seu inquérito, a imensa autonomia dos diretores para assinar cheques e

    fazer pagamentos sem nenhum tipo

    de restrição. Vale para os políticos e até para patrocínios esportivos. Tudo entre os diretores do banco.

    Mas não diz que isso é crime.

    Se não é crime, cabe uma observação sensata feita por Miguel Reale Junior, que foi ministro da Justiça no governo

    de FHC. Reale Jr lembrou que muitos réus do mensalão são acusados de lavagem de dinheiro. O problema é que,

    para lavar dinheiro, diz a lei, é preciso haver um crime anterior. Se não há uma clara tipicação do crime, como falar

    em lavagem de dinheiro? Se você sustenta que eram recursos públicos, a acusação está melhor defendida, certo?
    Outra pergunta curiosa é: quem pagou Pizzolato? Ele não era deputado, nem tinha dívida de campanha para pagar.

    Se o mensalão petista destinava-se a pagar gastos de campanha, por que Pizzolato recebeu – mesmo que tenha sido por

    algumas horas – uma bolada tão respeitável?
    Os adversários de Pizzolato no PT dizem que ele recebeu dinheiro de um personagem de quem pouco

    se falou nos últimos tempos: o banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity.
    A história desses petistas é assim: procurado por Delúbio Soares para dar sua contribuição, Daniel Dantas

    concordou em dar dezenas de milhões de reais. Em troca, queria suporte para manter-se no comando da gigante de

    telefonia Brasil Telecom, de onde os sindicalistas que comandavam os fundos de pensão do Banco do Brasil,

    da Caixa e da Petrobrás pretendiam desalojá-lo e brigaram até o fim do governo Lula para conseguir isso.
    O fim dessa disputa você conhece. Deu até na Operação Satiagraha, levou àquele dossiê falso com contas secretas

    de araque no exterior e assim por diante. É muita confusão, concorda?

    Mas Pizzolato foi útil para Daniel Dantas ao fazer, publicamente, acusações

    contra Luiz Gushiken, apontado com o mentor intelectual dos fundos de pensão. Essas acusações serviram para alimentar

    a denúncia contra Gushiken e ajudaram a seu indiciamento em 2007, embora as bases para isso fossem tão frágeis que

    cinco anos depois o ministério publico pede sua absolvição por falta de provas.
    A polícia federal não achou nada para incriminar Gushiken mas encontrou provas da atuação de aliados de

    Daniel Dantas. Está lá no relatório assinado pelo delegado Zampronha. Conta-se que a executiva que Daniel Dantas

    tinha nomeado para comandar a Brasil Telecom assinou um contrato no valor de R$ 50 milhões com as agências

    de Marcos Valério, a serem pagos em três prestações. Confesso que achei essa informação importante e

    fiquei mais impressionado ainda ao descobrir que nem Daniel Dantas nem nenhum de seus sócios e diretores

    foram indiciados no mensalão. Mas Gushiken foi.

    Curiosidade? Paranóia?
    Acho que é piada pronta. Lembro sempre que ninguém deve ser acusado por antecipação. Mas, em minha infinita

    ignorancia, encontro um laço de parentesco entre os recursos do Visa Net e da Brasil Telecom.

    Enquanto dirigiu a Brasil Telecom, Daniel Dantas e seus amigos tinham acesso ao cofre dos

    fundos de pensão de estatais, instituições cujo presidente é nomeado pelo presidente da República. Só para mostrar

    a ligação dos fundos com o Estado, basta lembrar que, certa vez, Fernando Henrique Cardoso assinou uma internvenção

    que afastou toda a diretoria da Previ, o fundo do Banco do Brasil.

    Mas vamos aguardar. O julgamento retoma na segunda-feira, teremos novas defesas e, em seguida, os ministros vão

    falar. Muitas perguntas foram feitas. Vamos ver quantas serão respondidas. Mas se aparecer um novo desmembramento

    vai ficar muita antropologia para um julgamento só…

  • Fernando

    Pois é sr. Setti. Já dizia Bertrand Russel que no regime democrático até bandidos podem ser eleitos. Por isso, é imprescindível haver instituições que funcionem eficazmente para expulsá-los. Ou seja, o advogado do Roberto Jefferson está coberto de razão: há sete anos o bandido-mor escapa deste processo, não é não, senhores do MPF?

  • Reynaldo-BH

    Amigo Setti;
    É difícil comentar este comentário. É só para arquivo. Daqueles textos que qualquer brasileiro honesto – e especialmente os jornalistas – teriam orgulho em assinar. E nem temo as críticas dos lulopetistas raivosos que possam ver nisso um elogio fácil ou puxa-saquismo. Estes milicianos (apud AN) costumam tomar as medidas pela própria régua.
    Mas acima de “comentar o comentário” gostaria de comentar “os comentários” ao mesmo.
    Desde um Reynaldo (com Y!!!) que tentando ser irônico, só foi grosseiro e acabou por revelar , em um post seguinte, a maldita opção por tentar ( e nunca conseguir) minimizar o oponente. Jamais a crítica.
    Defender o mensalão. Acusar o mensalão de piada. Ou farsa.
    Esta é uma recorrência que não encontra o menor apoio na realidade. Ninguém – REPITO, NINGUÉM! E desafio ALGUÉM a responder aqui! – explicou POR QUE Lula pediu desculpas. E se disse traído! É pateta, citando o advogado de Jefferson? Ou acha que patetas somos nós?
    Piada? Piada é encobrir esta vergonha com argumentos infantis. HOUVE SIM UM MENSALÃO! Restam dúvidas? Ou estes que assim consideram este escândalo como uma invencionice, são como os macaquinhos de enfeite: Não veem, não ouvem e não falam! Pior, falam em defesa ao encontro da consciência deveriam ter.
    Seu post – e de resto, a posição LEGALISTA da maioria de seus leitores! – não “exige” condenação.
    Cobra responsabilização! Que a Justiça se manifeste!
    Imaginemos que ao invés de Lula fosse Obama. Que ao invés do STF, fosse a Suprema Corte Americana. Que o escândalo não se desse no Planalto, mas na Casa Branca. Que o PT fosse o Partido Democrata. Que o Willian Daley (chefe de gabinete de Obama) fosse acusado por parlamentares aliados ao governo de operar um esquema de compra de votos. Que a Suprema Corte tivesse entre seus pares um ex-advogado do Partido Democrata. Que, idem, um juiz escolhido por ser filho da amiga de Michele Obama.
    O que diriam os plantonistas que sempre defendem o indefensável? O fim do capitalismo e a face cruel do império do mal!
    Por cá, é uma piada ou uma farsa.
    Chegam a defender o “fim da história”. Certamente carregando Zé Dirceu nos ombros e incensando Lula, o magnífico!
    Sempre disse que não é o cadafalso que envergonha! É sempre – e sempre será – o motivo que levou o réu até lá!
    Vivemos um caso Dreyfus ao contrário. Uma inocência mais que presumida: afirmada!
    Pouco importa as evidências, provas e testemunhos. Pouco importa os milhões provadamente desviados para irrigar contas pessoais de políticos. Nada vale o pedido de desculpas de Lula. (Que – INSISTO – ninguém aqui que defende cegamente o absurdo da inexistência deste escândalo, arrisca-se a tentar explicar!).
    Ninguém lembra que Silvinho Land Rover declarou-se culpado para se livrar de uma pena maior. (Primeiro caso de inocente que se imola em um altar das injustiças! Um inocente que assume que HOUVE SIM um mensalão e preferiu colaborar a pagar pelo que fez! UM SANTO!).
    Ninguém responde a esta colocação; “Houve compra de deputados? Sim houve! Com dinheiro público? Sim! Não podemos agredir os fatos! Os culpados tem que ser punidos!” (JOSÉ EDUARDO DUTRA, ATUAL MINISTRO DA JUSTIÇA EM ENTREVISTA À PLAYBOY!).
    Farsa? Que farsa? Pateta? Lula?
    Ou nós?
    Não se trata de alinhar-se a bandido como Jefferson. Longe disto. Aliás o principal acusador do goleiro Bruno que matou Elísia é um primo do mesmo! Que participou do crime! E tem toda a credibilidade para dizer o que disse. Et pour cause…
    Jefferson estava no esgoto. Conhecia os ratos. Conviveu com eles. E o advogado de Jefferson não negou isto. Foi além. Mostrou que Lula BENEFICIOU vergonhosamente o BMG, que QUINTUPLICOU em UM ANO os lucros, baseados em um DECRETO PRESIDENCIAL que autorizava QUALQUER banco a atuar no assalto dos empréstimos consignados dos aposentados do INSS!
    Detalhe macabro: somente o BMG estva preparado – quando da publicação do decreto!- para atuar neste mercado! Uma operação de informática “nuncaantesnestepaíz” foi tão rápida e precisa. Em – NOJO! – UMA SEMANA o BMG estava apto (com o OK da CEF, INSS, etc.) a emprestar a tomadores que NÃO ERAM correntistas do banco-mirim!
    O mesmo banco que uma semana após a publicação começou a “emprestar” dinheiro ao PT.
    (NOTA: O segundo banco a atuar no segmento, só conseguiu ter um sistema de informática pronto 7 (SETE!) meses após a publicação. O BMG agradece o prazo da não-concorrência…).
    Lula ERA UM PATETA? Não creio. Nunca acreditei nisto. Seria uma ofensa a tão nobre ser político.
    Lula era uma marionete em mãos de Zé Dirceu?
    Risível. Lula era (e é!) o imperador que trata o PT como quintal da própria casa.
    Lula sabia! Simples assim. Seria traumático leva-lo a um Tribunal. Assim pensaram todos. Não eu. Deveria estar no banco dos réus. E se defender. E provar que somos todos LOUCOS a imaginar sandices. Que somos todos raivosos desequilibrados a imputar a um inocente uma culpa inexistente.
    Mas Lula está acima de Deus. Mesmo o Filho duvidou do Pai. Os filhos de Lula não duvidam. Pra os mesmos, Lula é santo! Nunca errou. Um ser magnífico acima do bem e do mal. Cegueria sem limites. Adoração insana. Falta de capacidade de ver valores (e existem) e apontar defeitos (estes, na visão do pensamento excludente, não existem).
    Não sei se o advogado de Jefferson está certo. Nem ninguém saberá. Pelo simples fato que não haverá contraditório, mesmo tendo sido feita uma acusação lógica e baseada em evidências gritantes (vide caso BMG).
    Um dia, prezado Setti, teremos a supremacia da Justiça. Não me oculto dela. Jamais. No dia que assim agir serei bandido! Em qualquer circunstância. Da multa do PM por dirigir acima da velocidade permitida, perlas opiniões emitidas ou pela vilania praticada se poderoso fosse!
    Não sou herói nem mesmo um Geraldo Viramundo (de O Grande Mentecapto, de Fernando Sabino). Mas me recuso a ser o herói sem caráter Macunaíma, que tanto quanto magistral também era desonesto.
    Por fim, ao Reynaldo (com Y!):
    Stultus quoque si tacuerit, sapiens reputabitur : O tolo calado passa por sabido.
    Perdeu uma boa chance!

  • Luis Lamas

    Ola Setti..Minha primeira vez aqui..apesar de nao viver no Brazil, acompanho a politica sempre q posso..Parabens pelo seu trabalho..Real mente esta entre os top 5 dos sites de politica q visitei..
    Por incrivel q pareca, mesmo depois te tantas safadezas ainda tem gente q defende esse governo..Brincadeira neh?..Sempre as lesma lerda..” o FHC tb fez, o mensalao mineiro, etc “..Pelo jeito c vc nao concorda com o pt, obrigatoriamente tem q ser do psdb?..e vice versa..Nao q nao existisse corrupcao antes do pt mas vamos combinar, depois deles a coisa ficou feia.Ficaram vomitando etica nas nossas orelhas e agora isso?Qdo colocamos ( me excluo dessa ) o pt no poder, foi pra mudar tudo q tava ali engasgado..mas, mudamos p/ pior..E infelizmente parece q nao vai mudar tao cedo..Enquanto houver esses analfabetos politicamente falando, p/ votar em qq um q usa a linguagem do povao, a gente nao vai a lugar nenhum..
    Um abraco e parabens pelo seu trabalho..virei seu fa..

    Muito obrigado por suas boas palavras, prezado Luis. Desculpe a demora na resposta. Você tem razão em suas colocações sobre o maniqueísmo que procura se impor no Brasil.

    Obrigado por prestigiar o blog!

    Um grande abraço

  • Amadeus


    Setti,

    Controverso esse advogado dos pampas.

    Insistiu que no que toca ao Jefferson não houve Mensalão, mas Caixa 2 decorrente de acordos eleitorais do PTB com o PT.

    Mas que o Mensalão existiu sim, para os demais partidos.
    E que o mentor de tudo foi o Lula.

    O advogado chegou a lembrar o caso dos Consignados do BMG sem atentar que a peça acusatória elaborada pelo PGR tratou disso a fundo e tal suspeita foi descartada pelo fato desse banco trabalhar com consignados desde 1999.

    Some-se a isso a linha de defesa adotada pelos advogados dos outros dois réus do PTB, o Palmieri e o Queiroz.
    Ambos foram enfáticos em negar a venda de votos dos parlamentares do PTB e insistiram na tese do Caixa 2.
    Inclusive com dinheiro da Usiminas, uma empresa que não pode ser acusada de ser pública.

    Acho que o advogado do Jefferson jogou para a platéia com o intuito claro de despistar o que o deputado assentou em juízo: o mensalão foi uma “Criação Mental”.

    Lá no início, na apresentação da denúncia pelo PGR anterior, houve quem levantasse suspeita mais que procedente e que se perguntava se isso, a peça acusatória, era só incompetência, inépcia, ou deliberado propósito.

  • cosmo lemos

    O Lula é o chefe eu já sabia.

  • Fernando Campos

    Lula não foi arrolado entre os réus, com a complacência mais ou menos disfarçada de todos os órgãos de imprensa, porque as elites deste país têm medo do povo, apenas isso. As poucas críticas, à época da denúncia, com relação a essa omissão do PGR deram-se de forma tímida, breve, para depois ser esquecida. Se houvesse interesse em confrontar realmente a PGR isso deveria ter acontecido lá atrás, numa campanha persistente para trombetear alto o óbvio: é impossível alguém ter agido tão desembaraçadamente, montando um esquema de corrupção com tentáculos tão abrangentes no governo, sem que o chefe desse governo sequer desconfiasse. E não se trata de desconfiança mesmo, foi delegação de competência a seu auxiliar direto, chefe de sua Casa Civil para agir com liberdade de movimentos.
    Mas, como ia dizendo, as elites deste país têm medo do povo. Lula já naquela época tinha altíssimos índices de aprovação. Conquistado com distribuição de dinheiro vivo a parcelas imensas da população, com a simpatia oca de “formadores de opinião” – artistas, intelectuais –, que apoiam qualquer coisa que se autointitule “de esquerda”, ainda que na prática não o seja. Enfim, é preciso ser mais indiferente ao que pensa essa parcela desinformada, a maioria, ou tendenciosa da população e fazer a coisa certa: colocar Lula e sua quadrilha na prisão.

  • Marco Túlio Castro

    Moro no exterior mas infelizmente temho o péssimo costume de ainda ler notícias sobre o Brasil diariamente. Decidi que só volto a por os pés no Brasil quando o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva passar desta para uma outra existência ou estar atrás das grades. O capo di tutti capi tem que pagar de alguma maneira pelo dano que causou e causa ao Brasil e aos brasileiros aproveitando-se da ignorância do povo humilde. Isso é uma coisa abominável. Me causa nojo e repulsa a simples visão de uma foto desse indivíduo.

  • Ventania

    e o policarpo, não deveria serr convocado para depor na cpi do cachoeira ??????

  • Júnior

    Sr. Amauri e Ricardo. Perfeito o post e o comentario. Foi na ferida.Assino em baixo ambos.

  • edvaldo cavalcante

    Ele sabe o que fez, está em sua conciência e um dia vai ser cobrado severamente pelo mal que causou à moralidade e à ética da nossa nação.

  • milton

    Ricardo, sou extremamente cético quanto ao resultado desta bandalheira que está o Brasil. Mas não vejo muita perspectiva, talvez por eu estar muito pessimista. O governo não enfrenta oposição nenhuma, falar que aécio representa o novo é uma piada. Aliás a oposição está calada pois teme que respingue essas denúncias nela tambem. Na realidade acho que no Brasil os partidos se dividem em quem está na “boquinha” e quem está doido para entrar. Enquanto não fizermos uma reforma política séria, vamos continuar a assistir isso. Mas duvido que os políticos querem fazer essa reforma, pois acabaria com os privilégios desta “casta”. Acho que também é uma questão cultural, essa de querermos levar vantagens em tudo. E por último, acredito que Lula está sabotando o atual governo, pois os “movimentos sociais” e sindicatos claramente abriram fogo contra atual governo. Caro eleitor, pense bem em quem votar na próxima eleição, um abraço Ricardo.

  • Roberto

    Ricardo Setti,
    Bom dia e parabéns pelo linguajar simples e objetivo.
    O pensamento de Manoel Pastana – Procurador da República escreve um texto interessante sobre o Mensalão. No texto Pastana afirma:
    “O que fez Antonio Fernando não sofrer nenhuma represália pela denúncia do mensalão foi ter deixado Lula fora do rol acusatório”. Pastana continua no seu texto “Por que o então procurador-geral da República (PGR), Antonio Fernando, autor da denúncia do mensalão, NÃO foi sequer criticado por petista algum do alto escalão, apesar de ter imputado ao PT a tentativa de perpetuação no poder, por meio de “sofisticada organização criminosa? Além disso, ele “acusou” de chefe da organização José Dirceu, um dos expoentes do partido situacionista e amigo pessoal de Lula. Antonio Fernando não sofreu crítica e ainda foi reconduzido no cargo pelo ex-Presidente Lula. Será que Lula e os caciques petistas nada fizeram contra Antonio Fernando porque compreenderam que ele apenas cumpriu o seu dever legal? Quem acredita nessa hipótese, provavelmente também acredita em Papai Noel, Saci Pererê, Mula sem cabeça, duendes…”.
    Para ler o texto completo: http://www.manoelpastana.com.br

  • napoleão de oliveira

    Na próxima vez quem sabe os politicos da ocasião não deixem para que o “POVO” julgue…Vimos que ele foi reeleito e virou um “Deus” no Brasil…
    Tem de descer o Pau na hora do ocorrido, levantar poeira, doa a quem doer… Este esquema deles usando as empresas estatais descaradamente, tem de ter punição exemplar para coibir outros lulas…que vierem por ai..

  • Ronaldo A. Lupinacci

    Ricardo:
    Afirmar que Lula ignorava os manejos do “mensalão” constitui manifestação de máxima cretinice, e, ao mesmo tempo, um insulto à inteligência de quem diz o contrário. Mais: revela superlativo cinismo. O “Estadão” em texto divulgado há algum tempo atrás (ao que me lembro em editorial) imputou à cumplicidade da mídia a “blindagem” do Lula, uma vez que os meios de comunicação se calaram a respeito de confissão comprometedora do Duda Mendonça. Aliás, a “blindagem” farisaica não passou desapercebida da parcela pensante da população como se vê do comentário do leitor que me antecedeu.

  • zm

    E pq não está? O semi-analfa pertence a algum plano divino, longe das leis dos humanos comuns?Deve levitar na dimensão do sarney, este sim um incomum. Eita povinho….toma.

  • Ivan

    Pois é, a vida continua e o sr Lulla ficará impune mais uma vez. Somente o sarcasmo do sr Lulla quando ele responde algo que o ataca, o sarcasmo em pessoa. Existem muitos Lulla no congresso, é escola superior de malandragem.

  • Laércio

    O esctachado do lula é um ladeão de alta periculozidade, ele ensinou o seu filho a arte de se dar bem e hoje é um milionario, graças as falcatruas com a empresa OI e levou o povo Brasileiro no bico e esta podre de rico zombando da gente fumando charuto cubano e tomando sua cachacinha

  • Gremista Virtual

    APRECIARIA VER UMA ANÁLISE SUA SOBRE O ” CASO CACCIOLA”, aquele do 1,5 BILHÃO “DOADO” – DINHEIRO COMPROVADAMENTE PÚBLICO – por Chico Lopes, cujos chefes eram FHC e Pedro Malan, cujo valor hoje, segundo o TRF de SP, já monta mais de OITO BILHÕES. Por que FHC e MALAN não foram INDICIADOS e NÃO SÃO RÉUS NO PROCESSO? A exemplo de Lula, conforme seu entendimento, NÃO SABIAM? Não foram “BENEFICIADOS” pelo “SALVAMENTO” do Banco Marka/Fontecindam? E o que dizer da “PRIVATARIA TUCANA”, livro-denúncia DOCUMENTADO? Algum comentário ÉTICO em defesa da MORAL E DO INTERESSE PÚBLICO? BANESTADO, RODOANEL PAULISTA, GRAVAÇÔES DA PF COMPROMENTENDO A VEJA? Algo a ser analisado e comentado com VEEMÊNCIA? Ou será que só eu constato que a CORRUPÇÃO ENVOLVE TODOS OS PARTIDOS ENÃO SÓ O PT,COMO VOCÊS INSISTEM EM ENFIAR GOELA ABAIXO DO POVO OMISSO E DESCOMPROMETIDO COM A VERDADE? É ASSIM, MESMO, QUE SE FAZ IMPRENSA SÉRIA, IMPARCIAL E COMPROMETIDA COM A VERDADE DA INFORMAÇÃO?

  • claudecir

    Eu só queria saber de uma coisa, kd os R$ 4.000.000,00 que o magico jefferson fez sumir.

  • Renato

    Lula tentou enganar a nação, dizendo que o “mensalão” foi uma invenção da imprensa e da oposição. Pelo contrário, foi graças a oposição que ele não sofreu impedimento. Seria merecido, pois é lógico que ele foi o maior beneficiário do mensalão.

  • Se-Gyn

    Enfim, alguém diz aquilo que o Procurador Geral da República sabia, mas não teve coragem de colocar na denúncia do Mensalão e, agora, os ministros do STF fingem esquecer – que o seu beneficiário deve constar do Rol dos réus do processo!

  • Se-Gyn

    …De fato, processar uma quadrilha por um crime tão grave (que redundou nos fundamentos constitucionais da representação política brasileira) sem incluir nesta o seu principal beneficiário, é uma piada – que será examinada historicamente, por jurisconsultos do mundo inteiro…

    Prestem atenção, ministros, pois este julgamento põe em cheque suas biografias!…

  • Jerônimo

    E por que os candidatos que perderam não receberam dinheiro do tão falado caixa 2? Ora, está claro que todos os crimes ocorreram!

  • Marco

    Parabens pela analise, esta tambem é minha opinião. Não só sabia de tudo como foi um dos mentores do plano.

  • Jane

    Concordo plenamente com seus comentários e suas análises. Na minha opnião LULA é o principal réu.É lamentável verificar que alguams pessoas ainda defende esse molusco. Até o hoje não foi explicado o como o filho dele consegui comprar a tal fazenda. Infelizmente no Brasil esses processos são demorados ou comprados. já está na hora do povo se unir e cobrar agilidade e respeito. Afinal, se eles estão roubando é porque o povo aceita essa situação. Não entendo porque não houve o Impeachment‎. Um chefe de nação que não sabe de NADA sobre o seu governo é difícil de explicar mesmo. PARABÉNS pelos seus comentários.
    Muito obrigado pelo comentário, Jane.
    Um abraço

  • JEBANIEL WOLFF

    Prezado Ricardo Setti, está claro que o Dr.Luiz Francisco Barbosa quis, a esta altura do campeonato, embolar o meio de campo. Mas é um direito que lhe assiste e, como defensor, deu de dez em todos os outros renomados advogados que atuaram nesse processo.Bem articulado, sem recorrer a anotações, com voz clara e pausada, respeitando o vernáculo, mandou bem no gogó, enfim. Mas o ponto principal da sua sustentação oral foi ter denunciado Lula como o principal mandante do crime cometido. E isso todos nós já estávamos carecas de saber. É ou não é? O procurador Roberto Gurgel, com certeza, também. Mas, agora Inês é morta. Aliás, Inês já havia morrido quando os congressistas do PSDB – partido que poderia mudar a sigla para PDP (Partido Dos Pusilânimes) porque lhe cai melhor – deixaram de pedir o impeachment de Lula após o depoimento de Duda Mendonça na CPI dos Correios. E o conceito do STF, após o julgamento do processo do Mensalão, ficará mais sujo do que pau de galinheiro. Adivinhe, caro Setti, como irão votar Toffoli, Lewandowski, e outros ministros nomeados por Lula?

  • Mônica Pinto

    Eu nunca vou entender o que se passou nesse país. Em qualquer empresa privada quando um funcionário comete alguma falta, a responsabilidade é da empresa. No caso do Sr. Lula, ele acusa alguém e não responsabiliza este alguém. Para se livrar da compra de votos, assumem o caixa dois e nada acontece. Quer dizer que uma campanha pode ser patrocinada de forma ilegal e esse mandato passa a ser legal? Pode-se colocar recursos não contabilizados, que significa, não se saber a origem desse dinheiro e se eleger um Presidente da República?
    Realmente foi a legalização da corrupção. Foi a liberalização de que todos os brasileiros aceitam e estão prontos para corromper e serem corrompidos.
    Tenho vergonha de ser brasileira. Agora nas olimpíadas eu via os atletas se lamentando pela derrota e eu sempre repetia que este país não merece tanto sacrifício. Ninguém lembra desses heróis na hora dos treinamentos sem nenhuma estrutura nem patrocínio e depois querem cobrar o que?
    Por todos os lugares que andamos nós vemos a corrupção instalada, seja em um carro fazendo irregularidades no trânsito, um cidadão que joga lixo nas ruas, um policial que recebe propina….
    Por falar em policiais, eu vinha em uma rua de sentido único e na contramão vinha uma carroça. Na esquina havia uma viatura da STTRANS e eu questionei se eles haviam visto aquela carroça no sentido contrário da via. O policial abriu a janela e aos gritos e grosseiramente disse: “A senhora quer que eu faça o que?”.
    Esta é a representação do que é esse país chamado Brasil!

  • Luiz

    Uma coisa importante de se lembrar quando se fala em corrupção, quando Gilmar Mendes fez parte da AGU ele barrou varias denuncias contra o governo FHC, e como premio se tornou ministro do supremo.

  • carlos nascimento

    “o tempo é o senhor das soluções” (Mestre Confúcio)

    Após alguns anos decorridos, eis que o vaso sanitário é exposto em praça pública, fede, está entupido de excrementos, escorre pelos tapetes das diversas salas, as narinas infectadas da sociedade clamam por uma ASSEPSIA.
    Pergunto ao nobre amigo RS, quem irá puxar a descarga desse lixo ?

  • A A Ferraz

    O Dr. Marcio Thomaz Bastos deve responder, pois por orientação do mesmo, que na época era Ministro da Justiça, advogado criminalista. Eles sempre fazem a Lei com escape.

  • ilson

    Sem barba, onde lula vai se esconder?

  • JB/RJ

    Lembram daquele samba-canção, “Naquela mesa”, cantado por Nelson Gonçalves? Faz mais sentido com uma letra mais atual…

    NAQUELE BANCO
    Naquele banco ele diz que não senta
    Nem que a “presidenta” mande ele sentar
    Naquele banco ele não quer espaço
    Pois tá com cagaço de ter que falar
    Naquele banco ele não é quem manda
    Pois não tem galera pra lhe dar troféu
    Naquele banco tá faltando ele
    Pois o lugar dele é no banco dos réus

  • Álvaro

    OLha bem… Se Lula estivesse nos bancos dos réus também, tenham certeza que de fato tudo acabaria em pizza.

  • PauloFRC

    O fato é, caro Setti, que aqueles que investiram na impunidade e na bandalheira com o dinheiro publico são assassinos, nada virtuais, mesmo sem estarem enquadrados pelo código penal.
    Matam crianças na primeira infancia quando não fazem obras de saneamento básico e infraestrutura e ainda tentam impor o aborto livre e outras politicas de contenção do crescimento populacional com a maior desfaçatez.
    Inviabilizam gerações, condenando-as à miséria ,à ignorancia e exploração, quando subtraem o erário e são incapazes de gerir o que quer que nao seja seus proventos.
    Tratam aos brasileiros como animais.
    O que me parece é que plantam e irrigam um sistema que só pode desembocar em uma reação futura nada democrática. A história fala por si.
    Afinal, ninguem, nem mesmo os brasileiros são totalmente desonestos e covardes como essa gente que nos governa hoje. Lula está blindado pelos que o colocaram lá. Triste realidade. Mas eles não são eternos. Li em outro blog que e o Coma Andante já desencanou (é…desencanou mesmo). A conta os espera e o garçon não é nada amigável.

  • Eduardo

    Estes ataques que PGR sofreu, tem procedência. É exatamente isso que todo o povo brasileiro quer saber. Porquê não está incluído o Sr ex-presidente da republica no caso mensalão???? Tem sim que colocar esse senhor também no banco dos réus. Tudo isso foi articulado por um partido político em concordância com o Palácio do planalto, inclusive da ministra da casa civil na época e que hoje é essa senhora presidente(a). De César o que é de César, nada mais justo que esse senhor (ex presidente) e essa senhora respondam também, junto os os demais, toda essa história. Na época do Collor o próprio respondeu e foi cassado, e porque agora não????? Me desculpe, mas tem todo o meu apoio o senhor advogado que acusa o PRG de omissão. Foi omisso sim, o que é justo tem que ser dito, e cadeia pra essa turma, “doa em quem doer”. Os cães que se destruam e caiam no abismo pra sempre.

  • Marilu

    Meus caros Paulo, Raul, Marilda, Reynaldo, Washington, lamento dizer a vocês – tropa de choque – que só restam duas posições para o Lula na época da bandalheira: ou ele é um imbecil que não se deu conta do que estava acontecendo nas suas barbas, ou ele era conivente e beneficiário (quem sabe o mandante) do esquemão (mensalão sim!). Acho que tá na hora de vocês admitirem o que todo mundo já sabe: o vosso ex-presidente é uma fraude. Vamos aguardar os acontecimentos para ver quem tem razão.

  • Antonio

    Para críticas à revista, dirija-se ao diretor de redação: veja@abril.com.br

  • Silvia

    O que é pior: O mollusco não estar no banco dos réus ou ser absolvido? Depois de tantos anos negando a existência, ninguém segura mais o homem e a petralhada se isso acontecer… É o caso do ‘se ficar o bicho pega se correr o bicho come’. Desanimador! Essa blindagem no dom molluscone, na minha opinião, só mostra que existem maracutaias que nós nem imaginamos, afinal de contas, quanto custa a liberdade dele? Ninguém está correndo riscos por elle de graça!

  • josé lucíolo santos

    Bravo!

  • aloisio costa de jesus

    um amigo fez um questionamento estes dias que me deixou intrigado ,ele estava perdido em questões sobre o aumento extremo da violencia de varias ordens em nossa sociedade e outra coisa interessante foi a constatação que a cada dia fica mais dificil depositar confiança nas pessoas ,ou seja uma verdadeira terra de ninguem ,eu disse a ele que toda sociedade precisa de um modelo para se balizar ,e este modelo é o estado afinal só ele que tem o poder de criminilizar as ações que acontece dentro de seu raio de ação não o cidadão ,mas este estado se revela podre e corrupto ,faz o que bem entende e não tem ninguem que o puna por isso ,o que sobra ? justamente o modelo que o cidadão acha correto ,o que fazer ?.

  • JOSE Olimpio Castro

    PARA LULA NÃO ESTAR INDICIADO ELE PRECISA SER ALEM DE DIABOLICO SER O PRÓPRIO DEMONIO.

  • Vera Scheidemann

    É evidente que o Lula estava a par de
    tudo, mas, como é cara de pau, sempre
    negou… e se livrou.
    Vera

  • Osmar Oliveira

    Eu já sabia que Lula era o grande chefão e o Zé Dirceu o chefe executor…Lula precisa pagar pelo que fez… cadeia nele de algemas e camburão como se fosse conosco os normais….

  • china

    O advogado do Jefferson tem razão, o Lula tinha que ser incluído no mensalão e outras coisas. Como é que um presidente que ganhava em média 11,4 mil reais por mês, durante 08 anos, tem condições de ter um patrimônio avaliado em 2 bilhôes de dolares, segundo a revista Forbes?

  • jose antonio teixeira

    O falso messias dos desiludidos está começando a voltar para o lugar de onde nunca deveria ter saido .A lata do lixo, só espero que tenhamos aprendido de que esperar não é saber , quem sabe faz a hora não espera acontecer.

  • AI JESUGI

    O BRASIL NÃO TEM A MENOR DÚVIDA QUE LULA FOI A MANDANTE DE TUDO QUE OCORREU NO MENSALÃO. É O VERDADEIRO CHEFE DA QUADRILHA. DIRCEU ERA SEU ESTAFETA.

  • selminha

    Prezado Setti,
    Você merece parabéns duplamente – pelo excelente texto, e pela paciência de Jó com certos comentaristas petralhas, ignorantes e sem educação. Com esta falta de ética que se instalou no país desde o início da era Lula ( e que continua), podemos observar por aqui um crescente afrouxamento moral, que permeia quase todas as instituições. Viramos a terra do “E daí?”.
    Na semana passada, ao passar, de manhã cedo, por uma viatura da PM estacionada sobre a calçada, tomando todo o espaço livre, na praia do Leblon (RJ), comentei com o policial, que estava fora do carro, de pé, que daquela forma, pessoas que estivessem empurrando um carrinho de bebê, ou uma cadeira de rodas, teriam que andar pelo meio da rua. Tive o desprazer de ouvir uma resposta debochada: “É mesmo?” E lá ele permaneceu! Um verdadeiro deboche. Reclamar com quem, se ele É a autoridade?

  • Raul

    Prezado Sr. Ricardo Setti, ok.

  • Haiganouch Licin Ganatchian Pilli

    Todo mundo sabia que o chefão era o próprio Lula, junto com seus cumpanheiros de roubalheira. É uma pena que a nossa oposição é muito fraca e medrosa, ou tem o “rabo” muito mais preso do que imaginamos. Deveria ter convocado a população, para sair as ruas como o PT fez na época de outro golpista chamado, “Fernando Collor de Mello. A oposição não quis desestabilizar o país,e aí esta no que deu. Na minha modesta opinião, a oposição é co autora da situação em que o país, e o povo brasileiro estão passando. E para você Setti, meu muito obrigada pela lucides do texto.

  • Delmar Antonio Marques de Souza

    Se depois de todas essas falácias e não haver condenação de ninguém, nem o indiciamento de Lula, estará institucionalizada a impunidade no País, que já tem a fama de não ser um país sério. Ficará ratificada essa má fama.
    Também, por certo, não haverá nenhuma restituição ao Erário da dinheirama desviada.
    Rstando aos brasileiros bem intensionados a certeza da institucionalização da impunidade das classes políticas e dominantes nesse paÍS.
    Parafraseando o jornalista Boris Casoy, “isso é uma vergonha”!

  • Tico Tico

    Prezado Setti, sempre que posso leio os posts do seu blog, sucede que não possuo lá grandes preparos e tatos, e estragaria o viés moderado do mesmo se mandasse ver.
    O que acho intrigante é a pasmaceira dos 44% do eleitorado que votou no Serra para presidente, e que sabe das patifarias do Lula, do PT, dos demais vermelhos e da base alugada. Seria porque não temos uma unidade cultural? Seria por falta de auto estima? Seria uma vingança dirigida às oligarquias seculares e sem princípios aproveitadoras do país? Seria pelos baixos índices de escolaridade e de educação? Seria o aspecto cromossomial interligando tudo?

    Meu caro Tico Tico, esta é A pergunta a fazer “nestepaiz”. Acho que — e vou chover no molhadíssimo — o problema é a falta de conceder prioridade absoluta, durante duas gerações, para a educação.

    O resto vem em consequência. Veja o que ocorreu com a Coreia do Sul, que era um país miserável nos anos 50, com renda per capita equivalente a um terço à do Brasil de então, e hoje está no Primeiro Mundo, exportando alta tecnologia, com um dos melhores padrões de vida do planeta.

    Abraço

  • Reynaldo-BH

    Passou abatido, ao menos por mim, o comentário do Gremista Virtual (14/08/2012 às 9:33).
    Como gremista que sou no RS – embora real, visto que não me escondo em nick names – vamos lá!
    1 – Caso Cacciola. Desejo o mesmo fim que teve este. Que Dirceu – o chefe da quadrilha – seja companheiro de cela de Marcos Valério. Ou o imbecil que se esconde em nicks names igualmente imbecis acredita que só por ser PT podem os ladrões estar acima da lei?
    2 – Chico Lopes. Esta sendo processado. Que seja PRESO. Se for assim o entendimento da Justiça.
    O gremista escondido aceita o mesmo tratamento para quem elegeu como ícone? Os donos do que o cretino julga pensar?
    3 – Que se indicie Malan e FHC!
    Simples assim!
    Ambos não tem indícios – sequer indícios – de terem cometido crimes. O seu ídolo maior, prezado gaúcho sem nenhuma vergonha, pediu desculpas. O BRASIL AINDA AGUARDA O PORQUÊ DESTE PEDIDO! A nobre anta gaudéria saberia o motivo? Que tal deixá-lo defender-se onde deve? EM UM TRIBUNAL!
    4 – Se vossa cavalância acredita no Privataria Tucana, livro do afamado jornalista que escreveu odes a uma travesti que dizia amar, já revela a estupidez galopante (pelos pampas!) que acomete a jumentice assumida! DOCUMENTADO??? Onde? Só o gremista que desonra o tricolor pode enxergar PROVAS em um amontado de sandices derivadas de um vendido que sequer consegue falar na língua pátria: nem escrever.
    (VEJA NO YOUTUBE! PESQUISE, ANIMAL!)
    Só como exemplo. O ídolo jornalístico da cavalgadura gaúcha (o gremista virtual!) confundiu participação em conselho de multinacional com a propriedade da mesma! Ou documentos secretos com o que está disponível na Internet.
    E pior: acusações da Polícia Federal com atestado formal DE NÃO acusação (OU INVESTIGAÇÃO) alguma.
    A cavalgadura quer que desenhe?
    Ou a anta tricolor é histérica e miliciana? E portanto cega??
    5 – Gravações da PF comprometendo VEJA, animal? A palavra do delegado responsável – na CPI da DELTA, aquela que roubou do PAC o que nunca foi feito embora prometido pelos seus patrões! – da investigação não basta? A sua desonetidade intelectual esqueceu? O delegado AFIRMOU na CPI que o jornalista da VEJA só fez o trabalho de … jornalista!
    Assim como você faz o trabalho de limpador de privadas! Simples assim!
    Cada um que exerça a escolha que o escopo pessoal permita.
    Um, jornalista! Você, baba-ovo de poderosos de plantão! (Tarso Genro deve ter lido! Haverá promoção???)
    6 – Gaúcho que desonra maragatos e chimangos: quem acha que o povo é omisso e descomprometido com a verdade são os cães que habitam o mesmo canil em que você come os restos!
    Tenha respeito por nós!
    7 – Sua argumentação que resume sua canalhice ofende a quem tem vergonha nos cornos! Cito: “CORRUPÇÃO ENVOLVE TODOS OS PARTIDOS ENÃO SÓ O PT!” Então o PT TAMBÉM é corrupto, mula pampeira? Você disse e sei, sequer percebeu que disse! O que afasta da cadeia LADRÕES TUCANOS de ladrões com estrelas no peito, imbecil? Sua defesa é uma confissão! Como seu ídolo maior: farsa depois de ter admitido ter sido traído.
    A nós por aqui, sinto dizer, não nos importa a COR DO RATO! Que hajam ratoeiras para todos! Tucanos ou lulopetistas. E estes são em maior número! Quer apostar?
    Entendeu ou quer que envie – delivery – umas ratazanas para sua residência? Seriam só mais algumas?
    Que seja assim, idiota! Mas aqui (e na IMPRENSA SÉRIA!) ninguém tem partidos! Menos ainda idolatrias estéreis e histéricas como você demonstra ter.
    Com a faca enterrada no barranco!
    Aqui ninguém se apresenta com sua desfaçatez: somos, mas quem não é?
    NÃO SOMOS! Se você é e acha que porque muitos são, você deva ser, que exerça sua opção!
    Certamente o desonroso gremista oculto seria um oficial da SS nazista. Competência e predicados não lhe faltam!
    Por fim, limpe a boca ao falar de imprensa séria.
    É nossa última trincheira. De leitores!
    De onde venais como você não passarão!
    Gremista Virtual: você não sabe o que é informação.
    Prefere a propaganda!
    E muito menos o que é verdade: prefere a distorção da história!
    Recolha-se ao esgoto e visite sites dos seus ídolos: os que por qualquer tostão (ou muitos!!!) pensam como você.
    Resta a dúvida: qual é o seu preço?
    Sei que caro. Mesmo que seja um centavo!
    É mais do que merece!
    Volte para a esgotofesra!
    Seus amigos o aguardam!

  • Corinthians

    Caramba.
    Falou o nome do grande Líder e a súcia veio defender massivamente.
    É muita coisa para comentar, então só vou levantar questões para exercitar a lógica (algumas já exaustivamente repetidas):
    Se Azeredo é responsável e acusado pelo mensalão mineiro, por uqe Lulla não é responsável e acusado também ?
    Se o mensalão não existiu, por que Lulla pediu desculpas ?
    Se o mensalão não existiu, por que o ministro da justiça em entrevista confirmou que houve crime ?
    Se o mensalão não existiu, por que o Zé Dirceu pediu demissão da Casa Civil dois dias após a ameaça de Jefferson ?
    Se o mensalão não existiu, e era pagamento de dívida de campanha, por que quem perdeu eleição não participou do esquema, ou pior, por que só membros com mandato no legislativo ?
    No caso de tese de caixa dois, isso significa que é menos crime ? Mesmo usando dinheiro público ? Mesmo com esquema de lavagem de dinheiro via empréstimo do BMG assinado pelo Genoíno, mesmo com o esquema de quadrilha organizado ? Mesmo com o pagamento feito durante votações importantes e adesões de bancadas ?
    Se o mensalão não existiu, o que a CPI do mensalão, presidida por um petista, comprovou ?
    Sendo somente caixa dois, por que os políticos envolvidos nos crimes estão tão ricos ?
    Como é um crime que vários políticos cometem, devemos então inocentar estes e aplaudir a impunidade ?

    A liberação das armas é o grande pecado e causa das mortes nos EUA Michael Moore ? Poderia então me explicar como o Brasil tem o triplo de homicídios com uma lei das mais restritivas para compra e porte de armas ?

  • Eduardo

    Quem vencerá essa batalha jurídica? Aqueles que querem fazer valer a
    Lei ou aqueles que querem perverter a lei?

  • Plínio

    Perfeito o teu raciocínio, Ricardo! Teu artigo é prova de que ainda há jornalistas no Brasil!

    Muito obrigado, prezado Plínio.

    Um grande abraço — e volte sempre!

  • RONALDE

    Ricardo, você pode me criticar, porém, deve reconhecer que há contradição no seu texto.
    Se você acha que o Lula dever sentar no banco dos réus para ser julgado, com certeza acha que ele tem alguma culpa.

    Independentemente do que penso, prezado Ronalde, há uma grande diferença entre achar que uma pessoa é culpada e achar que ela deva ser JULGADA.

    Julgamento resulta em uma de duas coisas: condenação ou absolvição, não é mesmo?

    Um abração

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    ReynaldoBH:
    O que é isso?qual o porquê da agressão e uma agressão baixa,grosseira e sem sentido – quando perdi a calma aqui mesmo me achando com razão – perdi a razão.
    Nosso colega de Blogue, Gremista Visual, expôs sua opinião e concordo com ela (do Gremista)
    Não agrediu a ninguém, o chato é escrever com maiúsculas difícil de ler.
    Não citou seu nome e nem de ninguém,apenas discordou do Setti.
    “4 – Se vossa cavalância acredita no Privataria Tucana, livro do afamado jornalista que escreveu odes a uma travesti que dizia amar, já revela a estupidez galopante (pelos pampas!) que acomete a jumentice assumida! DOCUMENTADO??? Onde? Só o gremista que desonra o tricolor pode enxergar PROVAS em um amontado de sandices derivadas de um vendido que sequer consegue falar na língua pátria: nem escrever.
    (VEJA NO YOUTUBE! PESQUISE, ANIMAL!)”
    Uma loucura o que escreveu e um ódio ao nosso colega – discordar de você?
    Olha li o Privataria Tucana,li seus argumentos sobre o livro,apesar do seu respeitável argumento contra o livro – os fatos e evidências do livro foram mais fortes que os seus contrapontos.Não o chamo de ignorante,poderia concordar ou não e não concordei,continuando a respeitar seus conhecimentos.
    Amaury Ribeiro jr – explicou a musica do travesti –
    estava na faculdade e fez uma musica mais na base da brincadeira e gozação,na época o preconceito ao homossexualismo era ainda grande – fruto da época.
    Querer derrubar o autor do livro por este argumento – não é o ReynaldoBH que conheço.
    Nick Names é permitido,qual o problema?
    Veja amigo ReynaldoBH, as agressões gratuitas e violentas que cometeu,contra um colega de blogue que a ninguém ofendeu somente expôs uma opinião:
    “Esconde em nick names” faz parte do mundo virtual.
    “Ou o imbecil que se esconde em nicks names igualmente imbecis acredita que só por ser PT podem os ladrões estar acima da lei?”Imbecil e Imbecis – são diversos sim senhor Partidos Envolvidos em maracutaias e safadezas – concordo com ele e não sou imbecil.

    “O gremista escondido aceita o mesmo tratamento para quem elegeu como ícone? Os donos do que o cretino julga pensar?” Cretino por seu legítimo direito de PENSAR E OPINAR?
    No numero 4 – aí você supera -“vossa cavalância” aí me enquadra também.
    4 – “á revela a estupidez galopante (pelos pampas!) que acomete a jumentice assumida! DOCUMENTADO?” estou incluído também – diferença,estou no Rio.
    “Jumentice assumida” – entaõ amigo e irmão ReynaldoBH me incluiu também nessa.
    4 -“Pesquisa no YOU TUBE -ANIMAL”
    Em qual pesquisa do YOU TUBE? lá tem defensores e “atacadores” quer o Gremista Virtual pesquisar apenas suas fontes? e a razão do ANIMAL?
    “A Cavalgadura Gaucha que que desenhe” amigo Reynaldo BH,gostaria sim a Cavalgadura Carioca não entendeu seus contrapontos ou melhor não foi convencido.
    Puxa Reynaldo BH – o que escreveu em resposta foi de uma violência sem limites e não apenas ao Gremista Virtual, a mim e tantos que discordamos de você e das opiniões do Setti.
    Ao colega de blogue Gremista Virtual,a explosão do ReynaldoBH contra você,não é a característica dele, é duro e inflexível em suas opiniões como todos nós – mas nunca um RAIVOSO como se apresentou.
    Creio,ReynaldoBH, que ao ler minhas ponderações e a sua opinião,refletirá sobre a sua explosão inexplicável.
    Não responda ainda,creio que deve estar mordido fiquei também pois fui indiretamente ofendido – certeza absoluta colega Gremista Virtual,Reynaldo BH se desculpará – ele é incisivo mas nunca um Raivoso.
    Abraços amigo ReynaldoBH, respira,leia com carinho as minhas críticas e sem duvida se desculpar ao Gremista Virtual – acontece as vezes com qualquer um.
    Meus abraços de amigo ao ReynaldoBH e um abraço de boas vindas ao Gremista Virtual.
    Pedro Luiz

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    ReynaldoBh:
    Li o final de sua reposta,muito pior que o início.
    Quando se escreve com ódio é a democracia que vai para o ESGOTO e nós sabemos o que isto representa.
    “Enviar ratazanas pelo delivery para sua casa…”- a casa da gente é um local sagrado a sua,a minha e de todos nós como chegou a este ponto?
    O cidadão Grêmio Virtual qual o crime que cometeu?qual a ofensa que lhe fez?Você amigo ReynaldoBH, foi o único aqui a ter essa explosão,inclusive assumindo uma posição de dono do Blogue do Setti – expulsar alguém do blogue.
    Reflita, você está num blogue onde a pluralidade é respeitada e não está num onde a violência aos contrários é a marca.
    Escrevo como amigo, deixa os ódios e as certezas absolutas no outro blogue.Aqui é muito mais civilizado e onde você é respeitado pelo seu conhecimento e não pela violência.
    Abraços
    Pedro Luiz

  • Daniel Bezerra

    Lula é o Robin Hood brasileiro, tirou do rico para dá aos pobres, principalmente ao pobre do filho dele que do dia para noite virou um empresário milionário.

    ******* **** ***** ***** ***** *****
    Caro Daniel, precisei cortar seu comentário da metade em diante porque você menciona um “boato” segundo o qual várias autoridades ali mencionadas estariam praticando crimes. Não posso divulgar esse tipo de boato, e sei que você compreende.

    Um abração

  • miguel y.

    em nenhum lugar do mundo ele escaparia do crime de responsabilidade. Mesmo que eventualmente não soubesse, ele deveria ser homem suficiente para assumir a responsabilidade. Isso é ser chefe. Assim é um pai responsável. Assim é um chefe de quaisquer coisas. Em suma, ele é um pusilânime!!!

  • Delmar Antonio Marquesa de Souza

    Sr. Ricardo Setti, peço-lhe vênia para tecer alguns comentários sobre os erros, incompetência e/ou má fé do ex-presidente Lula, que não sei como não faliu o Brasil. Tal os prejuízos e desvios de recursos que causou ao erário público. Senão vejamos:
    – entrega da petrobrás ao amigo Chaves da Venezuela;
    – concessão de reajuste desnecessário ao Paraguai, em face da Itaipu-Binacional, que só teria direito receber reajustes em 2025?
    – facilitou e contribuiu para que seu filho “Lulinha” metesse a mão no tesouro nacional e se transformasse em um dos homens mais ricos do país? Como, se antes da posse de Lula na presidencia da república, era servente em um Zoo de São Barnardo do Campo e percebia R$700,
    00 por mes?
    – fez doação à Gaza de R$10.000.000,00 e o SUS falido, educação sucateada, segurança pública ineficiente?
    -é o mentor intelectual e chefe do Mensalão, no entanto está livre e solto. Como isso é possível?
    Com a palavra a procuradoria geral da república, ministério público federal, Polícia Federal e Receita Federal do Brasil!
    Esta é a minha opinião, salve melhor juízo!