Mais um recorde do melhor jogador de futebol do mundo, o argentino Lionel Messi, 23 anos.

Ele já derrubara o de Ronaldo Fenômeno, que perdurava por década e meia, com seu gol de terça-feira, 12, contra o Shaktar Donetsk pela Liga dos Campeões da Europa – a fantástica marca de 47 gols marcados em uma única temporada pelo Barcelona.

Ontem, sábado, 16, alcançou outro com seu gol de pênalti no empate de 1 a 1 com o Real Madrid na casa do adversário: agora, com 49 gols, é o jogador de um time espanhol que mais marcou gols até hoje, em diferentes torneios, em uma única temporada.

O recorde anterior pertencia a ninguém menos do que o legendário, mítico Puskas, um dos maiores craques da história, figura principal da fabulosa seleção húngara que por trapaças da sorte não venceu a Copa do Mundo de 1954. Puskas deixou a Hungria em 1958, dois anos após a invasão soviética para sufocar uma rebelião contra a ditadura comunista, para radicar-se na Espanha, naturalizou-se espanhol – chamavam-no de Pancho Puskas – e tornou-se uma legenda também no clube de Madri.

O grande craque, que já abocanhara 5 campeonatos na Hungria por seu clube, o Honved, foi 5 vezes campeão da Espanha pelo Real Madrid, 4 vezes artilheiro do campeonato espanhol e ganhou 3 vezes a atual Liga dos Campeões. Nesta competição, em 2 das 3 finais de que participou, marcou 7 gols.

Com o fim do comunismo na Hungria, em 1989, e a consequente redemocratização, virou nome do principal estádio de futebol do país, o Puskas Ferenc Stadion, de Budapeste. Voltou a viver na Hungria e ao morrer, em 2006, foi sepultado com honras de chefe de Estado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =

1 comentário

Marco em 17 de abril de 2011

Amigo Setti: Vai ter 4 clássicos aí, ontem o Barça já botou a mão na taça, o q falta para o Messi são só os títulos, dizem aqui no RS, q há jogadores de Seleção e de Clubes, Puskas era ríval de Di Stefano ? Abs. Caro Marco, Puskas e Di Stefano atuavam juntos no Real Madrid -- Di Stefano camisa 9, Puskas camisa 10 --, e tinham a rivalidade natural dos que disputam a preferência da torcida. O velho Di Stefano continua firme, com quase 90 anos. Embora argentino, virou espanhol e é o presidente de honra do Real Madrid. Abraços

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI