VÍDEO COM CENA RARA: Michelle Obama manda bem dançando na TV

Michelle dançando com Jimmy Fallon: desenvoltura em público (Foto: vibevixen.com)

A Folha de S. Paulo apresentou ontem reportagem de Washington informando como grande novidade, com ares de notícia exclusiva — como de hábito — a hipótese, cada vez mais aventada, de que a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, incursione por carreira política própria depois que o marido, Barack Obama, deixar definitivamente a Casa Branca, em janeiro de 2015.

Na verdade, a possibilidade vem sendo comentada há muito tempo por diferentes veículos, e até este modesto blog deu palpite nesse sentido. As razões são, obviamente, a grande exposição de que Michelle desfruta na mídia, mas também seu carisma pessoal, seus dotes de oratória, sua sólida formação como advogada e sua facilidade para se apresentar em público.

Demonstração ultra-eloquente desta última habilidade foi o show que Michelle deu no talk-show do apresentador e humorista Jimmy Fallon, da rede de televisão NBC, com quem dançou com grande desenvoltura. Com Fallon de peruca, maquiado e com roupas femininas — a canção que dançaram fala das mães –, a intenção de Michelle foi divulgar a campanha de sua iniciativa “Let’s Move” (“Vamos nos Mexer”), que incentiva pais a praticarem atividade física junto aos filhos como forma de melhorar a saúde de todos.

Vejam no vídeo como Michelle manda bem:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário

  • arilson sartorato

    LÁ A PRIMEIRA DAMA DANÇA, AQUI A EX PRIMEIRA DAMA ‘DANÇOU’ OU SEJA **** *** **** **** ** *****.

  • marcelo cunha - rib preto/sp

    Então tá. Já deu né?
    Que forçação de barra c/ essa mulher.

    “Forçação de barra”? Dezenas de milhões de pessoas no planeta estão assistindo a este vídeo, ela é mulher do presidente do país mais poderoso do mundo… e por aí vai.

    Você já ouviu falar em uma coisa chamada “notícia”?

  • Gote

    Melhor foi a resposta conservadora:
    http://www.youtube.com/watch?v=T1iRdUwnFWo&list=UU61qQBrHiNKprDXW5ZnLPyQ&index=1
    E melhor ainda a histeria esquerdista, que não admite que ninguém critique a família Obama.

  • Téia

    Simpatia , despojamento mesmo que marqueteiro igualzinho a ex primeira muda Marisa Letícia a que nada construiu de útil a não ser suas plásticas.

  • moacir

    Setti,
    Apesar da resposta conservadora ter sido muito bem humorada,é legal que a Michelle participe de campanhas assim.Ela é jovem,é bonita,é ativa profissionalmente,articula muito bem,tem muita estrada pela frente e irá longe.
    Abraço

  • hamilton

    michelle obama rocks!!!!!

  • maria luiza guião bastos

    GOL DE PLACA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Quem não votaria nela????????????

  • marcelo cunha - rib preto/sp

    Sr Setti, não precisa ficar bravo comigo não.
    É só a minha opinião. Acho que tem muita “forçação de barra” c/ a mulher do Presidente Obama.
    Só isso.

  • Val mendes

    Gostei do vídeo.Achei engraçado, mas não é um papel para uma primeira dama fazer! Mas acho ela carismática!

  • Blumenau

    Ricardo.
    Michelle pode tudo!Linda,inteligente,moderna,sempre na dose certa.
    Pensa…Ela é a amada do Obama!Uau!Perfeito.

  • Lucciano

    Simpática e dança bem, eu gostei, jamais imaginaria a Michelle fazendo algo parecido.
    Eu fiquei tentando imaginar um vídeo do Lula e da Rose, qual hilário iria ficar.

  • Paulo Cesar Ferreira

    Isso não é primeira dama, tal qual o marido, apenas uma animadora de palco. Aconselho ao sr. Setti, obamista de plantão, colocar em seu blog o vídeo do discurso do dr. Benjamin Carson… É uma verdadeira aula de compostura. Obama e Michelle estão lá também!

    “Obamista de plantão”, hahahaha. Que piada. Divirta-se com os fascistas da direita radical religiosa dos EUA, de quem você parece grande fã. Você também acha que Obama não nasceu nos Estados Unidos e é agente de uma conspiração demoníaca contra o país?

  • Ricardo Ferreira

    Só aqui poderíamos ver uma matéria como esta,não é a toa que brasileiro adora os EUA.Primeira Dama com um swing desses não é para qualquer uma não.

  • Roco

    Setti, quem são os “os fascistas da direita radical religiosa” americana? Qualquer um que se oponha ao Obama?
    Por que não gostar da atuação do Obama e da mulher dele seria antiamericanismo?

    Os “fascistas da direita radical religiosa” são os fascistas da direita radical religiosa. É piada uma pessoa do seu nível de conhecimento fingir que não sabe da existência desse segmento grande, influente e perigoso de pessoas, que se pudessem mandariam para a fogueira quem pensa e age diferente deles.
    É óbvio que não se trata de qualquer um que se oponha ao Obama, muito menos de quem não gosta da mulher dele.

  • Felipe Goltz

    Caro Ricardo,

    Embora Michelle Obama não seja uma política propriamente dita é a mulher do homem mais poderoso do planeta. Ou, “apenas e tão somente” a primeira-dama do país mais poderoso do mundo. O que não é pouco, convenhamos. Por esta razão, penso que quando a política, encarnada na figura de Michelle Obama, parte para a espetacularização, encantando plateias mundo afora com suas performances artísticas em um palco de um show de humor, é porque não há mais política da maneira como deveria ser. Discrição é fundamental nesse business. O governo de seu marido é fraco, abusa da demagogia com o eleitorado, é cego para questões geopolíticas prementes e muito lento para agir com maior vigor quando dele se espera. Imagine se, durante o governo do Apedeuta, dona Marisa aportasse no Domingão do Faustão fazendo números no “Se Vira nos 30”? A chacota correria solta, não acha? Acho que o lugar da primeira-dama dos EUA – uma nação ainda não bananeira, mas que parece realmente invejar os países dos trópicos produtores desta fruta – não pertence a este tipo de gracejo, que pode ser até bonitinho. Mas muito ordinário, como diria o velho Nelson.
    Abs,
    Felipe

  • Paulo Cesar Ferreira

    Setti, você como articulista é fraco. Não vá além do YouTube!!!

    Sou fraquinho, fraquinho. Toda a minha carreira profissional se deve a favores que recebi dos patrões e dos chefes. Meu mérito é zero.

    Mas, modestamente, creio ser melhor articulista do que você é comentarista, a julgar pela profundidade do profundo, filosófico e complexo texto que você postou aqui e que acabo de ler.

  • Paulo Cesar Ferreira

    Minhas pobres argumentações, eivadas de clichês, não serão utilizadas na resposta a seu “comentário”. Vá passear! Me deixe em paz em minha infinita mediocridade e ignorância.

  • FILÓSOFO

    Realmente a Michelle como primeira-dama é uma grande dançarina. Nós que estamos aqui do outro lado do muro ( ou melhor no quintal dos E.U.A. ) ficamos deslumbrados com a “performance” dela – faria inveja às mulatas do Sargenteli.

  • razumikhin

    Sou mais a Beyoncé (muito mais..). Michelle, fica em casa. Nos poupe.