Image
Michelle dançando com Jimmy Fallon: desenvoltura em público (Foto: vibevixen.com)

A Folha de S. Paulo apresentou ontem reportagem de Washington informando como grande novidade, com ares de notícia exclusiva — como de hábito — a hipótese, cada vez mais aventada, de que a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, incursione por carreira política própria depois que o marido, Barack Obama, deixar definitivamente a Casa Branca, em janeiro de 2015.

Na verdade, a possibilidade vem sendo comentada há muito tempo por diferentes veículos, e até este modesto blog deu palpite nesse sentido. As razões são, obviamente, a grande exposição de que Michelle desfruta na mídia, mas também seu carisma pessoal, seus dotes de oratória, sua sólida formação como advogada e sua facilidade para se apresentar em público.

Demonstração ultra-eloquente desta última habilidade foi o show que Michelle deu no talk-show do apresentador e humorista Jimmy Fallon, da rede de televisão NBC, com quem dançou com grande desenvoltura. Com Fallon de peruca, maquiado e com roupas femininas — a canção que dançaram fala das mães –, a intenção de Michelle foi divulgar a campanha de sua iniciativa “Let’s Move” (“Vamos nos Mexer”), que incentiva pais a praticarem atividade física junto aos filhos como forma de melhorar a saúde de todos.

Vejam no vídeo como Michelle manda bem:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =

Nenhum comentário

razumikhin em 15 de dezembro de 2013

Sou mais a Beyoncé (muito mais..). Michelle, fica em casa. Nos poupe.

FILÓSOFO em 22 de março de 2013

Realmente a Michelle como primeira-dama é uma grande dançarina. Nós que estamos aqui do outro lado do muro ( ou melhor no quintal dos E.U.A. ) ficamos deslumbrados com a "performance" dela - faria inveja às mulatas do Sargenteli.

Paulo Cesar Ferreira em 22 de março de 2013

Minhas pobres argumentações, eivadas de clichês, não serão utilizadas na resposta a seu "comentário". Vá passear! Me deixe em paz em minha infinita mediocridade e ignorância.

Paulo Cesar Ferreira em 21 de março de 2013

Setti, você como articulista é fraco. Não vá além do YouTube!!! Sou fraquinho, fraquinho. Toda a minha carreira profissional se deve a favores que recebi dos patrões e dos chefes. Meu mérito é zero. Mas, modestamente, creio ser melhor articulista do que você é comentarista, a julgar pela profundidade do profundo, filosófico e complexo texto que você postou aqui e que acabo de ler.

Felipe Goltz em 21 de março de 2013

Caro Ricardo, Embora Michelle Obama não seja uma política propriamente dita é a mulher do homem mais poderoso do planeta. Ou, "apenas e tão somente" a primeira-dama do país mais poderoso do mundo. O que não é pouco, convenhamos. Por esta razão, penso que quando a política, encarnada na figura de Michelle Obama, parte para a espetacularização, encantando plateias mundo afora com suas performances artísticas em um palco de um show de humor, é porque não há mais política da maneira como deveria ser. Discrição é fundamental nesse business. O governo de seu marido é fraco, abusa da demagogia com o eleitorado, é cego para questões geopolíticas prementes e muito lento para agir com maior vigor quando dele se espera. Imagine se, durante o governo do Apedeuta, dona Marisa aportasse no Domingão do Faustão fazendo números no "Se Vira nos 30"? A chacota correria solta, não acha? Acho que o lugar da primeira-dama dos EUA - uma nação ainda não bananeira, mas que parece realmente invejar os países dos trópicos produtores desta fruta - não pertence a este tipo de gracejo, que pode ser até bonitinho. Mas muito ordinário, como diria o velho Nelson. Abs, Felipe

Roco em 20 de março de 2013

Setti, quem são os "os fascistas da direita radical religiosa" americana? Qualquer um que se oponha ao Obama? Por que não gostar da atuação do Obama e da mulher dele seria antiamericanismo? Os "fascistas da direita radical religiosa" são os fascistas da direita radical religiosa. É piada uma pessoa do seu nível de conhecimento fingir que não sabe da existência desse segmento grande, influente e perigoso de pessoas, que se pudessem mandariam para a fogueira quem pensa e age diferente deles. É óbvio que não se trata de qualquer um que se oponha ao Obama, muito menos de quem não gosta da mulher dele.

Ricardo Ferreira em 20 de março de 2013

Só aqui poderíamos ver uma matéria como esta,não é a toa que brasileiro adora os EUA.Primeira Dama com um swing desses não é para qualquer uma não.

Paulo Cesar Ferreira em 19 de março de 2013

Isso não é primeira dama, tal qual o marido, apenas uma animadora de palco. Aconselho ao sr. Setti, obamista de plantão, colocar em seu blog o vídeo do discurso do dr. Benjamin Carson... É uma verdadeira aula de compostura. Obama e Michelle estão lá também! "Obamista de plantão", hahahaha. Que piada. Divirta-se com os fascistas da direita radical religiosa dos EUA, de quem você parece grande fã. Você também acha que Obama não nasceu nos Estados Unidos e é agente de uma conspiração demoníaca contra o país?

Lucciano em 19 de março de 2013

Simpática e dança bem, eu gostei, jamais imaginaria a Michelle fazendo algo parecido. Eu fiquei tentando imaginar um vídeo do Lula e da Rose, qual hilário iria ficar.

Blumenau em 19 de março de 2013

Ricardo. Michelle pode tudo!Linda,inteligente,moderna,sempre na dose certa. Pensa...Ela é a amada do Obama!Uau!Perfeito.

Val mendes em 19 de março de 2013

Gostei do vídeo.Achei engraçado, mas não é um papel para uma primeira dama fazer! Mas acho ela carismática!

marcelo cunha - rib preto/sp em 19 de março de 2013

Sr Setti, não precisa ficar bravo comigo não. É só a minha opinião. Acho que tem muita "forçação de barra" c/ a mulher do Presidente Obama. Só isso.

maria luiza guião bastos em 18 de março de 2013

GOL DE PLACA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Quem não votaria nela????????????

hamilton em 18 de março de 2013

michelle obama rocks!!!!!

moacir em 18 de março de 2013

Setti, Apesar da resposta conservadora ter sido muito bem humorada,é legal que a Michelle participe de campanhas assim.Ela é jovem,é bonita,é ativa profissionalmente,articula muito bem,tem muita estrada pela frente e irá longe. Abraço

Téia em 18 de março de 2013

Simpatia , despojamento mesmo que marqueteiro igualzinho a ex primeira muda Marisa Letícia a que nada construiu de útil a não ser suas plásticas.

Gote em 18 de março de 2013

Melhor foi a resposta conservadora: http://www.youtube.com/watch?v=T1iRdUwnFWo&list=UU61qQBrHiNKprDXW5ZnLPyQ&index=1 E melhor ainda a histeria esquerdista, que não admite que ninguém critique a família Obama.

marcelo cunha - rib preto/sp em 18 de março de 2013

Então tá. Já deu né? Que forçação de barra c/ essa mulher. "Forçação de barra"? Dezenas de milhões de pessoas no planeta estão assistindo a este vídeo, ela é mulher do presidente do país mais poderoso do mundo... e por aí vai. Você já ouviu falar em uma coisa chamada "notícia"?

arilson sartorato em 18 de março de 2013

LÁ A PRIMEIRA DAMA DANÇA, AQUI A EX PRIMEIRA DAMA 'DANÇOU' OU SEJA **** *** **** **** ** *****.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI