Image
Operários do Maracanã: segunda greve desde o início das obras (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Amigos do blog, é evidente que, como cidadão, jornalista e fã de futebol, torço muito para que o Brasil seja capaz de sediar uma Copa do mundo memorável. Espero, sinceramente, que não passemos vergonha com estádios mal acabados, ou que inauguremos obras de infraestrutura que desmoronem em pouco tempo. Muito menos gostaria de ler manchetes relacionando a Copa no Brasil a esse brasileiríssimo problema, o superfaturamento das obras.

Mas tenho que ser, também por cidadania e profissão, cético. E, ao analisar o pacote sobre a Copa 2014 publicado pelo site de VEJA, hoje, quando se celebra em várias cidades-sede – com presença dos principais políticos do país – a contagem regressiva de mil dias para o Mundial, não posso negar minha enorme preocupação.

Entre os muitos focos para nossa dor de cabeça estão as obras paradas, greves por más condições de trabalho no Maracanã e no Mineirão, aeroportos sem perspectiva de melhora, o uso de dinheiro público no estádio do Corinthians (cujas obras Ronaldo Fenômeno visitou hoje) e atrasos, a maioria deles inadmissível, sobretudo se considerarmos que o Brasil foi confirmado como anfitrião há quatro anos.

Quatro anos! Quatro longos anos! Mais de mil dias!

Image
Ronaldo Fenômeno visitando as obras do Itaquerão (Foto: Nelson Antoine/Fotoarena)

Enfim, não dá para ignorar tantos problemas. Tampouco a voz da opinião pública, que, cada vez mais, pelo que vemos, considera que está será a “Copa da Corrupção”.

Leiam aqui o levantamento feito por VEJA.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 1 =

Nenhum comentário

reinaldo em 16 de setembro de 2011

Caro Setti. Se a Seleção estiver pronta será um milagre! Um abraço.

Glauco Magalhães em 16 de setembro de 2011

Caro Setti, Por favor, leiaa o meu comentário novamente e com sua veia irônica aberta. Corrija a falta de aspas em surpreender. Então a obviedade de Brasília, São Paulo, etc., vai ficar clara. Inclusive a desfaçatez da Sra. Miriam Belchior . Mas, por gentileza, leia de novo e com atenção. Obrigado, um abraço. Acabo de fazer. Deus do céu, você tem toda razão! Que bobeada, a minha! Vou tirar aquela resposta cretina que escrevi, caro Glauco. Abração

Octávio em 16 de setembro de 2011

Ricardo, acabo de ler que o ministro Orlando Silva, apelou pelo patriotismo dos grevistas. O governo não “tem noção” mesmo. Desde quando pobre é patriota? O povão vota com o estômago e só elegeu o PT por causa das bolsa-isso e bolsa-aquilo. Não tem essa de “gratidão” e e nem de “patriotismo”. Paga recebe, não paga, perde. Sr. Ministro, experimenta entrar sem guarda-costa num canteiro de obras e pedir para o cara se ralar de trabalhar em troca de patriotismo......experimenta vai? Você conhece a famosa frase segundo a qual "o patriotismo é o último refúgio dos canalhas"? Abraços

carlos nascimento em 16 de setembro de 2011

Ricardo, Necessitamos de reflexões, no post acima o Senador Demóstenes alerta para a gravidade da economia em âmbito mundial, nosso País tem seríssimos problemas de infra estrutura, educação,saúde,segurança, mobilidade, telefonia, internet, etc.., além de uma base politica em frangalhos, carcomida pela corrupção, pergunto: A Copa de Futebol seria uma prioridade nesse momento, ou teremos que carregar mas esse ônus em nossas costas, já não chega o peso da carga tributária, o montante da dívida que serão gerados e torrados em ágio corrupto, pois todos nós sabemos que as obras serão turbinadas, para piorar o evento vai ocorrer próximo ao processo de renovação eleitoral, ai tome verbas de caixa sei lá qual número, vai ficar difícil segurar o rombo. A inflação já se anima, o bicho está engordando, todos nós sabemos a desgraça que é a inflação, vejo que tantos anos de sacrifício, estão indo para o ralo.

Glauco Magalhães em 16 de setembro de 2011

Deixei de fechar o meu comentário abaixo com um abraço. Por favor, acrescente. Obrigado, Glauco Magalhaes

Glauco Magalhães em 16 de setembro de 2011

Caro Setti, A propósito ontem (15/09) no Globo, a ministra Miriam Belchior, justificando os atrasos, declarou que o Brasil foi indicado para sediar a Copa em 2007, mas que as cidades-sedes só foram escolhidas em 2009. E ela não deixa de ter razão. Afinal, não podíamos correr o risco de construir estádios e infra estrutura em em Santa Rita do Jacutinga, Santa Bárbara do Tugúrio, Santana dos Garrotes ou São Raimundo Nonato para depois a dona FIFA nos surpreender com as indicações de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Brasília. Ou seja, adiantar obras nestas cidades seria realmente uma temeridade. Ainda bem que nós há algum tempo estamos bem servidos de gerentonas: Dilma Roussef, Erenice Guerra e, agora, esta inacreditável Miriam Belchior.

selminha em 16 de setembro de 2011

Setti, chego à conclusão de que será melhor para o Brasil não sediar a Copa. O vexame será menor. Parece que a FIFA tem a prerrogativa de mudar o país-sede se, até determinada data, o atual não mostrar capacitação para recebê-la. Pelo andar da carruagem, só os muito otimistas (ou irrealistas) ainda confiam na nossa capacidade. Nâo só não a temos, como a corrupção torna tudo mais difícil. Quem não tem competência não se estabelece!! Infelizmente não estaremos livres desta vergonha.

Marcelo Meireles em 16 de setembro de 2011

Os estádios estarão prontos. Os aeroportos serão ampliadados. O Brasil não tem de ficar nessa de "não temos capacidade" ou "não devíamos ter topado fazer". Os desafios ajudam o país a crescer. - Feio mesmo tá o TIME ! - E o pior de tudo, que a Mídia vê, de vez em quando até dá uma esperneadinha : A Globo sentou em cima da Seleção. Age como dona. Tá descaradamente escalando jogador, e na quarta feira, até deu uma ameaçada no Mano. Foi qdo Galvão Bueno disse que "o Parreira tem acompanhado tudo". Do Galvão Bueno dá para esperar tudo... -

Malur em 16 de setembro de 2011

Já que da corrupção será difícil nos livrarmos, peçamos a Deus que só nos reserve o vexame, se a tanto estivermos destinados. Que não haja acidentes, nem atentados a pessoas ou locais.

Dulci - SP em 16 de setembro de 2011

Oi Ricardo, chega a doer só em pensar como ficaria nosso país se esse dinheiro todo fosse investido em escolas, hospitais, estradas, segurança. Ninguém com um mínimo de responsabilidade teria concordado em sediar a copa aqui. Todos aqueles (lembro bem deles todos comemorando)que se prestaram a isso são responsáveis pelo previsível vexame que vai nos marcar. A parte boa é que o PT vai sair muito mal dessa história. Adoro o seu jeito ponderado, sensato, educado. Um abraço. Fico feliz de saber que você gosta do meu trabalho. Muito obrigado por sua visita e seu comentário. Um abração

Alexandre em 16 de setembro de 2011

O colunista cético... Leitor resignado... Conclusão: Não devíamos ter aceitado o desafio, não temos capacidade para isso. A sensação do constrangimento está cada vez mais forte. Está tudo travado.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI