Ministros do Supremo poderão ganhar mais e chegar a 28 mil por mês. Acho muito pouco

O plenário do Supremo: responsabilidade tão grande quanto a carga de trabalho (Foto: Nelson Junior/STF)

A Câmara dos Deputados está examinando um projeto de lei para aumentar os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal — atualmente em torno de 26,7 mil reais por mês — para 28 mil reais.

Podem me criticar à vontade se quiserem, mas apoio plenamente a medida.

Independentemente de quem esteja no Supremo neste momento, a instituição Supremo é um dos fundamentos da democracia e do Estado de Direito no país.

Seus 11 ministros — apenas 163 brasileiros até hoje exerceram a função — têm uma responsabilidade imensa e uma gigantesca carga de trabalho.

Apoio o aumento salarial, e ainda acho pouco, muito pouco. Garotos do mercado financeiro ganham mais do que isso antes de atingir 30 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

40 Comentários

  • André

    Prezado Setti,

    Concordo inteiramente com vc. É pouco mesmo. Mas não devemos esquecer que esse é o valor apenas do salário, existem outros benefícios, não existem? Moradia, carro oficial com motorista, verbas e similares, não é?

  • Marco

    Amigo Setti: A lei de John Randolph, constituinte na Convenção de Filadélfia: “O mais delicioso dos privilégios é gastar o dinheiro dos outros”.
    Abs.

  • Tuco

    .

    E então, Grande RSetti!
    Aí na Espanha, quanto
    estão ganhando os mais
    altos do judiciário?

    Ganham 214.165 euros por ano, o que, fazendo as contas por alto, dá 43 mil reais por mês.
    Abração, caro Tuco.

    .

  • nilza bellini

    é pouco.

  • Marcus Borelli

    Ricardo

    Tenho que discordar pois nos países desenvolvidos e civilizados um juiz não ganha 51,3 vezes mais do que um cidadão que ganha o mínimo do local. Aliás Ricardo o salário médio de quem tem nível superior é de apenas R$ 1.490,00. Eu não acho isto justo. Tem um juiz do STF que foi reprovado 2 vezes em concurso para juiz e é juiz do STF? Francamente. Um abraço.

  • Dexter

    A diferença entre 26,7 e 28 mil é ridícula.
    Não é ela que desmoraliza.
    O que faz diferença mesmo é ver a rapidez que são decididos os novos salários e/ou benesses nos três podres poderes.
    Na minha opinião, reitero, qualquer funcionário sustentado pelos contribuintes só pode ter benefícios DEPOIS que TODA a população também tiver.
    Não concordo em pagar plano de saúde para parlamentares e sua família em hospitais de primeira inclusive no exterior, por exemplo.
    O dinheiro arrecadado com impostos pagos pela população deve ser gasto primeiro com a população.
    Ou , no mínimo, ser dividido equitativamente.

  • RUY

    Caro Ricardo,
    Até que enfim alguém reconhece que os ministros do STF e dos demais tribunais superiores, que suportam uma enorme carga de trabalho e – principalmente – de responsabilidades, que têm o dever de resistir a pressões fortíssimas no desempenho de suas funções, percebem uma remuneração baixíssima e que, quando aposentados ainda se submetem a um período de “quarentena” (necessária por imperativo ético)- reconheça-se – para reinserção no mercado de trabalho, percebem remunerações incompatíveis com gravidade e a relevância de suas funções.
    É muito fácil olhar-se, apenas, o valor da remuneração sem levar em conta o real valor do trabalho desempenhado para a sociedade e a democracia.
    Pelo excesso de trabalho – provocado (é bom que se diga) pelo excesso de recursos interpostos, repetitivamente, em especial pelos entes dos governos – os tribunais superiores tornaram-severdadeiras “máquinas de moer carne”, afogando seus integrantes em uma quantidade invencível de processos.
    Estou – como sempre – com você, e não abro. Parabéns pela independencia de dizer o que, com certeza, vai desagradar tanta gente de mentalidade poluida.
    Um forte abraço.

  • Silas S. Carvalho

    Se for para defender a democracia e o Estado Democrático de Direito, o salário dos ministros do STF pode até ser considerado pouco. Ocorre que na maioria das vezes, o STF atua apenas na defesa da impunidade dos membros do Executivo e Judiciário, e nesse caso, o custo do STF é altíssimo para os brasileiros.
    Se os ministros do STF se dignarem a punir convenientemente os mensaleiros antes que seus crimes prescrevam, e reconhecerem a validade da Lei da Ficha Limpa, todos nós iremos achar justa a sua reivindicação de aumento salarial. Mas se a sua função for apenas a de chancelar a impunidade da quadrilha que tomou de assalto o poder, e ainda inutilizarem uma lei importantíssima e fruto de uma legítima aspiração do Brasil que presta, o seu salário não será apenas alto. Será muuuito alto!

  • Octávio

    Bem observado. Estes juízes são produto de uma seleção natural de décadas, muito estudo, desempenho de funções em várias esferas do Poder Judiciário, enfim, são poucos entre os poucos. E seus cargos em nada devem ser ingenuamente confundidos com os mandatos políticos.

  • Oi Ricardo,

    Concordo que eles podem ganhar mais. E poderia encerrar o comentário aqui.

    Mas como polêmica é bom (trololo)vamos lá: acho que a comparação com os garotos do mercado financeiro de 30 anos é absolutamente aleatória. Garotos nos times de futebol ganham mais do que isso antes de atingir 20 anos. Cantores sertanejos… Mark Zuckerberg…

    Parecemos estar sempre assaltados pelos Jacques. “Jáque” o menino ganhou tanto… e vai no outro sentido também “Jáque” o seu ministro ganha tanto, o assessor, a recepcionista, a moça do café… assim vai a lógica do Jacques de Brasília, onde um policial civil ganha R$ 14 mil por mês para acalmar briga de vizinhos, enquanto que no Rio de Janeiro um policial civil ganha R$ 1.400 por mês para levar bala no morro. (Agora sim uma comparação não-aleatória, já que estamos pensando sobre justiça salarial).

  • Marcus Borelli

    Errata:
    Ricardo

    Tenho que discordar pois nos países desenvolvidos e civilizados um juiz não ganha 51,3 vezes mais do que um cidadão que ganha o mínimo do local. Aliás Ricardo o salário médio de quem tem ensino superior é de apenas R$ 1.490,00. Eu não acho isto justo. Tem um juiz do STF que foi reprovado 2 vezes em concurso para juiz e é juiz do STF? Francamente. Um abraço.

  • Naldo

    Garotos do mercado financeiro podem perder o emprego a qualquer momento, Setti. E na aposentadoria vão viver do dinheiro que investiram. Que argumento infeliz! Que comparação descabida!

  • joao jose augusto

    Desde alguns meses o tenho acompanhado. Até então, não, mesmo composições diferentes sobre algum ou outro assunto, não achei que valeria a pena interagir. Mas, hoje, penso que vc não pensou direito no que escreveu. Tomando seu argumento por base, fico imaginando se vc comparasse os ganhos dos juizes com os dos artistas, jogadores de futebol, etc,etc. Lembro, apenas, que os tais operadores de bolsa (nada mais são que jogadores de um outro tipo de cassino. Poxa Ricardo, esta foi terrivel de aguentar. Imagine sair por ai justificando ganhos salariais de determinadas categorias comparando-as com outras?…Então, imagino quanto deveria ganhar um presidente dos EUS, um presidente do Banco Central deles?..

  • José Figueredo

    Pelo peso e pelo desgaste piscológico emocional ao destrinchar as mil chicanas criadas pelo legislativo e executivo e ainda segurar o rojão das libertinagens dos políticos,neste emaranhado de incongruências de um código civil velho e caduco do tempo que as brigas eram de foice.Governar o povo é tarefa para líderes.Interpretar,aplicar a lei e proteger o País de seus próprios arroubos é tarefa para “MESTRES” que devem serem bem recompensados.

  • roberto

    Caro Setti.
    Infeliz sua comparação com “meninos” do mercado financeiro.
    Nesse seguimento do mercado tem que ser muito bom prá ganhar essa quantia.
    Talvez fôsse mais válido comparar com Tribunais superiores de outras partes ndo mundo.
    Veria que nossos Ministros estão entre os mais bem pagos do mundo e sem as milhares de mordomias que pagamos para sustentá-los.
    Que tal comparar com aposentados que pagaram por sua “PREVIDÊNCIA” e são escamoteados ano após ano com o achatamento de suas aposentadorias pro governo praticar “ASSISTÊNCIALISMO” ? O Brasil é um dos países mais desiguais do Mundo.
    Enquanto isso,banqueiros,empreiteiros,usineiros se fartam cada vez mais com esse governo “progressista”.
    QUE PAÍS É ESSE?

  • SergioD

    Ricardo, concordo plenamente. Pela responsabilidade e relevância do cargo seus salários deveriam ser muito superiores aos 28.000 reias projetados.
    O problema é a utilização do mesmo como indexador de diversos outros salários no serviço público. Como podemos terminar com isso? Seria necessária uma emenda constitucional ou uma simples lei?
    um abraço

  • Noah Shuster

    Ricardo,
    .
    Pois nessa eu discordo.
    .
    E o efeito multiplicador pra as contas públicas com esse aumento?
    .
    O Brasil já paga hoje 11% do PIB com previdência. Isso num País de jovens. Ou se faz uma reforma nessas questões, ou iremos entrar pelo cano, como Grécia, Itália, etc.

  • Kitty

    Olá Ricardo,
    Pode até ser que seja pouco os $ 28 mil por mês que possam vir a ganhar os Ministros do Supremo. Embora eles tenham outros privilégios como complemento salarial, dois meses de férias, carro e motorista, moradia, aposentadoria vitalícia. No entanto, os julgamentos primam pela morosidade, os crimes prescrevem pela demora em ser julgados, a quadrilha do mensalão vão ficar sem punição, porque esta prestes a prescrever, pela palhaçada de Battisti, e, muitos outros casos.
    Aqui, caro Ricardo tem dois exemplos de distorção salarial que gostaria lhe comentar só para mostrar as diferenças abissais que acontecem no país desigual. O comentário é de uma professora e escritora: “ No fantástico foi comentado que as presidiárias estariam ganhando 615 Reais pelos serviços de Call Center que era feito no próprio presídio. Não deixava de ser uma ótima noticia, pois assim, elas estariam ocupadas e se sentido úteis. Mas, também pensou que ser prisioneira hoje, é bem melhor que ser professora prestadora de serviço—pró-têmpore—que só ganha salário mínimo de 545 Reais. Imediatamente veio a imagem do seu contra-cheque guardado na sua bolsa com o valor é de 930 Reais em esse momento se sentiu envergonhada de se mesma e aí ficou pensando quão pouco ganham os professores diante de tudo o que dizem que eles representam. São eles que formam os futuros profissionais, e como eles são cobrados! Se o aluno não aprende, a culpa é deles, se a evasão esta aumentando a culpa é deles. Se o aluno é indisciplinado, a culpa é deles. E a carga é pesadíssima! Cabisbaixa pensa que talvez não tenha sabido fazer melhores escolhas para a sua vida e pensou que a essa altura do campeonato, era se recolher na sua insignificância!
    Voltando aos queixosos Ministros do Supremo esse exemplo serve para pensar que para ser o que eles são hoje precisaram da ajuda desses mestres! Claro que temos que respeitar as distâncias, longe de mim e da professora comparar as cansativas e exaustivas tarefas de suas eminências.!
    Ricardo você seguramente estará pensando que este comentário não tem nada a ver com o seu post, mas quis lhe mostrar que eles, os ministros, merecem ganhar muito mais, mas há outros que também mereceriam ganhar um pouco melhor, não acha?
    Um abraçao-Kitty

  • Lucia s

    Sendo isentos politicamente e cumprindo a Constituição, caro Setti, tenderia a concordar com vc.
    Sem mais.

  • Observador100

    Caro Setti
    Em tese voce pode estar com a razão porém penso que devemos analisar sobre a ótica, por exemplo, da relação entre este salário e a renda per capta do brasileiro. Não concordo também com a alusão aos “garotos” do mercado financeiro(não sou um deles). Ganham até mais do que isto porque tem alguém, que não é o governo, que acha que eles valem isto. Se não vamos acabar justificando o salário do STF com os rendimentos do Neymar.
    abraço

    Pois eu acho, caro Obsrevatório, que também há alguém, e muitos alguéns, que acha(m) que os ministros do Supremo valem mais do que ganham.

  • Observador100

    Meu caro Setti, lendo os comentários concluí que voce mandou a “maior bola fora”. Acontece
    abraço

  • Julian Matos

    Caro Ricardo:
    Concordo com o comentário do leitor roberto (19:38). Caro ou barato depende da referencia. Não acho que ela deve ser os salários do mercado financeiro. Apresento alguns dados: na Espanha, um juiz do Tribunal Supremo ganha ao ano aprox. R$ 327.000,00 (137.000 euros) e o segundo salário mais alto da Europa, só perde para os ingleses; nos EUA, um juiz da Suprema Corte ganha aprox. R$ 370.000,00 (USD 213.900); no Brasil, considerando um salário de R$26.500,00 mensais, vamos a um total R$ 355.911,00 anuais (com 13º e adicional de férias, apliquei os critérios de um trabalhador normal pela CLT, mas acho que os benefícios são superiores), com o novo salário de R$ 28.000,00, vamos a R$ 373.240 anuais. Lembro que o PIB per capita da Espanha é três vezes o brasileiro e o americano quatro vezes.
    De todas formas, não acho que este seja realmente um problema para o déficit público ou um flagrante erro de política púbica. Como você disse a responsabilidade é grande. Puntualizo, no entanto, que o salário atual está ajustado com os mais altos do mundo.
    No entanto, considero escandaloso que um juiz em inicio de carreira, um procurador ou promotor e outros tantos cargos que tem seu salário vinculado ao salário do STF, comecem ganhando um 80% do salário do ministro do STF. Ainda não conheci exemplo de país que um juiz no inicio da carreira ganhe salários desse importe. Além disso, se eliminam todos os incentivos de progressão da carreira.
    Nossos alunos de direito mais talentosos, especialmente fora de São Paulo, estão sendo atraídos para os concursos públicos desprezando a iniciativa privada que é onde se gera a riqueza para financiar o trabalho de juízes, procuradores e promotores.
    Um abraço,
    Julian Matos

    Os dados que divulguei em resposta a um leitor são um pouco diferentes dos seus, caro Julian, mas, de todo modo, concordo com você que o absurdo no Brasil, entre outros mais, é a indexação automática dos salários. Isso é um torvelinho que não acaba mais e não ocorre apenas entre membros do Judiciário.

  • Luiz Antônio

    Desde que tenha competência e grande saber jurídico, concordo. Mas com os atuais ministros,que julgam usando critérios tortos, políticos e pessoais, ignorando muitas vezes a constituição, demonstrando total falta de respeito com a população, o salário é muito alto.

  • jackson

    Prezado Ricardo,
    escrevo para concordar com você literalmente. É uma carga e responsabilidade que são desproporcionais ao salário. Só para lembrar que os “28 mil”, terão um desconto de 40 por cento, ou seja, o salário real será de R$ 16.800,00 e ponto. Poucos dizem isso.

  • Julian Matos

    Oi, Ricardo:
    Uma correção em relação a informação que eu apresentei sobre os salarios de juízes da Espanha. Ele não é o segundo mais altos, mas está entre os mais altos. O valor de 137.000 euros corresponde ao ano 2008, com uma inflação de 2%-3% ao ano, não deve ter ocorrido muita variação.
    A fonte é um informe do Conselho da Europa (não é União Europeia) na página 210, os salários dos juízes na mais alta corte, e nas páginas 205-206, os salário no início da carreira.
    Deixo o link em inglês: https://wcd.coe.int/com.instranet.InstraServlet?command=com.instranet.CmdBlobGet&InstranetImage=1694098&SecMode=1&DocId=1653000&Usage=2
    Um abraço,
    Julian Matos

  • Thik tank

    “Garotos do mercado financeiro ganham mais do que isso antes de atingir 30 anos.”
    É interessante este seu raciocínio e o seu argumento de contorcionista, parece daquele deputado justificando o próprio aumento afirmando que até os jogadores de futebol ganham mais. Provavelmente melhor contribuiria com os leitores se mostrasse o impacto e a implicação do custo ao cidadão brasileiro que a ausência de marco jurídico no país graças a estes que “merecem ganhar mais” acarretam a todos os empreendedores as pessoas honestas, pagam um spread estratosférico graças ao desserviço prestado por estes, pois aqueles que emprestam sabem de antemão que se algo desandar terá pela frente décadas e mais décadas para fazer valer na “justiça” o cumprimento do acordo assinado.
    Basta ver a diferença onde o spread é baixo como no USA, e a rapidez estes servidores, boa ilustração é o caso Madoff, o golpe estourou em dezembro de 2008, já em maio de 2009 estava todo o processo transitado em julgado.
    O que aconteceria com os garotos do mercado se fizessem um “trabalho” como a que fizeram no caso Batistti? Ou se enrolassem mais de 5 anos casos importantíssimos e gravíssimo de corrupção como MENSALÃO-2005? Quantos destes apaniguados do STF conseguiriam dar conta do trabalho destes garotões com menos de 30 anos?
    Se persistir esta linha de raciocínio estarão afirmando que estes merecem bilhões, pois o Gates e Jobs por exemplo nem universidade terminaram, são os famosos U dropped out e fizeram bilhões antes dos 25!

    Já passou pela sua cabeça a hipótese de cogitar de que o caos judicial no Brasil se deve, em maior grau do que qualquer outra causa, à selva legal em que vivemos? À “indústria dos recursos”, à infinidade de manobras e empurra-com-a-barriga que as leis permitem aos advogados? À redução do juiz de primeiro grau — o que mais estudou o caso de perto — a zero, uma vez que de virtualmente todas suas decisões cabem recursos com efeito suspensivo, que vão prolongando o final dos processos? À exigência de que só se coloque um criminoso na cadeia depois de “transitar em julgado” a sentença respectiva, ou seja, de passar por todos os intermináveis desvãos da hierarquia judiciária?
    Com leis assim, nem na Alemanha a Justiça funcionaria.

  • Kleyner Arley

    Você está certo, pela responsabilidade e conhecimento que o cargo exige o valor não é alto. O único problema é o “efeito cascata” no salário dos demais servidores.

  • ronaldo j santos o china

    com relação ao aumento do supremo não concordo, porque o nosso país não é só dos magistrados, existe outras classes,que não consegue ter seus salários corrigidos,como é ocaso dos militares das forças armadas. estamos calados,estamos passivos como um pobre coitado na fila do SUS esperando esperando ser atendido. esta comparação ridícula,com um jovem do mercado financeiro não se deve ser feito. um tralha com dinheiro, outro com vidas ,respeito,democracia.

  • Think tank

    Será mesmo, nem na Alemanha?
    Só um exemplo, sobre a justificativa ou desculpa sobre a “industria de recursos” do cipoal jurídico. Até onde se sabe nem tudo é cipoal, mas estes estão ausente de suas obrigações.
    Se a instituição Supremo é um dos fundamentos da democracia e do Estado de Direito no país, os fatos mostram o contrario. Qual o “serviço” que estes prestaram quando o Collor confiscou a poupança descumprindo a lei vigente? Estes intervieram para aplicar o que consta na CF-88 e impedir os atos inconstitucionais do executivo, ou atuaram como os três macaquinhos da fabula?
    Posso estar enganado, mas toneladas de fatos e evidencias que temos apontam a contribuição destes para a pratica da farsa, um desserviço continuo no descumprimento da democracia, evidenciando ser a fonte da farsa tupiniquim.
    Fatos são mais importantes que, se, caso, talvez, por causa disso, etc.
    Solução sempre existe, basta querer. O que fizeram os americanos para acabar com a fila indecente que se formaram diante do consulado onde os “guardadores” tumultuavam a fila e vendiam o ponto?

  • Naldo

    O Neymar vai ganhar 3 milhões mensais e tem só 19 anos de idade. Vai ganhar tudo isso porque fez por merecer tudo isso!
    O ministro José Antônio Dias Toffoli, também conhecido como Zé Dias, ganha salário de ministro do STF sendo que não tem capacidade para ser juiz de primeira instância (tomou bomba duas vezes no concurso).
    É bom lembrar que além do salário exorbitante, os ministros têm carro, segurança, auxílio-moradia.

  • Tuco

    .

    Obrigado, Grande RSetti – pela
    sempre rápida e proverbial atenção!
    Concluo que, relativamente, os altos
    do judiciário espanhol ganham pouco…


    .

  • Mario dos Santos

    Esse é salário de diretor de grande empresa, que trabalha 12 horas por dia e não tem férias descabidas, nem estabilidade de emprego, nem aposentadoria integral.
    Qualquer Zé Mané se forma advogado, é a faculdade mais fácil que há. Essa gente não merece ganhar nem 10 mil reais.

  • sandovalsader

    Caro Jornalista,
    Li, ontem, na Folha um artigo do Hélio Gaspari sobre os magistrados. Vi hoje no Estadão a palhaçada do Ministro Fux e do Ministro Barbosa sobre a ficha limpa.
    Gosto muito do seu blog, ja disse, mas esta opinião sua não é legal.
    Abração.

    Caro Sandoval, evidentemente respeito muito sua opinião. E é um prazer saber que você gosta do blog.
    Abração

  • Rose

    Que se aumente os salários dos juízes de 1ª instância. Os desembargadores do Supremo não merecem.

  • Bruno Guerra

    Caro Setti,

    A sua posição, apenas naquilo que vc menciona, eu até posso concordar sem grandes dificuldades. Trabalho sério é para ser muito bem pago. Quem sabe assim ele (trabalho) pode ser independente…..(entendeu, neh ?)
    .
    O que me preocupa é o efeito dominó e transversal. Ao ser uma referência, a alteração do valor para os ministros do Supremo irá (quer apostar ?) levar ao aumento em cadeia de +2000 outros pessoas, de outros cargos e até de outros orgãos.
    .
    E esses, muitos são esses, que não fazem porra nenhuma (ops, fugiu ai o negocio…teclas estranhas….) vão ganhar ainda muito mais.
    .
    Essa parte me preocupa, claro. No mais eu concordo, como disse, com a sua opinião.
    .
    Abr, BR – Vizca al Barça

    Concordo com você sobre o efeito-cascata, invenção nefanda do Patropi, caro Bruno.
    Obrigado por seu comentário.
    Abração

  • Bruno Guerra

    Caro Setti,
    .
    Para acrescentar sobre a questão dos salários e dos garotos do mercado financeiro. Como tenho experiencia posso dizer que em NY, London e quem sabe Singapore, dependendo de muitos fatores, até podem (alguns apenas) ganhar isso sim – os garotos. Em São Paulo quase certo que muitos ganham, acontece que as comissões pagas no mercado Brasileiro são um escandalo…coisa pra outro dia.
    .
    Quando se fala em PIB per capita (como é um valor médio) a grande diferença não está nos valores pagos no topo e sim na base. Na Noruega um salário minimo anda nos Eur3,500/mês (uns Eur50,000/ano). Mas um CEO dificilmente recebe um pacote anual superior a Eur500,000 exceto se for uma grande+grande empresa. Já no Brasil, um CEO wow !!
    .
    Ou seja, o que está ainda mal no Brasil – e vai demorar muito para mudar – não são os salarios de topo, que per si ultrapassam até muitas vezes a maior parte dos paises desenvolvidos. São os salarios mais baixos, de um professor, de um enfermeiro, de um trabalhador domestico, de um motorista, etc.
    .
    Abr, BR

  • SergioD

    Ricarco, a grande maioria aqui não faz a mínima ideia da responsabilidade, da importância e do que seja o trabalho dos ministros do STF.
    Parece que acham que o STF só deve ter respeito quando toma decisões às quais a “galera” entende e apoia. Quando dizem que as decisões são demoradas não fazem ideia também da quantidade de processos que chegam para sua apreciação, devido em muito a selva legal a que você se refere.
    Podemos discordar de uma ou outra indicação para
    aquela corte, mas não podemos ficar amesquinhando a questão fazendo comparações em termos de salário mínimo e renda per-capita.
    O único problema que vejo na questão é a maldita indexação dos salários do serviço público ao dos ministros do STF.
    Mas isso não interfere no reconhecimento da responsabilidade e relevância do cargo para a democracia do país.
    Sou de opinião que você deu uma bola dentro, diferentemente da opinião de alguns observadores ai abaixo.
    Grande Abraço

    Grande Sergio, você é firmeza. Obrigado por seu comentário.
    Acho que meu post foi meio leviano, de dizer que é importante e pronto.
    Voltarei ao assunto ainda amanhã, com mais fundamentação.
    Um abração

  • nedinho

    Caro Ricardo:
    Se levarmos em consideração que o salário mínimo R$ 545,00 deve ser bastante para uma família de 4 pessoas, com direito a saúde, educação, vestuário, alimentação, condução, lazer, etc.o valor pleiteado é excessivo, pois equivale a 55 salários mínimos.
    Por que não fixar o teto aí já incluídas todas as mordomias (carro oficial, residência, móveis, apaniguados – empregados, etc.) e os penduricalhos tais como qüinqüênios, anuênios, 60 dias de férias devido aos recessos, em 20 (vinte) salários mínimos???
    Bastaria aumentar o salário mínimo para 1.500 reais e poderiam receber 30.000,00. A diferença é muito grande, e ainda, pelos “serviços” prestados à Nação atualmente, tenho certeza de que não estão merecendo toda esta bolada.
    E mais, tem que se levar em consideração o efeito cascata, são milhares que serão beneficiados com o aumento, não só os 11 ministros, mas toda a cadeia improdutiva do judiciário, quiçá, do legislativo e do executivo que pegarão carona no aumento.

  • ABRAÃO BASTOS

    Será que a Europa não é um exemplo ou o Brasil faz parte de outro planeta? Quanto trabalha e quanto ganha lá um ministro das cortes superiores?

  • jader pereira

    Concordarei com o prezadíssimo no dia em que: o trabalhador humilde deixar de ganhar esse salário mínimo de miséria; se criar mecanismos pra combater o efeito cascata permitido atualmente,em que, até aspones tem direito a substanciais aumentos,baseados na elevação do teto salarial dos ministros.