Image
Traffic Circle, Roundabout.

As coisas, na Líbia, nunca estiveram tão, digamos, pouco positivas para o eterno ditador Muamar Kadafi, há longos, intermináveis 42 anos no poder — já bateu longe os 36 anos do ditador fascista da Espanha, generalíssimo Francisco Franco (1939-1975).

Massas humanas protestando nas ruas, dezenas de mortos e feridos, um número indeterminado de detidos. Os líbios estão cansados de um tirano que faz o que bem entende com o país e com o dinheiro público. Talvez esteja começando a cair a ficha, para Kadafi, que ele não mais pode fazer o que bem entender. (Leia reportagem).

Entre os exotismos de Kadafi — se for enumerar, não caberia no blog — selecionei hoje um lembrado por um amigo do blog que visitou a Líbia antes dos protestos. Ao desembocar em uma movimentada praça no centro de Trípoli, a capital, ele deu com um inacreditável monumento: dois livros enormes, cada um deles do tamanho de um caminhão, um de lombada azul e outro de lombada vermelha, empilhados um sobre o outro. No azul está escrito “A DEMOCRACIA” e, no vermelho, “O MARXISMO” (veja a foto).

Os dois megavolumes estão cobertos por uma grande teia de aranha, feita de fios de aço, na qual está pousada uma aranha preta — à direita, não muito visível, na foto.

Sobre o conjunto refulge, luminoso, de pé, um imenso livro de capa verde onde está escrito: “O LIVRO VERDE DOS PENSAMENTOS DO LÍDER MUAMAR KADAFI”.

Vamos ver até quando o monumento fica de pé.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =

4 Comentários

Marcos em 23 de fevereiro de 2011

Vida longa para Muamar Kadafi!!!

Tito em 19 de fevereiro de 2011

Infelizmente, no Oriente Médio, espero estar errado, só veremos a troca de uma ditadura por outra... do Corão.

Leonel Lazouwnik em 18 de fevereiro de 2011

Certo vez, vi uma comunidade no Orkut intitulada: "Crie uma bandeira para a Líbia."

Paulo Bento Bandarra em 18 de fevereiro de 2011

A diplomacia presidencial do governo Lula, visitou Cuba, onde confraternizou com Fidel Castro, ditador mais antigo do que Kadafi, e percorreu a África Subsaariana, estreitando relações com a África do Sul, numa turnê cujo ponto alto foi a recepção oferecida pelo ditador líbio Muammar Kadafi. Fidel foi grande aliado de Kadafi, desde que assumiu o poder em 1969. 6/11/1966: Che Guevara, disfarçado, chega de trem a Corumbá (hoje MS). Vem de SP, a caminho da Bolívia. O Comando de Libertação Nacional (COLINA), da Dilma, no mesmo ano, assalta o cofre de Ademar e enviam dinheiro para a Argélia, onde Che tinha estado em 65. Esteve menvolvido na morte de 270 pessoas na explosão de um avião da Pan Am em 1988 sobre a cidade de Lockerbie, na Escócia. . Ruby descreve como eram as orgias organizadas por Berlusconi dizendo que ele copiou de seu amigo (o ditador líbio Muamar) Kadafi. Bons anos aqueles!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI