Com mais de 80 anos muitíssimo bem vividos, Fernando de Barros era um dos mais dinâmicos e inquietos integrantes da Redação de Playboy durante os cinco anos em que dirigi a revista.

Ele costumava dizer que a vida é uma grande aventura, e foi assim que a viveu. Com intensidade, mas com delicadeza, como convém a um impecável cavalheiro.

É por isso que o editor de moda Fernando de Barros, o homem que ensinou o brasileiro a se vestir, mantinha em discreto low profile múltiplos outros Fernandos – o cineasta que ajudou a inventar o cinema brasileiro, o ex-maquiador por cujas mãos passaram mitos como Marlene Dietrich e Tyrone Power, o amigo de celebridades como Federico Fellini, Catherine Deneuve e Pierre Cardin, o galanteador que teve incontáveis mulheres e estimava em “cerca de dez” seus casamentos, inclusive com as atrizes Maria Della Costa, Marisa Prado e Odete Lara.

Não é sem razão que até sua morte, em setembro de 2002, aos 87 anos, fosse chamado de Mestre na redação de Playboy, à qual esteve ligado desde que produziu a capa da primeira edição, em agosto de 1975.

Nesses 27 anos, editou reportagens de moda, produziu ensaios de nu, escreveu livros, percorreu o Brasil em palestras, dirigiu a revista Claudia Moda, cobriu centenas de desfiles de moda em Paris, Nova York e Milão, tornou-se amigo dos principais estilistas do mundo e continuou reinando sobre a moda masculina brasileira, que, sem ele, não seria o que é.

Fernando, com toda a sua bagagem, era modesto e acessível no dia-a-dia, e sua assistente, que poderia ser sua bisneta, tinha intimidade com ele para chamá-lo de “Fê”. Se alguém apusesse um “senhor” antes de seu nome, levava uma bronca — e com razão.

Figura adorável, não podia ouvir um elogio a uma bela gravata de sua imensa coleção sem que, de imediato, a tirasse e desse de presente ao interlocutor. Depois que isso ocorreu comigo pela segunda vez, desisti dos elogios. Fomos muito amigos, e ter convivido com esse homem tão interessante e de trajetória tão marcante foi um privilégio para mim.

Agora, dê uma olhadinha nas fotos de moda ao lado, reproduzidas de um exemplar de Playboy, e veja do que Fernando era capaz.

Se quiser saber mais sobre Fernando de Barros e sua vida galante, digna de um playboy internacional, clique aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 11 =

TWITTER DO SETTI