Image
Cristina, vestindo a faixa e tendo a mão o bastão presidencial, se emociona na cerimônia de posse para o segundo mandato (Foto: AFP)

A posse em seu segundo mandato da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi no sábado, 10, como muitos de vocês sabem. Mesmo assim, não resisto em comentar o quanto nosso grande vizinho do sul, felizmente se distanciando cada vez mais do fundo do poço em que esteve em anos recentes, ainda tem um pé no século XIX.

Vejam o juramento que Cristina prestou perante o Congresso, em Buenos Aires:

— Eu, Cristina Fernández de Kirchner, juro por Deus, pela Pátria e os Santos Evangelhos exercer com lealdade e patriotismo o cargo de presidente da nação e observar e fazer observar, no que dependa de mim, a Constituição argentina.

Depois, lançando mão de um recurso muito utilizado em sua campanha eleitoral – referir-se a seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner, morto em outubro do ano passado, como Él (“ele”), sem citá-lo pelo nome, como se fosse uma entidade, na melhor tradição peronista de culto aos mortos –, Cristina, sempre vestida de luto, suspirou e concluiu:

— Se assim não fizer, que Deus, a pátria e Él cobrem de mim.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =

Nenhum comentário

Libertária ALíngua em 14 de dezembro de 2011

Não dá para publicar comentário grosseiro assim. O blog não é uma cloaca, sinto muito.

Luiz Pereira em 13 de dezembro de 2011

Setti, O futuro da Argentina é um glorioso passado. abs

Jefff em 13 de dezembro de 2011

A culpa é da democracia que deixa essa gente pobre votar. Vcs poderiams fazer campanha pelo voto censitario! Voto censitario e distrital.

Oiram em 13 de dezembro de 2011

Dilma, Chavez, Evo, Rafael Corrêa, Fernando Lugo, Cristina Kirchner, o inferno está entre nós.

Cicero Pithan Reis em 12 de dezembro de 2011

Presunto e' com argentino, a carne no interior êh deixada ao tempo ate azedar, para ser comida. Imagine a imagem!

Mari Labbate *44 Milhões* em 12 de dezembro de 2011

CRISTINA KIRCHNER É A VIÚVA-NEGRA!

Teresinha em 12 de dezembro de 2011

Uma das técnicas de um governo com argumento populista é apelar para o sentimentalismo - que na verdade não existe, são frios e calculistas.

elizio em 12 de dezembro de 2011

Caro Setti: sua declaração ao país, logo após o resultado das urnas, foi mais doída ainda:" ...sou uma pobre mulher, tenho 50 e tantos anos, viúva, o que quero para mim? Nada! Desejo apenas o bem estar da nossa querida Argentina..." e por aí vai. Por coincidência estava no mesmo hotel onde ela acompanhou a eleição e fez o pronunciamento. Outro detalhe, muitos outdoors com foto de comício, o povão de frente, o casal de costas e a frase: o amor vencerá (ou algo assim). Tenho que admitir: ela fala bem (e corretamente)e assume o papel teatral da eterna viúva de um símbolo. de Campo Grande - MS

Marcia Freitas em 12 de dezembro de 2011

Será que essa mulher é sempre assim?falsa,como é que os argentinos cairam nessa roubada? Muito simples.Nós também estamos em uma.

Tuco em 12 de dezembro de 2011

. Lá, como aqui, adoram merda. .

Jeff em 12 de dezembro de 2011

Aqui no Brasil alguns mortos politicos são glorificados pela midia. Alguns ainda estão vivos.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI