Não dá vontade de jogar a toalha?…

Renan, o retorno: trabalhando arduamente para voltar à Presidência do Senado (Foto: veja.abril.com.br)

… saber que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), obrigado a deixar a presidência do Senado e do Congresso em 2007 sob uma enorme bateria de acusações de irregularidades e maracutaias, é hoje o mais forte candidato a voltar ao cargo no início do ano que vem?

O presidente atual, José Sarney (PMDB-AP), prometeu solenemente que o mandato que termina em fevereiro de 2013 seria seu último no cargo — depois de comandar o Legislativo por quatro mandatos de dois anos cada.

O PMDB é o maior partido do Senado, Renan trabalha todo santo dia, minuto a minuto, para voltar ao comando e, mais que tudo, em sua longa e tortuosa trajetória, ele sabe muito sobre seus pares — nem sempre coisa boa.

Essa é sua grande arma.

Beleza, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 18 =

Nenhum comentário

  • Marbene Araújo Bueno

    Não se avexe Setti, Dilma vai resolver essa paradinha mixuruca a contento, sem ao menos pestanejar. Eu rio!

  • Juvenal Mathias

    Donde está el Paredon que non chega, caramba!

  • Mauro Pereira

    Caro Ricardo Setti e amigos da Coluna. Enquanto acompanho, apreensivo, a presidente Dilma decidir se quebra o queixo ou o pé, envio-lhes esta missiva desprovida de pretensões maiores, apenas para dar conta dos acontecimentos mais recentes aqui do remoto Ribeirão dos Pradas.

    Apesar de ainda continuar a ser depenado pelo clã de seus fundadores, Ribeirão dos Pradas experimentou um surto de modernidade avassalador. Revestida de muita pompa e estardalhaço, foi inaugurada em janeiro último a Rede Confusora de Televisão, a primeira emissora do gênero a se instalar no município. Transmitida em VHF, pode ser sintonizada pelo canal 171. A empresa é propriedade das Organizações Mula Prada de Telecomunicações, o que significa que os cofres municipais estão na iminência de serem profanados.
    Para a cerimônia de inauguração foram convidadas apenas autoridades e figuras proeminentes da sociedade pradaense. Esquisitices de Ribeirão. Segundo notícias que circularam pelos corredores da festa, diretores da TV teriam afirmado que a implantação da Rede Confusora é uma conquista do povo de Ribeirão dos Pradas e, portanto, não havia nenhum motivo que fundamentasse a presença de gente estranha e, ainda por cima, invejosa. Quanto a ausência da população nas festividades, justificaram dizendo que se tratava apenas do exercício da lógica, pois se o povo estivesse presente não teria ninguém do outro lado da tela para assistir o evento.
    Transcrevo a extensa entrevista que o prefeito Pedro Mula Prada, presidente das Organizações Mula Prada de Telecomunicações, concedeu ao Diário de Ribeirão – aquele jornal diário que circula três vezes por semana-, e não perdeu a oportunidade para se auto-promover garantindo que um investimento dessa magnitude é tarefa reservada somente para quem tem dinheiro e coragem. “Como aqui em Ribeirão infelizmente quem não é pobre é cagão, sobrou pra mim a responsabilidade de encarar mais esse desafio”, desabafou. Indagado se o fato de ele ter inaugurado uma loja de eletrodomésticos especializada em aparelhos de televisão dias antes tinha alguma coisa a ver com o canal televisivo, ele desconversou e garantiu que tudo não passou de mera coincidência. “Intriga dessa oposição loira, de olhos azuis e com o cotovelo em chamas”, disparou.
    Inquirido sobre a linha de atuação a ser seguida pela emissora, Pedro Mula Prada garantiu que o sucesso da empreitada se garante tanto pela diversidade da grade de programação quanto pela modernidade dos equipamentos. “A TV Confusora, Canal 171, está preparada para oferecer o que há de melhor e mais contemporâneo em jornalismo, pogramas infantís, variedades, musicais e cinema e, para tanto, não poupou esforços, nem dinheiro, para capacitar seus funcionários, tanto é que o nosso diretor de pogramação foi ter umas aulas com o renomado mestre Daniel Filho Júnior”. A direção geral está a cargo de Maicon Chansse, irmão do ex-radialista Nilsen Chansse. No que se refere à parte operacional, Pedro Mula disse que se antecipou às pragas e aos “zóio gordo” do zé-povinho e já estocou mais de uma dúzia daquelas válvulas importadas mais grandes que vão nas câmeras e que costumam queimar com mais frequência, evitando, dessa forma, que os telespectadores sejam prejudicados por problemas de continuidade.
    “Logo cedo, abrindo as atividades”, continuou, “tem um dos pogramas de música sertaneja mais assistidos da atualidade. Trata-se do “Brasil Caboclo”, comandado pelo inigualável Capitão Barduino. Em seguida, uma de nossas principais atrações: sob a batuta do respeitado Vicente Leporace vem o contundente “O Trabuco”. Ali por volta das oito horas, é a vez de uma dupla de jornalistas bastante conceituados, apesar de muito jovens, estrearem na emissora. José Paulo de Andrade e Salomão Ésper comandam o jornal “Primeira Hora”. Essas três atrações serão apresentadas somente o áudio pois, por enquanto, não dispomos de imagens. Das nove até ao meio-dia, o espaço será dedicado às criançadas com o inovador pograma “Pim-Pam-Pum”, que tem entre suas principais atrações os desenhos “Zé Colméia” e “O Leão da Montanha” e as séries “Capitão 7”, e “Nacional Kid”. A apresentação estará a cargo da promissora Dorinha Duval. Das meio-dia até quando der para segurar, vai ao ar o pograma de variedades, destacando-se, além de várias entrevistas, o “O Homem do Tempo”, com o inimitável Otávio Muniz, também as séries “Noviça Voadora”, “Família Robinson”, “Dr. Kildare” e a impagável performance do grande Michael London em, “Os Pioneiros”. Como presente de inauguração, a apresentação estará a cargo da Primeira-Dama Anacon Prada. Os musicais com os chamados “pratas da casa” estão nos planos, mas depende de coincidir com o dia em que as duas bestas que formam o “Trio Los Pamperos” não estiverem bêbadas. Confirmadíssimo, um especial de hora e meia com Benvenido Granda interpretando megassucessos como “Perfidia” e “Perfume de Gardenia”. Imperdível. A arte cênica também será prestigiada com produções abrilhantadas por talentos da envergadura de Procópio Ferreira, Rodolfo Mayer e José Parisi, entre outros, e, como atração internacional, a esplendorosa Zsa Zsa Gabor”.
    “O Jornal da Noite e o esportes ainda não estão definidos e nesse meio-tempo transmitiremos o que há de mais recente nas criações dos estúdios de Oliude. Filmes que acabaram de sair do forno como “Os Canhões de Navarone”, “Suplício de Uma Saudade”, “Êxodus” e “Vou no Mato e Volto”, garantirão a alta qualidade da pogramação. Encerrando as atividades, a alegria estará garantida com os supimpas “Comedy Capers” e “Vovô Deville”. Para os amantes da ação está preparado um desfile de astros como Lorne Grenne e Pernell Roberts em “Bonanza”, Gary Cooper em “Roy Rogers”, Clint Walker em “Cheyenne” e um loirinho que esqueci o nome e faz o papel de Johnny Yuma em “O Rebelde”. Tem alguma película também com o Randolff Scott, mas eu preciso averiguar. Enfim, é uma pogramação de primeiríssima qualidade, preparada com todo carinho para agradar as famílias e sensibilizar os eleitores pradaenses”, finalizou.
    Inconformado com o fato de ter sido preterido para a boquinha de diretor da emissora, o ex-radialista Nilsen Chansse lançou um jornal prometendo fazer oposição ferrenha ao prefeito. Sob o lema “A verdade dói menos a quem doa mais”, as principais manchetes de sua histórica edição de N.º 1 foram: “Córgo de água parada pode virar maternidade do mosquito da dengue, que também atende pela alcunha de “Edes Egípicio” e “Vereador denuncia que enxume do mosquitinho pórva que invadiu o Bairro Fundão incomoda mais do que uma tropa inteira de elefante”.
    No mais, tudo como dantes. O tal de Judas ainda mantém inabalável a esperança de receber o par de botas prometido pelo prefeito e, eu, resignado, continuo padecendo da mesma inquietude cujo efeito lento e gradativo dilacera minh’alma. Mudar pra onde?

  • Ricardo-MG

    Boa tarde, Xará. Se efetivamente esse pulha retornar à presidência do Senado, nos restará o consolo de sermos adequadamente bem informados por você, Reinaldo, Augusto e, mais dois ou três bons cidadãos. Entretanto, no íntimo, creio que o canalha não voltará.

  • Kenjiro Nagasawa

    Desanimador!!! No Brasil, em se tratando de política, nada está tão mal que não possa piorar!
    Apesar da vontade, não vamos desistir, Setti!
    Força!

    Às vezes dá vontade — mas, depois de décadas, ainda não desisti…

    Abração

  • evandro

    Sem contar que um bastião da moralidade e decência vira conselheiro matrimonial. Será que um senador da república não poderia recusar este tipo de serviço?

  • Corinthians

    Setti,
    Se você jogar a toalha, é capaz da bancada governista roubá-la. Não convém deixar nada solto perto da Câmara, nem do Senado, e muito menos da esplanada dos ministérios e do palácio do Planalto.

  • relume romano

    Seguramente,essa postura mostra a diferença entre o que temos visto com muita tristeza nos homens que ocupam cargos importante no governo…em vez de sair do governo pela porta da frente,são expurgados pelos fundos,e nem sequer consegue ser membros do próprio condomínio onde moram.

  • Ricardo

    Ele é amigo do Collor,então é ladrão,ponto.

  • Markito-Pi

    Não, Setti. Não tenho vontade de jogar a toalha.O único sentimento que me ocorre quando vejo a foto deste rufião alagoano, é apertar o botão de descarga do vaso sanitário.

  • ANTHONY KUDSI RODRIGUES

    NÃO, EU TENHO VONTADE É DE VOMITAR.

  • Jairão Antunes

    O Brasil é um país muito azarado, tal qual a Phoenix esses malfeitores renascem das cinzas, a culpa disso é o preço do voto, fica fácil, “20 contos” por cabeça e tá lá, os bandidos nas mesmas cadeiras de novo que, a bem da verdade, nem deveriam existir, representantes demais para serviços de menos. Paredão é pouco para um malfeitor desse quilate.

  • Sidney

    Isso é nojento so de ver a foto, imagine pessoalmente, depois dissem que Deus é Brasileiro, por favor leve eles junto ao José Alencar pois está esperando.