Não pensem que os “cargos de segundo escalão” representam pouca coisa: são salários gordos e 107 bilhões em investimentos

Não pensem que os “cargos de segundo escalão” representam pouca coisa: são salários gordos e 107 bilhões em investimentos Michel Temer (PMDB) e Dilma Rousseff (PT) tomam posse, a 1º de janeiro de 2011 (Foto: AFP)

A expressão “cargos de segundo escalão” pode dar uma impressão errada sobre de que se trata.

Quem acha que a briga de tapas e bofetões por esses cargos, que vem sendo liderada pelo PMDB para manter ou aumentar suas posições – e que amainou com a decisão da presidente Dilma de que as decisões finais sobre o assunto serão definidas após as eleições para o comando do Congresso, em fevereiro –, é por coisa pouca certamente ignora os números envolvidos.

Há nesse bolo nada menos que 102 empresas estatais, 600 cargos gordos e, principalmente, um total de gordíssimos 107 bilhões de reais para investimentos só neste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 14 =

Nenhum comentário

  • VERLÂNDIO TRINDADE DE SOUSA

    EM 2011 VERLÂNDIO TRINDADE DE SOUSA ESCREVEU O MANIFESTO DAS SETE ARTES. OS ENTENDIDOS PROTESTARAM. NÃO ADIANTOU. A GRANDE NOVIDADE DA ÉPOCA ABOCANHOU A DENOMINAÇÃO. A 329/16/10/2000 TORNOU-SE A SÉTIMA ARTE. O ESPERNEIO SE EXPLICA. TRATA-SE DO SIGNO PARTICULAR QUE CADA UMA ULTILIZA. A MÚSICA FICA COM O SOM. A PINTURA, COM A COR, A ESCULTURA, COM O VOLUME. A ARQUITETURA, COM O ESPAÇO VAGIO. A LITERATURA, COM A PALAVRA. A DANÇA(COREOGRÁFIA), COM O MOVIMENTO. E O CINEMA? SEM CERIMÔNIA SEM-SIGNO PRÓPRIO MISTUROU TODOS . O JEITO FOI CONCORDAR.

  • Marcio

    E a disputa e para ver quem tem o melhor projeto de futuro para o pais nao e?
    Maravilhosos esses republicanos do PT e do PMDB.
    Impressionante como perdemos a capacidade de nos indignarmos e exigir “o que e correto”.
    Essa briga acontece na nossa cara, como se fosse a coisa mais normal do mundo…ninguem diz nada.
    A saude no Brasil e uma droga…mas a FUNASA e rica…
    Aqui nos EUA isso nem entra na pauta de discussoes. As indicacoes sao tecnicas e ponto final. Sem falar que o Presidente tem MUITO menos cargos para as nomeacoes.
    E as estatais hein? Que bom que elas sao, como e mesmo?, PATRIMONIO DO POVO BRASILEIRO e por isso a palavra PRIVATIZACAO soaria como um roubo de nossa propriedade.
    Sei….

    Márcio, você já reparou como os partidos “querem” o ministério tal ou a empresa estatal não sei de onde, mas nunca, jamais falam em qual PROJETO têm para o que deseja administrar — ou seja, jamais tocam no interesse público?

    Abraço

  • Fernanda

    hahahaha…caro Setti, alguns políticos e siglas sequer sabem o que significa interesse público…pensam que “público” é mais de um; no caso, o interesse de tirar a família inteira da “lama”…com fatia tão generosa de verbas públicas, não quero nem ver a disputa entre PMDB e PT… Pena e lama vão voar para tudo quanto é lado…

  • Marcel

    Setti,

    Faz alguns dias que eu pensei que o meu coment não seria publicado. Quanto a sua sugestão foi ótima. Mas minha senha no msm foi bloqueada, apenas por que eu comentei que se Jesus nasceu por obra e graça do espírito santo as coisas se complicam para Maria……..Enfim. Bobagens. Reinaldo Azevedo não deu resposta,mas continuo achando um desperdício qualquer pessoa nesse mundo ser religiosa. Isso não é do homem. Penso que é puro condicionamento cultural. Oposição, hoje, no Brasil , ao PT só o PMDB. E viva o segundo escalão.

  • Marcel

    continuando:
    Se não fosse essas brigas espóradicas pelas sinecuras milionárias e o grande papel da imprensa que denuncia,não sei não. Penso que estaríamos cantanto de galo para Hugo C (acabei de inventar uma marca de moda: Hugo C)O Slogan: Hugo C, use e abuse a verdadeira ditadura da moda.

  • vera scheidemann

    Eles lutam não só pelo segundo, como pelo terceiro, quarto, quinto escalões… Onde
    tiver uma verba pública, estão lá, imbuídos
    das melhores intenções…
    Um grande abraço, Ricardo.
    Vera

    Outro grande abraço pra você, Vera. Infelizmente, a verdade é tal como você descreve. Mas sou um otimista incurável, sempre acreditando que dias melhores virão.

  • Marco

    Caro R. Setti: Uma vez conversei com um dirigente de futebol, e perguntei o q era mais díficil de administrar no clube e ele me disse o segundo escalão, além desse custo é onde surge a maior fonte de intrigas e conspirações.
    Abs.

  • carlos nascimento

    Ricardo,

    Primeiro bom dia e, parabéns pelo dia de hoje, vc que é morador da cidade de SP, essa mega cidade, que é orgulho de qualquer brasileiro.
    Aprecio quase que diariamente sua Coluna, por diversas razões, entre as quais, à diversidade de assuntos, o brilho cultural,clarividência, bem como, o espirito democrático que vc encarna sempre.
    Vc sempre ressalta que a missão do jornalista é informar, denunciar, opiniões pessoais no campo politico nem sempre é o seu forte, porém, creia-me, estamos vivendo momentos decisivos na construção de caminhos para os nossos netos e bisnetos, não podemos nos furtar em pleitear soluções.
    Sabemos que na democracia o exercicio do contraditório é fundamental, incrivelmente, nossa oposição está totalmente perdida, 2014 já está em curso e, continuamos com a mesma pelenga entre mineiros x paulistas, Aécio x Serra ou Serra x Aécio, essa ladainha já conhecemos e levamos no r..o em 2010. Bem, o que pretendo de vc com esse texto, é simples, sua liderança no meio jornalistico, sua influência, seu talento, pode nos ajudar na construção de uma TRINCHEIRA de debates, onde aqui pudessemos quem sabe discutir trilhas de LUZES na construção de caminhos melhores.
    Não podemos ficar omissos, apenas assistindo esse discurso egoista de ambos os lados, pois ao término disso quem irá pagar à conta, seremos NÓS.
    ME AJUDE NESSE OBJETIVO.
    Carlos Nascimento.

    Caro Carlos,

    Obrigado por suas palavras generosas. De minha parte, modestamente, aqui no blog, pretendo contribuir para mudar esse quadro que você descreve. Sempre que me afastar desse objetivo, pode puxar minha orelha.

    Abração

  • carlos nascimento

    Para tentar resolvermos os impasses não seria emergencial, buscarmos IMEDIATAMENTE as seguintes bandeiras:

    a)- REFORMA POLITICA AMPLA.
    b)- REFORMA DO PODER JUDICIÁRIO.
    c)- REFORMA TRIBUTÁRIA.

    Os atuais modelos estão defasados, inoperantes, sem capacidade de nos alavancar em busca do desenvolvimento pleno.

  • carlos nascimento

    Outro fato preocupante, estamos assistindo as grandes cidades do País, quase todas debaixo d´água, seja no Sul ou Norte, fruto do modelo IRRESPONSÁVEL dos politicos, não se investe em SANEAMENTO, isso não traz votos para eles, pois o povo é semianalfabeto politicamente, conclusão – as cidades estão se derretendo – causando desespero e desencadeando vários problemas, doenças, viroses, stress emocional, revoltas e prejuizos, é hora de atacarmos esse modelo, ou sejamos amigos dos ratos, êles estão subindo os esgotos e desejam espaço.
    Está tudo transparecendo, anos de imbecilidade, corrupção desenfreada, idiotia, estão empurrando nosso País às TREVAS, só não ver quem não quer.

  • Kitty

    Caro Ricardo, bom dia!!!!
    Parabéns amigo(permite que o chame assim?).O nosso
    espaço está recheado de temas ou textos”, atuais e
    “calientes”.Hoje bem cedo,postei um comentário
    sobre Battisti.E agora não aguentei,já estou em este outro!!!
    Ricardo,faz tempo que deixei de acreditar que os
    senhores políticos, salvo raras excepções,lutam
    para salvaguardar os intereses do povo que os
    elegeu.Pelo contrario,eles almejam os benesses
    que o poder confere. Muito bem colocado por você,
    a correría deslavada por cargos se transformou em
    esse vexame que nós eleitores somos obrigados a
    engolir.
    O bolo é grande,há quem levou fatias gordas,
    outros medias,e claro ficaram as mig

  • jeff

    Noticia do jornal o Estado de São Paulo
    Sem concurso, Anastasia MG incha folha com 1.314 cargos
    Esse Anastasia hein!? deve ser do PT….oh não ele é do PSDB o partido da “eficiencia”, “choque de gestão” e outras baboseiras.

  • carlos nascimento

    Ricardo, vc que é uma enciclopédia ambulante me diga, fazendo uma analogia, quem poderia hoje representar o espirito guerreiro de um Carlos Lacerda no parlamento ?
    O Lula e o Pmbd teriam vida fácil com uma oposição tipo Lacerda com a faca no peito ?

    Lacerda tornaria a vida dessa gente um inferno. Eu não concordava com suas posições políticas extremadas, mas tive a sorte de conhecê-lo, já cassado, e o homem tinha um carisma inacreditável.

    Não vejo ninguém, hoje em dia, com combatividade sequer semelhante à dele.

  • Kitty

    Ricardo, desculpe ,mas o comentário ficou incompleto–pulou sozinho.complemento o pensamento:
    ficaram as migalhas(cargos de segundo escalão).
    Mas não por isso menos cobiçadas yá que envolvem
    verbas suculentas,que uma boa parte delas,são
    facilmente desviadas,e outras caberão em cuecas,
    malas e etc.etc.
    Por isso,que o Estado deve ser gigantesco e bem
    aparelhado. Um enorme cabideiro para dar abrigo
    a tanta gente.Por isso, eles fogem da privatização
    como o diabo foge da cruz!!!!
    Termino com uma frase de um escritor espanhol,que
    não lembro o nome que diz:
    “PODEROSO CABALLERO ES DON DINEIRO!!!!!
    Um abraço

    Perfeito seu comentário, cara Kitty: quanto mais gordo o Estado, mais fácil aparelhá-lo e usufruir dele, uma vez estando no poder.

    Abração

  • jeff

    Em Minas gerais são 1400 boquinhas para os filhotes de tucanos do PSDB mineiro. Tudo relatado no jornal conservador o Estado de São Paulo

  • Maurício

    Ricardo:
    Quando cobramos atitude, responsabilidade, idoneidade e lisura no trato com a “res publica”, esses adjetivos devem ser utilizados em todos os níveis da vida pública, correto?
    Lendo reportagem hoje, encontrei o seguinte:
    http://noticias.r7.com/brasil/noticias/alckmin-poe-condenado-para-gerir-fundo-com-orcamento-de-r-2-5-bilhoes-20110125.html
    Depois a oposição “não sabe” os motivos pelos quais o ex-presidente Lulla conseguiu se reeleger e, mais, eleger Dilma.
    Vociferar acusações em casa alheia sem olhar para seus próprios domínios… a população dá seu recado!
    Abraços…

    O governador Alckmin alega que a condenação do ex-prefeito de Taubaté que ele incorporou a sua administração — por contratação de funcionários sem concurso, o que fere a Lei da Improbidade Administrativa — não é definitiva e que o caso está sob recurso.

  • gaúcha indignada

    E o cidadão sem saúde, sem educação, sem segurança, sem saneamento básico, sem moradia,sem estradas, sem aeroportos, sem portos, sem “cartões corporativos”, sem “taxa de sucesso”, etc… UFA! UFA! Até quando…???