Image
Lecheria, estado de Anzoategui, na Venezuela (Foto: Facebook)

Cenas de guerra civil. Ruas tomadas, tiroteios e coquetéis molotov, barricadas impedindo a passagem de veículos da polícia supermercados vazios, farmácias vazias, hospitais e clínicas de saúde lotadas.  Sete jovens estudantes foram mortos, um atropelado, os outros vítimas de tiros. Não há uma estimativa confiável sobre o número de feridos, que já são muitos.

Os manifestantes, de branco, protestam contra um governo que controla a Justiça, a polícia e as Forças Armadas, que faz todo o possível para calar o que resta de imprensa livre, que conduz uma política econômica desastrosa, com inflação crescente e falta generalizada de alimentos, remédios e outros artigos de primeira necessidade.

As aulas estão suspensas, mas algumas pessoas ainda conseguem ir trabalhar. Hoje o dólar bateu a marca de 87 bolívares — há um ano, valia 6,3 bolívares. O que se consegue comprar vem contrabandeado da Colômbia. Há meses não se vê nas prateleiras açúcar, papel higiênico, farinha de trigo, desinfetante, leite, detergente, carne, frango. Nas missas, não há hóstias.

Uma brasileira que mora na Venezuela, que entrou em contato com o blog e pede para não ser identificada, conta que “enquanto as pessoas protestam nas ruas, fazem queima de pneus e batem panelas, o governo anuncia pacotes econômicos. As notícias nos chegam por twitter e whatsApp, porque a TV é totalmente controlada pelo governo.”

Uma inquietação dela, repetida nas redes sociais, é sobre a falta de crítica dos países da América Latina, e do Brasil, em especial, à repressão aos manifestantes: “Enquanto isso, a presidente do Brasil está falando da tragédia na Ucrânia”.

Abaixo, fotos que dão uma ideia do que se passa nas ruas do país vizinho:

Image
(Foto: Instagram)
Image
(Foto: Flickr)
Image
(Foto: Flickr)
Image
(Foto: Flickr)
Image
(Foto: Flickr)
Image
Lecheria, no Estado de Anzoátegui (Foto: Facebook)
Image
Caracas, madrugada de  19 de fevereiro (Foto: Facebook)
Image
Lecheria, no Estado de Anzoátegui, às 5hs do dia 19 de fevereiro (Foto: Facebook)
Image
Caracas (Foto: Facebook)
Image
Caracas (Foto: Facebook)
Image
Caracas (Foto: Facebook)
Image
Caracas (Foto: Twitter)

LEIAM TAMBÉM:

VÍDEO SOBRE A BADERNA NA VENEZUELA: a própria Guarda Nacional do regime depreda veículos particulares

VENEZUELA e um lembrete a Maduro: atirar no povo levou à queda de alguém muito mais poderoso, o xá do Irã, após 37 anos de reinar absoluto

VENEZUELA: Manifestantes acusam mascarados baderneiros de estarem a serviço do chavismo

A declaração de apoio a Maduro informa: o Mercosul começou a agir na clandestinidade e está com cara de organização criminosa

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − três =

32 Comentários

Dárcia Regina de Castro em 08 de julho de 2014

Porque não está sendo noticiado nos jornais e na TV, qual o motivo? Cadê os jornalista que dizem que a notícia tem que vir a tona?

Marinaldo Abdon em 25 de fevereiro de 2014

Ué, por que essas imagens não são veiculadas nas principais redes de TV no Brasil, em especial a Globolixo? há algo de muito errado, será o alinhamento da Globolixo com esses governos fascistas?, inclusive o brasileiro?

Roberto Correa Ribeiro de Oliveira em 25 de fevereiro de 2014

“Quem Cala Consente”, já dizia um antigo ditado popular. Que vergonha. Ver nossa presidente Dilma Roussef, na Europa, dizer que não é hábito do Brasil comentar e muito menos interferir em assuntos internos de qualquer país e que devemos, também, olhar para os avanços na educação e saúde do povo venezuelano. É lamentável ver o povo venezuelano ser massacrado pelas milícias bolivarianas e pela Força Nacional, que é composta por um grande número de soldados cubanos e colombianos sedentos de sangue. É lamentável ver o maior país da América do Sul, fechar os seus olhos para tantas atrocidades, covardias e injustiça. Virar as costas para essas atrocidades deveria envergonhar todo o povo brasileiro. É esse Brasil que pleiteava, até pouco tempo uma vaga no conselho da ONU? É esse Brasil, que quer assumir o importante papel de líder econômico e político na América do Sul ? A imprensa brasileira está comprada, salvo raras e honrosas exceções, se cala frente a estas atrocidades. Manipulam as imagens e os fatos. Mostram-se as rosas, ao mesmo tempo que tentam esconder, os corpos que adubaram este jardim. Não é de se estranhar que o governo brasileiro se cale, afinal de contas,” somos” aliados incondicionais da ditadura cubana. Nossos governantes idolatram o ditador Fidel Castro e toda a corja de governantes de países comunistas, que seguem à risca a cartilha dos irmãos Castro. Parece que existe um pacto de honra entre eles : devemos implantar o comunismo à todo custo na América Latina. De preferência, de forma sutil e sorrateira. Mas se não houver jeito, “senta a borracha”, que fingiremos que não estamos vendo nada e continuaremos a nos apoiar mutuamente. Cuba, se tornou uma especialista em exportar sua ideologia falida para os países da América Latina. Governantes imaturos, filhotes de ditadores, compram uma franquia que ensina em poucas lições, uma maneira eficiente de: idiotizar o povo, transformar pilantras em ídolos, mantendo-os eternamente no poder, e acabar com um sistema econômico capitalista eficiente e decente. Precisamos abrir nossos olhos, o Brasil, também é um franqueado desta dinastia castrista. A borracha que faz arder o lombo dos jovens cidadãos venezuelanos e as balas de fuzis que matam e mancham de sangue o solo daquele país, também podem nos atingir em um futuro bem mais próximo do que nós imaginamos.

JUSCELINO em 23 de fevereiro de 2014

historia de cuba -( cuba democratica segundo a dilma e o fidel) https://www.youtube.com/watch?v=kju9rmztNxc#t=140

CARLOS em 22 de fevereiro de 2014

Pela andar da carruagem o organograma ficará assim: Venezuela igual a Cuba mas já querendo virar uma Síria. Argentina igual a Venezuela. Brasil igual a Argentina. Mais um mandato do PT e igualaremos a Venezuela (com vontade de botar um pezinho na Síria

Wake up em 22 de fevereiro de 2014

O Podre está para o **** Roubariano na Chavezuela assim como Dilmakabra para Lula**** na ClePTolândia, aqui só falta oposição de fato, se depender destes bicudos rapinas de cima do muro, vamos afundar mais 4 anos.

Wake up em 22 de fevereiro de 2014

O Podre cai no abismo sem conseguir conduzir o ônibus caindo aos pedaço e desgovernado herdado do **** Roubariano. Nem as lorotas propaladas nos meios de comunicação em massa, nem as violências truculentas imposta pelo ditador, nem os tribunais farsescos seguram mais tanta opressão, escassez e as aberrações impostas por estas quadrilhas.

Aloisio em 21 de fevereiro de 2014

Pensei exatamente no PMDB. Claro que tem políticos antiiiigos nada confiáveis. Mas o partido é o ícone do povo brasileiro. Liderou o povo para combater a ditadura, e agora se cala perante o massacre contra o povo da Venezuela? É muito triste ver um partido se ajoelhar ao corruPTo e ficar calado numa hora desta. Da populista "presidenta" do seu criador e afins, tudo bem. Suas posturas são essas... E as Vossas Excelências Pedro Simon e C Buarque que dão loas a democracia... Por que não protestam ao menos no plenário? Ah, me lembrei está vazio. Só depois do carnaval...

Rodrigues em 21 de fevereiro de 2014

Taí, um futuro esplendoroso que espera o Brasil do bolivarianos, já tivemos até um ensaio, é futuro anunciado, afinal, amigos e companheiros é pra essas coisas, solidariedade e compartilhamento.

Edson em 21 de fevereiro de 2014

Pois é, e um professor da UFABC teve a cara de pau de ir ao "Entre Aspas" da GloboNews defender a "democracia" da Venezuela. Me admira muito ver como a Rede Globo vem dando espaço para estes meliantes falar. Roberto Marinho deve estar se remexendo no túmulo.

A.M.A em 21 de fevereiro de 2014

Triste constatar que o Brasil é um dos grandes responsáveis pela atual situação de instabilidade e retrocesso da América do Sul. A política equivocada do atual governo levou o Brasil a perder a oportunidade de direcionar a América do Sul para um futuro melhor. Como de tudo podemos tirar uma lição, fica para o povo a lição de escolher melhor nossos governantes. Para o PMDB fica a oportunidade de avaliar se a parceria com o PT é benéfica para o país e se garantirá a existência do PMDB como partido. É um bom momento de resgatar o partido como sendo o Movimento Democrático Brasileiro. Uma mudança de postura do PMDB pode redirecionar o país para caminhos melhores. O PMDB deixar de ser o partido podre e fisiológico que é, caro A., é tão provável como irmos de bicicleta até Marte.

Marcos em 21 de fevereiro de 2014

Deus proteja os nossos irmãos venezuelanos.

Luiz C. em 21 de fevereiro de 2014

Não publico estímulos à violência como forma de atuação política.

Meia Verdade em 21 de fevereiro de 2014

La Nacion, um dos principais jornais Argentinos critica o silêncio de Dilma http://www.lanacion.com.ar/1665986-criticas-a-dilma-por-su-silencio-frente-a-la-crisis

Renato em 21 de fevereiro de 2014

O silêncio do Brasil é vergonhoso. Precisamos tirar esse bando de petistas do governo com urgência. O Brasil quer democracia e respeito aos dreitos humanos. Muito em breve o mesmo vai acontecer com a bolívia e a Argentina, que vivem o mesmo caos econômico, fruto de um desgoverno de esquerda. Não esqueçam a Dilma segue essa mesma cartilha.

Vera Scheidemann em 21 de fevereiro de 2014

As fotos nos enchem de tristeza e o silêncio da Dilma e de boa parte da imprensa nos enche de vergonha (e medo...). Vera

Roberto Correa Ribeiro de Oliveira em 21 de fevereiro de 2014

Como pode um governo apoiar e bater palmas para medidas covardes e autoritárias, contra a liberdade política e democrática de um povo? A Venezuela está sendo massacrada, jovens estão sendo covardemente baleados e mortos, a imprensa livre atacada, líderes políticos que lutam por liberdade e que se opõe ao psicopata Maduro estão sendo aprisionados. Em que estamos nos transformando? Uma presidente que se ajoelha e que se dobra ao ditador cubano Fidel Castro, que apoia um psicopata desequilibrado na Venezuela, que concorda com o plano nuclear dos iranianos é no mínimo uma inconsequente. Todo o mundo lutando contra o sistema autoritário socialista, vide Ucrânia, e esses irresponsáveis querendo implantar este sistema utópico e falido na América Latina ! Quantas vidas precisarão ser ceifadas? Quantos jornalistas precisarão ser assassinados?, para que o povo brasileiro, acorde para o fato que caminhamos rumo a um terrível precipício? Será que ao fecharmos os nossos olhos às ditaduras mundiais ( Cuba, Venezuela, Coréia do Norte, Ucrânia, países africanos ) não estamos colocando em risco nossa democracia? Se achamos natural o desrespeito a democracia nestes países, em breve acharemos natural o desrespeito e o cerceamento de nossa liberdade.

Moacir 1 em 21 de fevereiro de 2014

Setti, Em nenhuma cidade na Venezuela se pode perceber mais da recente violência chavista do que em San Cristóbal,localizada nos Andes,com uma população de 650.000 habitantes e onde os protestos começaram a 18 dias. San Cristóbal, Na noite quarta para quinta-feira as autoridades cortaram o serviço de internet para toda a cidade,o que explica porque tão poucos vídeos YouTube tem origem nesta cidade.YouTube .O blackout da internet causou pânico sobre o que na realidade estava acontecendo com a cidade. San Cristóbol é uma cidade universitária sediando 3 delas - UNET, ULA, UCAT. E foi lá que os protestos começaram.No dia 2 de fevereiro,após mais de um ano de solicitações oficiais ao Governo do Estado para a melhoria da segurança face aos cada vez mais frequente crimes nos campus,um segundanista da ULA em Táchira,dentro da universidade foi sexualmente molestado. O estupro causou uma onda de protestos,por parte de estudantes e grupos representativos da sociedade civil que foram às ruas pedir por justiça.A resposta do Governo foi pesada desde o começo: 5 estudantes detidos após uma manifestação de protesto e enviados para uma prisão em Coro,a centenas de quilometros de distância.A raiva e a frustação estudantil se avolumou. Estudantes de outras universidades aderiram em solidariedade ,exigindo a libertação dos 5 primeiros detidos.Nos últimos 18 dias aquele primeiro justo protesto em San Cristóbol transformou-se numa bola de neve e levou a Venezuela à violência que estamos assistindo. na noite de ontem milhares de soldados da Guarda Nacional foram enviados para San Cristóbol entre 0:40 e 1:0 hora da madrugada. após o corte da internet começaram os confrontos entre jovens desarmados e tropas paramilotares e nacionais.Uma luta desigual onde is estudantes degfendendo o seu direito de protestar eram chamados de fascistas - é o mesmo discurso tupiniquim! - por um Governo que usava forças grotescamente desiguais para calá-los e reprimí-los. De acordo com informações obtidas em 2 blogs sediados em Miami e 1 em Caracas, já se estabeleceu na cidade uma cinzenta rotina.Diariamente apenas 1/3 das lojas funcionam, e ao meio dia todas cerram as suas portas.Nessa hora ,não somente jovens estudantes ,mas pessoas de idades e ocupações as mais diversas e se reunem nas suas vizinhanças e começam a bloquear as ruas com pneus e lixo.Quando anoitece as felizes e ráprdas nos gatilhos autoridades,dão vazão à violência para dissover as barricadas, conhecidas por GUARIMBAS Duranye todo o dia de hoje - 20 de fevereiro - jatos de combate sobrevoaram San Cristóbol ...contra garotos que nem armas tem. Guarimbar significa reinvidicar as ruas como legítimo espaço para o direito de manifestar-se e enfrentar os colectivos paramilitares e a repressão da Guarda Nacional.As armas favoritas dos GN são os cassetetes de borracha ,os quais provocam bastante dor mas não são letais a não ser se usados de muito perto e demasiadas vezes.Li um post que me chocou.Segundo o comentarista ferimentos provocados por cassetetes são tão comuns entre os jovens que ,não ter um é exceção.Ele pode estar exagerando mas a minha impressão é que esses jovens venezuelanos são destemidos e não serão facilmente controlados.Eles fazem parecer criancinhas numa primeira comunhão,os nossos comportados manifestantes juninos com seus civilizados cartazes ...antes que aparecessem os Black Blocs pagos por Bolsas Protesto. Resumindo,San Cristóbol hoje é zona militar. A Avenida Caraboro onde a maioria dos confrontos teve lugar parece a Sí,ria após um daqueles bombardeios - wasteland. Mintes de coisas queimadas,debris,lixo e bombas a gás detonadas.e o único som - além do dos voos rasantes dos fightyer jets é o dos panelaços. e o prezado Ministro do interior acaba de em rede nacional ------s-o-l-e-t-r-a-r------- para os jornalistas como eles deveriam - ou não? - cobrir os protestos.A batalha deve estar rolando agora e sem testemunhas oculares

Bruno Sampaio em 21 de fevereiro de 2014

pela primeira foto da matéria, com a cidade em chamas fica claro de quem é a culpa disso tudo: do Mac Donald´s!!!

Meia verdade em 21 de fevereiro de 2014

Hoje os menos favorecidos são atendidos pelo governo...o que eu acho certo....minha duvida e quando eles irem as ruas protestar, por alguma insatisfação...o que fará o PT......serão recebidos a tiros como na Venezuela?......O governo nos deve uma explicação se são contra ou a favor do governo Venezuelano

Carlos Eduardo em 20 de fevereiro de 2014

Caro Setti,mais triste de tudo é ver a nossa imprensa calada.Salve exceções como a Veja dá para perceber que a maior parte da imprensa está omissa e submissa aos interesses do governo do PT. Essa imprensa mercenária faz parte do sistema espúrio que se arraigou em nosso país. Não dá só para culpar os nossos políticos pelo descaso do Brasil sobre a Venezuela.

Maso em 20 de fevereiro de 2014

Uma coisa os bolivarianos do Mercosul poderiam fazer para acalmar o povo venezuelano. Sobre a liderança de Dona Dilma, uma campanha das nações amigas para enviar jornais usados para a nova Cuba que se desponta no continente. Há muito tempo eles não tem papel higiênico, e agora, também escasseia o plano B, os jornais! Sim, já estavam se acostumando com o método cubano de substituir papel higiênico pelos jornais, mas estes findaram. Vamos unir os povos progressistas para enviar jornais usados para o povo venezuelano, e salvar o governo de Nicolas Maduro. Eles já tem o banho socialista de 2 minutos, e agora a higiene socialista do jornal usado. Viva a revolução bolivariana!

carlos nascimento em 20 de fevereiro de 2014

Ricardo, Eis a tragédia amplamente anunciada, o processo foi gradativo, resultou nisso, o povo Venezuelano sendo massacrado, o que me causa revolta, é saber que o nosso País - BRASIL - através dos atuais dirigentes, contribuíram com o atual status-quo, deram sustentáculo ao regime de Chávez, Maduro, agora, a situação está fora de controle. Somos cúmplices indiretos, pois o nosso Executivo faz vista grossa ao massacre, o Legislativo é omisso, a imprensa com raras exceções -VEJA - consegue bater ponto, o Globo tenta cair na real, percebeu que credibilidade não rima com omissão. Acredito que o caldeirão está prestes à EXPLODIR. abração.

luna em 20 de fevereiro de 2014

As urnas vão estar prontas nas eleições, possivelmente já estão. A vitória dessa mulher já está garantida. É tão certo que eles nem disfarçam, o comportamento é próprio de quem tem certeza do resultado. Tenho muito receio de que esse seja o nosso futuro.

The Wall em 20 de fevereiro de 2014

A foto dos policiais que apareceram do nada é de fácil resposta: são soldados cubanos! Importados para encher os bolsos dos castristas, enquanto o país que os importa sofre com a infraestrutura, educação, segurança, economia... Aqui começa algo semelhante e podemos comparar com a infraestrutura portuária ou a da saúde, para começar! Que a oposição acorde e exija da Presidente da República Federativa do Brasil (ainda não é bolivariana e nunca será) uma posição em relação à Venezuela. Acorda oposição brasileira!!!

Bruno em 20 de fevereiro de 2014

Não faço mais comentários ! Mas a foto "não sabia que existiam tantos policiais, onde estiveram todos estes anos ?"...doí.

Bruno em 20 de fevereiro de 2014

As fotos são emocionantes. Elas emocionam sim. São de um povo que luta sem armas e na vontade. Lá no Congresso Brasileiro lembram coisa similar dia sim, dia não. Agora menos, com o PT e o PCdB mandando. . Eu não tenho qualquer relação com a Venezuela. Gosto de ver aquelas misses...nada mais. Estas coisas quando são sobre a Bolivia, Venezuela, ou similares, sempre sobe a pimenta ao nariz ! . Mas existem razões para a minha revolta, no caso especifico da Venezuela. São 3 fundamentais (algumas podem não ser exclusivas da Venezuela). . A primeira, o país com as maiores reservas petroliferas (descobertas) do mundo é um país RICO. Um pais rico tem meios para ajudar seu povo. Educação, saude, infraesturas, segurança...um país muito rico faz tudo o que um qualquer outro não pode. . A segunda, foi nesse país que veio a luz o acefalo Chavez, que intencionalmente usou "a primeira" para alastrar uma onda populista e irracional pelos seus vizinhos - ai já doí amigo ! "Vamos revolucinoar o mundo, vamos derrotar os ianquies imperialistas"...??? (para onde mandam a maior parte do petroleo ?) . A terceira, que estes vendedores dos socialismos sempre fracassam, mesmo quando tem meios para serem bem sucedidos, e NA FORÇA querem levar seu povo à miséria - aqui de novo o meu medo pois no Brasil tem 12 anos daquela força que iria mudar uma coisa que ainda não saiu do sitio e está afundando a olhos vistos. Perdão, teve o Bolsa-Compra-Voto. . Teria uma quarta, que seria a estupidez ou ingenuidade dos discursos desta gente. Eles são iletrados. E por isso seu discurso é para iletrados. Mas ainda existem algumas pessoas com capacidade de pensar...mas esses são imperialistas. . Fica certo que para esta gente o ensino nada trás de bom. Melhor é ter pessoas "educadas" (*) e BURRAS. . (*) educadas: pelo sistema marxista e devidamente preparadas para levar adiante a revolução. . Termino: ensinassem um pouco mais de matemática aos mais humildes e logo a revolução iria pro brejo. Basta saber pensar um pouco para mandar esta gentalha à PQP !

Alexandre em 20 de fevereiro de 2014

Setti, Cada vez mais, admiro seu jornalismo. Assim deve ser a imprensa que mostra a verdadeira realidade. Hoje não vi nada no JN. Estão surdos e mudos para o assunto. No GloboNews debatem que existe uma conspiração da oposição contra o governo legítimo. Haja engov.

Moacir 1 em 20 de fevereiro de 2014

Prezado Setti, NA VEIA! FANTÁSTICo O TEXTO E IMPRESSIONANTES AS IMAGENS! JORNALISMO DA GEMA NEZTEPAIZ! PARABÉNS! Quando eu crescer quero escrever que nem VOCÊ! E aí - very tenderly !- MR OBAMA! * http://www.dw.de/obama-in-mexico-for-trade-talks-calls-for-dialog-in-venezuela-and-ukraine/a-17443501 Um grande abraço O texto original foi da Rita. Eu mexi um pouco. Generosidade sua, não tem nada demais. Abração

Fábio Almeida em 20 de fevereiro de 2014

Caro Setti, vergonha a nota do PT a respeito do caos na Venezuela, o que demonstra os cinismo, o mal caratismo e a imoralidade desse partido, do governo brasileiro e dos seus asseclas. Tudo em nome de uma ideologia furada, totalmente derrota pela história e economia. É terrível e grave a ditadura venezuelana, povo que está sofrendo nas mãos de um psicopata, sanguinário e assassino ditador. O pior é que o PT finge acreditar que há democracia e estado de direito na Venezuela. Força ao povo venezuelano!! Abaixo o PT e a canalha esquerdopata na Latino-americana!

Toninho Malvadeza em 20 de fevereiro de 2014

Como disse uma vereadora do Hell de Janeiro,o seu MADRUGA (MADURO),não resiste muito tempo com esse clima de terror contra a população.

Bruno em 20 de fevereiro de 2014

Excelente material. Parabéns. . Sobre a Ucrânia, eu que vivo mais perto, a culpa é da Rússia e da União Europeia, que colocaram o país numa situação difícil. E, mesmo na terrível situação em que o país se encontra (profunda divisão) ainda existe algum bom senso - no sentido que o país permite a cobertura total dos acontecimentos, sequer passou pela CABEÇA EXPULSAR quem seja. É um país dividido, e qualquer governante teria uma missão muito difícil em mãos. . De qualquer forma, e perante a abertura do Governo da Republica Federativa do Brasil, ficamos esperando que alguém cuspa um ensaio de solução para este problema. Vai mandar vir ou fica só na preocupação ? Vai fazer embargo à Rússia ? À UE ? Ou quem sabe à Ucrânia ? Vai o Brasil fazer ALGUMA COISA pela Ucrânia ou vai ficar no diz-que-disse e nada mais ? Onde está Lula para salvar o mundo ?

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI