Image
O temperamental Luan, em partida do Palmeiras contra o Sport, no Pacaembu, no dia 6 de setembro: o Palmeiras pode engrossar uma tenebrosa estatística (Foto: Alex Silva – AE)

Com todos os problemas do Brasileirão – a organização a cargo da suspeitíssima CBF, o calendário apertado por causa dos Estaduais, a subserviência excessiva aos interesses da parceira Rede Globo, os absurdos da cartolagem -, não dá para negar que se trata de um certame dificílimo e imprevisível. O Palmeiras, que não consegue sair da zona de rebaixamento e, desesperado, enfrenta amanhã o Figueirense em Florianópolis, que o diga.

Image
Manchete do jornal Correio do Povo sobre a queda do Grêmio, a primeira vítima dos pontos corridos, rebaixado em 2004 (Reprodução: galaticosonline.com)

A “culpa” por ser tão surpreendente e disputado – ao contrário de campeonatos chatíssimos como o Espanhol ou o Português, por exemplo – é, em grande parte, da fórmula dos pontos corridos. A mesma que tanta polêmica causou ao ser implantada em nosso país a partir do Campeonato Brasileiro de 2003, e que em sua décima edição aparece totalmente consolidada, um verdadeiro sucesso de público e crítica.

Image
Atleticano chora o rebaixamento do Galo em 2005 (Foto: mg.superesportes.com.br)

O fim do comodismo da fórmula dos “mata-matas”

Sem a possibilidade de se acomodarem em meio à disputa – até 2002, uma equipe poderia se classificar tranquilamente em oitavo lugar na primeira fase e depois disputar os mata-matas até a final -, os clubes precisam literalmente suar a camisa ao longo dos seis meses e meio nos quais disputam 38 partidas.

São obrigados a demonstrar o mínimo de regularidade. Tanto os que aspirarem ao título quanto os que se contentarem com a classificação à Libertadores ou à Sul Americana, ou até mesmo os que precisam simplesmente evitar o inferno da Segundona no ano seguinte.

Image
O inconsolável Betão, capitão do Corinthians rebaixado em 2007 (Foto: Paulo Pinto – AE)

Desempenho desastroso dos grandes é sintomático

E é bastante sintomático que, justamente no décimo aniversário do Brasileirão por pontos corridos, um gigante do futebol tupiniquim como o Palmeiras esteja correndo sério risco de protagonizar mais uma queda à Segunda Divisão.

Ou melhor, “mais uma” não: para os numerólogos de plantão, salta aos olhos de que o possível (provável?) rebaixamento do Alviverde da Zona Oeste paulistana seria o décimo de um clube que ostenta o honrosíssimo título de Campeão Brasileiro a ocorrer em torneios de pontos corridos.

Image
O Vasco também fez sua torcida sofrer ao cair em 2008 (Foto: vascominhapaixao.blogspot.com)

Esta assustadora média de um campeão rebaixado por ano, impossível de ser encontrada em qualquer outra liga futebolística de respeito, é mais um aviso escancarado aos clubes de que alguma(s) coisa(s) eles não estão fazendo direito.

Que tal, por exemplo, planejar a longo prazo? Por que não dar maiores garantias aos treinadores, verdadeiros reféns da incompetência dos dirigentes e da selvageria tolerada das “torcidas” organizadas? Onde fica o investimento nas categorias de base?

A lista dos campeões rebaixados

Deixo aos leitores estas perguntas, mas também relembro a lista abaixo com os outros nove casos em que ganhadores do campeonato criado em 1971 sucumbiram à “pauleira” do novo regulamento de disputa.

(Tudo isso sem contar os vexames pré-pontos corridos de equipes como Fluminense – que na década de 1990 naufragou em três rebaixamentos, um deles para Série C, só voltando definitivamente à elite no “tapetão” –, o próprio Palmeiras, que despencou em 2002, em companhia de outro campeão, o Botafogo. Nem menciono, também, os grandes que vêm desesperadamente escapando da degola na hora H nos últimos torneios)

2004 – GRÊMIO (campeão em 1981 e 1996) e GUARANI (campeão em 1978)

2005 – ATLÉTICO MINEIRO (campeão em 1971) e CORITIBA (campeão em 1985)

2007 – CORINTHIANS (campeão em 1990, 1998, 1999, 2005 e 2011)

2008 – VASCO (campeão em 1974, 1989, 1997 e 2000)

2009 – CORITIBA (campeão em 1985)

2010 – GUARANI (campeão em 1978)

2011 – ATLÉTICO PARANAENSE (campeão em 2001)

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 8 =

14 Comentários

carlos nascimento em 23 de setembro de 2012

Ricardo, Aproveitando a pauta esportiva, veja se sobra um tempinho para comentar as últimas peripécias de nuzman no comando do COB e da RIO-2016, já começam à surgir os sinais do DNA CORRUPTO, alguém autorizou uma operação criminosa, baixando IMORALMENTE os arquivos do COI-2012 por ocasião das Olimpíadas de Londres, a pergunta que não quer calar : "quem autorizou copiar as fitas" ? Quem...ô raça de gente, já temos a fama de corruptos, agora a vaca está no brejo, será que nuzman consegue se manter agarrado ao cargo, ou fará companhia a outra figura escabrosa, o zorro -r.teixeira- homiziado em Miami ????? Fala ai Ricardo.

carlos nascimento em 23 de setembro de 2012

Ricardo, O efeito Ganso já se faz presente no SANTOS, ontem levamos um chocolate da LUSA, enquanto isso, o Presidente com cara de Pastor arrependido - alaor - está onde ? onde ? Viajando, na Europa, será que fazer trazer alguma contratação de qualidade, NÃO CREIO, essa raça é mesmo....incompetente. Pois é, Carlos, fizeram tanta força e gastaram tantos recursos para manter o Neymar no time -- e venderam quase todos os demais, desmontando o que era uma equipe forte e, hoje, é um time meia-boca. O presidente do Santos parecia diferente dos demais cartolas no quesito competência. Não é. Abraço

Queiroz em 22 de setembro de 2012

Faltou o Sport, campeão de 1987! Caiu em 2009, voltou em 2012.

Cesar em 21 de setembro de 2012

Grêmio, o sempre lembrado.

Roberto Souza em 21 de setembro de 2012

Pô Setti, Vou dizer à você o mesmo que dizia aquele antigo personagem da escolinha do Professor Raimundo, Sandoval Quaresma,"tava indo tão bem" Tanto assunto palpitante, mensalão, Siria, Mulçumanos,eleição,Obama,, greve, Ganso, seleção e você me vem lembrar disso... magoei!

Dirceu em 21 de setembro de 2012

Pede para a Kia comprar o não rebaixamento, como comprou o juiz da primeira partida da final da copa do Brasil ....o castigo bem a jato ...

PRG em 21 de setembro de 2012

Falou bobagem, não houve tapetão para promover o Fluminense,a série B não foi jogada em 2000. A Copa João Havelange teve o São Caetano, que disputava a Série C e como vice-campeão e o Bahia que também deveria jogar a Série B em 2000, mas ninguém fala disso.

carlos nascimento em 21 de setembro de 2012

Enquanto isso, o nosso "querido" (SIC) Presidente Santista - ALAOR - com aquela cara de Pastor arrependido, viajou à Europa,justamente na semana decisiva da venda de PH GANSO, é ou não é um ......., deixa pra lá, eles passam, a Instituição seguirá sua trajetória, o SANTOS é grande demais, apesar desses idiotas. GANSO seja feliz no Tricolor Paulista !!

carlos nascimento em 21 de setembro de 2012

Ricardo, Lamento pelo seu amigo-irmão AN, o Palmeiras será rebaixado, só um milagre da multiplicação($$$$$$$) poderá salvá-lo, acredito que seja um mal necessário, é hora de se lavar toda a roupa suja que existe no Parque Antártica, tem de tudo um pouco, futricas, maricotas, inveja, rancores, enfim, é um caldeirão à beira da explosão, talvez o sangue italiano precise ser oxigenado. Os corneteiros, os batuqueiros, as facções patrocinadas por oposição e situação, levaram o Palmeiras a essa terrível situação, resta orarmos ao bom senso, evitando-se tragédias destemperadas. PALMEIRENSES, JUÍZO !

Tuco em 21 de setembro de 2012

. Pô, Grande RSetti... Não há outro assunto, não? Em ocasião anterior fomos até a Segundona pois nos faltava aquele título. Mas não há necessidade de sermos bicampeões... Aqui, lá ou acolá, Palmeiras sempre! .

Jader em 21 de setembro de 2012

Favor alterar a tag da sua reportagem. "Coritiba Rebaixado" no seu sonho!

Gabriel em 21 de setembro de 2012

Vc se esqueceu do Bahia, campeão em 1959 (1º campeão brasileiro) e 1988, rebaixado na 1ª edição dos pontos corridos, em 2003.

Marco em 21 de setembro de 2012

Dom Setti: Aliás o Mano é especialista nisso, acho q o Palmeiras deve contratá-lo, e a CBF o Felipão, aqui em Poa, O Grêmio considera a batalha dos Aflitos, com o Mano, mais importante q o título de Campeão Mundial, espero q o Coringão não faça isso tb. Risos.

Marco em 21 de setembro de 2012

Dom Setti: Segundo Tristão Garcia: Clube Chances de rebaixamento Atlético-GO 92% Palmeiras 92% Figueirense 82% Sport 73% Flamengo 15% Coritiba 17% Bahia 7% Náutico 4% Ponte Preta 3% Santos 1% Cruzeiro 1% Abs. PS: Concordo com o teu colega Mainardi, cair para a 2 , mobiliza mais torcedor, tu não perde a receita da TV e é muito mais fácil de voltar. Aliás todos voltaram tranquilamente, até o Mano se consagrou como técnico no Coringão, apenas por isso.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI