Comentário de 1968: Novo ato, fumaça ou fogo?

Ao criticar os atos institucionais, o vice-presidente Pedro Aleixo garantia, pouco a pouco, seu lugar fora de um então possível novo regime instaurado por tal método

Comentário de 1968: Novo ato, fumaça ou fogo? Pedro Aleixo (centro), cercado de assessores e militares (Foto: Memorial da Democracia)
novo-ato-fumaca-ou-fogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dez =