Por Daniel Setti

Muitas vezes o encontro de duas estrelas do rock se cerca de tanta expectativa que acaba decepcionando, Não foi o caso da parceria entre a banda Queen e o cantor e compositor David Bowie, que no final da década de 1970 apareciam no topo do mundo (ou pelo menos assim pensavam os fãs de rock). 30 anos após o lançamento do encontro entre ambos no estúdio, a canção resultante, “Under Pressure”, soa mais impactante e atual do que nunca.

Bowie compareceu ao Mountain, estúdio suíço onde o Queen registrava o que seria seu disco seguinte, Hot Space (1982), para gravar vocais de apoio à canção “Cool Cat”. Não gostou do resultado e a versão final acabou saindo sem sua voz, mas mesmo assim a sessão acabou rendendo. Do improviso do “Camaleão” com os quatro integrantes do Queen (o vocalista Freddie Mercury, o baixista John Deacon, o guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor) sobre uma ideia que em princípio seria utilizada em outra música do grupo, saiu “Under Pressure”, cuja fantástica linha de baixo seria sampleada pelo rapper de araque Vanilla Ice no hit “Ice Ice Baby”, dez anos depois.

Curiosamente, a colaboração nunca se repetiria antes da morte de Freddie Mercury, em 1991. Só no ano seguinte, em show em homenagem ao cantor, em no antigo estádio de Wembley, em Londres, é que Bowie entoaria “Under Pressure” tendo Deacon, May e Taylor como banda. Na ocasião, Annie Lennox assumiu as partes vocais de Mercury em grande estilo. Confiram.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 5 =

5 Comentários

Luiz Carlos em 20 de setembro de 2011

Caro Ricardo, Simplesmente sensacional, e considerando que Brian May é daqueles guitarristas melódico, em um universo que talvez possamos citar outro gênio, David Gilmour, do Pink Floyd. Como te disse da outra vez, é um prazer navegar no blog. Abraços do amigo.

Kakar2r em 18 de setembro de 2011

Adoro a Annie Lennox.Ela arrasou nesta performance, definitivamente.

carlos nascimento em 18 de setembro de 2011

Excelente, quanta saudade do fantástico Freddie, pena que tenha partido tão cedo, faz falta. Em 85 no Rock Rio, a imagem dele cantando "love of my life" não me sai da têmpora, inesquecível, a lembrança faz o coração acelerar, o tempo passa as emoções afloram e a saudade aumenta. p.s. Caros Ricardo e Daniel, Quando teremos um post sobre o CREEDENCE ? Peço que botem prá tocar essa música " I heard it through the grapevine" Abraços Carlos Nascimento.

Stefano Barbosa em 18 de setembro de 2011

Bowie e Queen... simplesmente... 2 monstros sagrados da música! Lennox também é outro grande nome! Uma pena que Mercury morreu!! Faz muita falta!

Sergio em 17 de setembro de 2011

Adoro o camaleão do rock. Adoro o Queen. Gênios da música

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI