O excesso de peso da presidente Dilma ficou bastante evidente devido à roupa escolhida para as cerimônias da posse no novo mandato, no dia 1º passado. Não se conseguem informações oficiais a respeito, mas o ganho de peso da presidente já era visível na campanha eleitoral, disfarçado pelos trajes normalmente vestidos por ela: calças compridas largas, sapatos de salto baixo e uma espécie de slack para a parte superior do corpo.

A campanha certamente contribuiu para a presidente sair da linha: alimentação inadequada e irregular, a obrigação política de provar incontáveis quitutes oferecidos por eleitores ou à disposição em visitas a feiras e mercados populares ou mesmo em passagens por botequins — e, sobretudo, o stress causado pela agitação inerente a uma disputa de dimensões da que foi travada no ano passado.

A presidente se preocupa com o problema. A seção “Painel” da Folha de S. Paulo publicou pouco antes da posse a informação de que ela estava satisfeita com o regime para perder peso, que já fizera ir embora 6 quilos, boa parte da meta de emagrecer 13 quilos.

Segundo o jornal, a presidente seguiria a “dieta Ravenna”.

Na verdade, não existe “dieta Ravenna”. Existe, sim, um método de emagrecimento engendrado pelo médico e psiquiatra argentino Máximo Ravenna, com consultórios em diferentes cidades no exterior e no Brasil, inclusive em Brasília, onde reside a presidente. Mas não se trata de uma mera dieta.

Como define a própria Clínica Ravenna, o método consiste em “uma terapia interdisciplinar de emagrecimento que trabalha o vínculo alimentar, modificando a maneira do paciente  relacionar-se com a comida”. Ou seja, o método inclui, sim, uma dieta, mas os pacientes são assistidos por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos, nutricionistas, professores de educação física e outros especialistas.

Os pacientes passam por todos os membros da equipe, com periodicidade variada, e são submetidos periodicamente a exames, especialmente de sangue.

As clínicas são equipadas com instalações para psicoterapia de grupo, sala para atividades físicas ou dança, restaurante e outras. Os pacientes podem almoçar e jantar ali, se quiserem, ou levar para casa alimentos adequados a seu programa de redução de peso.

O núcleo central do que o médico denomina “terapia” não se cinge, portanto, a calorias, embora elas naturalmente importem. Trata-se, sobretudo, da abordagem psicológica do problema, feita em grupos e que o paciente deve frequentar pelo menos três vezes por semana. Isto porque “modificar a maneira do paciente relacionar-se com a comida” é entendido como tratar a compulsão — a qual estaria no âmago da questão de comer em demasia.

Ou seja, o ideal, o quase indispensável para o método funcionar — e o êxito tem sido comprovadamente muito grande, com pessoas perdendo até 70 0u 80 quilos, sem remédios, sem cirurgia e posteriormente se mantendo no peso adequado — é a frequência à clínica.

Algo que as tarefas da presidente tornam impossível. O que Dilma pode estar fazendo é obter algum tipo de acompanhamento por parte de especialistas da equipe de Ravenna em Brasília.

Por tratar-se de assunto pessoal da presidente, não se obtêm informações oficiais sobre se e como a presidente realmente está enfrentando o desafio de afinar a silhueta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 8 =

42 Comentários

em 22 de janeiro de 2015

Ela precisa, isso sim, emagrecer aquela cabaça soberba e arbitrária em relação ao emagrecimento do poder PTralha no nosso Brasil. Precisa ser Estadista e não PTralha

wilson www em 08 de janeiro de 2015

Com todo o respeito ao colunista e aos seus leitores, uma silhueta pouco importa. O que importa, sim, é a situação em que um governo incompetente e um partido ganancioso enfiaram o Brasil. PIB magríssimo, crescimento raquítico, dívidas para lá de robustas, ministérios às dúzias. Obras inacabadas, sucessivamente adiadas e mais caras a cada adiamento. Indústria demitindo, comércio encolhendo, Investidores procurando portos mais seguros para ancorar o seu dinheiro. É retrocesso por toda parte. Sem contar o poço sem fundo em que se tornou o petrolão. E sem contar certas insinuações. Um ministro já sinalizou que pretende criar medidas restritivas à mídia. Censura à vista? Outro declarou em seu discurso de posse que o direito de propriedade não pode ser inquestionável. Direito ou ideologia? Aquele que explicou que o seu partido não é de esquerda, de direita ou de centro inventou uma nova modalidade, na qual apoiar também é "divergir construtivamente”. A conferir o que deve ser isso. E teve aquele que levou cartão amarelo antes do jogo começar. Senhores feudais do Congresso, insatisfeitos com o loteamento ministerial (e bota loteamento nisso!), começam a afiar as garras da chantagem fisiológica. - "Queremos uma fatia maior!", bradam eles. Esse, enfim, é o Brasil de hoje. A lamentar também que 54 milhões de eleitores confiaram a essa turma mais quatro anos de mandato. Mas temos que respeitar essa decisão, pois democracia funciona assim. Finalizando, e voltando ao tema da matéria, quilinhos a mais ou a menos não disfarçam antipatia, arrogância ou se transmutam em elegância. Silhuetas pessoais, portanto, são o que menos importa neste perfil crítico em que se encontra o país.

Becker em 07 de janeiro de 2015

Essa sra tem um péssimo astral. O seu cotidiano deve ser terrível. A mentira é algo que demanda esforço para se sustentar ao passo que verdade é rápida, única e leve (por mais difícil que seja). Ela está numa roda de

Angèlìka em 07 de janeiro de 2015

Para essa aí, não tem jeito! Não se livrará das consequências do que ENTRA e SAI da sua boca. É LEI. Oposição, IMPEACHMENT para 2015. Trabalhem! AÉCIO, não nos faça sermos gratos por você não ter vencido as eleições, POR FAVOR! Tragam-nos resultados.

zoiudo em 07 de janeiro de 2015

Seu comentário era grosseiro demais para ser publicado.

aparecido f. em 07 de janeiro de 2015

Eu só conheço um método eficaz para emagrecer : fechar a boca.... Pois acredite, há métodos que não se preocupam só com isso, e que funcionam magnificamente.

aparecido f. em 07 de janeiro de 2015

O modelito "capa de botijão" ficou ótimo..... É engraçado a estilista Glória Kalil elogiar a vestimenta, logo ela que é exigente com a moda...tudo para agradar os poderosos de plantão....que daqui para frente jamais acreditarei nas opiniões dessa senhora estilista...Isto se parece com uma história de um rei que queria ser poeta....o rei escreveu um poema e chamou outro poeta do reino para apreciá-lo...o poeta achou uma porcaria e o rei mandou prender o poeta um bom tempo nas masmorras reais...Depois de um certo tempo, com o poeta já reabilitado, o rei escreveu outro poema e chamou de novo o poeta para apreciá-lo.... o poeta e leu o poema e disse : pode me prender...É sempre assim com os poderosos..eles querem vender mais com o cartão corporativo...então tem que elogiar até mesmo as *****, senão perdem o freguês !!!!! Glória Kalil é uma jornalista excelente, ética e correta e não merece este seu comentário negativo. "Tudo para os poderosos de plantão" é algo que absolutamente não cabe em se tratando de Glória, que conheço há muitos anos. Ela pode ter elogiado o vestido, em si, mas obviamente sabe, como todo mundo, que o modelo não funcionou para a presidente.

Dexter em 07 de janeiro de 2015

Estive ontem na minha primeira feira livre do ano. Assustadores os preços. Bananas a R$ 7/8 reais a dúzia. Das menores! Batatas pequenas pelo mesmo preço. Ovos 6 reais a dúzia. Para os que sabem fazer conta, a inflação corresponde ao aumento de seus gastos em relação ao mês anterior. Mas a madama não paga pela sua própria alimentação? Será que sabe quanto custa o salmão que lhe é servido por mordomos e mordomas? Mas ela também não sabe quanto custa a conta de energia elétrica e os ônibus? Mas não se preocupem que a inflação está em baixa, os impostos não vão subir e as mentiras vão continuar sem que ela sequer fique constrangida.

Sem graça em 07 de janeiro de 2015

Para usar vestido tem que ter charme e graça, e afinal qual é o estilo desta senhora?

Itamar Piffer em 07 de janeiro de 2015

..."Como define a própria Clínica Ravenna, o método consiste em “uma terapia interdisciplinar de emagrecimento que trabalha o vínculo alimentar, modificando a maneira do paciente relacionar-se com a comida”. " Traduzindo: fecha a pouca e coma alface. Não é nada disso, você está dizendo bobagem grossa.

Edson em 07 de janeiro de 2015

Um período na PAPUDA lhe faria bem....

Edson em 07 de janeiro de 2015

A *** ***** desta terra!. A diferença daquela é que esta vai explodir de tanto acumular falcatruas;a cada "eu não sabia",vai inchar um pouco mais,e mais, e mais...até... bummm!!! cair lá no colo do COMA ANDANTE de um certo país caribenho, aquele que tem um porto novinho para chamar de seu, graças ao suor deste povinho otário pagador de impostos a fundo perdido!

Walter em 07 de janeiro de 2015

Calma Dilma, na Papuda a sra vai secar....!!!

José Carlos em 07 de janeiro de 2015

O resultado do regime da desgovernanta está mais para a reforma tributária que pretende nos impingir para cobrir o descalabro financeiro de seu desgoverno.

Paulo/Curitiba em 07 de janeiro de 2015

Pela idade que tem, ela até que não está mal. Se fosse um pouco mais agradável seria uma " gordinha simpática ", mas como está sempre enfezada e carrancuda....

Coca em 07 de janeiro de 2015

Método infalível para Dilma emagrecer:http://youtu.be/stHCK0JFA

Claudia em 06 de janeiro de 2015

Ouvi dizer que ela emagreceu 5 quilos antes da "reposse". Não parece, ela me pareceu a mesma gorducha de sempre! E que, como bem sabemos, ela tem uma mesa muito farta, ao contrário da maioria de seu eleitorado, faminto e ignorante! Se você tiver efetivamente lido o post, terá visto que ali se informa que ela emagreceu 6 quilos, dos 13 que pretende perder.

Cidadão Quem em 06 de janeiro de 2015

Se a consciência não pesa, ao menos alguma coisa...

Marcos F em 06 de janeiro de 2015

Parabéns por tocar no assunto, Setti - pensei que era proibido. Nem isso, ela faz bem-feito.

Maristela em 06 de janeiro de 2015

Tadinha!! Está gordinha??? E nós estamos gordos de pagar exageros e roubos desse governo de bandidos.

domingos roberto em 06 de janeiro de 2015

Espero que ela chegue a pesar 200 quilos.

mary halfen em 06 de janeiro de 2015

ela é desengonçada,e ainda fizeram uma roupa nada a haver com ela. se ela perdeu peso,alguem deve ter achado e devolvido.

Ricardo em 06 de janeiro de 2015

Que figura decrépita, a nossa presidnta!!! *** ** ****!!!! Não merecemos isso!!!!! Vergonha!!!!!

Maria MG em 06 de janeiro de 2015

O que conta mesmo é a nobreza, não do tecido, mas do caráter; o acabamento perfeito, não das bordas da renda, mas da lisura das ações; o modelo, não do traje em si, mas do exemplo da governanta perante os brasileiros. De qualquer modo, sou mulher e vou dar o meu pitaco: cor e tecido lindos, modelo do traje feio, caimento ruim, silhueta deplorável! Isso acabou com a qualidade da peça e com o bom gosto da tal costureira gaúcha. Gosto mais dos terninhos clássicos, embora deteste quando são vermelhos.

Papai Sabetudo em 06 de janeiro de 2015

Não entendo. Ele diz que perdeu peso, e aparece mais gorda? O seu aspecto é decadente quando deveria parecer esfuziante, vez que ganhou a disputa! Segundo o jornal, a presidente seguiria a “dieta Ravenna”, mas pelo que depreendi da matéria está desautorizada a fazê-lo, pois não a segue com o rigor exigido. Tomara que ele engorde mais, mais e mais... Adquirir a forma física ideal exige sacrifício e muito força de vontade que não são dons de todos!

Mios Simões em 06 de janeiro de 2015

Sinceramente, críticas a parte, essa foi a primeira vez que vi Dilma adequadamente vestida. Gostei do traje, da cor, muito elegante e apropriado para a ocasião e o tipo físico dela. Uma pena que as pessoas estejam criticando exatamente isso, pois, a crítica devia ser bem outra, tipo: competência, inteligência, sensibilidade, generosidade, humildade, cultura, atributos esses indispensáveis a um verdadeiro estadista. Se ela sabe ou não andar, se tem ou não porte, se está ou não gorda, também é uma outra história, que não tem nada a ver com esse governo que aí está, assim, nada a declarar.

angelo em 06 de janeiro de 2015

Senhores, A Figura perderia o peso rapidamente se voltasse a ter uma vida comum com um salário mínimo por mês, e todos os problemas de cuidar de uma casa com filhos e netos. De pagar as contas em dia,fazer um pequeno supermercado e lavar as roupas sujas do pessoal. Com esse método"povo", garanto que em semanas perderia o excesso de peso.

João Filho em 06 de janeiro de 2015

Legal Ricardo! Não sabia desse excelente método. Vou pesquisar mais a repeito. Abs.

Alexandre Medeiros em 06 de janeiro de 2015

Falta-lhe elegância e ***** feminina. Nada veste bem nela.

Brasileira em 06 de janeiro de 2015

Parece bastante cansada na foto. O cargo está pesando, mas é difícil largar o osso.

LC em 06 de janeiro de 2015

A *** **** ***** **** de Dilma são os menores dos problemas da presidenta, pois com o dinheiro que ela tem até isso se ajeita..... Já as graves falhas de caráter de Dilma são incorrigíveis a essa altura da vida dela que já tem quase 70 anos!.....

Margareth Morgado em 06 de janeiro de 2015

Nenhum ser humano, mesmo milagreiro e benzedor, poderia **** ***** ****. Como diria Rogério Magri, ela é "inconsertável". E realmente, 90% do peso dessa senhora está nos malfeitos praticados e permitidos. Também concordo, vade retro satanás!!!

B Coimbra em 06 de janeiro de 2015

Quisera que o problema dela fosse só a silhueta! A idade, implacavelmente, castiga a todos (até “Greta Garbo acabou no Irajá”). O problema maior desta personagem é a péssima qualidade de suas crenças, ideias e atos. Em antítese a Jesus Cristo (que é o Caminho, a Verdade e a Vida), o seu PT é O DESGOVERNO, A MENTIRA E A MORTE DA DEMOCRACIA!

Renato Lorenzoni Perim em 06 de janeiro de 2015

Não dá para publicar comentário ofensivo como o que você escreveu, caro Renato. Tente outra vez. Um abraço

Claudio em 06 de janeiro de 2015

Incrível a que ponto chega o jornalismo brasileiro. Já lí artigos seus mais interessantes e úteis. O corpo humano sofre todo tipo de agressão ao longo dos anos. abs

Aurea Serrano em 06 de janeiro de 2015

A presidente realmente, coitada , é feia e mal ajambrada...... não importa o quanto gaste em roupas ou tratamentos.....mas infelizmente esse não é seu único problema...... Pois há feias encantadoras, mas não é o caso dessa pessoa.

Mairalur em 06 de janeiro de 2015

Não gosto dela, acho-a feia e grosseira, mas não tenho coragem de criticar a silhueta dela (embora lembre, vez por outra, que ela pesa mais do que deveria). Não critico por achar que ela engordou por causa dos medicamentos que tomou, durante a dura doença que todos conhecemos.Isso é comum acontecer.

Xel'lotath em 06 de janeiro de 2015

Seu comentário calhorda, ofensivo e mentiroso -- sem contar o quanto tem de desinformado, me fez rir -- foi para onde merece: o lixo.

Lena em 06 de janeiro de 2015

A roupa parecia espremer a presidente, e este cabelo claro foi para combinar com a roupa?É muito dificil perder peso. O bacalhau de Portugal vai ficar de fora? Este cabelo para cima não favorece a presidente, o andar demonstra cansaço, o visível mau humor, deve colaborar também para o aumento de peso, que faz lembrar uma cantora famosérrima.

Golpista da Oscar Freire em 06 de janeiro de 2015

Não publico comentário de palhaços provocadores. Suma daqui, vá se espalhar nos blogs sujos, mantidos com dinheiro público porque não têm fontes de renda nem leitores.

Nadia em 06 de janeiro de 2015

Embora a mulher esteja fora de forma , a estilista deveria ter arrumado um modelito mais simples. A dona ficou muito feia , toda redonda. Parece que a presidente nunca raciocina.A pessoa que a vestiu deveria ser despedida por incompetência.

soninha em 06 de janeiro de 2015

O que deveria estar pesado nela é a consciência pelo o que fez e está fazendo ao nosso querido Brasil.Mas como ela está longe disto, que se exploda....

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI