No começo de minha etapa como blogueiro de VEJA (2010-2015), participei com Augusto Nunes de entrevista com Carlos Ari Sundfeld, professor de direito administrativo da Fundação Getúlio Vargas. Em pauta, o que é necessário fazer para enxugar e melhorar a colossal e ineficiente máquina do Estado brasileiro, que dois meses depois passaria a ter como mandatária máxima a então presidente eleita Dilma Rousseff (PT).

“Reduzir e reestruturar” os órgãos públicos, apostar em “ministérios coordenadores” de governo e ter “controle da administração pública por resultados” foram algumas das propostas do professor.

Esta é a segunda parte da entrevista. A primeira está aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =

TWITTER DO SETTI