Claro, limpo e decente o gesto do presidente Barack Obama de anunciar, quase dois anos antes das eleições americanas de 2012 — que se darão em novembro –, que, sim, será candidato à reeleição.

Nada das sinuosidades, metáforas e climazinhos de suspenses em que tantos chefes de governo incidem quando se trata de abordar seu futuro, aceitando, depois, docemente constrangidos, a “convocação” que supostamente receberam do partido ou mesmo do povo.

Obama, que herdou duas guerras e uma crise econômica e, agora, paga injustamente o preço por elas, foi ao ponto: acha que sua administração obteve conquistas importantes — e é verdade, começando pelo seguro-saúde acessível a todos os americanos, milagre que nem presidentes todo-poderosos e popularíssimos conseguiram — e quer mantê-las.

Diferentemente de colegas colunistas, respeito e admiro o jovem presidente americano, apesar de alguns ziguezagues inevitáveis que, até por inexperiência, acabou cometendo.

Leia mais a respeito.

Deixe uma resposta para Oswald Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =

8 Comentários

Paulo Cesar Ferreira em 05 de abril de 2011

Obama, caminha a passos largos para ser pior do que Carter. é um embuste! Pois Carter deixou um legado fantástico, ao colocar a defesa dos direitos humanos no centro das preocupações e ações da superpotÊncia, apertando inclusive a ditadura militar brasileira.

roberto macedo em 05 de abril de 2011

Caríssimo Ricardo Setti. Sou um total analfabeto eletronico. Portanto, além de não saber nada sobre computador além de ter substituido minha Olivetti, nada sei sobre blog, o que me faz tentar, agora. Você tem e-mail? Forte abraço. Roberto. Grande Roberto, vou entrar em contato com você, porque seu email aparece para mim, mas não gostaria de divulgar o meu publicamente. É um prazer "reencontrá-lo", velho e querido amigo. Abração

Paulo Bento Bandarra em 04 de abril de 2011

Muito cedo para admirar. Por enquanto está deixando a desejar. Concordo com os teus colegas. Então nesta lamentável reprimenda ao Pastor, um absurdo um Presidente americano virar as costas para a sua própria constituição para não magoar fanáticos islâmicos. Caro Paulo Bento, acho que só você viu o presidente virar as costas para a Constituição dos EUA. Abraço

Esron Vieira em 04 de abril de 2011

Digamos que ele foi corajoso. Todos tem o desejo de se reeleger, é por isso que evitam antes do tempo, levar paulada de todo lado da concorrencia. O jovem presidente americano é um cara boa praça. Continuará errando e acertando, afinal ninguem é perfeito. Agora, é só esperar os republicanos fazerem sua parte na briga pelo osso.

Suzana em 04 de abril de 2011

Texto esclarecedor. Definição perfeita. Obama é um estadista nato.

Vera Scheidemann em 04 de abril de 2011

Também admiro o Obama, reconhecendo, é óbvio, que ele não pode acertar todas. Todavia, toma decisões difíceis e, para quem está de fora, sem nenhuma responsabilidade, é muito cômodo criticar. Vera

Valdivino Alves em 04 de abril de 2011

Seti, acredito, que os políticos Brasileiros não têm a mesma postura, porque gosta de pegar todos eleitores de surpresa. Prova disso, é que o Lula vai vir de novo, mas não admite publicamente. Aí, quando chega as eleições falam que decidiu na última hora. Se bem que tanto o Lula como a Dilma se candidatar ganha novamente. Estava almoçando com um maigo 50tão outro dia, ele disse "que quem vai governar o Brasil de agora em diante é o PT", Sabe que este amigo tem razão?. Setti, meu querido estou aguardando sua visita. Meus contatos: e-mail: prof.valdivinoalves@bol.com.br e meu site é: www.valdivinoalves.com.br Grande abraço.

Oswald em 04 de abril de 2011

Santo homem, Premio Nobel da Paz, grande estadista, merece uma segunta chance e talvez uma terceira...jejeje

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI